História I'm Not Sorry • Min Yoongi • - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys (bts), Romance
Visualizações 15
Palavras 1.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction I'm Not Sorry • Min Yoongi • - Capítulo 6 - Capítulo 5

 

5.

Eu estava quase saindo pelos portões da escola quando enxergo Minah correndo em minha direção. Ela para na minha frente um pouco ofegante.

- V-você e eu iremos para minha casa agora.

- Nossa que autoritária.- falo com um sorriso.

- Vem logo.- Minah fala e nós saímos andando em direção a casa da minha melhor amiga. Chegamos na casa que ficava em uma vizinhança de classe média no bairro da escola. Minah destrancou a porta e nós subimos para o seu quarto. Larguei minha mochila em uma poltrona que ficava próxima da porta e me sentei em sua cama.

- Então, me conte sobre o café com Jiwon.- Minah fala enquanto troca sua roupa do uniforme.

- Foi bom. Até eu sair correndo e deixá-lo sozinho na cafeteria.- respondi.

- Você fez o que?- Minah parecia espantada e isso me fez rir.

- Ele perguntou sobre meus pais, aí não sei o que me deu e saí correndo.

- Mas você saiu correndo, tipo literalmente?- Minah não parecia acreditar.

- Literalmente. E ainda fui atropelada por Yoongi.

-O Yoongi que eu tô pensando?

-Esse mesmo.

- Naeyon! Você é doida.- Minah fala e eu começo a rir.

A tarde foi legal. Minah e eu estudamos um pouco, bem pouquinho mesmo. Depois assistimos um filme de terror que, claro, foi eu que escolhi. Minah gritava a cada cena e isso me fazia rir, o que tornava tudo mais engraçado do que assustador.

No final da tarde, o padrasto de Minah me levou em casa de carro. Ele era um marido legal para a mãe dela e um bom pai também. As duas tiveram sorte. Depois que o pai biológico de Minah abandonou a mãe dela ainda grávida, ele apareceu e deu toda assistência para as duas.

- Oi tia, cheguei!- gritei fechando a porta. Subi as escadas e encontrei minha tia em seu quarto secando os cabelos úmidos.

- Oi, querida. Como foi na casa de Minah?

- Foi ótimo.

- E como foi na escola?

- Foi bem também, tia.- ela se aproximou de mim e depositou um beijo em minha testa.

- Vá tomar um banho. Eu vou preparar o jantar.

Tomei um banho quente e coloquei um vestido listrado e chinelos de dedo. Desci para a cozinha e ajudei minha tia a pôr a mesa. Era noite de quinta e minha tia havia tido um longo dia de trabalho. Jantamos e lavamos os pratos. Ela subiu para o seu quarto e eu fiquei na sala assistindo um pouco de tv.

Pelas dez e meia da noite, meu celular vibrou. Era uma mensagem de Minah.

"Confirmado para sábado?"

"Sim."
, respondi.

Onze horas eu resolvi subir para meu quarto. Me deitei,mas o sono não veio. Meu celular vibra novamente.

"Jaehyun me passou seu número."

Era Jiwon. Um sorriso se formou em meus lábios.

"Eu autorizei?"

"Tem algum problema?"

"Claro que tem."


O telefone toca e eu atendo.

- Por favor, não sai correndo desta vez.- a voz de Jiwon não mudava nada pelo telefone.

- Claro que não.- respondi.

Conversamos por mais uma hora até que o sono chegou. Nos despedimos e eu fui dormir.

•   •   •

A manhã de sexta-feira não foi diferente das outras. Assim que cheguei o sinal tocou. Os três primeiros períodos passaram lentamente. O intervalo, para variar, passou mais rápido que foguete. Me sentei em uma mesa junto com Minah.

- Mas você falou com o Jiwon depois do que aconteceu?- Minha melhor amiga pergunta.

- Falei. Pedi desculpas, mas não expliquei nada.

- Você planeja explicar? Sei lá, quem sabe seria bom para você desabafar com mais alguém. Jiwon parece um cara legal.

