História I'm gay? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags | Taekook | Bts |
Visualizações 21
Palavras 1.453
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fantasia, Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - 🌻3🌻


Escutei alguém bater na porta brutalmente, eu me assustei.

- Quem é? - perguntei.

- Sou eu! Abre a porta, eu preciso usar o banheiro! - Jungkook diz batendo na porta enquanto girava a maçaneta.

- O-Ok, espera um pouco! - falei tirando aquela roupa.

Vesti minha boxer e uma calça de moletom preta, joguei aquela roupa debaixo das cobertas e abri a porta. Nisso ele entrou tão rápido que eu só escutei a porta do banheiro batendo.

Fechei a porta e guardei aquela roupa em um lugar que eu tinha certeza que iria esquecer onde era, para mim não precisar olhar essa roupa tão cedo. Peguei meu celular enviando uma mensagem pra ele, mas o mesmo não visualizava.

you: hey! você não me disse oq sabe

you: você vai mesmo me ignorar?

you: eu sabia! você não sabia de nada!

you: como eu fui tão trouxa de acreditar que você sabia de alguma coisa? no máximo você é só mais um pervertido conseguindo fotos de alunos!

você ficou off-line

Eu estava realmente frustrado e triste, eu tinha me submetido a me vestir daquela forma só pra ter informações sobre a minha namorada, e era tudo mentira. Podem dizer, eu sou trouxa para um caralho e-

Saí dos meus pensamentos ao escutar um som estranho vindo do banheiro, Jungkook estava gemendo ou a merda não estava saindo? risos.

Depois de minutos ele saiu do banheiro, Jungkook secava o suor da testa.

- Você... não puxou a descarga - falei o olhando.

- A-Ah é verdade - ele gaguejou voltando ao banheiro puxando a descarga.

Quando ele saiu eu resolvi perguntar se ele sabia de algum aluno ou professor que fosse gay, por que ele saberia disso? Jungkook conhece todo mundo.

- Kook, posso te perguntar uma coisa? - falei me sentando na cama.

- P-Pode - ele se senta na cama dele.

Eu podia perguntar o porquê dele estar tão estranho, mas resolvi ir ao ponto.

- Você sabe se algum aluno ou professor é gay? - perguntei o olhando.

- Não, eu não conheço nenhum aluno ou professor que seja gay - ele diz olhando pra qualquer coisa que não fosse eu.

- Tem certeza? - perguntei ainda olhando pra ele.

- Sim! Por quê? - dessa vez ele me olhou.

Eu não contaria pro meu colega de quarto que havia um estranho me mandando mensagens.

- Hum... nada - falei engolindo seco.

Ele se levantou, pegou o celular e saiu. Bom, geralmente as pessoas são amigas dos seus colegas de quarto, mas isso não rolou comigo e com Jungkook, acho que vou tentar me aproximar dele.

Saí dos meus pensamentos com o meu celular apitando, indicando uma nova notificação.

Sorri largo e me perguntei o motivo do sorriso. Peguei apressado o celular, e sim, era uma notificação dele.

Daddy ><: Fica calmo, não sou nenhum pervertido

Daddy ><: Só queria ver como o meu babyboy é uma delícia

Daddy ><: Só tinha ido me masturbar babe

Daddy ><: Como que com essa carinha fofa você pode ter uma bunda tão linda?

Sim eu não vou mentir! Fiquei feliz por ele elogiar a minha bunda, mas eu também corei quando ele disse que eu era uma delícia, era uma sensação estranha.

you: ok! agora me diga oq sabe sobre a minha namorada.

Daddy ><: Ah

Daddy ><: Já tinha me esquecido daquela vadia

Daddy ><: Bom...

Daddy ><: Toda vez que ela vem te visitar, é o pai dela que a leva e a trás, certo? Mas dessa última vez não, foi um cara, ele estava na frente da faculdade, ela andou até ele e os dois deram as mãos e foram andando até o carro dele, dps entraram em uma rua que não era a que eles vieram.

Daddy ><: A vadia tem algum irmão? Ou primo?

you: não

Daddy ><: Pronto é isso que eu sei meu amor, fala com ela e faz ela confessar quem era aquele cara

you: acha que eu devo fazer isso?

Daddy ><: Olha só... pedindo conselhos para o daddy

Daddy ><: Sim fala com ela, e se ela estiver te traindo, eu vou estar aqui.

you: eu já te disse que não sou gay

Daddy ><: Não minta Kim Taehyung! Baby's mentirosos são punidos pelos seus Daddy's e acho que você não gostaria de ser punido...

Daddy ><: Agora eu preciso ir

Daddy ><: Ah...

Daddy ><: Eu quero que você se masturbe

Daddy ><: Mas não do jeito que você sempre faz, daquele jeito que você sabe como é

Daddy ><: Como quando você brinca com a sua namorada

you: daddy, você diz, me masturbar como uma garota?

