História I'm Young - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias WINNER
Personagens Seungyoon, Taehyun
Tags Drama, Kang Seungyoon, Kangnam, Nam Taehyun, Namyoon, Seungyoon, Taehyun, Tragedia, Winner, Yaoi
Exibições 13
Palavras 602
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, novamente

Meu coração repleto de culpa não iria deixar essa fic acabar daquele jeito. Imaginem uma dimensão paralela onde uma decisão tomada de forma diferente alterou totalmente o destino dos dois e eles puderam finalmente ter seu final feliz.

Capítulo 2 - Extra - Happy Ending


I’m Young – Happy Ending

 

“ Na minha cabeça consigo entender
       Mas meu coração não deixa você ir
           Mesmo se tudo em mim desabar
                Eu gosto de você
                    Mesmo quando eu tento jogar tudo fora
                         E tentar esquecer
                            Eu gosto de você
                                 Eu gostei de você...”

 

Eu ainda gosto de você.

Você diz que vai ficar tudo bem, mas sabemos que não é tão fácil assim.

As lembranças, não é? Você ainda as tem, não é? Elas me ganham.

Lembro perfeitamente de como estive inalcançável e, de todos, você conseguiu me atingir.

Não quero que toque minha tez e tente secar as lágrimas que tu provocaste. Deixe que rolem, elas lembram minha tolice em achar que por te ter nunca mais precisaria chorar.

Sabe? Isso aqui está parecendo um memorial. Estamos digerindo lembranças boas e ruins e você me olha como se nada disso te apetecesse.

Eu quero gritar, mas você insiste em tapar minha boca. Quero correr, mas você insiste em segurar meus braços. Quero arrancar do meu peito a dor, mas você insiste em dizer que sem ela não seriamos humanos.

O que você quer de mim, Kang SeungYoon? Já fui totalmente teu, meu corpo te pertencia assim como minha alma e meus desejos. Você recebeu de mim tudo que eu não sabia ter.

Porém, eu ainda gosto de você.

Estou doente. Não sabe como é sentir cada pedaço do seu corpo resistir às boas emoções, tampouco sabe como é ter seu coração coroado com espinhos. Você não se importa.

Estou confuso. Você não parece se importar e ao mesmo tempo aquece meu coração com esse beijo. Por que gosta tanto desses jogos? Já disse que não sou um bom jogador. Você é mestre em brincar com os sentimentos, com os meus sentimentos.

O nosso primeiro beijo? Jamais esquecerei. Você me dissera coisas fantástica e eu pude me sentir o homem mais especial de todo o mundo. Então você se lembra? Lembra de todas as nossas promessas?

Eu não quero entender. Não quero saber dos seus motivos, apenas deixe-me padecer e siga seu rumo. Por favor, afaste-se. Não me abrace, não me faça voltar atrás.

Eu não quero suas ligações todas as manhãs. Não quero ter que lutar contra o que sinto. Não quero resistir aos seus toques, muito menos a sua voz. Não quero ser rendido aos seus encantos.

Entretanto, ainda gosto de você.

Não... Toque meus fios assim. Sinta minha pele desse jeito. Aninhe minha língua com seus lábios. Sente-se ao meu lado e enquanto a terra gira, podemos ser apenas nós.

Por que mesmo está aqui? Não te pedi para vir.

Deixe-me deitar em seu colo. Quero me sentir protegido. Quero ser amado. Quero ter a certeza de que sentirá minha falta quando, daqui, estiver ido embora.

Por que diz coisas tão belas? Por que ainda não desistiu de mim? Por que não se incomoda com seu ombro molhado e sua calça repleta de respingos?

Por que?

Por que choras? Mostre-me seu arrependimento. Por que fita meus olhos como se fossem as mais preciosas pedras? Ensine-me a ter esperança.

Confiei a ti minha fragilidade. Tranquei em suas mãos minha humanidade. Segure-as com firmeza. Você nunca as soltou? Estou surpreso por ainda se importar.

Eu gosto de você.

Você sempre teve razão. Nos distanciamos, mas, no fim, nunca nos separamos.

Quero teu afago. Que seja meu cada pedaço do seu ser. Percebes o quanto consegues me atingir? Ainda estou doente, todavia encontrei motivos para sorrir.

Ontem, sussurrava-me desculpas, hoje, cobre-me com beijos e com abraços.

Por favor, esteja sempre ao meu lado.

Apesar de tudo, eu ainda te amo. 


Notas Finais


Então esse é o real fim, chorem, gritem, amem, odeiem, sintam tudo que tiverem que sentir, afinal, é isso que os torna humanos ^.^

Nos veremos em breve, com certeza, Adie 0/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...