História Imagine Bts : Dead Leaves - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Jay Park
Personagens Baekhyun, Chen, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Rap Monster, Suga, Suho, V
Tags Amor, Bts, Colegial, Romance
Exibições 313
Palavras 3.467
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 26 - Acampamento part 2


Fanfic / Fanfiction Imagine Bts : Dead Leaves - Capítulo 26 - Acampamento part 2

P.O.V _____ 

Me revirei de um lado pro outro e não conseguia mais dormir graças ao Tae e sua história, não que estivesse realmente assustada, mas estava com insônia, Sarah dormia profundamente ao meu lado sua respiração era alta, mas não chegava a ser um ronco... minha bexiga estava tão cheia... aish, eu não ia acorda-la só pra que me acompanhasse pra fazer xixi em algum arbusto, e muito menos acordaria um dos meninos pra isso. 

Me sento e apalpo a barraca na procura da minha lanterna e um rolo de papel higiênico, na pressa de arrumar as coisas pro acampamento acabei nem pegando pilhas novas se fosse preciso com certeza os meninos teriam mais. Abro silenciosamente o ziper da barraca pra não acordar minha amiga, quando ponho o rosto pra fora a temperatura havia caido bastante, mas eu não ia demorar la fora então fui somente com a regata que eu ja vestia, uma calça moletom confortavel de dormir e calcei meus chinelos.  

Olhei em volta do nosso acampamento era muito escuro pra se enxergar uma melhor direção, escolhi a esquerda aleatoriamente e fui iluminando o caminho com minha lanterna em busca de algum arbusto, ouço o som dos galhos quebrarem e começo a me lembrar das histórias contadas mais cedo na fogueira ... Para ___ deve ser só um coelho, não pense bobagens... Continuei seguindo reto e nada de arbustos eu não queria fazer isso em um local aberto e se alguém me visse ? mesmo que estivessem todos dormindo quando sai, nunca se sabe e prefiro que ninguém me veja abaixando as calças. Aponto minha lanterna e vejo um, pouco longe e fora da trilha, mas não seria problema voltar. 

Analiso o local a procura de algum bicho que poderia complicar a situação, tudo bem... é seguro, desço meu moletom e deixo minha lanterna ao chão na minha frente enquanto seguro o rolo em minhas mãos, acabo de fazer minha necessidade e vou me limpando aliviada. 

P.O.V Tae  

Vi uma luz passar por minha barracas e decidi me levantar pra verificar, abro o ziper e posso ver ___ andando pra fora do nosso acampamento com uma lanterna na mão, o que ela ia fazer?. 

  - S/nnn.- eu chamei e ela não me ouviu, calcei meus chinelos e fui correndo até ela, mantive uma certa distancia quando vi que ela se direcionou a um arbusto... comecei a rir baixo, ela realmente ia fazer ali? Eu me encostei em uma arvore e esperei que ela acabasse, mas ainda tinha medo de levar alguns tapas por segui-la  

Ela andava lentamente apontando sua lanterna pro chão e nem percebeu que eu estava ali... eu certamente ia tirar vantagem disso. Dei passos leves até ela e depois corri a abraçando forte pro trás, ela soltou um grito engraçadinho e depois começou a se debater. 

  - Calma sou eu – soltei-a e dei um sorriso. 

  - Qual é o seu problema? Espera... você? Você me seguiu ? O Que você viu? - ela me perguntou espantada e eu não pude deixar de rir. 

  - Não te vi fazendo o arbusto de banheiro se quer saber haha, eu não faria isso ___. 

  - Não mesmo? Por que se você deu uma espiadinha sequer eu mato você e você sabe disso. - ela apontou o dedo em meu peito e cerrou os olhos, se sua expressão não a deixasse tão fofa eu até poderia levar isso como uma ameaça. Ainda faltava para chegarmos ao acampamento ficamos quietos sem dizer nada. 

  - O que foi isso? - ela olhou pra mim com os olhos arregalados, mas eu não sabia do que ela estava falando. 

  - Isso o que ___? - perguntei olhando em volta e ela apontou a lanterna pra um amontoado de folhas que se mexiam, ficamos parados observando. Ela deu alguns passos pra trás em minha direção ficando encostada em mim. As folhas se mexeram mais rápido e um.... um animal saltou delas, fazendo ____ se assustar e agarrar-se em mim por impulso. 

