História I'm in love with you...but i can't confess |YOONMIN| - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Jimin, Jin, Jungkook, Minga, Namjin, Rapmonster, Suga, Taekook, Yoongijimin, Yoonmin
Exibições 95
Palavras 2.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora do capítulo.
Eu amanhã, pretendo postar dois capítulos para compensar os que não pus na terça nem na quarta.

Capítulo 11 - Acabou-se o namoro escondido? |Capítulo 11|


Fanfic / Fanfiction I'm in love with you...but i can't confess |YOONMIN| - Capítulo 11 - Acabou-se o namoro escondido? |Capítulo 11|

Pov Autora

Passaram três dias, e hoje a amiga de Kook, Lily, iria passar as suas "férias" na casa dos Bangtan Boys.

Chegada de Lily...

Pov Jimin

Estava entusiasmado, pois Kook nunca me tinha apresentado uma amiga dele, seria a primeira vez.

Eu estava agarrado a Suga, com tanto entusiasmo. Ele queria que eu para-se de fazer aquilo, mas não conseguiu, e toda a gente caiu na gargalhada.

- Jiminie, para de me abraçar. - ele ainda estava a tentar tirar-me de volta dele.

- Não quero. - assim que eu vi Kook correr até uma menina, eu larguei Suga e fui atrás dele.

- Até que enfim... - disse Suga, e sim eu consegui ouvir.

Pov Yoongi

Eu decidi ir atrás deles, mas ao contrário deles, eu fui andar.

Tivemos ontem ensaio é normal que me doam as pernas... O Jimin e o Kook aguentam bem as dores. Tae também consegue, mas ele estava cheio de sono. Já Nam e Jin, nem se fala... Esses ficaram sentados nos bancos.

Assim que cheguei a amiga de Kook veio-me cumprimentar com dois beijos na cara... Mas espera, ela não fez isso ao Jimin.

Olhei para trás e encontrei um Jimin muito furioso... Acho que é melhor começar a fugir.

Kook ficou admirado com o que Lily tinha feito, nem ela fez isso a Kook.

Começamos a andar e Jimin afastou-se de mim. Não sei se ele se afastou para não dar provas que nós estamos a namorar ou se está com... Ciúmes!

Eu puxei Jimin e disse que ele se tinha cortado no dedo, ele olhou-me torto, mas não disse nada pra estragar a minha "mentirinha".

Chegamos na casa de banho.

- Minie, que se passa contigo? - ele estava-me a olhar furioso.

- Nada, nada Yoongi... Só estavas agarrado à Lily. - ele cruzou os braços. Ele fica tão fofo zangado.

- Em primeiro eu não estava agarrado a ela, porque a Lily só chegou agora, segundo foi ela quem me deu os dois beijos e terceiro eu só tenho olhos pra uma pessoa. - disse aproximando-me dele.

- E quem é essa pessoa? - ele pôs os braços em volta do meu pescoço.

- Essa pessoa... És tu... - demos um beijo muito carinhoso, quando de repente alguém entra.

- E quê amigos, já é assumido? - era Nam. Aish, eu tinha-me esquecido de lhe dizer.

- Sim, mas é escondido, só Jin sabia, mas agora tu também sabes. - disse Jimin a olhar para mim.

- Como assim o Jin sabia e não me contou nada? - Nam ficou furioso.

- Tem calma... Eu é que lhe pedi para não te dizer. Não te chateies com ele. - Nam ao ouvir o que disse veio para cima de mim, mas Jimin pôs-se à minha frente.

" Só por ter feito o que fiz já merecia um soco na cara?"

- Nam o que o Suga fez de errado para tu vires para cima dele? - perguntou Jimin chateado.

- Ele... Ele.. Mandou o Jin não dizer sobre vocês. - Nam fez um biquinho.

- E isso é motivo pra bateres nele?

- Não... - Nam olhou para os pés dele.

- Então, não faças mais isso. - Jimin deu tapa levezinho no ombro de Nam.

- Okay, mas podemos ir ter com os outros agora? - perguntei, ainda espantado com o que acabará de acontecer.

- Sim. - disseram os dois em coro.

Depois de acontecer isto, que foi muito engraçado, fomos para a beira dos outros e Nam foi imediatamente pra beira de Jin.

- Demoraram muito! Por acaso estavam a fazer outras coisas? - disse Tae, que me olhou muito malicioso.

- N-Não! Q-Que é que a-andas a pensar? - disse Jimin todo vermelho, e todos começaram a rir.

- Estou a ver que vocês são muito engraçados. - disse Lily, e Jimin deu-lhe um olhar ameaçador. Eu não queria ser a Lily neste momento, se o Jiminie a vê à minha beira, ele mata-a.

