História I'm in love with you...but i can't confess |YOONMIN| - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Jimin, Jin, Jungkook, Minga, Namjin, Rapmonster, Suga, Taekook, Yoongijimin, Yoonmin
Exibições 162
Palavras 2.072
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Deixa-me em paz, Hyuna! |Capítulo 15|


Fanfic / Fanfiction I'm in love with you...but i can't confess |YOONMIN| - Capítulo 15 - Deixa-me em paz, Hyuna! |Capítulo 15|

Pov Yoongi

Chegamos em casa, e eu estava a começar a ter dores, o problema é que Jimin estava a dormir, e eu não o queria acordar, eu queria carregá-lo até ao nosso quarto, mas eu estava todo dorido do empurrão que J-Hope deu. 

- Nam, podes levar o Jimin para o quarto? - ele pegou nele, mas Jimin acordou logo que sentiu o toque de Nam.

- Já chegamos? - ele bocejou.

- Sim, e Nam ia-te levar até ao quarto, mas como acordaste podes andar até lá. - ele riu-se e beijou-me calmamente.

- Vamos então? - ele segurou a minha mão e eu assenti com a cabeça.

Chegamos ao quarto, e as dores pioraram. Pioraram tanto que até cai no chão, não conseguia me mexer e comecei a agarrar os meus cabelos.

- S-Suga... Estás com dores? - ele perguntou, mas a dor era tão forte que eu não conseguia fazer nada, nem falar. - Suga fala comigo! - ele pôs a minha cabeça em suas pernas.

Pov Jimin

Jin apareceu e começou a dizer para eu ir buscar os comprimidos.

- Jiminie! Ele está com dores! Vai buscar os comprimidos! Rápido! - Jin correu até ao local, sentou-se à beira dele e eu fui buscar o mais depressa possível, os comprimidos. Cheguei e Suga ainda estava com as mãos na cabeça.

- Vai atrás de um copo de água e rápido, que o penso está a ficar com muito sangue, ele está com demasiadas dores. - eu apressei-me, peguei no primeiro copo que vi, enchi-o de água e voltei ao local.

- Toma Jinie. - ele deu a Suga, que assim que tomou aquilo, parou de se contorcer e sentou-se.

- D-Dói-me muito a c-cabeça... - ele tinha lágrimas a descerem-lhe pelo rosto.

"Que aperto no coração, vê-lo assim... Cheio de dores... Eu faria de tudo para trocar de lugar com ele."

- Jimin achas que consegues trocar-lhe o penso, sem vomitares? É que o corte e os pontos, não estão bonitos... - eu assenti.

"O corte estava assim tão feio a ponto de vomitar?"

Ajudei Suga a levantar-se e senti que as suas pernas estavam fracas, então peguei nele, entrei no quarto e pus-o em cima da cama de casal.

"Então Jin decidiu que uns dos quartos de casal seria meu e do Suga... Gostei da ideia."

- Eu vou-te mudar o penso okay? Se te estiver a magoar aperta o meu braço... Se sentir dores, tenta estalar os dedos. - ele assentiu e eu acariciei as suas bochechas.

Tirei o penso e não estava bonito, mas também não estava no ponto de olhares para o corte e os pontos e vomitares.

"Jin às vezes é bem dramático."

Desinfetei a área, e Suga apertou duas vezes o meu braço... Era o primeiro dia, normal que lhe doesse ou arde-se, mas ainda não teve dores. Pus-lhe um penso novo, e pronto!

- O que queres para comer? - eu sentei-me ao lado dele, e como Jin me tinha avisado que estaria na cozinha, já sabia o que ele estava a fazer.

- Eu não sei, mas podemos ver o que Jin está a fazer? - ele perguntou, com os seus olhos concentrados nos meus.

"Era o que estava a pensar... Isto chama-se telepatia... Aprendam aqui com o Jiminie. "

- Okay, anda amor. - estendi a mão e ele logo a agarrou.

Andamos pelo corredor e chegamos na sala e Tae e Kook estavam abraçados a ver televisão, já Nam estava a mostrar algo a Hope e Wendy e Lily pareciam estar a conhecer-te e assim que viram a minha presença e a de Suga todos sorriram.

- Olá Suga, tudo bem? - Wendy perguntou, e ele deu um pequeno sorriso. - Ainda bem. - ela sorriu de volta.

Fomos à cozinha e Jin estava sentado a ler uma revista enquanto algo estava a cozinhar na panela. Assim que nos viu levantou-se e veio ter com Suga.