  - ____ é só um coelho haha – Eu ri vendo que ela fechou os olhos e se encolheu nos meus braços, ela os abriu e sorriu envergonhada me soltando depressa. 

  - D-desculpa. - ela disse ao perceber que tinha se agarrado a mim e eu automaticamente tambem tinha segurado-a. 

  - Porque estava acordado a essa hora? - ela me perguntou quebrando o silêncio. 

  - Eu não sei, só não consigo dormir. 

  - É eu tambem não - já podiamos ver o acampamento de onde estavamos, mas ela parou de andar e se virou pra mim bruscamente, me deixando nervoso. 

  - Tae ... - ela disse com uma voz mansa. 

  - S/n? - olhei confuso e ao mesmo tempo tenso. 

  - Estou com fome - coçei a nuca sorrindo, era isso que ela queria dizer, é claro... o que mais poderia ser não é? 

  - Me espere aqui, vou roubar alguns marshmellows da bolsa do Jin Hyung e depois acendo a fogueira pra podermos assá-los. - Sorri e fui sorrateiramente até a barraca do Hyung que dormia profundamente, fuçei em sua bolsa com cuidado até arrancar o pacote de lá, sai vitorioso e fui até nossa fogueira apagada... mas ___ não estava lá. 

 

P.O.V ___ 

Desde de que chegamos ao acampamento não fiz nada realmente util, então decidi ajudar o Tae, enquanto ele pegava os marshmellows eu pegaria mais alguns galhos pra fogueira...aish isso era dificil por mais incrível que pareça não haviam muitos galhos decentes ali. 

 

P.O.V Tae ____ 

Aonde é que ela foi? Será que perdeu a fome e voltou a dormir? Ou mudou de ideia sobre ficar aqui comigo... não ela não faria isso sem me avisar. 

  -S/n??? - sai do acampamento e comecei a procurá-la vi uma luz um pouco longe de onde estava e comecei a andar rapido pra alcançá-la ... eu realmente não entendo porque ela gosta tanto de ficar saindo assim sozinha, não é uma coisa inteligente e se ela se perdesse?  

A luz da lanterna que eu estava perseguindo ficou mais fraca e depois sumiu, não pensei duas vezes e comecei a correr mais gritando por ela. 

P.O.V ___ 

Merda... merda de lanterna, eu realmente devia ter trocado essas pilhas antes, estava totalmente no escuro quando ouvi a voz de Tae atrás de mim, comecei a correr em direção a ele, realmente não queria ficar no escuro. 

Foi com certeza a pior ideia que tive depois de tropeçar em alguma coisa senti uma dor e ardência em meus braços e na minha bochecha... a voz de Tae ficou mais proxima até que eu pude ver seu rosto. 

Ele se agachou me ajudando a levantar e limpando minhas roupas. 

  - Você parece ter um imã pra essas coisas, será que não pode ficar sentada e me esperar como uma pessoa normal? O que deu em você?. - sua voz era alta e fez com que eu me sentisse mal, mesmo quando tento fazer algo pra ajudar só pioro as coisas, já perdi as contas de quantas vezes ele teve que me tirar dos problemas que causei... eu realmente sou tão inutil. 

  - ___... v-você está chorando? M-me desculpa eu sou um idiota... não chore. 

  - N-não é sua culpa... é que eu só te trago problemas... eu queria ajudar com a fogueira pra não me sentir tão inutil. - eu disse fungando e limpando o rosto. 

  - Não diz isso ___, você não é inutil, e eu não me importo em te ajudar todas as vezes que precisar. - ele passou a mão no meu rosto no local que ardia e eu franzi a testa. 

  - Olha seu rosto ___ você ta toda arranhada. - ele fez uma expressão preocupada e aproximou seu rosto do meu.  

  - Fica parada. - ele disse e eu o fiz. 

Eu não sabia o que exatamente ela estava fazendo, mas doia muito o que me arrancou alguns gemidos de dor. 

  - To quase acabando, só falta mais um. - ele estendeu a mão me mostrando pequenos espinhos, eu provavelmente cai sobre eles. Voltamos devagar pro acampamento Tae me levou até sua barraca pra tirar o resto dos espinhos do meu braço e desinfetar com um pouco de álcool, eu sabia o quanto isso doeria e tentei recusar, mas ele me arrastou. 