- Vamos pra casa criancinhas! - disse alegremente o Jin.

Fomos pra casa, e durante o caminho Jin veio-nos a contar piadas secas. E também estivemos a cantar... O Jimin conseguiu atingir sempre as notas mais altas. Espero que isso não lhe faça mal à voz.

Chegamos em casa e a Lily veio ter logo comigo.

- Onde dormes? - perguntou ela e agarrou-se ao meu braço.

- Naquela porta lá do fundo porquê? - ela fez-me um olhar do tipo "vamos para lá... Vai ser divertido o que vamos fazer lá dentro"

- Tens colega de quarto?

- Sim tenho. - Jimin veio ter comigo e retirou o braço dela.

- E esse colega sou eu, Park Jimin, por isso, com licença que eu tenho de falar com ele. - Jimin estava furioso.

Ele puxou-me pelo corredor inteiro, e cada vez que eu tentava falar ele mandava-me calar.

- Pronto... Já estou cheio Jiminie. Posso falar? - perguntei exausto com esta atitude dele.

- Sim... - ele cruzou os braços.

- Se achas que eu me estava a atirar a ela, estás muito enganado porque era o contrário, e se pensas que eu sou esse tipo de pessoa, não me conheces assim tão b... - ele interrompeu-me.

- Eu sei que não és esse tipo de pessoa... Só não gosto de te ver assim com ela... Tu sabes q.... - encurralei-o na parede, neste momento a única coisa que pensei foi... 

Pegar nele, e pôr as pernas dele à volta da minha cintura. E começamos um beijo calmo...

 De repente alguém entra no quarto e nós os dois pegamos o que estava à nossa beira para essa pessoa não confiar o que se estava a passar.

- Er...Estou a interromper? - era Lily... Ela não me vai deixar em paz?

- Sim, e muito... Podes sair? Eu preciso de falar com Jimin a sós.

- Okay, Okay... Eu aposto que vocês namoram mas não querem dizer nada... Podem-me contar... Eu não conto a ninguém.

- Nós não confiamos em ti. - disse eu e Jimin ao mesmo tempo, encarando-a.

- Já estou a sair...

Ela saiu, e eu e Jimin desatamos a rir. 

Alguém devia de ter gravado isto.

- Então Jiminie... Os nossos problemas são...? - aproximei-me dele.

- Suga esses problemas não poderão ser resolvidos agora, pois estão pessoas em casa e se eles ouvirem algo suspeito, vem logo ver o que se passa, e tu sabes como eles são... - Jimin levantou-se e puxou-me para me levantar.

- Okay... Eu quero que seja especial. - dei-lhe um beijo demorado e decidimos sair.

Saímos e todos nos olharam curiosos.

- Esses problemas foram bem demorados... - disse Tae olhando-me malicioso.

- Eram problemas pessoais... Que nós não queremos dizer agora. - Jimin disse corando.

- Vocês namoram?!?! - disse Kook a saltitar.

- Não... Achas mesmo que eu sou gay? - respondi, e vi que os olhos de Jimin estavam a lacrimejar.

- Eu... Eu... - ele saiu de casa a correr. Kook levantou-se mas eu mandei-o sentar, ele não gostou da ideia mas fez o que eu disse.

- Eu cuido dele, não fiquem tão  preocupados.

Corri o mais rápido possível atrás dele... 

Mas perdi-o de vista.

"O que eu fiz de mal? Eu disse algo errado?"

Andei pelas ruas até chegar a um parque que era onde eu tinha conhecido o Jimin... Lembro-me tão bem desse dia.

Por isso, antes de a banda existir eu, Jimin, J-Hope e Kook, já nos conhecíamos.

Entrei dentro do parque e encontrei um Jimin a chorar rios de lágrimas. 

As bochechas dele estavam extremamente vermelhas, devia de ser porque correu muito. Os lábios estavam bem carnudos e cheios... Os olhos estavam cansados... Ele chorou muito enquanto eu não estava aqui.

- Amor... - acariciei as suas bochechas.

- S-Suga... N-Não quero q-que me v-vejas a-assim... - ele soluçava muito, à conta do choro.

- Porquê? Que se passou para tu saíres de casa daquele jeito?

- Eu não quero continuar a mentir aos meninos sobre o nosso namoro... Está a magoar-me fazer tal coisa a Kook, que foi sempre quem me apoiou. - ele voltou a chorar. Abracei com o maior carinho possível.

- Jiminie... - ele olhou para mim - a mim também me está a custar fazer tal coisa ao Hobie... Mas o nosso namoro é tão recente... Passou mais ou menos uma semana desde que começamos a namorar... N... - fui interrompido.

