História I'm Sorry Baby - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Line

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Chanbaek
Exibições 7
Palavras 915
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tá uma bosta ♡🙇

Capítulo 1 - Acaso.


Fanfic / Fanfiction I'm Sorry Baby - Capítulo 1 - Acaso.

    As luzes ainda piscavam fazendo doerem meus olhos, já era quase dia e não me lembrava de nada do que acontecera noite passada, lembro-me apenas de ter bebido além da conta. Minha cabeça estava latejando e tudo à minha volta girava, sem dúvidas uma das piores ressacas que já tive.

Saí daquela casa imunda que para falar a verdade nem sabia de quem fora, peguei meu celular do bolso de minha jaqueta agradecendo por ele ainda estar ali, chamei meu hyung pedindo que me buscasse, logicamente, pois nessa altura já nem sabia onde estava meu carro, além disso não estava em condições de dirigir, talvez mais tarde voltasse para pegá-lo.

🕇

(Ch)📱- Hyung... será que pode vir me buscar ?

(Lh)📱- Eu não acredito que você passou à noite aí, eu disse para você vir embora comigo, porque ficou ?

(Ch)📱- Só venha por favor.

🕇

Sem demora vi hyung chegando com seu carro, me levantei do meio fio cambaleando um pouco, dei a volta no carro adentrando o mesmo, hyung me olhava com a mesma cara de sempre, já até sabia o que ele ia falar, " Você tem que ser mais responsável Chanyeol ", sim, ele estava certo, ele sempre estava, isso me irrita mas é verdade que eu sou um irresponsável, e que eu não sei me cuidar direito.

🕇

- Você tem que ser mais responsável Chanyeol, se embebedar por aí nt vai trazê-la de volta, o que você pensa que está fazendo ? (Lh)

- Eu estou tentando esquecê-la, não à trazer de volta, eu não estou num clima para receber sermão, me deixe em casa para descansar se for possível. (Ch)

- Eu só quero seu bem Chanyeol, eu te peço que não faça mais esse tipo de coisa. (Lh)

🕇

Em silêncio seguimos todo o caminho até a minha casa, não contestei pois sabia que não era coisa de uma pessoa como eu fazer.

Quem diria, Park Chanyeol o pintor e magnata mais prestigiado de toda a Coreia se embreangando por aí por causa de um par de chifres, mas que poderia eu fazer, ela sempre foi meu grande amor, que agora se torna meu maior ódio apesar da ferida que deixou em mim.

- Chegamos, espero que não tenha se esquecido do aniversário de minha sobrinha, sabe que ela te adora, não a decepcione.(Lh)

- Eu não esqueci, mas irei me atrasar, não quero chegar lá virado, sua irmã me mataria.(Ch)

Despedi-me de LuHan hyung com um abraço, pois é eu era um bebezão mesmo, ou ele me dera aquele abraço por pura pena.

Subi as escadas indo direto para meu quarto, confesso que quase quebrei meu pé umas duas vezes, não era nada fácil subir escadas enquanto se estava bêbado. Já em meu quarto procurava por remédios que me tirassem aquela dor horrível, tomei um ,dois até três comprimidos, esperava na cama o remédio fazer efeito.

Demoraria um tempo, talvez então uma ducha de água fria faria bem para mim, adentrei o box de vidro deixando a água gelada correr pelo meu corpo, em um instante senti minha cabeça parar de doer, talvez por conta do remédio ou da ducha, mas isso não era importante, agora tinha que correr para não me atrasar para a festa da minha pequena admiradora, a sobrinha do hyung, muito chata às vezes mas um doce, quando queria.

Tinha meu último botão do terno fechado,o presente embrulhado e já estava pronto para ir. Ao longo da escada a campainha toca repetidas vezes, uma falta de educação, mas fazer o que?

Abri a porta vendo que não tinha ninguém, pensei ser mais uma das brincadeira idiotas dos meninos do bairro, mais à frente vi um entregador parado bem perto de casa, foi então que me lembrei, eu pedi tintas novas pela internet à alguns meses atrás, bem que eu percebi que as tintas estavam demorando a chegar, mas até tinha esquecido que às tinha pedido.

Me aproximei do entregador que parecia perdido no meio de todas as estregas que estavam dentro do carro encostei em seu ombro o que talvez tenha o assustado, pois da forma que ele havia virado parecia até que tinha visto um fantasma. Eu pelo contrário tinha visto um anjo, admirei-me com a perfeição que aquele pequeno carregava em seu rosto, e em tudo, levei minha mão até seu rosto retirando de seus belos olhos os fios castanhos de seu cabelo.

- Desculpe se te assustei, eu só queria saber se há alguma encomenda em meu nome.(Ch)

- S-sim senhor, eu justamente... aqui para... vim isso.(Bk)

- Perdão, o que disse ? (Ch)

- Me desculpe, eu estou muito nervoso, é meu primeiro dia de trabalho então para mim está sendo um dia difícil. Mas tem isso aqui, o Senhor é Park Chanyeol certo?(Bk)

- Sou eu mesmo, obrigado por me trazer o pacote.(Ch)

Peguei o pacote de suas mãos levando-o para dentro de casa, deixei a entrega e o presente, havia feito outros planos para hoje, sim, eu ia levar um enorme um sermão e ainda por cima uma mini bronca, mas valeria a pena com certeza, sai de casa e corri até o carro do entregador que já estava de saída, por sorte consegui pará-lo já dentro do carro.

- Ei espere! Você, sabe quem eu sou ?(Ch)

- Você é um artista não é mesmo? E ricasso também. Mas porque está me perguntando isso ?(Bk)

         - Posa pra mim ?(Ch)


Notas Finais


Souri


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...