  - Se continuar se mexendo assim vai ser pior. 

  - O que eu posso fazer? Está doendo. 

  - Vou tentar ser mais delicado... sinto muito. - ele arrancava os ultimos enquanto eu mantinha os olhos fechados. 

  - Pronto terminei. - ele sorriu pra mim e passou a mão em minha outra bochecha. 

  - Obrigada. - Nos olhamos por algum tempo e um clarão enorme tomou toda a barraca e depois um trovão muito alto.  

  - Acho que vai chover... - ele disse boquiaberto olhando pra fora e assim se fez, uma chuva muito forte surgir do nada. 

  - Tae o meteorologista – eu falei rindo e ele revirou os olhos. 

  - É melhor eu ir pra minha barraca agora... - ia me preparando pra sair quando ele segurou pulso levemente. 

  - Você não ta pensando em ir agora não é?  

  - Sim eu estou, não posso ficar aqui a noite toda, Sarah vai ficar preocupada se não me ver quando acordar. 

  - N-não precisa ficar a noite toda, pelo menos até que essa tempestade passe eu não vou deixar você sair... e você faria o mesmo, porque me lembro muito bem quando me prendeu na sua casa quando saimos juntos. 

  - Ta, mas só até a chuva passar. - me sentei e fiquei esperando. 

  - Acho melhor você deitar, vai ter dor nas costas assim. 

  - Não, tudo bem estou bem assim. - ele disse a verdade, minhas costas doiam, suspirei e me dei por vencida, deitando-me e olhando pra cima. 

  - Por que você é tão do contra? - Tae falou e eu me virei pra ele. 

  - E-eu não sou do contra. - só me sentia envergonhada em me deitar na barraca de um menino, mesmo que fosse do meu melhor amigo, estavamos totalmente sozinhos ali e isso me deixava um pouco tensa.  

  - Então qual é o problema de ficar e se deitar? - eu não respondi e apenas me senti mais envergonhada, acho que ele entendeu o recado. 

  - Ah... é isso. - ele passou a mão no cabelo e riu. 

  - Se você quiser eu me viro pro outro lado, nem vai parecer que estou aqui. - ele disse sem graça e se virou, antes mesmo que eu falasse alguma coisa, isso era idiota eu não tinha motivos reais pra me sentir assim e agora talvez ele ache que eu penso que ele é algum tipo de pervertido e deve estar magoado. 

Me aproximei de suas costas e coloquei a mão sobre seu braço.  

  - Tae... me desculpa, não precisa disso. 

  - Tudo bem ___ eu entendo... deve ser estranho ficar numa barraca com um garoto que não conhece direito. - ele falava firme, mas senti um tom triste em sua voz. 

  - Você não é um garoto que não conheço direito... é meu melhor amigo e não tenho porque me sentir assim, foi bobagem. - ele ficou em silêncio sem dizer nada e depois finalmente se virou pra mim sorrindo enquanto botava a cabeça no travesseiro em que eu estava... ele era grande o suficiente pra nós dois.  

Bocejei  e ele também. 

  - Parece que agora estamos com sono. - ele puxou um edredom e me olhou uma ultima vez. 

   - Promete que não vai sair quando eu dormir? - ele ficou serio e olhou em meus olhos. 

   - Prometo, quando acordar ainda vou estar aqui. - ele abriu um grande sorriso e me olhou confuso. 

  - Então vai mesmo dormir aqui? - ele continuava sorrindo, ver que isso o deixava tão feliz eu assenti e ele fechou os olhos. 

 

Quebra de tempo* 

 

P.O.V Tae  

Acordo assustado por causa de um sonho, e eu nem sequer me lembro dele, quando olho pro lado ____ ainda esta ali e dormindo, a madrugada tinha esfriado bastante e ainda chovia muito, olhei meu celular e eram 3 horas ____ se encolhia um pouco e não tinham mais cobertores na barraca, será que ela ficaria brava comigo se eu a abraçasse? Ela não parava de tremer, me aproximei mais e percebi que ela suava apesar de estar com frio. Coloquei minha mão em sua testa e verifiquei ela tinha febre, talvez fosse pelo clima ou até mesmo por ter se machucado eu não sabia... peguei uma toalha em minha mochila e coloquei sobre sua testa e acomodei-a em meu peito, tinha que esperar até que a chuva passasse ou que todos acordassem, ela devia ir ao medico.  

