História I'm in love with you...but i can't confess |YOONMIN| - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Jimin, Jin, Jungkook, Minga, Namjin, Rapmonster, Suga, Taekook, Yoongijimin, Yoonmin
Visualizações 240
Palavras 2.437
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Ex-Namorada? |Capítulo 14|


Fanfic / Fanfiction I'm in love with you...but i can't confess |YOONMIN| - Capítulo 14 - Ex-Namorada? |Capítulo 14|

Pov Jimin

Entramos na carrinha, e eu ainda tinha um pouco de sono, por isso, como ia à beira de Suga, deitei a minha cabeça em seu ombro.

- Ainda estás com sono? - ele deu um beijo na minha nuca.

- Normal, ontem fiquei bêbado e a dor de cabeça não ajuda muito.

- Ao menos não estás igual aqueles dois ali. - Suga apontou para Tae e Kook.

- Tae dá-me a almofada, dói-me a cabeça e eu quero dormir... - Kook tentava alcançar a almofada mas não conseguia.

- Primeiro vais me dar um beijinho, segundo não vais dormir e terceiro nunca mais bebas... Tu és muito pesado para eu te carregar até ao nosso quarto. - Kook concordou com tudo, e depois Tae deu-lhe a almofada. Kook adormeceu na hora que deitou a cabeça, e todos se riram.

- Vocês os dois são incríveis! - disse Lily dando um high-five a Tae.

- Kook já adormeceu? É um milagre! - ouvimos Jin a dizer isso e começamos a rir.

Fomos o caminho inteiro a falar de músicas, mas Suga parecia estar com a cabeça na lua.

- Amor, está tudo bem? - ele assustou-se ao ver que o tinha notado.

- Sim, está tudo ótimo. - ele sorriu, mas aquele sorriso não estava nada confortável.

- Sabes que eu não vou acreditar nisso pois não? - ele suspirou.

- Então tu sabes que eu tive uma namorada... Nós estamos a ir para a cidade que ela mora. - eu ouvi o que ele disse  e já sabia o que estava por vir...

"Crise de ciúmes, está cada vez mais perto de vir, novamente."

- Tem calma... - foram as únicas palavras que saíram, deixando Tae e Lily espantados, porque eu dizia mais algumas palavras para reconfortar, e agora só me saiu esta frase.

- Lá vem a crise de ciúmes e ainda nem vimos a ex-namorada de Suga. - disse Jin, olhando para trás e piscando-me o olho.

- Não é nenhuma crise, eu só não sei o que dizer. - tentei mentir, mas Jin ficou desconfiado.

- Eu é que te digo para ter calma... Se ela vos fizer alguma coisa, eu mato-a. Mas também ainda não sabes se vocês se vão encontrar, não é Suga? - ele olhou para Lily e assentiu.

- Eu já disse que estou calmo! - eu alterei-me um pouco, e Suga pôs a mão na minha perna.

"Porque é que ele parecia que ia chorar a qualquer momento? Ele deixa-me confuso..."

- T-Tem calma J-Jiminie... - ele gaguejou tanto, que se passa com ele?

- O que se passa contigo Yoongi? - eu respondi e olhei-o um pouco furioso.

- Ela ontem enviou-me uma mensagem a dizer que já sabia que eu ia estar na cidade dela, e que também  sabia qual era a casa que iremos ficar e que iria estar à minha espera... E nós nem dissemos nada aos nosso fãs, e ela sabe? - Suga estava assustado.

- Ela só pode ser uma assassina... Ela nunca parou de te perseguir, mesmo depois de acabarem? - disse Tae pondo a mão no ombro de Suga.

- Eu não sei... À um mês que ela começou a mandar-me mensagens e eu não respondia... E como vocês sabem eu mudei de número, mas ela conseguiu arranjar o novo. - eu fiquei triste e cheio de raiva neste momento.

