História Imagine - O insuportável do meu vizinho - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Suho
Tags Exo, Imagine, Suho
Visualizações 226
Palavras 1.971
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Hentai
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Imagine sendo postado novamente. Espero que gostem.

Capítulo 1 - IMAGINE SUHO


Fanfic / Fanfiction Imagine - O insuportável do meu vizinho - Capítulo 1 - IMAGINE SUHO

Seul 15:00

Sabe eu definitivamente preferia estar dormindo agora, ta podem até me julgar por ser três horas da tarde mas é que meu "querido" vizinho mais conhecido por seu apelido Suho está a fazer uma festa na piscina a esta hora, pelo que da pra ver daqui da minha sacada tem garotas com biquínis bem pequenininhos.
  Esta música ta muito alta, ele acha o que ? Que não tem vizinhos não ? A mas eu vou fazer ele acabar com essa festa e vai ser agora.

  Desci as escadas e sai porta fora, eu vou matar esse otário.

  Pulei a pequena cerca que dividia meu espaço do dele e entrei pela porta dos fundos já que a mesma estava escancarada, pude ver várias pessoas se agarrando e muitas bebibas.   

   Cheguei na sala aonde se encontrava o maldito som e o metido do Suho, me aproximei do sofá em que ele estava sentado com uma garota ruiva ficando de frente para ele.

- Ei, ___ o que esta fazendo aqui ? Você não foi convidada. - pude ver a garota ao lado dele dar um sorriso debochado

- Primeiramente seu palhaço eu nem queria estar aqui e segundo poderia pelo menos ter um pouco de respeito e abaixar esta merda? - perguntei cruzando os braços

- Você deveria voltar pra casa garota. - a ruiva se manifestou

- Cala a boca ai ruiva porque a conversa não chegou no galinheiro ainda. - pude ver ela bufar e sair dali deixando Suho sozinho

- Você é uma sem noção ___, o que eu vou mascar hoje a noite em ? Pensando bem, você não é de todo mal. - ele se levantou vindo em minha direção

- Nem me venha com essas gracinhas Suho, se você tem amor ao seu pinto se afaste de mim. - virei o rosto para o lado contrário dele

- É isso o que vamos ver. - senti sua mão em meu pulso e no momento seguinte nossos corpos se chocarem

- O que pensa que ta fazendo ? - o olhei rapidamente

- Você já vai ver. - vi ele aproximar os lábios dos meus, mais que rápido minha perna se moveu e eu só pude ver o Suho no chão

- Su...a desgraçada. - ele gemia de dor

- Isso é pra você aprender que eu não sou nenhuma das suas vadias. - me virei pegando um copo de cerveja e derramando o liquido no aparelho - A FESTA ACABOU PESSOAL. - gritei para que todos escutassem

  
Passou alguns minutos e a casa estava completamente vazia, Suho ainda estava a se recuperar da joelhada que levou nas bolas.

- Bom agora sim eu vou poder dormir em paz. - coloquei as mãos para o alto

- Você ainda me paga garota. - Suho se levantou e me puxou pelo braço escada acima me levando aonde parecia ser o seu quarto

- Ei Suho, você não vai fazer aquilo comigo né ? - perguntei um pouco nervosa

- Isso você só saberá quando eu voltar. - ele saiu trancando a porta

Ai meu deus aonde eu fui me meter? Suho pode ser um estrupador, o que eu faço agora ? 
  Olhei para a cama e vi alguns lençóis, é isso vou usar isso para sair daqui , amarrei todos os lençóis até eles parecerem uma corda gigante e fui até a sacada para amarra-lá, logo pude ouvir o barulho da maçaneta e com o susto acabei largando os lençóis no pátio, mas que grande merda. Suho entrou no quarto e logo olhou para a cama.

  - Eu poderia jurar que tinha lençóis nesta cama ___. - logo ele se aproximou de mim

- Eu não vi lençol nenhum ai. - o momento em que ele se aproximou consegui empurra-lo e sai correndo dali

  Seul 16:58

Depois que eu sai correndo da casa de Suho, tranquei a porta da frente, vai que o Suho tenta invadir a minha casa ? Nunca se sabe, melhor previnir do que remediar.
   
