História I'm sad - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~FROZEEEEEN

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Auto-estima, Automutilação, Bangtan Boys, Bts, Depressão, Imagine, Morte, Park Jimin
Exibições 22
Palavras 842
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAAAAAA
O CAP TA PEQUENO PQ AINDA N TEM DIÁLOGOS À NAO SER DA LIGAÇÃO 👍❤

Capítulo 1 - Quem precisa de amigos ?


Já teve aquela sensação que tudo e todos está deixando de se importar com você ? Que mesmo você estando perto, ninguém o vê ? Que...quando você desabafa pra alguém, a única coisa que conseguem fazer é concordar ? É oque acontece comigo ultimamente. Bem, como tudo começou não importa, oque importa é como acaba, eu mesma posso fazer tudo isso acabar, todos vão se culpar e sentir saudades. Eu tinha 5 anos, apenas 5 anos quando fui assediada pelo meu próprio pai, isso me fez ser uma criança diferente das outras, eu não me relacionava com as outras meninas da minha escola, eu era solitária, e sempre fui. com 8 anos eu me mudei e fui morar com minha tia, a melhor mulher do mundo quando viva. Ela faleceu quando eu tinha 10 anos e aí eu fiquei com minha vó por uns anos, quando fiz meus 16 anos entrei para uma faculdade de design. Era esse o problema, eu não era o tipo de menina ideal pra estudar nessa faculdade segundos outras garotas da minha idade. Como minha mãe sempre me dizia " não dá pra ser forte o tempo todo" 

Hoje, com 18 anos, eu estou terminando o último ano nessa faculdade. Eu moro sozinha desde que coloquei em minha cabeça que era forte o suficiente pra cuidar de mim mesma só. 

Meus dias se passam como se fossem meses, eu não tenho me dado muito bem nas provas finais e alguns problemas na sala estão tirando minha concentração, problemas como : garotas chatas me provocando, professores exagerados e não para por aí. 

A minha rotina, tento fazer ser a menor possível, eu odeio como os dias vão ultimamente. Minha vó está com um problema de saúde grave e está internada em um hospital perto de Seul, eu não consigo tirar uma nota maior que 8,5 na maioria das matérias, eu estou cheia de garotas acharem que eu tenho que ser igual à elas. 

Eu paro as vezes pra pensar em como eu poderia estar com minha tia no Japão, como eu poderia ter uma vida normal sem ter que chorar todos os dias, sem ter que procurar um objeto cortante qualquer e correr para o banheiro. 

Mas isso não é muito importante, até por que ninguém se importa. e tem sido assim desde 4 dias atrás. Eu estava na sala, e como toda faculdade tem que ter o grupo de garotinhas chatas, a minha não ficou de fora. 

Elas começaram com brincadeiras bestas que todo mundo acha engraçado, mas eu não. Elas diziam "onde está sua tia ?" "Onde está sua mãe ?". Na verdade não me dói falar da minha mãe, eu não conheçi ela antes da mesma morrer, dizendo minha vó que aconteceu quando eu fiz 6 anos. Essas brincadeiras foram ficando pesadas e passaram de palavras à agressões. Não exatamente, elas não me batiam, me empurravam, é difícil de explicar, falando parece tão simples e inútil. 

No momento eu tento evitar olhar para o enorme quadro com uma foto da minha tia no meio da sala, e tento evitar também "procurar um objeto cortante qualquer e correr para o banheiro".

Vamos agora para o motivo de eu morar sozinha. Minha vó de 79 anos, ela sentia fortes dores perto do coração, eu soube que era um câncer mas... Não deixei que contassem à ela. Ela está agora no hospital, bem perto. Ela está internada à alguns meses, eu não podia ficar naquele lugar sozinha, pelo perigo e pela vizinhança. Ela aceitou o fato de que morar sozinha seria melhor pra mim. 

Ligação on ~ 

-srta. (S/N) ?

-sim, é da faculdade, eu espero.

-isso mesmo, recebemos uma reclamação de que você e outras 2 garotas da mesma idade estavam no campo enquanto deviam estar na sala de aula.

-de novo ?! Como eu posso estar com outras 2 garotas ?

-não torne as coisas difíceis (s/n), já é a terceira vez que recebemos um aviso/reclamação sobre seu comportamento.

-mas...

-se você assumisse oque faz seria bem mais fácil pra todo mundo.

Ligação off ~ 

Como esse diretor é chato, já é a terceira vez que me acusam, oque me tira do sério e que ninguém faz o favor de olhar os vídeos das câmeras de segurança.

Eu tenho que esquecer isso e focar no jantar. Sim, eu sei cozinhar, tudo que eu sei até agora, aprendi com minha tia. Ela era dona de um restaurante aqui na Coréia do sul. 

As vezes eu tenho crises de pânico, quando estou sozinha e sinto que alguém está atrás de mim ou está me seguindo. Mas isso não tem acontecido mais, tenho problemas maiores agora. 

Se eu disistisse de comer, não precisaria mais cozinhar e guardar o resto na geladeira e também não precisaria limpar a mesa nem lavar louças todos os dias após chegar da faculdade. 

É realmente muito chato não ter amigos, mas isso não me incomoda, afinal, "quem precisa de amigos ?" 

Os dias são todos assim, faculdade, casa, quarto, cama. Nada de interessante acontece, nada muda, nada sai do lugar, nada é feliz. 




Notas Finais


DESCULPA QUALQUER ERRO ORTOGRÁFICO 🐰💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...