"Eu vou bater nessa menina, ela pode esperar por mim, porque perseguir uma pessoa, já é coisa de loucos! Hoje em dia, as pessoas não pensam nas consequências!"

- Eu vou estar sempre contigo, não te preocupes, não vou deixar que ela te toque e que nem respire à tua beira. - Suga abraçou-me e não me largou.

- Oh meu Deus, nem no nosso dia folga, se pode estar em paz. - disse Jin, fazendo carícias na nuca de Suga.

- Hey o que se passa Suguinha? - Hope acordou da sua soneca. Hope deu um salto quando viu que Suga estava agarrado a mim e que estava a tremer um pouco.

- É a ex-namorada dele, não é? - ele bateu com a mão na testa, e todos ficaram espantados por ele saber.

" Também é normal, eles são melhores amigos e eu só namoro com Suga à duas semanas, e isto aconteceu no princípio do mês."

- Nós estamos a ir para a cidade dela, não é? - disse J-Hope.

- S-Sim... - Suga levantou a cabeça do meu peito, olhou para Hobie e voltou a encostá-la no meu peito novamente.

- Conta-nos a história dela... Eu tenho que saber sobre ela. - perguntei curioso e fechei o meu punho. Todos viram e disseram "calma" ao mesmo tempo.

"Ninguém pode magoar Suga, o sorriso dele é precioso, não é todos os dias que ele sorri."

- Então ela chama-se Hyuna, neste momento deve ter uns 20 anos, como tu Jiminie, ela tem cabelo preto mas tem umas madeixas azuis esverdeadas, não sei se ela não mudou a cor, mas na altura ela era assim, os seus olhos eram verdes como a relva, ela era magra e andava sempre vestida de preto. Yoongi andava muito sozinho, e nós estávamos em turmas diferentes, dificultando-me muito a tentar falar com ele, nos intervalos. E num dia, eu vi que Suga andava muito agarrado a uma menina e era ela... A Hyuna... Passado uma semana eles estavam a namorar, e eu tinha ouvido boatos que ela era louca por Yoongi e que se visse alguma menina à beira dele, que era capaz de a... Matar...  É claro que fiquei preocupado com o meu melhor amigo, e eu fui avisá-lo, mas ele disse que ela era pessoa mais doce que se podia conhecer.

Houve um dia que ele decidiu-me apresentá-la, e ela realmente parecia um anjo... Mas houve uma altura na escola, que eu a vi a maltratar meninas que estavam sempre a olhar para Yoongi, e eu gravei um pouco e depois fui ajudar as pessoas... Eu vi que as imagens eram fortes, mas mesmo assim mostrei a ele... - ele suspirou. - Yoongi ao ver aquilo ficou cheio de medo de Hyuna e foi logo falar com ela e terminou tudo...

Passado um mês ela ainda tentava reconquistar Suga, e foi aí que nós mudamos de escola. Nós já vos conhecíamos à muito tempo só que os nosso país decidiram mudar-se de e então voltamos para a escola onde Jimin e vocês os dois estavam, e onde desde pequenos, tivemos aulas. E pronto o resto vocês já sabem. - depois de contar isto Hobie ficou com uma expressão triste. - É que eu ainda me lembro desses dias como se fossem ontem... E dói saber que Suga teve que passar por isto...

- T-Tu não t-tens c-culpa... - Suga segurou as mãos do amigo, que não conseguiu aguentar e chorou. Suga ficou com os olhos extremamente brilhantes... Ele também ia chorar, mas aguentou.

- Queridos... Já chegamos à casa, e já agora acabaram de me ligar a dizer que podíamos tirar o resto da semana de folga... - Jin abriu a porta da carrinha para sairmos. 

Suga saiu e parou ali. Assustei-me ao vê-lo assim, mas logo soube a razão.

- Olá meu amor... Tudo bem? - Hyuna estava ali. Ela estava a aproximar-se dele, mas eu meti-me na frente de Suga.