   Sentei no sofá e coloquei em um canal qualquer, estava dando um filme desses água com açúcar que toda garotinha apaixonada gosta, porra eu não estou apaixonada pelo Suho, isso nunca vai acontecer enquanto eu estiver viva.

  Estava no final do filme e meus olhos estavam quase a se fechar pelo sono que eu estava a carregar,logo tudo escureceu.

Seul 18:47

Acordei com o toque de chamada do meu celular e era a minha mãe, talvez ela diria que já estava a caminho de casa.
     
           Ligação on:

  - Alô ? Mãe ? - pude ouvir ela falar com alguém do outro lado da linha

- Alô, filha só pra avisar que hoje eu tenho plantão no hospital, chego amanhã as nove e meia.

- Tudo bem mãe , se cuide.

    Ligação off:

Desliguei o celular e o coloquei em cima da mesinha que ficava no centro da sala.
  Percebi que teria que preparar o jantar então fui para cozinha preparar meu famoso macarrão com molho.

  Seul 19:37

Depois de ter preparado o jantar me sentei a mesa e me servi um pouco do macarrão , dei a primeira garfada e ouvi meu celular apitar, com toda a certeza ele estava com pouca bateria, me levantei e pus ele para carregar. 
Voltei para a mesa e terminei o meu jantar, fui para o quarto iria tomar um banho e deitar depois do dia de hoje prefiro não olhar pra cara do Suho, vai que ele me tranca no quarto dele novamente ? Bem naquela hora que ele tentou me beijar eu senti o meu coração disparar, será que é uma doença ? Não se fosse isso minha mãe com toda certeza me diria, então eu estou mesmo gostando daquele palhaço do Suho? 
Isso não pode estar certo, ele é um babaca, idiota.

Seul 21:13

Estava embaixo do chuveiro a água morna corria por meu corpo e isso era maravilhoso, desliguei o chuveiro e sequei os cabelos com o secador me enrolei na toalha e fui para o meu quarto um ventinho fresco veio da janela e eu fui na direção dela para fecha-lá.

Logo senti alguém me agarrar por trás e acabei gritando.

-  Escandalosa. - logo pude ver que era Suho

- Suho o que você ta fazendo aqui seu embuste? - minhas bochechas estava levemente avermelhadas pela situação em que nos encontravamos

- Ainda não terminamos o nosso assunto de mais cedo. - ele me colocou contra a parede e isso fez com que minha toalha acabasse caindo no chão

- Seu... - não pude terminar de falar pois o mesmo selou nossos lábios em um beijo calmo

Ele colocou uma de suas mãos em minha cintura me trazendo para mais perto de si, o ar acabou nos faltando e nossos lábios se separaram.

- Eu sempre quis fazer isso. - ele deu um pequeno sorriso ao perceber que eu estava nua

Assim que percebi o meu estado me abaixei rapidamente pegando a toalha e escondendo o meu corpo.

- Não adianda esconder, eu já vi tudo mesmo. - ele falou me olhando

- Seu idiota. - bufei cruzando os braços - Como entrou aqui ?

- Pela janela, você esqueceu ela aberta. - ele deu uma risada - Escute ___, qualquer um poderia entrar aqui.

Sai de perto da parede indo para o lado da cama.

- Ei, não me deixe falando sozinho. - ele me puxou e acabamos caindo na cama

Quando caimos ele acabou ficando por cima de mim, com uma perna em cada lado do meu corpo, e seus lábios foram de encontro a minha orelha.

- Seja minha essa noite ___ ? - ele deu uma leve mordida nela

- Você acha que eu sou o que ? Alguma das suas vagabundas? Mas eu não sou, ok. - virei o rosto para o lado contrário do seu

- Ei, eu nunca disse que você era uma vagabunda. - ele virou meu rosto para que eu pudesse ver seu rosto

Senti seus lábios tocarem os meus em um toque delicado, minhas mãos já não me obedeciam mais e foram de encontro os cabelos macios dele.
Sua mão foi de encontro a minha cintura em um aperto de posse e isso fez com que seu corpo se aproximasse mais ainda do meu, até ele separar nossos lábios.

