História I'm your new daddy. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Baby!taehyung, Daddy!jungkook, Daddykink, Kookv, Taekook, Vkook
Exibições 137
Palavras 1.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Acho que trago o próximo amanhã, já que já ficarei de férias a partir de amanhã.

Me desculpem pela demora, achei que conseguiria trazer este semana passada, mas não deu. Sorry me

E me desculpem pelo pequeno erro de edição na primeira mensagem do Tae, estou com problemas para editar

Não foi revisado, então desculpe qualquer erro

Fiquem com esse amorzinho aqui ❤

Capítulo 5 - I met one such.. Jeon Junghyun?


Fanfic / Fanfiction I'm your new daddy. - Capítulo 5 - I met one such.. Jeon Junghyun?

Evil Baby: Tenho que ir

Evil Baby: Tchau

O procurei com os olhos, tentando achar o motivo do adeus repentino. Vi Jimin chegando e olhando para os lados, procurando Taehyung, que estava jogando tudo na bolsa e correndo para dentro da escola.

Bufei em frustração e entrei na escola também, indo em direção a minha sala, prevendo que o sinal tocaria em poucos minutos.

Sentei na "minha" carteira, - os lugares não eram marcados, mas apenas eu e Yoongi sentávamos por ali - que era uma isolada no canto da sala, do lado da janela, e comecei a refletir olhando para a visão do campo.

Minha paixão por Taehyung parecia aqueles clichês entre o popular e o estranho desconhecido. Esse era o maior motivo por eu não querer que ele me reconhecesse. Duvido que ele iria lembrar de mim, o novato que o diretor pediu para que ele apresentasse a escola. Isso a três anos.

O sinal tocou e os alunos começaram a entrar na sala. Deduzi que Yoongi não viria hoje, por não ter o visto entrar. Taehyung deve ter esquecido que Jimin sentava ao seu lado, - já que as carteiras eram divididas em duplas - pois se sentou no lugar de sempre. Quando Jimin chegou, Taehyung virou a cabeça bruscamente para todos os lados, procurando um lugar vazio, e, por sorte ou azar meu, só havia justo o de Yoongi. Como um apelo, ele pegou sua mochila e correu até a carteira ao meu lado.

Mesmo que eu estivesse secando fortemente as coxas de Taehyung naquela calça de couro, fingi não o ver e abaixei o rosto sobre meus braços na carteira. Mas olhando de soslaio aquelas coxas torneadas.

- Hey, eu posso ficar aqui? - Perguntou, me cutucando. Murmurei um "hunrum" e me calei.

Foque apenas na carne dessa coxa, Jeon Jungkook.

- Bom dia, alunos. - A voz grossa do professor fez-me levantar a cabeça e os que estavam conversando se calarem - A professora de redação da turma A faltou, então eu ficarei lá e passarei uma atividade aqui. E sim, será em dupla e-

Uma aluna interrompeu o professor

- Pode escolher dupla? - Perguntou

- Vai ser a sua dupla de carteira. O dever não é uma redação, e sim pequeno texto sobre sua dupla, mas eu quero bastante detalhado, e em texto pessoal, com opiniões pessoais do autor. Vocês tem 47 minutos para me entregarem. - Falou, e antes que perguntasse algo, saiu da sala.

Olhei para Taehyung, que parecia confuso. Eu poderia escrever um livro sobre ele, mas ele não sabia nada sobre mim.

- Acho que passou pouca coisa por causa do tempo - Riu sem graça - Ew.. eu não sei muito sobre você, pode me falar um pouco? - Falou meio tímido

- Hm, sim. Meu nome é Jeon Jungkook e-

- NÃO! Espera, já sei. Eu vou fazer como eu acho que você é. Pronto, é melhor - Interrompeu-me, se decidindo

- Certo - Ri anasalado. Comecei a escrever o texto

"Minha dupla é Kim Taehyung..
Dono dos olhos brilhantes, dos cabelos que não passam de 3 semanas sem estar pintado novamente e do sorriso quadrado
Garoto popular, tipo ideal de todos.
Tem as manias de mexer constantemente no cabelo, deixar a boca entreaberta, esquecer a língua fora da boca, fazer caretas de repente e falar coisas estranhas e desnecessárias
É carinhoso, engraçado, amoroso, gentil, fofo, tímido, estranho, sensível, frágil, delicado, sonhador, divertido, exaltado, animado e o sonho de qualquer um
Atrai atenção mesmo daqueles desconhecidos."