- Não te atrevas a tocar nele... Ninguém gosta de ti... Podes ir embora. - disse-lhe com a maior calma e frieza, para não me alterar. 

Suga abaixou a cabeça, olhando para os seus pés.

- Quem pensas que és? Tu não és nada do Suga! - ela apontou o dedo dela na minha cara.

"Mas que falta de respeito... Ela nem me conhece e já anda a dizer que eu e Suga não nos conhecemos."

- Eu sou o namorado do Suga, Park Jimin. - ela começou a rir.

- O meu Suga não é gay... Não é verdade amor? - Suga levantou a cabeça, e eu vi nos olhos dele que ele estava a sentir muita raiva, no momento.

- NÃO ME CHAMES DE AMOR OU DE TEU, PORQUE EU NÃO SOU! NÓS ACABAMOS HÁ TANTO TEMPO, E TU AINDA ANDAS COM A IDEIA QUE EU VOU VOLTAR PARA TI? ESQUECE-ME DE UMA VEZ POR TODAS! NÃO DÁ PARA ME DEIXARES EM PAZ? - ele estava completamente vermelho e começou a andar, mas antes de ir embora, ainda deixou umas palavras para ela. - E já agora, eu sou gay sim, e namoro com Jimin, se não gostares podes sair daqui, porque como podes ver, ninguém gosta da tua presença.

- Isto não vai ficar assim Suguinha! Eu sei que ainda me amas... - já não a podia ouvir, então fui para cima dela.

- Queridinha, vais calar essa boca porque o Suga é MEU e ele ama-me a mim e não a ti... E sabes o que ele pensa? Que ter namorado contigo foi um erro, ou devo dizer... O maior erro da vida dele? - começaram a aparecer lágrimas nos olhos dela, mas eu não me importei. Duas amigas dela apareceram.

- Hyuna o que se passou? - perguntou uma menina de cabelos vermelhos e olhos extremamente pretos, que logo olhou para nós.

- Olha quem são elas... Se não são a menina Tracy e a sua amiguinha cobra a Wendy... - toda a gente se espantou, inclusive as duas meninas.

- Hobie não f... - a menina de cabelos loiros e olhos azuis, que parecia ser a Wendy, ia falar mas foi interrompida por J-Hope.

- Hobie é o caralho... Não sou eu que arruina amizades... - Suga foi tentar acalmar Hobie, mas ele simplesmente o empurrou contra uma parede. 

Suga bateu com a cabeça lá! Hobie ao ver o que tinha feito, deixou de ter a sua expressão de raiva e foi ter com o amigo. Eu corri à força da luz até Suga...

- Desculpa, desculpa, desculpa... A raiva consumiu-me... - Suga levantou-se e aceitou o pedido de desculpas de Hobie... Já não era a primeira vez que aquilo acontecia.

- Vês o que fizeste J-Hope? - disse Hyuna tentando se aproximar de Suga, mas eu a impedi.

- Eu já te disse para não chegares perto dele... Queres perder a tua vida? - todos se assustaram comigo... Nunca me tinham visto tão consumido pela raiva.

- Okay, eu afasto-me... Mas como eu já disse... Isto não fica por aqui... - Wendy ficou parada a olhar para Hope.

- Wendy anda! - gritaram as duas.

- Eu não quero! Eu quero o perdão de Hope... - ela começou a chorar.

- Lily podes ir ter com ela, e trazê-la até aqui? - Lily concordou e foi buscá-la. 

Enquanto estavam a fazer isso, eu estava a segurar no Suga e senti uma pinga de sangue cair na minha camisola.

Suga estava a sangrar pela testa, e estava quase a desmaiar.

- S-Suga, meu amor, não desmaies... - ele desmaiou. - SUGA!!! - todos olharam para nós os dois.

- Oh não... o Suga desmaiou, ele está a sangrar... Nam anda, rápido ele precisa de nós! - Jin puxou Nam, para o ajudar a carregar até à carrinha para irmos ao hospital.

