História Imagine BTS - Teachers&Medicine - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Colegial, Drama, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mistério, Rap Monster, Revelaçoes, Suga, Taehyung
Exibições 120
Palavras 1.732
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIOI GENTE!!!
Espero que gostem desse capítulo... Avisando, estejam preparados pra o próximo haha.
Boa leitura e perdoem qualquer erro ortográfico. ❤

Capítulo 7 - Atração?


Fanfic / Fanfiction Imagine BTS - Teachers&Medicine - Capítulo 7 - Atração?

~ Yoongi P.O.V ~

Eu precisava falar com (S/N) sobre o plano de Hoseok. Ele esteve observando ela na última semana, chegou a me pedir informações sobre ela, seu comportamento... Acabei contando algumas coisas que percebi nela.

Eu não estava ligando pro que Hoseok faria com (S/N), mas isso só porque não a conhecia de verdade. Nessa última semana que trabalhamos juntos no projeto, pude ver quão boa ela era e quanto era gentil. Ela era uma jovem talentosa... aquilo me chamou a atenção. Ela parecia ter nascido com o dom da medicina, aprendeu tudo tão rápido (pelo menos o básico que ensinei para o projeto). Não a conhecia muito bem e nem sabia muito sobre ela, mas o suficiente pra saber que não merecia ser mais uma das "alunas que Hoseok já pegou".

Estávamos no estacionamento, prontos pra ir embora, então decidi contar pra ela. Mas pensei 2x antes de fazer tal ato, minha amizade com Hoseok, era de tantos anos, isso o levaria a perder seu emprego e acabaria com sua carreira, seria o fim de nossa amizade também. E como amigo... bem... eu decidi não contar.

Paralisei no momento em que ia falar algo. Tentei, mas nada saiu. De repente, recebo uma ligação de Dakho.

Dakho? - Pensei. O que ela queria?

Deixei (S/N) lá, ela parecia estar confusa. Caminhei em silêncio até meu carro, entrei e atendi o celular.

~ Ligação On ~

- Ei Dakho... - Falei ligando o carro. Precisava ir logo embora dali.

Dakho: Yoongi, tudo bem? Atrapalhei alguma coisa?

- Tudo bem, e você? Não... Não atrapalhou, estou indo embora da faculdade agora. - Retirava o carro da vaga, para finalmente dar partida até em casa.

Dakho: Ah, estou bem! Y-Yoongi, sei que está tarde, mas queria saber se posso ir pra sua casa... Preciso conversar.

- Sim, pode. - Por mais que estivesse cansado, iria acolher Dakho. Se ela precisava conversar, eu estaria ali pra conversar, seria bom pra me distrair também. Era o mínimo que eu poderia fazer também depois do ocorrido a uns dias atrás... Nós havíamos nos afastado um pouco depois daquilo. - Aconteceu algo? - Perguntei em seguida.

Dakho: Nada com que se preocupar, eu te conto depois. - Seu tom de voz aparentava preocupação.

- Ok! Nos vemos já.

Dakho: Ok. - Ela desliga a ligação.

~ Ligação Of ~

Já estava a caminho de casa.

[Alguns minutos depois...]

Ao chegar em casa, vejo através das janelas, as luzes da sala e da cozinha ligadas. Deduzi que Dakho já havia chegado, ela tinha uma cópia das chaves.

Entro em casa, chamando pela mesma.

- DAKHO? - Disse num tom alto. Coloco meus materiais de trabalho em cima da mesa, que havia do lado da porta de entrada.

Ela aparece no fim do corredor, de longe, consegui ver seus olhos manchados de preto.

- O que aconteceu? - Caminho até ela.

Seus olhos estavam inchados e extremamente vermelhos.

Ela apenas volta a chorar e me abraça.

- Ei... Calma. - A abraço mais forte. Ela parecia precisar muito daquilo, naquele momento, independente do motivo.

Dakho: Yoongi... Meu irmão. - Ela diz em meio as lágrimas que não paravam de escorrer de seus olhos.