Tentei me manter acordado caso ela piorasse, mas minhas palpebras pesavam muito. 

 

P.O.V ____ 

Acordo com o clarão do dia batendo em meu rosto e me espanto ao ver que tem uma toalha em cima da minha cabeça e que Tae e eu dormimos juntos literalmente muito juntos, eu estava com o rosto em seu pescoço e ele mantinha os braços em volta das minhas costas e da minha cintura. 

Me desfaço dos seus braços com cuidado, mas ele se remexe e acorda assustado. 

  - ___? O que foi? Você tá melhor? - ele disse colocando a mão em minha testa. 

  - Melhor? - olhei confusa pois não sabia do que ele estava falando. Ele coçou os olhos e se sentou. 

  - Você ficou com febre ontem a noite, eu não tinha mais cobertas... e não pude avisar ao Jin. 

  - E-eu não me lembro, mas acho que estou melhor me sinto muito bem, só um pouco cansada. 

  - Tudo bem, mas é melhor voltarmos e te levarmos ao medico. - ele segurou meu rosto com cuidado observando os arranhados. 

  - Não precisa Tae, eu quero ficar não podemos voltar hoje.  

  - Mas ___ ... - eu o encarei seria e ele concordou. 

  - Acho que agora preciso mesmo ir, antes que Sarah acorde e todos percebam que eu dormi aqui.  

  - Certo... acho que vou dormir um pouco mais. - o encarei antes de sair e lhe dei um beijo na bochecha. 

  - Obrigada mais uma vez. - finalmente sai e entrei em minha barraca, Sarah parecia não ter acordado em nenhum momento, dormia tanto que ate babava.  

Sai da barraca e esperei até que todos acordassem. 

Quebra de tempo* 

 

  - Jin aonde vamos tomar banho? - Hoseok perguntou cheirando a si mesmo. 

  - Na cachoeira e acho melhor pegarem suas roupas pessoal, vamos dar um mergulho daqui a alguns minutos. 

Todos fomos até nossas mochilas eu não tinha trazido um biquini, achei que fossemos só acampar então improvisei vestindo um short de malha curto e cinza e uma regata azul. 

  - O que houve com seu rosto?? - Jimin perguntou vindo na minha direção. 

  - Ah isso? Eu cai.  

  - Você passou alcooh? Eu tenho bandaids se quiser. - ele disse segurando meu rosto bem proximo ao dele, eu não pude deixar de encarar todos os cantos de seu rosto, e de me sentir nervosa, apesar de não estarmos juntos eu me lembrava claramente de tudo, do seu beijo, dos seus toques e da minha primeira vez. 

  - Me desculpa ___ acho que exagerei... - ele disse encarando minha boca e depois se afastando rapido e acompanhando os meninos até a cachoeira. 

... 

    - Você acha que é muito fundo? - Namjoo disse ao Jin. 

  - Talvez... não tem como saber, vou entrar primeiro... - Jin tirou sua camisa ficando só de short eu e Sarah nos olhamos envergonhadas, provavelmente todos eles ficariam assim. 

  - Ali no meio tem uns três metros mais ou menos, até aqui posso ficar em pé. - Jin hyung gritou pra Namjoo e todos os meninos entraram tirando suas camisas e correndo. 

  - Vocês vão ficar ai olhando?? - J-Hope gritou, eu e Sarah entramos devagar e com o tempo nos soltamos e já estavamos jogando agua uma na outra.  

Senti algo passar no meio das minhas pernas e sou levantada ficando nos ombros do Jin. O mesmo acontece com Sarah, mas Namjoo a ergue. 

  - Guerra de meninaass. - Eles gritam e  Sarah e eu começamos a nos empurrar na tentativa de derrubar a outra, ela era mais forte do que eu, cai mais de três vezes.  

  - Ahh ___ pensei que fosse mais forte – Jin faz bico e me deixa descer. 

  - Ela é, você que não segura direito. - Jimin diz e logo me levanta me segurando forte pelas coxas Sarah e eu tentamos de novo, eu me desequilibrava, mas Jimin me mantinha firme em seus ombros me segurando forte. 

