História Imaginário Idêntico - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Amigo Imaginário, Camila Cabello, Camren, Camren G!p, Fifth Harmony, Homossexualidade, Intersexualidade, Lauren G!p, Lauren Jauregui, Law, Romance
Visualizações 53
Palavras 750
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Fluffy, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Antes de tudo, sim, eu não canso.
A atualização de Rules Of The Heart(Antigo "Beauty Cat") está a caminho, não se preocupem.

Tava precisando postar uma fic Camren por aqui. Rsrsrs.

Capítulo 1 - Prefácio


Fanfic / Fanfiction Imaginário Idêntico - Capítulo 1 - Prefácio

Camila Cabello.

— Não liga pra eles, são uns idiotas, você não é louca... — Lawrence sussurrou enquanto me abraçava com força. Nós duas estávamos encolhidas no chão de uma das cabines do banheiro e eu chorava, me aconchegando em seus braços.

— Por que apenas eu consigo ver você, Law? Isso tudo é tão esquisito... Eu vejo você desde quando eu era apenas um bebê, por que os outros também não te vêem? Você é tão real... — Perguntei enquanto tocava todo o seu rosto para confirmar minha afirmação. Ela era real! Eu não sou louca, eles são loucos!

Law sorriu e retirou minhas mãos de seu rosto, beijando-as logo após; — É complicado, mi rosa. Você vai entender um dia. — Ela disse. Lawrence sempre dizia isso, que eu iria entender um dia, mas esse dia nunca chegava. Suspirei e ela enxugou minhas lágrimas, se levantando e estendendo a mão para que eu levantasse. — Se você quiser, eu conto uma das minhas piadas épicas só pra fazer com que você pare de chorar.

— Oh não Law, por favor, não precisa. 

— Oque é uma sandália afundando na areia? — Perguntou sorridente, e eu respirei fundo. Lawrence é uma péssima piadista.

— Okay, eu me rendo. Eu não sei, oque é? — Sorri fraco.

— Um Titanike. — Respondeu dando alguns pulinhos animada, cobri meu rosto com as mãos, gargalhando alto. — Isso foi incrível não foi?!

— Isso foi ridículo Law, não acredito que ri disso. Estou envergonhada. — Lamentei e ela revirou os olhos, cruzando os braços e substituindo a expressão alegre por uma séria. Deixei um beijo em sua bochecha e saí da cabine. — Você é boa em trazer a felicidade de volta para o meu corpo.

— É uma especialidade minha, Palmito. — Disse convencida e eu revirei os olhos com o apelido.

— Sabe que eu odeio quando me chama assim. — Reclamei indo em direção à pia do banheiro para lavar meu rosto inchado.

 É um apelido legal... — Falou fazendo biquinho e sorri, apertando-o, ato que fez com que Lawrence fizesse uma careta dolorosa.

— Preciso ir para a aula... — Sussurrei, saindo do banheiro com Law ao meu lado.

— Eu vou te acompanhar até a porta. — Falou enquanto analisava o corredor cheio de armários, assobiando.

— Não precisa, Jujuba. — Sorri. Eu havia dado aquele apelido à ela quando tinha 10 anos e ela 12, Lawrence estava tentando dar uma de "Garota fortinha" com um pacote de jujuba, mas acabou derrubando todo o doce no chão e em seu corpo.

— Você nunca esquece isso. — Resmungou e assenti.

— É impossível. — Respondi, parando em frente à porta da aula de Sociologia e acenando para Lawrence.

— Tchau mi rosa. — Despediu-se.

— Até breve, mi fuerza. — Ela apenas sorriu e em questão de segundos não estava mais ali em minha frente, havia desaparecido. Respirei fundo e girei a maçaneta.

Todos pararam oque estavam fazendo para me olhar e abaixei a cabeça, dirigindo-me até minha carteira.

— Está atrasada,  senhorita Estrabão. — Sr. Peters bronqueou e eu me descupei. Por um segundo me acalmei e tentei ficar em paz comigo mesma, mas isso não durou muito ao que me lembrei ter esquecido minha mochila no banheiro feminino. Bufei frustada e deitei minha cabeça na mesa de estudos.

Fiquei pensando sobre Lawrence, meus pais que estavam passando por problemas no casamento, o fato de eu ser tachada de louca nesse colégio, e etc... Fui interrompida por alguém cutucando meu braço e ergui meu olhar para quem quer que fosse.

Uma bela garota negra me encarava com um sorriso radiante e minha mochila estava em uma de suas mãos. Abri a boca para falar alguma coisa, mas ela foi mais rápida; — Encontrei essa mochila em uma das cabines do banheiro e deduzi que era sua. Ninguém nesse colégio tem nome de bandas e a sigla "kcce" rasbicada por toda a extensão da mochila além de você. — Riu e corei. Ela me entregou a mochila e eu agradeci. — Sou Normani... Normani Kordei. — Se apresentou.

— Ah... Legal Normani, que tal conversármos depois? Se o professor virar e ver nós duas, tenho certeza que ele não vai se agradar. — Desconversei e a morena confirmou, não permitindo que seu sorriso vacilasse e voltou para o seu lugar.

Suspirei e minha atenção foi para a mochila que, felizmente, tinha sido entregue de volta para mim. Puxei o zíper e puxei o livro de Sociologia de dentro, abrindo na página que estava escrita com piloto no quadro branco.


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3

Não tenho datas para atualizar, então vocês podem ler minhas outras preciosidades.

A historia também está sendo publicada no Wattpad, no perfil @ larrycabriola.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...