História Imagine Bts - O Lado Negro De Bangtan Boys (Em Revisão) - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Jay Park
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Aventura, Drama, Horror, Romance, Sexo, Suspense
Visualizações 136
Palavras 1.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem põe a demora, espero que gostem do capítulo de hoje

Boa leitura ♡♡

Capítulo 30 - Primeiro encontro 1/2


                   No Capítulo Anterior:

S/n: P-por favor Hana! Para com isso! Não tem graça! - Ouvi o barulho do portão de fora se abrir e então me aproximei rapidamente da janela, tentando ver se Hana e Yan haviam chegado, mas não vi vestígios de ninguém alí. De repente a porta de meu quarto se abriu bruscamente, e logo me virei repentinamente, gritando desesperada, ao ver uma imagem extremamente assustadora de algo vestido de Preto com seu rosto escondido por a escuridão, adentrar em meu quarto, e estender suas mãos enquanto via em minha direção

S/n: AAAHHH


                                   Xxx


Meus gritos tornaram-se cada vez mais desesperadores enquanto a imagem assustadora se aproximava de mim e emitia um terrível barulho assustador, que logo aos poucos foram tornando-se risadas altas e debochadas, e então o pequeno rosto de Hana revelou-se entre as vestes enquanto ela os retirava dalí e ria incondicionalmente do meu estado.

S/n: VOCÊ PERDEU A CABEÇA HANA? - Gritei exaltada enquanto pegava os travesseiros e os jogava contra ela.  - VOCÊ FICOU MALUCA? QUERIA ME MATAR DO CORAÇÃO? SUA IDIOTA! 

Hana: S/n você devia ver a  sua cara! - Debochou - Estava desesperada! Sua medrosa!

S/n: ISSO NÃO TEVE GRAÇA HANA! - Retruquei furiosa, sentindo meu rosto queimar de raiva - NUNCA MAIS FAÇA ISSO DE NOVO OUVIU? NUNCA MAIS!

Hana: Desculpe S/n! Foi apenas uma brincadeira! Não achei que fosse se assustar tanto assim!

S/n: Brincadeira? - Perguntei de forma divertida enquanto soltava uma risada irônica - Ainda tem coragem de chamar isso de brincadeira? Já pensou se acontece alguma coisa ruim?

Hana: Tipo o que?

S/n: Tipo eu ter uma parada cardíaca e morrer, ou desmaiar e nunca mais sair do coma!

Hana: O-oh... me desculpe S/n... eu realmente não sabia que tinha tanto medo dessas coisas! Me perdoe! Eu prometo que não o farei mais!

S/n: Tudo bem Hana.. já passou.. - Sussurrei em um suspiro profundo - Onde está Yan?

Hana: Ela resolveu ficar na casa de uma amiga! Isso é ótimo porque vai ser melhor pro seu encontro as escondidas!

S/n: Você vai ficar sozinha aqui? - Perguntei conturbada

Hana: Sim!

S/n: Hana... você tem certeza disso?

Hana: Sim! E porque eu não teria? - Indagou rindo - Tem muitas coisas legais para fazer aqui! Posso assistir filmes, ler revistas, posso ir na casa da amiga de Yan... essas coisas!

S/n: Oh.. tudo bem então..

Hana: Bem, é melhor eu fazer a sua maquiagem e arrumar seu cabelo, já está quase na hora não é mesmo?

S/n: Sim, sim! Claro!

Hana: Ótimo! Venha aqui! - Me chamou com os dedos apontando para uma cadeira que estava logo a sua frente 



                                     {...}


(Link do penteado da S/n abaixo nas notas finais)


Hana: Feche os olhos, não vale olhar até eu te virar de frente para o espelho!

S/n: Está bem.. - Abri um sorriso nervosa e então fechei meus olhos e com as duas mãos, os cobri 

Hana: Só abra quando eu disser está bem?

S/n: Sim.. - Sussurrei e logo então senti as mãos de Hana se apoiarem em meus ombros, onde ela me virou lentamente 

Hana: Já pode abrir 

Um leve sorriso nervoso se formou em meu rosto, e logo então abri meus olhos, me deparando com meu reflexo alí, e mal pude acreditar que àquela garota era eu.

S/n: E-essa sou eu? - Perguntei sem algum tipo de reação 

Hana: Sim! Essa é você S/n! Está parecendo uma princesa! - Sorriu empolgada enquanto me encarava 

Na verdade, eu nunca fui uma pessoa segura comigo mesma. Nunca me achei bonita e muito menos atraente como qualquer garota normal. Eu realmente sempre me vi de um jeito feio e ridículo, mas aquele momento, Eu estava me sentindo totalmente valorizada o bonita, que nem consegui acreditar que era eu.

S/n: Minha nossa Hana.... eu amei! - Indaguei super ansiosa e empolgada - Muito obrigado! - Me virei rapidamente para Hana, e então pulei em cima dela, a abraçando fortemente - Não sei o que seria de mim sem você... obrigado por tudo.. - Pelo fato da minha emoção aquele momento, deixei  algumas lágrimas caírem de meu rosto, e logo Hana as enxugou enquanto retocava minha maquiagem rapidamente 

Hana: Não precisa agradecer! E nao chore, irá borrar sua maquiagem, demorou bastante para fazer!

S/n: Me desculpe..