  - Ganhamooosss, viu só Hyung você tem que aprender a segurar melhor as garotas. - Jimin riu e eu também, assim que ele me desceu Tae se aproximou. 

  - Acho que vou pular, você quer vir?  

  - Pular da onde? - ele apontou pro topo da cachoeira devia ter uns 20 metros e como já sabem altura e eu somos inimigas. 

  - Nem pensar... pode ir vou ficar aqui. - ele deu de ombros e chamou os outros todos correram e foram até o topo, eles gritavam antes de pular, Tae se exibiu não só pulando, mas dando um mortal. 

  - Para de se exibir manézão. - Jimin gritou e correu de volta pro topo pra pular em seguida, ele arrastou Sarah com ele e fez com que pulassem juntos, me invejava ela não ter medo. 

  - Só falta você ____. - Hoseok gritou de lá de cima. 

Me senti um pouco triste vendo que todos se divertiam muito e eu ficava só observando... Namjoo e Jin se sentaram na areia, e eu também sai da água. 

  - O que foi ___? Você parece triste não está gostando daqui? - Tae também se juntou a nós no momento. 

  - Não é isso... - Tae se levantou e estendeu a mão pra mim, fitei-o confusa não sabia o que ele queria com isso. 

  - Eu sei qual o seu problema e posso resolver se vir comigo. - eu sabia que ele não podia a não ser que tirasse o meu medo de altura. 

Me levantei e suspirei fundo ele me guiava até o topo da cachoeira e quando percebi a situação tentei dar pra trás. 

  - Tae eu não consigo fazer isso... você sabe disso.  

  - Você sabe que consegue ___, e além do mais, vou pular com você. - Eu suspirei fundo novamente, não tinha como isso acontecer. 

  - Como prefere? - ele me perguntou. 

  - Prefiro?? 

  - É ... quer que eu te abrace ou de mãos dadas ta bom?  

  - Tae... eu não vou. 

  - ___ quantas vezes eu te peguei quando você caiu?  

  - Todas em que estava por perto eu acho, mas o que isso tem a ver? 

  - Do que você tem medo? De se machucar? Se é isso, você sabe que não precisa, eu não deixaria você se machucar, você não confia em mim? - eu apenas fiquei calada olhando todos os outros lá embaixo não queria ser uma covarde. 

  - De mãos dadas, vá logo antes que eu desista. - eu disse e o menino abriu o maior sorriso de todos segurando minhas mãos nos aproximamos da beirada. 

  - Ok, no três... um... dois .... três - impulsionamos nossas pernas e a queda foi tão rapida que não tive tempo pra sentir medo, estavamos lá dentro d'agua agora e eu me sentia feliz por ter superado um medo bobo, subimos de volta a superficie e Tae chacoalhou os cabelos e me abraçou me erguendo. 

  - Viu eu sabia que conseguiria ____. 

P.O.V Jin  

  - Achei que ela tivesse muito medo de altura.  

  - E ela tem. - Jimin chegou me respondendo enquanto observamos a cena de ___ e Tae se divertindo. 

  - Parece que o Taehyung ganhou mesmo a confiança dela... - Kook disse e  também se sentou ao nosso lado. 

  - Acho que eles formariam um belo casal. - Sarah riu dizendo a todos nós. 

  - Também acho. - Hoseok concordou. 

  - Ahh não, seria estranho eles são melhores amigos. - Kook disse parecendo incomodado com o comentario da amiga. 

  - Muitos melhores amigos se pegam... - Sarah fez outro comentario. 

  - Acho melhor mudarmos de assunto não é? - Jimin disse e Kook concordou. 

  - Vocês são tão ciumentos. - Hobi disse e eu e Namjoo rimos. 

Voltamos ao acampamentos pouco tempo depois, almoçamos e conversamos até a noite. 

  - Pessoal pose pra foto – Peguei  a camera e a posicionei num tronco liguei a contagem regressiva e corri até eles. 

  - Digam AMIGOS PRA SEMPRE. - Hobi falou 

  - Amigoss pra sempree. - aquela foi realmente uma boa foto só faltava o Yoongi ali, mas ele odiava fotos mesmo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...