- Wendy vens connosco, mas não digas nem uma palavra. - cresceu um sorriso nela. Entraram todos na carrinha. - E não te rias... - Hope conseguiu desfazer o sorriso dela. 

Estávamos quase a chegar quando ouço Suga a sussurrar.

- Jiminie, não me deixes... - eu chorei ao ouvir aquilo, Jin e Nam pegaram nele e entraram dentro do hospital, os outros agarraram-me para eu não ir com eles.

- Deixem-me ir com ele! Por favor... - ajoelhei-me no chão, e comecei a chorar.

- Jiminie... Acalma-te... - Hobie pôs a sua mão no meu ombro. - Daqui a pouco ele já vai estar aqui do teu lado. - eu levantei-me e entrei dentro da carrinha.

Pov J-Hope

- Hobie porque o empurrar te!?!? Tu já viste o que aconteceu?!? - Tae estava a discutir comigo.

- Olha vais parar de levantar a voz, eu naquele momento estava consumido pela raiva, logo não pensei nas consequências. - direcionei-me até ele, mas fui impedido por Wendy.

- Tem calma, não queremos mais ninguém magoado. Podemos conversar agora? - ela olhou-me com uma cara de cão abandonado.

- Só pensas em reconciliar-te comigo? Tu achas que te vou perdoar por estragares a minha amizade com Ryan? Achas?!? - todos ficaram espantados mais uma vez, pela minha atitude.

- Quem é o R-Ryan? - Kook perguntou assustado, e Tae abraçou-o.

- Foi o meu melhor amigo, antes de Suga... E que Wendy o afastou dizendo coisas absurdas sobre mim. Arruinadora de amizades... - a olhei com imensa fúria, e ela afastou-se de mim.

Passado alguns minutos de silêncio muito tenso, chegou Nam. Kook foi logo chamar Jimin, que quase voou da carrinha, com a preocupação toda.

- Ele está bem, não tem nada de grave, só levou uns pequenos pontos na testa... Por isso temos de ter cuidado com ele, e como o Jimin dorme com ele, vais ter que o supervisionar, porque caso ele tenha dores vais ter de lhe dar estes comprimidos. E só... - ele disse, entregou os comprimidos a Jimin e logo olhou para a nossas caras que não estavam nada boas. - Passou-se alguma coisa enquanto eu estava fora?

Pov Jimin

Quando Nam perguntou aquilo, eu entrei na carrinha novamente... Estava cansado...

- Agora só temos que esperar que Jin e Suga saiam... - ao ouvir aquilo, deu-me um aperto no coração... Já estava cheio de esperar!

Passou-se mais alguns minutos e eles saíram do hospital. Caíram-me lágrimas e fui abraçá-lo.

- Hey... Calma anjo... Eu estou bem, não foi nada demais. - ele sorriu fraco, e deixei uma lágrima descer. Ele limpou-a e abraçou-me.

- Vamos para casa, e agora podem ter a certeza que vamos passar o resto da semana aqui. - Jin abraçou Suga e entrou na carrinha. Mas antes de entrar o resto do pessoal na carrinha, todos notaram que Wendy ainda estava ali.

"O que iríamos fazer com ela? Já era noite, não a íamos deixar na rua ou andar sozinha por aí... Nós não somos assim."

- Como o meu quarto tem duas camas e como eu só vou ocupar uma, ela pode dormir comigo. - Lily disse, com uma cara séria.

" Eu aposto que a Lily está cheia de raiva desta menina e das outras amigas delas... Olha só para a cara dela.. Até parece eu."

Entraram todos na carrinha, e puseram-se no caminho até à casa que tinham alugado. 

Continua...


Notas Finais


Capítulo dramático... Agora o Suga tem uns pontos na testa, mas ele ficará bem. O que será que vai acontecer no próximo capítulo?

Bye Bye, For Now! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...