Hana: Tudo bem minha linda! - Sorriu - Bem S/n... Já está na hora! Está preparada?

S/n: Estou muito nervosa.. - Exclamei em um sussurro enquanto sorria tentando disfarçar meu desespero por dentro 

Hana: Tente relaxar um pouco! Isso irá ajudar bastante! Bem é melhor nós irmos logo, não quer deixa-lo esperando, ou quer?

S/n: C-claro que não...

Hana: Ótimo! Agora vamos! - Agarrou em meu braço e então saiu me puxando para o lado de fora


                                    {...}


Depois de tanto tempo tentando convencer Hana para não passarmos em frente a casa de Haru, enfim, consegui covence-la a dar a volta volta por o outro quarteirão que ficava bem distante dalí. Mas de qualquer forma eu não iria me arriscar em passar em frente a casa de Haru de modo algum! Talvez ele saísse na mesma hora, ou talvez ele estivesse olhando por a janela da casa dele. Só de pensar nisso, um certo desespero me vem a tona. Mas graças ao meu bom senso, sempre consigo fazer as pessoas mudarem de ideia.

Hana: Enfim chegamos.. - Exclamou em uma arfada aparentado estar cansada 

S/n: Desculpe ter feito você vir por o outro quarteirão... é que.. eu não gosto muito de passar naquela rua perto a minha casa sabe... as pessoas são muito curiosas, até demais.. - Menti enquanto suspirava de nervosismo 

Hana: Ah tudo bem S/n! - Sorriu - Bem, acho já está na hora de eu ir... 

S/n: não poderia ficar mais um pouco? Por favor?

Hana: S/n... acho melhor não! Não quero cortar o clima do encontro.. - forçou um sorriso 

S/n: Oh.. Tudo bem então.. obrigado por ter me acompanhado até aqui

Hana: De nada! 

S/n: Até mais tarde!

Hana: Até.. Boa sorte no encontro... - Sorriu e então veio até mim me dando um abraço - Não se esqueça do que eu te disse! Seja observadora e fique atenta, e o melhor de tudo, Tome muito cuidado! - Sussurrou ao meu ouvido 

S/n: Não se preocupe Hana... eu sei me cuidar!

Hana: E se caso acontecer alguma coisa, eu coloquei spray de pimenta na sua bolsa!

S/n: Or Hana.. - Resmunguei - Isso não será  necessário!

Hana: Nunca se sabe não é mesmo S/n? Bem.. estou indo agora, até mais tarde! Divirtam-se - Beijou minha testa e então saiu acenando enquanto andava em passos longos e rápidos assim, sumindo da minha vista

S/n: Oh céus... estou muito nervosa... - Sussurrei a mim enquanto acariciava meu braço - Espero que ele não demore...

As possibilidades do meu encontro ser perfeito eram extremamente altas, e não havia ninguém ou nada que podessem estragar aquilo. Por um lado estou totalmente feliz e ansiosa mas por outro não, talvez eu esteja totalmente errada em ter aceitado ao pedido de Suga sem ao menos comunicar Haru, desde que cheguei ele vive me infernizando com a mesma história de sempre, me dizendo para ficar longe deles e que eles são uma má companhia para mim. Do meu ponto de vista, não acho que eles sejam como Haru falou, eles demonstram ser apreensivos e muito cavalheiros. Realmente eu ainda acho que Haru esteja enganado em relação á isso. Acho melhor continuar deixando isso tudo em sigilo, eu relamente não quero que ninguém estrague o meu momento.

Os fortes faróis de um belo carro preto que se aproximava tomaram conta de todo meu rosto, fazendo-me colocar minhas sobre os olhos para poder enxergar quem poderia ser aquela hora. E logo o carro foi estacionado a minha frente, e o vidro do mesmo foi se descendo lentamente, revelando o lindo Ruivo que estava ali dentro. 

Suga: Como você está linda! - Exclamou aparentando estar surpreso 

S/n: O-obrigado - Sussurrei envergonhada enquanto voltava meus olhos para o carro - É seu?

Suga: Sim, é!

S/n: Seu carro é muito bonito!

Suga: Não tão bonito como você!

Oh meu Deus... que vergonha..

S/n: O-obrigado Suga

Suga: Então princesa, podemos ir agora?

S/n: S-Sim... claro que sim! - Falei em um sorriso nervoso fui até o outro lado da porta do carro, mas logo fui surpreendida por ele que em uma rapidez inexplicável tomou minha frente, abrindo a porta do carro para mim - O-obrigado 

Suga: De nada princesa!

Oh.. tão doce...

Suga: Então, onde quer ir primeiro?

S/n: Que tal numa sorveteria? Já faz um bom tempo que não tomo sorvete - Falei rindo enquanto colocava o cinto de segurança 

Suga: Está bem então minha princesa! - Abriu um sorriso doce e encantador enquanto piscava para mim e ligava o carro logo dando a partida 


                                   [...]


Por estar muito distraída com a beleza toda dos lugares que ele havia me mostrado, nem me dei de conta quando havíamos chegado na sorveteria.

Suga: Prontinho! - Falou descendo do carro e logo então fiz o mesmo, saindo lentamente, e logo fiquei extremamente chocada quando me deparei com o lugar no qual ele havia trazido

S/n: S-SUGA.....


                                  [...]


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...