- Não! Eu já estou cheio de desviar conversa quando falo com ele! EU QUERO QUE ELE SAIBA... EU JÁ NÃO AGUENTO MENTIR-LHE... JÁ CHEGA YOONGI... MAGOA-ME QUE ELE NÃO SAIBA. EU ODEIO NAMORAR ÀS ESCONDIDAS NÃO PODEMOS FAZER NADA SEM SER ÀS ESCONDIDAS, ESTOU CHEIO. - ele estava furioso, os olhos cansados tranformaram-se em raiva.

Eu afastei-me.

- Suga... Desculpa... - ele aproximou-se mas eu desviei-me e comecei a andar.

- Suga!!! Por favor não vás!!! - ele estava a chorar.

Alguma força do além me fez virar e voltar para ele, e o beijar como se fosse o primeiro beijo que demos. 

A sua boca estava salgada à conta de suas lágrimas. Os lábios estavam rosados. Intensefiquei o beijo pedindo passagem de língua, que ele logo cedeu. Separamo-nos por falta de ar. 

Eu levantei-me e ia começar a andar mas, Jimin agarrou a minha mão, pedindo para que eu o ajudasse a levantar. Estávamos a andar para voltar para casa, mas eu pus o braço em volta de seu pescoço e o puxei até o meu peito, ele pôs uma de suas mãos em minha cintura, e andamos assim até à porta de casa.

- Suguinha, anda fazer o jantar comigo! - disse Lily abraçando-me e eu logo a tirei.

Pov Jimin

Entramos em casa e ela já estava em cima dele, ainda bem que ele a afastou, se não ela ia morrer.

- E eu não posso fazer o jantar, tenho de tratar de Jimin. - Suga logo veio para a minha beira e levou-me até ao nosso quarto.

- Deita-te na cama e eu já te venho trazer algo para comeres. - de alguma forma ele foi um bocado frio.

- Okay.. Mas eu tenho frio.

- Podes vestir o meu casado que está ali, que eu sei que é mais quente que qualquer um teu.

- Okay, obrigada...amor. - Suga me beijou novamente e saiu. Este homem está-me a deixar louco.

Pov Yoongi

Lá fui eu até à cozinha para fazer algo para o meu querido amado namorado. Jin olhou para mim com um ar de preocupação.

- Podes perguntar o que estás a pensar. - ele ficou espantado por eu saber que ele queria-me dizer algo.

- Porque é que o Jimin estava a chorar? - ele foi o único que viu afinal, pois só ele e Lily estavam acordados o resto já tinha ido dormir, também já era quase meia-noite.

- Ele não gosta da ideia de namoro escondido... Ele está cheio de mentir para Kook... Eu já não sei o que fazer. - Jin abraçou-me, e nesse momento Nam entrou na cozinha.

- Que se passa filhinho? - Nam correu para me abraçar.

- É que o Jimin... Não quer continuar com isto do namoro escondido... Estou a ficar preocupado, porque ele não se tem alimentado direito, apesar de hoje já ter comido um bocado mais que nos outros dias. Ele não quer mentir para Kook, mas eu também não quero mentir para Hope...

- Calma, nós vamos te ajudar. - Nam acariciou as minhas costas.

- Tens de ter calma, agora vai alimentar o teu amado, que agora eu vou ficar de olho nele se ele come ou não. - disse Jin, dando-me uma bandeja com uma massa e salsichas que ele fez especialmente para Jimin.

Entrei no quarto e ele tinha ligado a televisão e estava a ver desenhos animados. Então era esse o motivo de tanto riso vindo da parte dele.

Ele estava virado de costas logo não me viu.

- Jiminie... - ele assutou-se, mas logo que me viu abraçou-me. - Vais comer isto tudo, não vais?

- Sim eu vou, eu sei que estás preocupado com a minha saúde e alimentação, e acho isso muito fofo, mas não é preciso andar sempre em cima de mim.

- Okay, eu vou tentar não fazer isso. Boa noite meu anjinho.

- Boa noite... Meu príncipe encantado. E eu vou comer tudo, não te preocupes, dorme descansado. - disse agarrando nos talheres e atacando a comida.

- Se precisares de alguma coisa, vem ter comigo à cama. - dei-lhe um beijo na testa e fui dormir.

Este dia foi longo e cheio de drama.... 

Estou muito cansado... 

Continua...


Notas Finais


Desculpem por não postar tantos capítulos nestes dias, mas amanhã terá, mas nunca se sabe, pode ocorrer mais alguns imprevistos.
Espero que tenham gostado!

Bye Bye, For Now! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...