- Já estás melhor? Tu deixaste o Jimin demasiado preocupado, por não o teres respondido. - eu apertei a mão dele, e ele assustou-se.

- Eu naquele momento não consegui falar, as dores eram extremamente fortes e não deu para eu pensar direito. Foi horrível... - Suga abaixou a cabeça, mas depois levantou-a por causa da pressão que estava a fazer no corte.

- Eu entendo... Mas agora já sabes quando tiveres dores, aperta o meu braço. - eu sorri.

- Ah eu não sei se Nam disse, mas o médico pediu para que ele não se exalta-se muito, por isso temos que nos manter longe de Hyuna, ouviste Suga? - Jin apertou o nariz de Suga. Eu ri com a expressão de desgosto de Suga, ele não gostava que lhe mexessem no nariz dele. 

Jin acabou de fazer a comida chamou toda a gente e fomos todos comer. No final, todos decidimos que queríamos ver um filme. Jin estava a trazer as pipocas, quando a campainha toca e ele vai ver quem era. 

- Ah você não! - ouvimos Jin a resmungar e eu fui ver quem era.

- H-Hyuna? O que é que estás a fazer aqui? - cruzei os braços.

- Quero ver o Yoongi, já! Eu sei que ele foi ao hospital. E também quero saber onde está a Wendy. - ela estava furiosa, e ela ia entrar, até que eu a paro.

- Estás a brincar com o fogo... Mas vou-te deixar entrar... - vi uma outra pessoa a aproximar-se.

- Vieram nos chatear à noite foi? Não podem resolver isso amanhã? - Jin estava a ficar chateado com isto.

- Posso entrar? - perguntou Tracy,  e ela parecia não querer criar algum problema. - Só para ficarem a saber, e já que Hyuna não está aqui, eu não gosto do que ela está a fazer, mas ela só me tem a mim e à Wendy e... - interrompi-a.

- Eu não quero saber, entra, antes que eu mude de ideias.

Ouvimos gritos a vir da sala.

- Hyuna sai daqui! Eu já não te aguento mais! Deixa-me em paz! Eu já não vou cair nas tuas merdas! Desiste!

Suga estava a alterar-se.

"Aposto ou tenho quase a certeza, que ela está a fazer isto de propósito."

- Amor, para de ser tão frio... Eu sei que ainda gostas de mim. - ela pôs a mão dela na bochecha de Suga, que foi logo retirada.

- Hey... Eu disse para não tocares no que é MEU! Não entendeste a mensagem? - eu abracei Suga, para ele se acalmar, pois já se notava que estava a sair muito sangue e a molhar totalmente o penso.

- Eu é que devia de te dizer isso! Ele é meu... Ele vai-me aceitar de volta e depois tu ficarás sozinho.

"Mas que miúda chata... Eu avisei-a das consequências ela não quis saber."

Dei-lhe uma chapada tão forte, que ela ficou totalmente vermelha na bochecha. Suga espantou-se mas não me disse nada. Ela ficou surpresa, pressionou a área da chapada e começou a chorar.

- Tu... Meteste-te... Com... A... Pessoa... Errada...! - eu estava a ficar demasiado furioso. Eu ia para cima dela, mas fui parado por uma voz.

- Jiminie! - Suga gritou, e uma linha de sangue saiu do penso dele. Ele desmaiou, e nesse momento desceu-me uma pequena lágrima fria.

- Suga! Jin anda cá!! - gritei e Jin apareceu e logo que viu a cena, foi para a beira de Suga, enquanto que eu tratava de Hyuna.

- Fizeste isto de propósito, não foi? Tu sabias que se ele se exalta-se ele podia desmaiar? O Suga cometeu um grande erro quando namorou contigo... Sua puta... - ela assustou-se, e começou a chamar a Tracy, que estava a falar com Wendy.

Quando o resto do grupo ouviu os gritos, saíram dos seus quartos, e viram tudo o que se estava a passar.

- S-Suga... - J-Hope correu até ao seu amigo e acariciou a sua cabeça.

- Hyuna... - Tracy vinha ter com ela, mas eu disse para ela não vir, fazendo com que ela fica-se como uma estátua.

- Jimin tem calma... - Nam tentou acalmar-me, mas sem sucesso.

- Eu já não consigo ter calma com ela... - aproximei-me dela, encurralando-o numa parede.

 - Vou te dar duas hipóteses... Ou sais, nunca mais apareces na minha vista e não tocas em Suga ou vais ficar desfigurada... Agora escolhe... - ela riu-se, e ouvi Suga a chamar-me. Ele tinha acordado. 

