História Imagine BTS - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine
Visualizações 42
Palavras 837
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover
Avisos: Heterossexualidade, Self Inserction, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Por favor, perdoem qualquer erro ortográfico, qualquer furo na história (ex: o fato de não falarem português na Coréia, se preferir, para deixar o imagine mais real, pense que você está falando coreano), e quaisquer outros erros. Aproveitem o imagine sz

Capítulo 1 - Um novo lar.


Fanfic / Fanfiction Imagine BTS - Capítulo 1 - Um novo lar.

Durante o voo você pensava no fato de tudo ter acontecido tão rápido. Lágrimas de felicidade brotavam em seus olhos. Você repassou na cabeça o dia de seu aniversário, 2 semanas antes, no qual sua mãe contou que lhe daria o tão sonhado intercâmbio para a Coréia do Sul e que já tinha preparado tudo, você viajaria dali 2 semanas. Você amava aquele país desde pequena, sempre antenada nas coisas que aconteciam por lá e pesquisando sobre sua cultura. E essas foram as 2 semanas mais longas da sua vida, esperando que o dia da viagem finalmente chegasse, pesquisando informações a mais sobre o que precisaria lá, o que havia por perto do local onde você iria morar... 

E lá estava você. A poucos minutos de pousar no lugar dos seus sonhos. 

Depois do que pareceram séculos, você finalmente chegou em Seul. Tudo era muito novo e bonito pra você que, além tudo, morava em uma cidade pequena. Quando entrou no táxi você não pode deixar de ficar olhando pela janela admirada com a cidade, lembrando de toda sua história. 

Você chegou no apartamento mobiliado alugado pela sua mãe, apesar de tudo a viagem tinha sido longa e cansativa, você estava exausta e decidiu dormir antes mesmo de desfazer as malas. 

No outro dia você acordou bem cedo para conhecer a cidade, afinal, era pra isso que você estava ali. Você andou o dia inteiro, passando por vários pontos turísticos de Seul, você nem chegou a perceber quando o sol se pôs. Você não estava tão longe do apartamento, então decidiu ir de a pé, aproveitando a leve brisa da noite de lua cheia de Seul. Você não poderia estar mais feliz, andando saltitante pela rua.

 Já estava tarde e as ruas começavam a ficar desertas. Ao chegar no bairro em que morava, você escutou um click e sentiu algo gelado encostar em suas costas. Você olhou pelo ombro e viu uma figura toda de preto, você ficou apavorada e instantaneamente lágrimas surgiram em seus olhos, seu instinto fez com que você levantasse as mãos enquanto pensava:

"Não pode ser, eu acabei de chegar"

Então a figura, com a voz firme, apenas ordenou:

"Passa tudo, rápido, se não quiser morrer" 

Você tirou o celular do bolso e entregou ao homem, sem nem pensar duas vezes tirou sua mochila dos ombros e entregou também. A figura se aproximou de você mais do que devia e colocou a mão em seu rosto. Se aproximou mais ainda e então, chorando, assustada com o que ele poderia ter em mente, você o empurrou e então deu um passo para trás se dando conta do que tinha acabado de fazer. Você travou depois que recebeu um tapa. O homem havia levantado a mão para provavelmente lhe bater novamente quando um desconhecido do outro lado da rua gritou:

"EI, O QUE VOCÊ TA FAZENDO?"

O homem lhe empurrou, fazendo com que você caísse no meio fio e então, saiu correndo com suas coisas. 

O sujeito desconhecido atravessou a rua e se aproximou de você. Assustada e dolorida você se encolheu, e ele disse:

"Não, calma, calma. Eu não vou te machucar. Prometo"

Você olhou pra ele e pegou em sua mão que ele havia estendido. 

"Você está machucada? Quer que chame uma ambulância?"

Sem fala, você tocou em seu rosto dolorido, olhou para si mesma e viu que alguns arranhões sangravam mas não passava disso. Tentando se recuperar, você disse lentamente:

"Não, estou bem."

Logo após dizer isso você respirou fundo e não conseguiu segurar o choro. Colocou as mãos em seu rosto para escondê-lo do estranho.  

"Você mora muito longe? Quer que te acompanhe?"

Você olha pra ele com medo, não sabia se poderia confiar em um total desconhecido logo após o ocorrido. 

"Prometo que não vou te fazer mal. Olha, posso até tomar uma certa distância de você, apenas para garantir" disse ele. 

Após alguns segundos, você finalmente disse:

"Tudo bem, eu não moro muito longe"

A caminhada até o apartamento estava sendo silenciosa, até ele perguntar:

"Estrangeira?"

"Sim"

"De que país?"

"Brasil, cheguei hoje de viagem"

Ele arregalou os olhos. 

"Chegou hoje e já lhe ocorreu isso?"

Você assentiu. 

"Sinto muito... Sabe, a cidade não é tão violenta, isso que lhe aconteceu... não é comum principalmente nesse bairro"

"Você mora por aqui?"

Ele demorou alguns segundo para responder. 

"Sim sim, moro com outros 6 amigos a uns 10 minutos daqui"

Vocês chegam até seu apartamento. A caminhada e a conversa lhe fizeram bem, você já estava um pouco mais calma. 

"Eu moro aqui... Obrigada por me acompanhar"

"Por nada... Não se preocupe, você teve um certo azar no seu primeiro dia aqui mas tenho certeza que os próximos não serão do mesmo jeito. Aproveite a cidade, tudo é muito... mágico por aqui"

Você sorri. 

"Okay... Eu nem perguntei seu nome..." Você diz envergonhada. 

"Pode me chamar de Namjoon. E o seu nome é?"

Mas você só escutou a parte do Namjoon, pois antes mesmo que ele terminasse de perguntar seu nome você já havia entrado no prédio e deixado o menino que praticamente te salvou, ali em baixo de um poste de luz, na calçada. 



Notas Finais


Será que você encontrará o menino herói novamente?
Espero que tenham gostado sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...