História Imagination - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lily Collins, Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Lily Collins, Nash Grier, Shawn Mendes
Tags Drama, Melhores Amigos, Romance, Shawn Mendes
Exibições 82
Palavras 1.543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola meus anjos! Como vão? Espero que bem.
Olha quem resolveu aparecer mais cedo? Exatamente eu!! Essa semana irei fazer provas, então adiantarei este capitulo pra não decepcionar voces!
Obrigada pelos favoritos e comentários, são as melhores do mundo! I love yoou

Eu achei esse capitulo um pouco fofo, confesso que adorei escrever. Porque teve gente que achou que eu estava estragando OTP, lembre-se JAMAAAAAIS.
boa leitura, até as notas finais!

Capítulo 4 - Briefcase


Fanfic / Fanfiction Imagination - Capítulo 4 - Briefcase

Após deixarem Alana em sua casa, Hayes resolveu acompanhar Alice até sua casa, mesmo que o mesmo morava longas quatorze quadras dali. Ele adorou a companhia de Alice, o jeito que ela lidava com as coisas calmas, diferente de Alana, e o sorriso dela, ah! Ninguém negava que o sorriso que a morena levava nos lábios eram de iluminar o dia de qualquer um, ele queria mais daquilo e estava disposto a tê-la independentemente de tudo.

Ao chegarem na frente da casa de Alice, os dois ficaram em silencio, enquanto Alice pensava em jeito de manda-lo embora sem ser rude, Hayes imaginava seus lábios chocando contra os deles. Ele precisava daquilo.

— Então... — Hayes quebrou o silencio. — Eu adorei conhecer você.

Alice sorriu, ela também adorou conhecer alguém igual Hayes, pela primeira vez ela conseguiu sentir um frio na barriga que sentia quando estava com Shawn. Hayes era diferente, para ela, ele foi um fofo e um cavalheiro de armadura no primeiro dia de aula e será assim pra sempre.

— Eu também adorei conhecer você. — Alice disse com o rosto vermelho, abaixou a cabeça na tentativa de esconder a vergonha, porém Hayes percebeu e riu baixinho. — Hayes, ãn... eu vou entrar.

— Tudo bem. — o loiro deu de umbros, Alice depositou um beijo em sua bochecha e virou-se para entrar. Hayes segurou sua mão a puxando levemente para trás. Alice não sabia muito bem como reagir, “já está querendo me beijar?” pensou consigo. — Eu quero saber, tá afim de ir ao cinema comigo hoje á tarde?

— Oh. — indagou sem saber o que responder. Hayes arqueou a sobrancelha e ficou desesperado com a resposta que poderia sair dali. — Que horas?

— Eu te ligo antes. — falou e a morena assentiu. — Essa é a hora que você me passa seu número.

A pequena riu baixinho e entendeu a mão, fazendo Hayes entregar o celular e a mesma anotar seu número. Despediu-se do loiro rapidamente, e foi até a porta da sua casa, antes de girar a maçaneta, olhou para trás novamente e viu que o loiro já virava a esquina, sem querer deixou um sorriso bobo escapar.

É claro que Hayes a fez sentir algo especial, mesmo com um dia de contato, foi como se ela o conhecesse a anos, como se ele fosse Shawn. Revirou os olhos pelo pensamento confuso, tentou abrir a porta mas a mesma se encontrava trancada, provavelmente seus pais haviam brigado novamente e a mãe saiu ás pressas para o trabalho, deixando a casa trancada.

Quando dizem que aviso de mãe é aviso de Deus, Alice não acreditava, dona Angelica vivia repetindo para ela ir atrás de uma cópia da chave para não ter problemas nenhum, mas ela sempre teimava que nunca aconteceria.

Após tentativas falhas de abrir a base de chutes, entrar pelas janelas e até mesmo quebrar os vidros, Alice suspirou derrotada e pousou sua cabeça na parede. Sem perceber, seu olhar se encontrou com a janela do quarto aberta, Alice nunca fechava, tinha medo de algo acontecer e ela não ter tempo de decorrer à ele.

Após raciocinar direito, teve uma ideia que não assinava em baixo de jeito algum, porém ou colocava em prática ou esperava até seu pai chegar. Ela queria muito a segunda opção, mas não podia, tinha que se arrumar para encontrar-se com Hayes e estar com a mesma roupa do colégio seria estranho, sua barriga roncava alto e o cheiro de almoço nas casas ao lado não estava ajudando.

Decidida, levantou e caminhou até a casa ao lado, percebeu que o carro de Shawn não estava lá e que provavelmente ele estaria com a namorada, e ele estava. Mesmo com um nó na garganta, apertou a campainha e ouviu um “já vai” de Karen se aproximando, engoliu seco e fechou os olhos com forças.

A porta rangeu alto, Alice levantou um sorriso ao ver a mulher, que também sorria com a presença de Alice por ali, fazia um tempo que a garota não a visitava e ela sabia o motivo, só não queria acreditar.

— Boa tarde tia Karen. — Alice murmurou. Foi como um avalanche de emoções invadirá seu coração, lembrou-se de quando a chamava assim e que nunca mais lhe cumprimentou ou foi brincar com Ally, Shawn havia tirado toda alegria que ela via naquela família, por culpa dele, Alice não queria chegar perto dessa casa, mesmo amando as pessoas que vivam nela.

— Alice minha linda! — Karen por impulso abraçou a morena. — O que devo a honra de sua visita? Você e Shawn voltaram a se falar? Estão namorando?