- O que aconteceu com Jyo? - Arregalo meus olhos ao ouvir. Jyo era o irmão mais novo de Dakho, os dois eram órfãos, eles só tinham um ao outro. Ele era um bom garoto, mas depois da morte dos pais... se tornou um adolescente rebelde, chegou a se envolver com drogas, o que levou Dakho a tomar a difícil decisão de interna-lô numa clínica de reabilitação, na qual ele estava até hoje.

Dakho: Ele... ele tentou suicídio. - Jyo havia sido diagnosticado com depressão a cerca de um mês.

- O que? - Paralisei ao ouvir...

Dakho estava assustada e não parava de chorar, a levei pra meu quarto, fiz um rápido chá e dei pra ela tomar, na tentativa da mesma, tentar manter a calma.

Ela precisava de mim...

~ (S/N) P.O.V ~

[Já de manhã... 7:00]

O barulho do alarme do meu celular, novamente, me desperta.

- Ah, eu odeio esse despertador! - Falei me levantando da cama, sonolenta e com os cabelos bagunçados.

Pego meu celular e checo as mensagens, Hoseok havia mandado o endereço de onde morava noite passada, estava com tanto sono que nem me importei com isso.

Já começava a ficar nervosa. Como iria pedir pra Yoongi me liberar mais cedo do projeto? Como ele disse no meu primeiro dia, tenho minhas responsabilidades agora. Mas eu precisava daquele caderno de anotações... Haviam coisas importantes lá.

- Que saco! - pensei alto, enquanto estava tentando imaginar alguma desculpa pra dar pra Yoongi mais tarde.

Vou até o banheiro e faço minhas higienes, tomo um banho rápido, não podia me atrasar pro meu serviço.

Ao terminar meu banho, me troco e como apenas uma maçã, pego minha bolsa e meus outros pertences e vou depressa até o carro. Entro e dou partida até a gráfica.

Minha rotina agora era essa.

[Alguns minutos depois...]

Havia acabado de chegar, estacionei o carro e fui até a porta de entrada.

Minha tia assim que me vê, vem até mim com um copo de café na mão.

Yeri: Oi querida! Bom dia. - Ela me entrega o copo e sorri em seguida.

- Bom dia tia. Obrigada. - Sorri.

Ela sabia que nunca fui de me alimentar muito bem... Como sempre, cuidava de mim como uma filha.

Yeri: Como está? - Ela perguntou caminhando até o balcão onde estava, antes de eu chegar.

- Bem, só ando cansada como nunca... e você? - Suspirei ao falar, coloquei minha bolsa em cima do balcão e me sentei na cadeira que havia ali do lado.

Yeri: Estou bem amor. Imagino como deve estar sendo cansativo... Precisa de alguma coisa? E seu pai, como está? - Ela vem até mim e passa suas mãos em meu cabelo.

- Não preciso de nada tia, obrigada. Meu pai está bem, não falo com ele a alguns dias... Está muito corrido pra mim, sem falar que ele deve estar ocupado também.

Yeri: Entendi. Olha (S/N), se precisar de qualquer coisa sabe que estou aqui, ok?

- Ok tia, eu sei. - Sorri e a mesma retribuiu.

Logo ela se retira e vai pra sua sala, ficava ali do lado. A gráfica era enorme, mas só havia eu e mais dois funcionários por enquanto... Ainda era cedo, por isso estava vazia.

Guardo minha bolsa e outros pertences e vou até minha mesa, eu tinha que separar alguns papéis, assinar entregas, cuidar do financiamento e gastos da gráfica... Mesmo não sendo meu forte, era meu trabalho, por enquanto. Era assim até as 13:40.

[Fim do meu espediente... 13:56]

Já havia terminado meu trabalho na gráfica por hoje, estava a caminho da faculdade...

Ao chegar, vou rapidamente pra sala de aula. As horas foram passando rápido, estava com tanto sono, foi difícil mas me mantive acordada.

[Quebra de tempo - Algumas horas depois...] 

