História I'm fine - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 11
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heyyy!!! espero que gostem desse cap

Capítulo 2 - Dia de inverno


Fanfic / Fanfiction I'm fine - Capítulo 2 - Dia de inverno

Eu fico no pátio por horas até escurecer, como eu não estava com fome eu fui para a biblioteca e vejo uma garota chorando eu me aproximo

-Está tudo bem?- pergunto

-Hum...E-eu estou- fala ela entre soluços- na verdade não está,  meu pai morreu, cometeu suicídio... eu achava que ele estava melhor por isso estava aqui na clínica... mas ele se matou.-

-Eu sinto muito, seu pai devia ser muito especial pra você, se eu te contasse oque eu já passei você não estaria chorando.- falo dando um abraço nela- bem qual seu nome?-

-Meu nome é Angel, e o seu?- ela fala limpando as lágrimas

-Emma.-

Nós ficamos conversando um bom tempo até que Mary apareceu eu me levanto e me despeço de Angie, é assim que ela gosta de ser chamada, e vou para meu quarto, eu tomo outro banho e coloco meu pijama. Eu estava deitada lendo quando alguém bate na porta, eu me levanto e abro a porta.

-Oque foi?- pergunto pro garoto parado na minha porta

-Posso entrar? Meu nome é Namjoon, por favor deixa eu entrar...-

-Tá, entra e senta aqui na cadeira, oque aconteceu pra você bater na minha porta?-

-Você conhece o Taehyung?- ele me pergunta com um olhar estranho

-Como assim?! Quem é Taehyung? Pera é o garoto do jardim?-

Ele respira fundo e começa a me fitar

-Sim o garoto do jardim, eu sou amigo dele, ele começou a chorar depois que você falou com ele, você disse oque pra ele?-

-Eu não disse nada, só estendi minha mão pra ele apertar, tipo me cumprimentar, mas ele se encolheu e saiu, eu não faria mal algum pra ele...- eu falo olhando para o chão

Ele dá um sorriso e sai do meu quarto e Taehyung aparece na porta

-Namjoon? Oque tá fazendo aqui...- ele pergunta olhando para mim e para Namjoon

-Eu vim ver ela, porque? Você sabe que eu sou o conselheiro aqui do nosso grupo e queria cumprimenta-la antes dos outros grupos... e você oque faz aqui?-

-Eu, eu.... vim falar com ela também, na verdade me desculpar por mais cedo... eu não devia ter sido rude- ele responde dando um sorriso tímido

Eu fico olhando os dois com uma cara de tipo “tá e oque vão fazer agora...” eles notam que eu os encarava

-Bom devemos ir para nossos quartos agora, se nos da licença, nos vemos amanha- fala Namjoon.

Eles saem do meu quarto e eu volto a minha leitura e acabo caindo no sono, sou acordada com alguém me cutucando, conforme minha vista se acostuma com a claridade eu percebo uma silhueta masculina se formar e logo noto que era um enfermeiro

- Olá! Meu nome é Seokjin, sou o substituto de Mary- ele fala

-Oi... Seokjin poderia me dar licença para me trocar?- pergunto

Ele fica levemente vermelho e sai do quarto

-Vou esperar aqui fora, qualquer coisa é so me chamar, e por favor me chame de Jin.- ele responde enquanto saía

Eu coloco uma roupa meio quente pois estava frio já que era quase inverno e dentro da gaveta de roupas vejo um ipod com meus fones de ouvido eu pego e olhos as músicas eu escolho a primeira amúsica que eu vejo e ponho meus dois fones de ouvido e saio do quart e sinto duas mãos me segurando pelos braços e me puxando pra perto eu me viro e vejo Jin com seu corpo colado ao meu eu me solto dele e tiro um dos fones

-Oque foi...- falo revirando os olhos

-Você tem que ir comer... Eu vi que você ontem passou reto pelo refeitório...- ele dá uma pausa- e eu fiquei preocupado...-

Eu fico instantaneamente vermelha e vou ao refeitório e como um pote de morangos, depois disso eu estava andando tranquilamente quando eu vejo um rosto conhecido e fico encarando ele se aproximar, era Jungkook

-Oque você faz aqui?- pergunto me distanciando dele

-Eu venho aqui toda semana por que minha psicóloga trabalha aqui e me atende aqui...-

Pera ele disse psicóloga...porque será que ele vê uma psicóloga

-E você por que está aqui?-ele me pergunta

-Eu err...Eu to me tratando aqui, eu tava com problemas de depressão...- respondo me virando e saio correndo

Eu chego no corredor do meu quarto e sinto alguém me puxar para um quarto e tapando minha boca, eu começo a me debater entrando em desespero e começo a chorar

-Shiii! Eu não vou te machucar- disse a pessoa me virando pra ele

Era Taehyung ele estava com uma expressão diferente no rosto

-Quem era aquele garoto?- ele me pergunta sério

-Porque quer saer? Nada que diz a mau respeito você tem que saber... mas ele era meu namorado, conhece ele?

-Sim, eu sou amigo de infância dele, você foi a garota que ele traiu então. Achava que você fosse ser feia por isso ele te traiu mas, pelo visto, é o contrario... –ele fala enquanto me fitava

Eu me solto de suas mão que ainda me seguravam e eu saio do quarto correndo e ntro no meu chorando, como assim “a garota que ele traiu” eu não sabia que ele se vangloriava por isso... estou completamente decepcionada com essa atitude dele, eu achava que ele fosse diferente.

POV Taehyung

Eu não sei quem era aquele garoto eu já ouvi uma enfermeira falando dela, que ela tinha sido traída, mas eu fui meio grosseiro com ela... não devia ter tocado em assunto particular dela desse maneira, eu não gosto de ter ideias assim, mas não é minha culpa se eu tenho problemas psicológicos que me fazer agir de tal maneira, eu não queria ser assim, eu queria muito ser normal mas não consigo.

Emma eu sinto muito...

POV Jungkook

Eu menti pra ela, eu não tenho psicóloga, eu assim que soube que ela estava com problemas vim pra cá, vou ficar um mês aqui pra me aproximar novamente dela, eu quero que ela me perdoe eu não aguento ficar longe dela, ela é tipo minha âncora sem ela eu fico perdido vagando pelo mundo e por minhas ideias...

Emma eu jamais devia ter feito aquilo, eu nunca devia ter ido a aquela festa eu ferrei tudo, eu sou um bosta mesmo, só preciso de seu perdão para viver feliz...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...