História Imagine - Garoto arrogante - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol
Tags Chanyeol, Exo, Imagine
Visualizações 274
Palavras 2.427
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Hentai, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gosteem ^^

Capítulo 1 - IMAGINE CHANYEOL


Fanfic / Fanfiction Imagine - Garoto arrogante - Capítulo 1 - IMAGINE CHANYEOL

Prazer sou a ___ tenho 18 anos e sou uma estudante e ao mesmo tempo trabalho para sustentar a vida solitária, no modo de falar com isso eu quis dizer que eu sou órfã, meus pais morreram quando eu tinha apenas 10 anos depois disso fui morar com a minha tia e quando completei 18 anos neste mesmo ano eu comecei a trabalhar e consegui alugar um apartamento.
  Eu estudo no período da manhã para que no período da tarde eu possa trabalhar.

Seul 6:21

Agora no momento estou a me arrumar para ir a escola, não é longe do lugar aonde eu moro então posso ir a pé.

  Terminei de me arrumar e desci para comer algo por que com a barriga vazia ninguém consegue raciocinar direto. Bebi um copo de suco e comi algumas torradas, sai trancando a porta e peguei o elevador.
 

Já na portaria comprimentei a senhora Yoona que estava a sair também.

Seul 6:34

Faltava uma quadra para chegar a escola, o sinal ficou vermelho e fui atravessar só que no momento um carro veio em minha direção, eu já tinha visto aquele carro na esuniformeeguei para trás ou seria eu a estar morta agora.

- SEU IDIOTA, OLHA COMO DIRIGE . - gritei para o garoto do carro

Voltei meus passos para finalmente atravessar a rua e agora não tinha mais carros.

Seul 6:40

Cheguei na escola e fui para o pátios ainda faltavam 10 minutos para entrarmos e eu só quero achar aquele irresponsável retardado da cabeça que quase me atropelou hoje, juro que quando descobrir vou fritar os miolos dele e por no meio do pão. Ele vai se ver comigo ou eu não me chamo ____.

Pude ouvir o sinal tocar e logo a multidão de jovens começar a entrar. Entrei rapidamente a primeira aula seria de história e eu odiava chegar atrasada por que aquela professora é pior que o capeta.

Seul 7:32

Depois da aula chata de história eu pude enfim descansar um pouco, eu ainda tinha que descobrir quem era aquele garoto do carro e acabar com ele, imagina se fosse uma criança ? A polícia deveria tirar a carteira de motorista dele isso sim.

A professora de matemática enfim chegou e toda a turma se calou rapidamente, essa é uma das minhas matérias preferidas ta podem até me julgar por gostar de matemática mas é legal.

A aula hoje acabaria um pouco mais cedo por causa do professor de geografia que estava doente.

Seul 9:43

Depois da terceira aula logo pude ouvir o sinal para o intervalo isso era um alívio, pelo menos eu teria um tempo antes de ir trabalhar.

Fui ao refeitório e peguei apenas uma maçã, não estava com tanta fome assim por causa do que comi antes de sair de casa.

Fui para o pátio e sentei embaixo de uma árvore que tinha por ali, eu gostava de ficar sozinha as vezes é bem relaxante.

Seul 10:00

Com o fim do intervalo voltei para a sala iriamos ter aula de inglês. 
  Sentei em meu respectivo lugar e logo o professor chegou passando o conteúdo e se sentando, ele sempre fazia isto, chegava passava a lição e se sentava e nós ? E não estava nem ai para nós só queria saber do salário que ganharia depois.

  Seul 10:48

  O sinal tocou afirmando que era o final da aula e que poderíamos ir para casa.

Eu estava no mesmo local aonde quase fui atropelada pela manhã quando vi o mesmo carro parar na calçada não pensei duas vezes e fui em direção e bati no vidro do motorista e pela minha surpresa era o idiota do Chanyeol um dos riquinhos metidos a besta da escola, o popular metido a gostosão.

- O que você quer ? - ele perguntou entediado

- " O que você quer ? " - o imitei - Você é um irresponsável garoto. - o puxei pela gola da camiseta colocando um pouco do seu corpo para fora do carro

- Ei me solta garota. - ele falou com certa raiva

- Não, agora você vai me ouvir seu irresponsável do caralho, você quase me atropelou hoje de manhã seu panaca, e se fosse uma criança em ? - despejei o que estava preso em minha garganta

- Quem manda você não olhar para o lado em ? - ele deu sorriso debochado

- A PORRA DO SINAL TAVA VERMELHO.- gritei - Será que você precisa por óculos? - o soltei

Ele aproveitou e ligou o carro novamente saindo rapidamente.


- SEU MEDROSO. - continuei a caminhar de volta para meu apartamento

Seul 11:45

Depois de ter chegado na minha "casa", tomei um banho e fui preparar o almoço.

Preparei um macarrão e fiz um molho de carne e coloquei por cima, sentei na cadeira assim podendo me acomodar para comer, servi um pouco de macarrão e comecei a comer.

Depois de saborear o almoço fui para o quarto precisaria tomar banho para ir ao trabalho.

