História I'm Not Bad- Min Yoongi - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Agust D, Bangtan Boys, Bts, Gangster, Got7, Kyb, Min Yoongi, Suga, Yoongi
Visualizações 140
Palavras 915
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi. Para quem esta lendo!!! Tenha uma boa leitura.

Capítulo 11 - 11


Fanfic / Fanfiction I'm Not Bad- Min Yoongi - Capítulo 11 - 11

" Você não tem medo da morte baby?”


Suga on


- Por favor, me de mais tempo irei pagar o que devo.

- Já e a segunda vez que me fala isso, eu não gosto de mentirosos Kwan. Andei ate o homem amarrado na cadeira que já estava tento o tratamento que merece.

- Mais dessa vez falo sério.

Ri ironicamente e enfiei a faca em sua coxa.

- Ahh!! Ele gruiu de dor e eu sorri tirando a faca de sua coxa fazendo o sangue escorrer

- Me pague agora e poderá ir. Eu ainda estou sendo bem paciente com você.

- Eu não tenho o dinheiro.

- Que pena. Me virei apontando a arma para a sua cabeça

- Por favor eu tenho filhos para cuidar.

- Mandarei meus pêsames a eles. Apertei o gatilho desparrando uma bala em sua cabeça .

- Vocês já sabem o que fazer. Disse aos dois caras que estavam comigo.

Sai da velha choupana onde costumo “ fazer meus servicinhos especiais”. Acendi um cigarro e entrei no meu carro.

- Já estamos no lugar. V disse ao telefone

- Ótimo estou chegando.


Suga off


A casa estava vazia sem nenhum dos garotos. Vocês poderiam pensar S/n aproveita e foge. A se fosse assim, a casa estava vigiada por homens bem armados era eu dar um passo para fora e receber uma bala na cabeça.

Aproveitei para dar uma olhada pela casa, entrei em alguns quartos todos uma bagunça. O mais organizado era no final do corredor. Eu já sabia de quem era,  da minha esperança ele sempre foi organizado.

Ia voltar para o meu quarto até passar pelo quarto ao lado, o que Suga estava com aquela magricela naquele dia horrível.

Eu estava muito curiosa para entrar, eu deveria passar bem longe da li e ir para o meu quarto. Mais eu tinha que ser curiosa.

Girei a maçaneta e a porta se abriu o quarto todo escuro nem com a luz ligada era claro, as paredes pretas quadros espalhados, alguns que eu nem conseguia olhar, me davam muito medo, uma estante com algumas facas e uma adaga. O quarto me dava muito medo, eu sentia um arrepio na nuca só de esta ali, andei para trás e tropecei no carpete vermelho e derrubei uma caixa que estava encima do guarda-roupa.

- Muito bem S/n desastrada! Falei pegando a caixa e o conteúdo que tinha dentro dela que caiu. Mais nada demais apenas fotos. Foto dele ao lado de um garoto um pouco mais baixo e um senhor do lado. Tinha uma foto de Suga ao lado de uma garota sorrindo doce, um sorriso sincero. Parecia ate que tinha um coração. Ate eu achar fotos de pessoas mortas, acho que ele que matou

Peguei tudo e coloquei na caixa e guardei a mesma encima do guarda-roupa de novo.

Sai do quarto e fechei a porta e fui direto para o meu, e me sentei na cama. Ele e um louco, um psicopata, bem que dizem que eles estão mais perto do que você pensa.

Minhas mãos tremiam e eu tentava me acalmar, okay eu tenho medo dele.

A porta do meu quarto foi aberta e eu me assustei

- Calma sou eu Hope. Suspirei e abracei ele. – Aconteceu alguma coisa?

- Não.

- Falei com a sua mãe

- Como ela esta?

- Ela esta um pouco abatida, mais esta bem, achou o seu pai ele esta no Estados Unidos, ira vir te tirar daqui

- Você acha?

- Acho.

- Que seja logo.

- Vou ter que sair, porque não posso ficar muito tempo com você apesar de ser o seu “namorado”.

- Ta Hope, mais venha de noite okay? Não quero ficar sozinha

- Esta bem pandinha. Sorri

- Sentia falta de você me chamando assim.

Ele sorriu e me deu um selar na bochecha.

- Daqui a pouco terá o jantar.

- Esta bem, eu desço depois.

Hope saiu do quarto e eu fui tomar um banho. A água quente relaxava os meus músculos tensos e me deixava mais aliviada, fiquei um bom tempo debaixo do chuveiro. Me enrolei na toalha e sai do banheiro , Suga entrou no quarto com um olhar assustador.

- Você entrou no meu quarto!!? Esbravejou

- Você não tem medo da morte baby!?

Fudeu

Suga andou a passos apresados ate mim e eu andei para trás. Eu estava com muito medo dele. Encostei na parede e ele veio ate mim e me olhou de cima a baixo e mordeu o lábio inferior e sorriu perversamente para mim e aproximou o seu rosto do meu eu podia sentir a sua respiração quente perto dos meus lábios.

- Você esta com medo?. Ele riu. -  Para alguém que entrou sem permissão no meu quarto. Passou o polegar pelo meu rosto e meu sangue gelou e a minha respiração ficou desregulada. – Você e corajosa. Ele sorriu e passou a mão pelo meu cabelo e aproximou seus lábios do meu e quando iam se encostar ele segurou o meu pescoço o apertando segurei sua mão e ele olhou dentro dos meus olhos. – Mais eu não gosto que seja

- Nunca mais entre no meu quarto, e mecha nas minhas coisas escutou?!

Balancei a cabeça e ele me soltou. Passando as mãos pelos meus braços me deixando arrepiada

Olhou para o meu corpo uma ultima vez e sorriu de lado

- Ah belo corpo. Sorriu de lado. - Ficaria bem melhor entre os meus lençóis.


Notas Finais


;-; num digo nada


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...