- Eu tenho você para desabafar, Minah.- falo normalmente.

- Mas eu sou sua melhor amiga, eu estava falando de...

- Minah!- Jogo um lápis em sua direção. Ela começa a rir.

- Ah! Vai me dizer que você não pensou? Ele é lindo.- Minah insiste.

- Não. Eu não pensei.

•   •   •

Era sábado de manhã e eu arrecem tinha levantado. Fui até a cozinha pegar um café. Havia um bilhete colado na geladeira.

"Fui ao mercado. Volto antes do almoço. Beijos."

Peguei meu celular e vi que tinha duas chamadas não atendidas de Minah. Disquei seu número e ela atendeu no terceiro toque.

- Convidei Jiwon para sair com nós hoje. Jae e eu passamos aí as duas, esteja pronta.- ela fala muito rápido.

- Meu deus, Minah. Respire!

- Eu tô respirando.- ela responde rapidamente.

- Aonde nós vamos mesmo?- pergunto.

- Ao cinema. Tenho que desligar agora. Até mais tarde!- Minah desliga e eu largo o telefone na mesa.

As duas em ponto Jae buzina na frente da minha casa. Entro no banco de trás do seu carro preto.

- Amei essa sua blusa.- Minah declara do banco da frente. Olho para minha blusa branca com detalhes dourados.

- Obrigado.

- Então, alguém tem idéia de onde a casa de Jiwon fica?- Jaehyun pergunta.

- Eu mandei uma mensagem perguntado isso a ele. Aqui o endereço.- Minah fala virando o celular de modo que Jae pôde ler o endereço.

Quinze minutos depois estávamos de frente para a casa de Jiwon. Jaehyun buzinou duas vezes e ele ainda não aparecera.

- Vocês têm certeza de que Jiwon vai sair com a gente hoje?- Jaehyun pergunta buzinando mais uma vez. Minah abre a porta do carro.

- Naeyon, vem.- ela fala saindo do carro.

- Vem aonde?- suspiro saindo para fora do carro. Caminho até Minah e ficamos, as duas, de frente para a porta da casa de Jiwon.

Minah toca a campainha. Instantes depois uma mulher que aparentava ter uns quarenta anos, de cabelo castanho e pele clara abre a porta. Olho para Minah que deveria estar falando alguma coisa agora, enquanto a mulher nos encara. Como Minah não dá sinal de que vai falar algo, resolvo eu dar a primeira palavra.

- Oi. Nós somos amigas de Jiwon e combinamos de sairmos. Ele está?- a mulher abre um sorriso simpático.

- Sim, entrem.- ela fala abrindo espaço para que nós pudéssemos entrar.

- Sou a mãe de Jiwon.- ela se apresenta.- Vou chamá-lo, já volto.

Momentos depois uma menininha que aparentava ter entre oito e nove anos, vem correndo até onde estávamos sentadas no sofá.

- Vocês são amigas do Jih?- ela pergunta com uma voz doce.

- Somos.- respondo.

- Você é bonita.- ela fala. Depois olha para Minah.- Você também é bonita.

- Obrigada.- nós agradecemos juntas.

- Qual seu nome?- pergunto.

- Sojin. O Jih contou que conheceu uma garota que ajudou ele a abrir o armário. Ele disse que ela era muito bonita e que ela era complicada. Mas que isso não importava, ele disse que ela era especial.

- Sojin!- Jiwon estava na ponta da escada olhando para a irmã. Sojin estava com aquela cara que a criança faz quando sabe que falou demais, mas que ao mesmo tempo não sabe. Minhas bochechas estavam quentes e provavelmente eu estava vermelha. Um sorriso de quem estava adorando tudo isso, estava no rosto de Minah.

- V-vamos. Jae deve estar nos esperando no carro. Tchau, Sojin.-dou um sorriso para a menininha que agora brincava com uma boneca.

- Tchau menina bonita!- ela fala e sobe as escadas correndo.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...