Estiquei meu braços o máximo que pude. Um pequeno texto assim já me tinha feito ficar cansado. Eu sou mesmo um sedentário.

Olhei para a obra-de-arte-que-deveria estar-no-museu que estava ao meu lado. Ele parecia estar acabando.

- Posso ler? - Perguntou. Assenti e entreguei-lhe o papel, correndo para fora de sala "ir beber água"

Eu estava é fugindo.

Bebi água, fui no banheiro, rodei a escola e até conversei com as tias da faxina, enrolando para não voltar para a sala onde Taehyung me encararia surpreso por eu saber tantas coisas dele. Então, sentei no gramado do pátio - depois de confirmar que não tinha ninguém ali perto - e peguei o celular, pondo os fones, colocando uma música calma e fechando os olhos.


Havia se passado 40 minutos apenas em minhas músicas e criando futuros meus que nunca aconteceriam. Em todos eles, havia uma imagem do Kim.

Taehyung veio me procurar, mas antes que me visse, subi na árvore de antes e me escondi. Peguei a caneta que ainda segurava e escrevi numa folha que tinha gazeado aula, jogando perto dele. Demorou muitos minutos até ele perceber, e quando viu, apenas deu meia volta e voltou à sala.


Senti algo pequeno e duro me tocar com força. Tirei os fones rápido e olhei para a origem da pequena pedra.

Jimin estava parado em baixo da árvore, com as mãos no bolso das calças, me olhando indiferente.

- Aí costumava ser meu esconderijo - Deixou um sorriso minúsculo escapar - Podemos conversar? - Olhei as horas no celular. Faltava poucos minutos para o sinal tocar

- Depois - Falei, colocando os fones de volta. Outra pedra me acertou - O QUE É, INFERNO?

- Me encontre no portão da escola quando largar. Precisamos conversar. - Falou e saiu. Ignorei.



Peguei o celular que tocava por notificações em meu bolso.

Evil Baby: Aulas chatas, não?

Evil Baby: Um garoto da minha sala aí ficou comigo fazendo dever, foi mó legal e vergonhoso

Evil Baby: Jeon Junghyun ou alguma coisa assim o nome dele, nem tinha reparado nele. Conhece?

Evil Baby: Ele me deixou sozinho depois de um tempo, vacilo


Daddy ♡: Conheço não, você que devia conhecer

Daddy ♡: Quer dizer, porque você é popular e tals

Daddy ♡: Devia conhecer

Daddy ♡: Ele parece legal

Daddy ♡: Eu acho, você acha?


Evil Baby: Você tá estranhão

Evil Baby: Enfim

Evil Baby: Pra não perder o costume, deixa eu tirar uma foto aqui

Evil Baby: [mídia]


Daddy ♡: AI Q COISA FOFINHAA

Daddy ♡: MEU DEUS DO CÉU TAEHYUNG

Daddy ♡: VOU MORDER CADA PARTEZINHA DE VOCÊ

Daddy ♡: VOU TE COLOCAR NUM POTINHO E CUIDAR DE VOCÊ


Evil Baby: Em um pote abafado, fazendo calor? Não, obrigado


Daddy ♡: SE VOCÊ SUAR EU TE LAMBO


Evil Baby: SAI DAQUI, DOENTE


Daddy ♡: Doente por você


Evil Baby: Não perde a chance né


Daddy ♡: De jeito nenhum.

Daddy ♡: Falando em chance, me dá uma


Evil Baby: Desisto


Daddy ♡: Mas eu nunca vou desistir de você ♡


Evil Baby: TA BOM JA ENTENDI CASSETE


Notas Finais


Reservei esse espacinho aqui pra falar sobre o quanto eu estou feliz pela atenção que essa fic está recebendo. Eu comecei a escrever ela porque Vkook é um de meus hard shipps e queria muito tentar uma texting. Esta é minha primeiro yaoi e texting, e nos primeiros 2 ou 3 dias, já estava com 20 favs. Eu não esperava mesmo isso! Agora ela deve estar com quase 30, e eu estou realmente feliz. Obrigado!

Comentem para eu saber se vocês estão gostando ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...