História Imagine BTS - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 45
Palavras 757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oooi, eu sei que eu disse aue não postaria hoje também. Porém eu consegui um tempinho e como eu já havia escrito esse capítulo e próximo que eu vou postar. Consegui aparecer hoje :)
Boa leitura,

Capítulo 9 - My secret love for you pt 3


Fanfic / Fanfiction Imagine BTS - Capítulo 9 - My secret love for you pt 3

/Quebra de tempo/
Acordei meio sonolenta e fui fazer a minha higiene para trocar de roupa e ir para o trabalho. Sai do banheiro já pronta, apenas faltava arrumar o cabelo que estava parecendo um ninho de passarinho.
Peguei o pente e fiquei na frente do espelho penteando o meu cabelo e pensando sobre ontem a noite. Ela era realmente bonita e simpática, eu não era nada disso. Por que ele iria querer algo com uma estrangeira? As vezes parece que eu não penso, já devia ter colocado isso em mente no momento em que eu pisei aqui na Coréia. Talvez eu encontre alguém que eu mereça.
 Fui para cozinha tomar um café da manhã bem reforçado, porquê na hora do almoço eu teria que visitar a pessoa que estava acusando o meu cliente de roubo. Precisava ver os dois lados e tudo mais.
Assim que terminei o meu café e escovei os dentes eu saí de casa indo de a pé para o meu escritório, era apenas 20 minutos daqui. Não era tão longe.
Meu cliente já havia chegado e então fomos para o meu escritório começar logo com isso tudo. Sentei na mesa e abri o meu notebook para digitar o que ele iria me falar.
-Primeiramente, eu vou precisar que você descreva o seu dia inteiro, com todos os detalhes e horas possível para mim, neste dia do roubo.
-Ah... -Ele parecia pensativo. -Eu não sei te dizer a hora exatamente.
-Pode dizer ela mais ou menos e se você lembrar, apenas me descreva o seu dia.
-Certo...
Ele começou a contar sobre o que fez naquele dia e eu tentei prestar o máximo de atenção possível, sem desviar o foco por conta do meu problema amoroso não correspondido.
Assim que ele terminou de contar e eu reli tudo o que eu tinha anotado, conferindo certinho para ver se eu não tinha esquecido de nada e depois de algumas perguntinhas, ele foi embora e eu fui visitar o dono da relojoaria. Depois de tantas explicações e motivos por eu estar lá, ele me respondeu algumas perguntas. Porém, ele não permitiu eu olhar a câmera que gravou a cena do roubo.
Voltei para o meu escritório para ver o que eu havia conseguido, amanhã eu conversaria com o cliente novamente e depois no outro dia iriamos para o tribunal. Até eu organizar tudo o que eu precisava já era de noite novamente. Fechei o locar e sai me deparando com Hoseok.
-Oh, s/n! Está saindo agora?
-Hoseok... Sim. -Falei me aproximando.
Acho que eu nasci para sofrer de amor, porquê não é possível isso, a vida não podia colaborar um pouquinho mais comigo?
Comecei a caminhar e ele foi me acompanhando.
-Tudo bem se eu te fazer companhia até a sua casa? -Hoseok
-Sim. -Sorri para ele.
-A propósito você parece um pouco cansada. -Ele me encarava.
Aí Deus, eu estou tão péssima assim? Por que ele tem que reparar nisso?
-Andei trabalhando muito em um caso esses dias.
-Oh, é que verdade. -Ele começou- Eu indiquei você para o meu primo que precisava de ajuda. Talvez seja ele...
-O... -Não consegui citar o nome já que o telefone dele começou a tocar, ele me olhou e eu acenei com a cabeça e ele atendeu.
-Oi Jiwoo... -Ele parecia feliz. -Hoje? Posso sim... ok, até daqui a pouco... -Ele desligou o celular. -Vamos?
-Você não tem que ir se encontrar com ela?
-Não se preocupe, vou te acompanhar primeiro.
-Não é legal deixar uma garota esperando. -Forcei uma risada.
Ele sorriu.
-É caminho, então não tem problema.
O caminho até a minha casa foi silencioso,  não trocamos uma palavra se quer. Assim wue chegamos eu olhei para ele para poder me despedir.
-Eu ia convidar você para entrar, mas fica para próxima. -Ri
-Na próxima vez eu aceito e prometo não marcar nada de última hora. -Riu. -Ah, posso te fazer uma pergunta?
-Claro.
-S/n, já faz um bom tempo que eu estou saindo com a Jiwoo, estava pensando... Devo pedir ela em namora? -Aquilo havia doído, no fundo queria dizer para ele não fazer isso, que eu o amava. Mas eu sabia que ele gostava dela. -É bom ter uma opinião feminina,  talvez eu tenha enrolado de mais para pedir...
-Ah... Nunca é tarde de mais para pedir... -Foi o que eu consegui dizer
-Então? -Ele queria saber se devia ou não realmente e eu suspirei.
-Se vocês estão saindo até agora e você gosta dela, não vejo porque não  pedir ela em namoro...


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Até aqui a pouco no próximo capítulo. ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...