- Acredite eu nunca pensei em você como uma daquelas vadias, ___ você é diferente e é isso o que eu amo em você. - nossos lábios se encontraram novamente

Entre o beijo ele retirou a toalha que cobria meu corpo e minhas bochechas esquentaram, eu estava nua na frente do Suho era só isso que se passava pela minha cabeça naquele momento.

O ar nos faltou e acabamos nos separando, olhei para Suho e fiz uma cara de reprovação.

- O que foi ? - ele perguntou

- Isso não é justo, você ainda ta vestido e eu aqui fazendo cosplay de Eva só que sem a folha. - puder ver ele rir e logo tirar a camisa e a calça ficando apenas com a cueca vermelha

- Assim esta melhor ? - ele deu outro de seus sorrisos

- Agora sim. - ele voltou a me beijar só que eu precisava contar algo importante a ele

- Suho  eu presico te dizer algo antes de você sabe... - abaixei o rosto escondendo as bochechas coradas

- Pode falar . - ele deitou ao meu lado

- É...que eu...sou...virgem. - nesse momento eu queria enfiar minha cabeça debaixo da terra se possível

- Isso me deixa feliz. - ele sorriu

- Te deixa? Mas por que ? - virei o corpo para o seu lado

- Me deixa feliz por saber que serei seu primeiro, serei eu a te tornar uma mulher ___. - ele se virou e beijou minha testa

Juntei toda a coragem possível e subi sobre seu corpo sentando sobre sua barriga, minhas unhas arravam de leve seu abdômen e meus lábios encontraram os dele .

Dentre vários beijos eu retirei sua cueca e pude ver seu membro se libertar daquela tortura, depois que eu fiz isso ele acabou invertendo as posições e levou seus lábios ao meu seio esquerdo enquanto sua mão massageava o direito, era impossível controlar os gemidos .

Puder ver ele abandonar o local aonde chupava e distribuir uma trilha de beijos até chegar a minha intimidade. Logo pude sentir sua língua me penetrar e de imediato agarrei os lençóis ele vazia movimentos circulares e isso só me fazia gemer mais o seu nome.

Ele parou derrepente, levantei minha cabeça e ele me olhava.

- Está pronta ? - ele perguntou me olhando fixamente

- Si..m. - respondi recuperando o fôlego

Ele então se posicionou no meio das minhas pernas e começou a introduzir seu membro, a princípio era uma leve ardência mas quando eu o senti completamente dentro de mim, lágrimas escorriam de meus olhos era uma dor terrível.

- Calma princesa, isso vai passar. - ele limpou as lágrimas que caiam e ficou parado para que podesse me acostumar 

Passou alguns minutos e eu mechi o quadril, isso era o sinal para que ele continuasse.
Ele passou a se mover, primeiro lentamente e depois rápido e acabei agarrei os lençóis novamente.

Os movimentos eram mais rápidos que os anteriores e eu já estava a ponto de gozar.

- Suho...eu vou... - não terminei de falar e senti minha intimidade se contrair e apertar o membro dele e meu liquido ser liberado

Suho ainda se movia até chegar ao ápice se deitando ao meu lado.

- Isso...foi maravilhoso. - ele falou

- Isso o que...fizemos, me diga foi a melhor noite de sexo que você já teve ? - o olhei

- Isso o que fizemos não foi sexo princesa. - ele me abraçou

- Então o que foi ? - o olhei confusa

- Foi amor. - ele beijou o topo da minha cabeça

Meu coração acelerou, então ele envolveu sentimento em tudo o que fizemos aqui, e tinha que admitir a mim mesma eu estava APAIXONADA por Suho, por aquele garoto idiota que adora me irritar as vezes.

Pude sentir meus olhos pesarem e logo adormeci.

- Eu te amo ___ . - o garoto sussurrou


Notas Finais


Espero que tenham gostado ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...