Seul 12:55

Depois do banho aproveitei para tirar um cochilo, as vezes é cansativo me manter de pé a tarde toda.

Meu celular começou a tocar e era um número que eu não conhecia, atendi porque poderia ser importante.

          Ligação on :

" - Alô ? " - perguntei

" - Aqui é o Chanyeol. " - ao ouvir o nome desse patife quase desliguei o celular

" - O que quer ? E como conseguiu meu número ? " - perguntei curiosa

" - Eu tenho muitos contatos por ai você sabe, ser popular ajuda bastante . " - dei uma risada, como sempre ele se acha

" - Você ainda não me respondeu o que quer. " - falei com certa raiva

" - Queria te incomodar, você é bem forte em. " - ele deu uma risada

" - Vai se cata seu viado. " - desliguei o celular

       Ligação off:

Vê se pode? Me ligar só pra me deixar com raiva, esse garoto é um grande panaca.

Seul 13:25

Estava a caminho do trabalho a sorveteria abriria daqui a poucos minutos e eu precisava me apressar.

Cheguei ao estabelecimento de cor rosa e amarelo e entrei podendo ver Yumi a garota que me ajuda com algumas das tarefas como atender as mesas e levar os pedidos.

- Olá Yumi. - a comprimentei e fui trocar de roupa

As vezes eu acho que esse trabalho não é para mim, primeiro eu não gosto muito de doces, segundo o uniforme é muito cheio de babados pareço aquelas bonecas de porcelana.

Coloquei o vestido rosa com alguns babados verdes, as meias 3/4 os sapatos de salto e a tiara que tinha um sorvete de morango pindurado no topo da cabeça.

Fui para o salão os clientes chegariam em breve e eu como uma boa funcionaria não poderia deixar ninguém esperando.

Seul 14:45

O movimento no estabelecimento estava um pouco agitado. Yumi as vezes atendia e eu a ajudava a servir.

- ___, mesa três um sorvete de chocolate com cobertura de morando. - a ouvi me chamar e preparei o pedido

Fui até a mesa de número três e dei de cara com o panaca do Chanyeol, sera que nem no meu trabalho ele me da uma folga ?

- Aqui esta o seu pedido. - coloquei o sorvete sobre a mesa quando me preparava para sair senti sua mão em meu pulso

- Você parece uma criança com esta roupa. - ele deu uma leve risada

- Este aqui é o meu local de trabalho, então deixe as gracinhas para fora daqui. - me solteira e voltei a servir as outras mesas

Seul 16:17

Depois de Chanyeol sair eu pude trabalhar em paz, aquele garoto sinceramente adora me atazanar, ta ele é bonito e ai ?

Ser bonito não é o essencial tem que ter caráter e ser gentil. Eu tenho que tirar esses pensamentos da cabeça Chanyeol nunca será assim.

Seul 18:55

Yumi e eu estávamos a limpar o estabelecimento para que podessemos fechar e irmos para casa descansar, hoje o dia foi bem cansativo.

Como sempre eu fico encarregada de fechar o local. Yumi me desejou uma boa noite e se foi e eu como sempre fiquei ali sozinha.

Estava tentando fechar a grade da porta mas como sou um pouco baixa não tive muito sucesso com isso.

- Deixa que eu te ajudo com isso. - quase gritei de susto sério esse garoto ainda me mata

- Você quer me matar de susto ? - coloquei a mão no peito

- Você poderia ao menos agradecer. - ele puxou a grade para baixo e eu pude colocar o cadeado

- Obrigado. - virei as costas e segui o caminho do meu apartamento

Vi que Chanyeol me seguia então me virei.

- Porque esta me seguindo ? - cruzei os braços

- Sabe ta tarde e você não pode andar por ai sozinha a esta hora. - ele pareceu nervoso

- Então você quer me acompanhar é isso ?

- Se você deixar. - ele deu um sorriso

- Certo, certo. - ele se pôs ao meu lado

Seul 19:24

Estávamos perto do meu apartamento quando a tempestade começou. Começamos a correr feito dois loucos até chegarmos ao prédio.

-  Nossa essa tempestade não vai passar tão cedo, acho melhor você subir se não pode ficar doente depois. - comentei

- Tudo bem . - subimos de elevador até o andar do meu apartamento

Abri a porta e deixei que o garoto entrasse e depois fechei a porta.

- Bom eu vou algo que te sirva pra você poder trocar de roupa. - falei adentrando o quarto

Ainda tinhas algumas roupas do meu pai que eu costumo usar quando chego muito cansada do trabalho e quase sempre visto por serem mais confortáveis.

Peguei a camiseta branca de manga comprida e o abrigo e uma toalha e levei a sala entregando para Chanyeol.

- O banheiro é no final do corredor, vou preparar algo para nos comermos.

- Certo. - ele assentiu e foi em direção do banheiro

Seul 20:10

Depois de ter preparado a janta e Chanyeol ter saido do banheiro eu pude tomar um belo banho e vesti um pijama confortável.

Depois de terminar o banho voltei para cozinha e encontrei Chanyeol sentado no sofá.