Daddy ><: Isso meu amor, como uma garota. Agora eu tenho que ir, e, amanhã você me conta como foi.

Daddy >< ficou off-line

*de noite*

Eu não estava conseguindo dormir, estava criando teorias e estava paranóico, não conseguia imaginar a minha namorada me traindo, ela sempre disse que me amava. Será que era mentira? Ou será que ela ficou com outro cara me amando, porque eu não consigo dar muita atenção para ela?

Bom eu não sei, só sei que eu me lembrei sobre o que o daddy havia dito. Eu deveria fazer isso? E se machucar? A minha namorada não reclamava, pra ela era tão bom... será que vai ser bom pra mim também?

Quando me dei conta já estava com a mão dentro da calça, segurei meu membro iniciando movimentos lentos, eu não me importava de gemer, Jungkook tem o sono pesado então, posso gemer a vontade. Mordi os lábios quando senti minha ereção começar, tirei minha calça e minha boxer voltando com os movimentos cada vez mais intensos.

- Se masturbar igual uma garota, igual uma garota, igual uma garota... - falei sussurrando pra mim mesmo.

Soltei meu membro aproximando os meus dedos da minha entrada, eu nunca havia tocado ali antes com essas intenções, então eu pensava em como eu fazia com a minha namorada.

Passei meus dedos ali... era bom, estava me dando prazer... Levei meus dois dedos até a boca começando a chupa-los, só de chupar os meus dedos para lubrificar os mesmos estava me excitando. Após saber que estavam bem lubrificados, os levei novamente até minha entrada.

Respirei fundo começando a penetrar apenas um dedo, o dedo não havia chegado nem até a metade e estava doendo, não era nem uma dor, e sim um incômodo. Em uma ato de pura coragem penetrei ele inteiro de uma vez, eu dei um gemido muito alto e comecei a rezar para Jungkook não ter acordado.

Tudo bem ele não acordou, e o dedo que estava dentro de mim nem incomodava tanto, comecei a movimenta-lo dentro de mim. Estava muito bom, meu corpo começou a esquentar e eu me xingava mentalmente por nunca ter feito isso antes.

Penetrei mais um dedo e aumentei os movimentos indo mais fundo e com mais intensidade, com a minha outra não livre peguei meu membro voltando a me masturbar.

- D-Daddy! - falei entre gemidos.

Fiquei de quatro na cama, soltei meu membro dando tapas na minha bunda, eu realmente nunca senti tanto prazer em uma masturbação. Eu só lembrava das mensagens dele, imaginava como era a sua voz, os seus toques, os seus beijos, o seu... o seu... membro e...

Me desfiz sobre a cama, retirei meus dedos e caí sobre a cama, eu não consegui pensar em nada apenas peguei no sono.

*outro dia*

Acordei com o meu despertador tocando, peguei meu celular desligando o despertador. Abri de leve os meus olhos vendo Jungkook colocando a camisa, cocei meus olhos me sentando.

- Você é tão fofo quando acorda - Jungkook diz com a camisa em mãos.

- Eu não sou fofo - bocejei.

- É claro que é - ele rio vestindo a camisa.

Sorri ainda sonolento, de manhã eu viro um zumbi. Me levantei indo para o banheiro, tomei um banho, escovei os dentes e fiz tudo o que havia para fazer. Saí do banheiro enrolado na toalha, Jungkook não estava mais ali. Me vesti, peguei meu material e fui. Enquanto andava indo em direção a minha sala recebi uma mensagem.

Daddy ><: Bom dia baby ♡

Sorri largo olhando aquela mensagem, nem a minha namorada me manda mensagens de bom dia.

you: bom dia ♡

Daddy ><: Opa, um coração? Tem algo de estranho

you: não tem nada de estranho, é só um coração

Se eu atrasar alguns minutos não tem problema, né?

Daddy ><: Fez oq eu mandei?

you: fiz...

Daddy ><: Ótimo

Daddy ><: Obediente, é assim que eu gosto

Daddy ><: Afinal, gostou?

you: foi estranho, mas não foi ruim

Acreditem, eu estava corado.

Daddy ><: Chegou a gozar?

you: sim

Daddy ><: Aahh Taehyung

Daddy ><: Me deixa fazer isso com você

Daddy ><: Vamos nos encontrar

you: eu já disse que sou hetero!

Daddy ><: E eu disse que não é!

Daddy ><: Se vc é tão hetero pq se masturbou como uma garota e gostou?

you: por que você mandou!

Daddy ><: Viu! Agora está obedecendo o seu daddy

Daddy ><: Quanto mais vc demorar pra se assumir, cada vez vai piorar mais

you: estou atrasado pra aula! tchau!

Joguei o celular dentro do bolso do meu moletom e entrei na sala.

Continua...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...