- Jimin...põe-la...na...rua... - Suga disse com muita dificuldade, enquanto Jin limpava o sangue.

Eu peguei-a no braço, e pus-la fora da porta, Tracy e Wendy ficaram quietas no sitio.

- Como eu disse hoje... Eu ainda volto querido... Para reconquistar o que é meu! - ela virou-me as costas e saiu.

" Até que enfim... Já não estava mais a conseguir aguentar."

- Jimin... N-Não nos f-faças mal... Se quiseres q-que nós s-saimos, nós f-fazemos isso. - Tracy disse assustada, mas Wendy estava pouco se importando.

- Eu não vos vou levar à porta como fiz com Hyuna... Eu peço-vos que vão embora e não chateiem ninguém, okay? - Wendy espantou-se por eu a mandar embora, já Tracy saiu que nem um foguetão da casa.

Corri logo para Suga, que estava paralisado no chão.

- Suga, amor... Eu estou aqui. - ele pôs a sua mão na minha bochecha.

- Eu amo-te muito Jiminie. - ele levantou-se e beijou-me, todos ficaram a olhar com muito carinho aquela cena.

- Vocês foram feitos um para o outro. - Lily disse se aproximando de nós. - O Jimin protegeu-te duas vezes hoje! E o Suga cuidou dele quando precisou... Quem não queria ter uma relação igual à deles? - ambos coramos.

- Eu gostava que Tae fosse mais carinhoso comigo... - todos olharam espantados para Kook, inclusive Tae.  - Estou a brincar... - Tae começou a fazer-lhe cócegas.

Levantei o Suga e sentei-o no sofá.

- Querem continuar o que estávamos a fazer antes da Hyuna chegar? - perguntou Jin com as taças de pipocas nas mãos dele. 

Todos responderam que sim e Nam colocou o filme que tínhamos e escolhido e ficamos até tarde a assistir, então toda a gente dormiu na sala, hoje.

Na manhã seguinte...

Pov Jimin

Acordei e Jin, como sempre, já estava acordado, e então fui ter com ele.

- Bom dia Jinie! - ele abraçou-me.

- Bom dia Jiminie, o Suga não se queixou de dores? - ele perguntou preocupado.

"Eu estive acordado até tarde, para ver se Yoongi adormeci-a, e quando ele "apagou" eu decidi também dormir."

- Sim, ele não teve mais dores... Eu acho que ontem ele desmaiou, por causa da Hyuna mas também da abertura que está a sarar e então é normal que doa... O bom é que não foi nada de grave.

- Nisso tens razão... E a Hyuna é melhor nunca mais vir ter contigo...Mas pronto...Queres ajudar a fazer o pequeno almoço, já que Suga está a dormir?

- Sim claro, o que precisas que eu faça? - Jin deu-me um monte coisas para fazer.

Eu e ele terminámos de fazer as coisas, e todos já estavam acordados e vestidos, exceto Suga, que ainda estava dormir como bebé.

- Podes deixar que eu acabo de por os pratos, vai acordá-lo. - Jin sorriu e fez um gesto para eu ir.

Caminhei até ao sofá onde ele estava deitado. Não me apetecia acordá-lo mas tinha que ser.

- Hey Suga... Acorda.. - fiz-lhe umas carícias no braço. Ele abriu os olhos e começou a esfregá-los com as suas mãos.

- Hoje fui o único que acordou tarde? - ele estava com a voz rouca.

"Esta voz deixa-me louco... Amo tanto este Suguinha, que vocês nem imaginam"

- Sim és o único Hyung. - Tae e Kook gritaram da cozinha, fazendo nós os dois rirmos.

- Queres ajuda para te levantares?

- Não, não é preciso, obrigada amor. Vai comer que eu já venho. - Suga levantou-se do sofá e começou a andar, deixando-me ali parado a olhar para ele.

- Mas e se te acontecer alguma coisa? - andei até ele.

- Eu grito... - ele deu um beijo na minha bochecha e entrou no quarto.

Eu queria entrar dentro do quarto, mas não queria que Suga se chatea-se comigo, por isso fui até à mesa para tomar o pequeno almoço. Passado meia hora, Suga finalmente saiu do quarto, e vinha bem cheiroso.

Vamos ver se hoje o dia corre melhor que os outros... 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e agradeço pelos 35 favoritos!
Eu não pensava em chegar tão rápido a este número.

Bye Bye, For Now! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...