- Bom eu preparei algo simples, você deve ta acostumado a comer bem né? - sentei ao seu lado

- Obrigado por me deixar ficar aqui e por me emprestar estas roupas e você até preparou o jantar, obrigado mesmo e me desculpe por te incomodar. - ele falou calmo

- Tudo bem, eu te desculpo agora vamos comer. - ele me acompanhou até a mesa

Nos servimos da sopa e começamos a comer.

- Isso é bom. - ele falou sorrindo

- Você nunca tinha tomado sopa ? - perguntei

- Só tomo sopa quando estou doente, mas ela quase sempre não tem gosto. - ele respondeu colocando mais uma colherada na boca

- Ah sim.

Seul 21:01

Depois de terminamos a sopa fomos para a sala assistir um pouco de televisão, a chuva apertou mais pelo visto duraria até amanhã Chanyeol teria que dormir aqui, só de pensar nisso minhas bochechas esquentaram.

Se acalma ___, você deve odiar ele não acabar gostando dele, acho que é tarde demais.

Vi que Chanyeol se aproximou um pouco e meu coração quase que pulou para fora do corpo.

- Sabe ___, eu sempre estive te observando. - ele me olhou

- Me o-observando ? Mas porque ? - perguntei curiosa

- Porque eu queria fazer isso. - ele aproximou nossos rostos e então nossos lábios se tocaram

O beijo era calmo e sem pressa, os lábios de Chanyeol eram macios e tinham um leve sabor de menta. O ar nos faltou e acabamos nos separando.

- Mas...você gosta de...mim ? - perguntei um pouco confusa

- Sim... Eu gosto. - ele me beijou novamente

Seul 21:48

Depois de muitos beijos, os barulhos de relâmpagos se fizeram presente e a energia havia ido embora.

- Seja minha ___, quero que fique comigo para sempre então aceite ser minha namorada. - ao ouvir aquelas palavras meu coração a qualquer momento poderia sair pela boca

- E- eu aceito. - sorri e dei um selinho no mesmo

Ele se levantou e me puxou para um abraço apertado.

- Seja minha esta noite? - senti ele beijar meu ombro

- Sim. - o puxei para um beijo

Seul 22:13

Levei Chanyeol até meu quarto o mesmo me deitou na cama, fazendo com que eu ficasse abaixo do seu corpo, ele tirou minha blusa e beijou de leve meu ombro e começou a massagear meu seio direto por cima do sutiã.

Meus gemidos escapavam meio que tímidos. Ele aproveitou e tirou minha calça, agora as únicas peças que tinham em meu corpo eram a calcinha e o sutiã rosa.

- Você é muito linda. - ele falou perto do meu ouvido

Minhas bochechas nesta hora deviam estar vermelhas de vergonha. Consegui um pouco de força e inverti as posições deixando Chanyeol abaixo do meu corpo e acabei por tirar sua camiseta.

Ele sorriu e me puxou para um beijo necessitado, de calmo este beijo não tinha nada pois ele era cheio de luxúria.

Ele levantou e me deitou novamente na cama e tirou o abrigo ficando apenas com a cueca azul, mordi o lábio inferior ao ver aquela cena.

Ele se aproximou e me beijou novamente nossas línguas dançavam juntas uma melódia lenta e sensual ele aproveitou para tirar meu sutiã e começou a brincar com meus seios, massageava um enquanto o outro era pego por sua boca.

Seul 22:39

Depois de brincar bastante com meus seios e foi em direção a minha calcinha a tirando por completo, logo senti sua língua ser introduzida em minha intimidade estimulando meu clitóris com movimentos circulares.

Meus gemidos se tornaram mais altos por causa dos movimentos rápidos que ele fazia.

Seul 23:05

Logo senti a língua de Chanyeol deixar minha intimidade então abri os olhos para ver o que ele fazia. Ele tirou a cueca liberando seu membro já ereto.

- Você ta pronta ? - ele perguntou

- Si...m.

Ele se pôs no meio das minhas e introduziu devagarinho para que eu pudesse me acostumar, quando seu membro entrou por completo uma lágrima escorreu do meu olho.

- Calma, isso já vai passar. - ele limpou a lágrima

Depois de alguns minutos eu mechi o quadril indicando que ele poderia começar com os movimentos.

Ele começou lento e depois os movimentos começaram a ficar mais rápidos, agarrei os lençóis e gemia seu nome.

Seul 23:19

Depois de vários movimentos de vai e vem acabei me pronunciando.

-Chan...yeol eu vou... - nem pude terminar e meu liquido foi liberado

- Tão apertada... - ele deu mais algumas estocadas e pude sentir seu liquido me preencher

Chanyeol se deitou ao meu lado na cama e pude sentir ele me abraçar por trás.

- Eu te amo. - falei recuperando o fôlego

- Eu também te amo maluquinha. - ele beijou o topo da minha cabeça

Chanyeol ficou fazendo cafuné e logo meus olhos começaram a pesar, e quando eu disse que não gostava deste garoto eu estava muito enganada, pois eu o amo e sei que ele me ama também.


Notas Finais


Até o próximo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...