— O que? Oh, não! — a morena respondeu envergonha, quase que o sorriso de Karen se desmanchou, mas ela ainda tinha esperanças de chegar em casa e o filho dizer: “mãe, eu e Alice estamos namorando!” — Mas eu preciso ir no quarto dele. — riu. — Meus pais me trancaram para fora e o único lugar que conseguirei entrar é pela sacada do meu quarto.

— Tudo bem, entre!

A mais velha deu espaço para a garota entrar, uma sensação nostálgica tomou conta de si ali, ela se lembrou de tudo, desde a primeira vez que comeu até a vez que derrubou suco no vestido da prima de Shawn por ciúmes. Alana brinca até hoje que aquilo foi um ato psicopata, porque seus olhos queimavam de ódio e estava tão vermelha que nem parecia ser ela mesma.

— Você não quer ficar e almoçar? — Karen perguntou se aproximando.

— Não Karen, muito obrigada! Hoje não dará mais tempo, porém virei quando você resolver me chamar novamente. — Alice respondeu brincando, Karen apenas assentiu rindo também. — Bom eu ainda me lembro onde é o quarto daquele mané, até mais Karen.

A mulher murmurou um “até Alice”. A morena subiu as escadas com o coração acelerando demais, a cada batida sentia que ele atravessaria seu peito a qualquer instante. Passou pelo quarto de Ally, não pode deixar de notar o quanto a menina havia crescido, aquele quarto cor de rosa, cheio de ursinhos e barbie, havia se tornado um quarto simples, com as paredes brancas e tudo organizado.

Quando parou em frente a porta de Shawn, teve uma surpresa, o seu nome ainda estava ali marcado, bem grande “ALICE MARAVILHOSA WEST” e embaixo o nome dele “SHAWN GATAO MENDES”. Não pode deixar de sorrir, queria até tirar uma foto para ver todas as noites, mas para que se torturar daquele jeito? Pra vê-lo com outra novamente? Remexeu a cabeça e adentrou.

Tudo estava em seu devido lugar, seus cinco violões, os pôsters do Harry Potter e a saga completa em sua prateleira de livros. Chegou perto da mesma, começou a dedilhar os livros, os gostos de Shawn não haviam mudado, ele continuava o mesmo apaixonado por ficção e apaixonado por Ed Sheeran. 

Ela queria achar gay como Shawn gostava das composições do ruivo, mas não achava, ela via como aquilo era fascinante na inspiração que o mesmo havia escolhido, era lindo. Caminhou mais um pouco, sem tirar o sorriso do rosto até parar e ver aquilo, uma foto, uma não, o quadro que ela havia lhe dado de aniversário aos nove anos, uma montagem com todas as fotos deles, estava ali, intacto e a mostra para qualquer um ver.

Ah, como aquele época era boa, como Alice queria que aquilo voltasse, um tempo onde não havia malicia em nada, onde as únicas coisas que importava era brincar e comer, porque dormir, quando se tratava dos dois juntos, ninguém conseguia.

— Ás vezes eu também fico admirando esse quadro. — uma voz soou atrás de Alice, que arregalou os olhos na hora. Shawn a observava a tempos, logo após que Alice subiu, ele chegou nervoso, por ter brigado mais uma vez com Ashley e se já não bastasse, Nash resolveu perguntar se Alice estava solteira porque Hayes queria atacar.

— Shawn? — Alice pulou assustada e Shawn riu.

— Alice. — indagou. — Posso saber o que está fazendo na minha toca?

Alice riu. — Vim roubar umas cuecas e sair ganhando dinheiro das meninas da minha sala. — Shawn arregalou os olhos. — Eu estou brincando... se bem que não seria uma má ideia, preciso de dinheiro mesmo.

— Mas minhas cuecas não ficam nesse quadro.

— Me distraí. — deu de ombros. — Onde elas estão?

— Eu não vou dar o paradeiro das minhas cuecas. — gargalharam.

Ally e Karen que preparavam o almoço no andar debaixo ouviram as gargalhadas, se entre olharam e sorriram vitoriosas, era tudo que as pessoas daquela casa queria.

— Tudo bem então. — suspirou derrotada, virou as costas e foi andando até a sacada.

— Onde você vai? — o menino questionou e sem ver, Alice abriu um sorriso.

— Eu sei que minha presença te agrada, mas tenho que ir pra minha casa ou achou mesmo que eu viria roubar suas cuecas? — Alice respondeu debochada e pulou para a sua sacada.

Shawn revirou os olhos e jogou-se na cama, sorrindo e olhou para o teto, não entendeu muito bem o que havia acontecido, Alice acabará de falar com ele normalmente como se nada tivesse acontecido e ele gostou, bastou aquilo para ele esquecer seus problemas com a Ashley e o idiota Grier mais novo.

Acontece que ninguém pode me substituir

Sou permanente, você não pode me apagar

Eu vou fazer você se lembrar de mim

Mais um beijo é de tudo o que eu preciso

Shawn Mendes


Notas Finais


OLAAAAAA, ANTES DE DAR UMA NOTICIA MARAVILHOSA EU TENHO QUE COMPARTILHAR ESSE MOMENTO COM VOCEEEEES
ONTEEEM O MENDES ME SEGUIU EO CRAWFORD COLLINS TAMBEM, DUAS TACAADAS DE UMA VEZ! SOCORRO EU NUM TO BEM.

voltando, hello guys! Quero agradecer a todos que me apoiaram e não desistiram da minha história, Imagination se tornou uma parte importante de mim e vou sempre carregá-la! Mas eu venho aqui dizer que IREI SIM COMEÇAR UMA HISTÓRIA COM O @ CAMERON DONO DO MEU CU DALLAS, ela vai ser meio criminal e vai envolver religião, mas não é zoieira e nem nada ok? Bom é isso, se preparem,vem fic nova por ai!


até sabado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...