Já estava no laboratório, eram quase 20:00 horas, precisava conversar com Yoongi sobre minha saída mais cedo hoje, do projeto. Sugyeon estava em outra parte do laboratório, estudando algumas células...

Decidi que era o momento certo.

Yoongi hoje estava mais quieto que nunca e aparentava estar deprimido.

- Yoongi? - Caminho até ele, que estava entretido lendo alguns papéis.

O mesmo pareceu não ouvir...

- Ei? Professor Yoongi? - Chamei novamente. Ele parece despertar e fixa seu olhar em mim.

Yoongi: Ah... Oi (S/N), o que foi? - Ele me pergunta e abaixa a cabeça.

- É que... eu preciso falar com você... eu preciso ir um pouco mais cedo pra casa hoje.

Yoongi: Ir embora mais cedo? mas porque? - Ele parecia confuso agora.

Ah meu Deus... eu iria mentir pra ele. Se o mesmo descobrisse, adeus projeto, adeus gentileza, adeus diálogo.

- Meu pai está doente... Preciso ir pra casa, checar como ele está. Sabe, deixei ele sozinho, aos cuidados da minha tia, mas ela já deve estar indo embora. Não queria deixar ele só, no estado que está... - Menti.

Yoongi: Ah (S/N)... Se é assim, tudo bem. Entendo. Desejo melhoras a seu pai. O que ele tem? É algo grave? - Ele me encara, seu olhar era tão... chamativo. Espera, o que eu to pensando? Para com isso (S/N)!

- Não muito... Uma pneumonia, acho que passageira, ele está tomando remédios etc. - Abaixei a cabeça.

Yoongi: Ah, ok... Vá e cuide dele. Boa noite (S/N).

- Serio? Obrigada professor Yoongi. Não vai voltar a acontecer, é apenas dessa vez.

Yoongi: Sem problemas. Relaxa, agora vai logo. - Ele acena e volta sua atenção para os papeis que lia. Ele parecia estar tão pensativo... O que será que havia acontecido? Confesso que me preocupou um pouco.

- Obrigada. Boa noite Yoongi. - Pego minhas coisas e saio, vou até o estacionamento, entro em meu carro e dou partida até a casa de Hoseok. Havia colocado seu endereço no GPS, pois não sabia muito bem onde era. Estava um pouco nervosa, minhas mãos soavam.

- Relaxa (S/N)! Você só está indo buscar seu caderno. O que pode acontecer? Calma!

Fui guiada exatamente até o endereço que Hoseok passou. Parei em frente a uma casa branca, grande e bonita, pude ver algumas luzes ligadas... Desci do carro e fui até a porta daquela casa.

Toquei a campanhia e alguns instantes depois Hoseok a abre.

Ele estava apenas de toalha... Seu corpo estava molhado e seu abdômen amostra.

- Meu Deus, c-como ele é... - Pensei o olhando paralisada. Era extremamente lindo.

Hoseok: OH! (S/N)! É você...! - Ele parecia envergonhado e logo se escondeu atrás da porta.

- É... É, e-eu vim só buscar meu caderno. - Sorri sem graça em meio as gaguejadas que dei, tentava desviar o olhar. Que situação!! Estava tão surpresa.

Hoseok: Me desculpe... Eu havia me esquecido que você vinha. Não quero que pense que recebo todos assim... O-olha, entra. Eu vou me trocar e já te trago seu caderno. - Ele puxa meu pulso me fazendo entrar.

- Ah mas... Ok. - Entrei e ele fechou a porta. Eu não parava de pensar no que havia acontecido. Hoseok começava a me atrair mais... Isso é tão errado! (S/N) o que está acontecendo com você? 

Hoseok: Me espera na sala, eu já desço. - Ele apontou pra um cômodo e subiu as escadas de sua casa rapidamente.


[CONTINUA...]


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!
Se puderem comentar, agradeço... Me motivam muito e é importante pra mim saber o que estão achando. ❤
Estejam preparados pro próximo haha
Obrigada por ler. Até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...