História Colega de Classe - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Imagines, Jimin
Visualizações 1.208
Palavras 1.387
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero muito que vcs gostem...
O imagine será dividido em três partes.
Boa Leitura...
As partes em itálico são pensamentos.

Capítulo 1 - Colega de Classe Part.1


Fanfic / Fanfiction Colega de Classe - Capítulo 1 - Colega de Classe Part.1

Meu nome é Elizabeth, mas eu prefiro que me chamem de Liz. Tenho 24 anos, sou brasileira e faço curso de Direito numa das melhores faculdades de Seul, como vim parar aqui? Escolha própria, eu sempre sonhei em fazer faculdade fora, apareceu a oportunidade e eu a agarrei com todas as forças. Tive 1 ano inteiro antes de ir para Coreia do Sul e nesse 1 ano eu tentei aprender a língua de origem, mas foi meio complicado, aprendi o básico e fui aperfeiçoando assim que cheguei.

Se passou 3 anos de curso, eu tinha algumas colegas, mas nada de amizades fortes, não sou de me envolver muito em amizade, devido a experiências na minha adolescência, aprendi que minha verdadeira amiga, sou eu mesma. 


***


Eu e mais 2 garotas estávamos sentadas na mesa da cantina, conversávamos coisas aleatórias e o assunto sempre acabava numa pessoa, eu já estava ficando entediada.

- Sério que vocês vão falar nesse garoto de novo? – Perguntei com a maior cara de cu possível.

- Ah Liz, é impossível não comentar daquele gostoso. – Revirei os olhos.

- Ele nem é tudo isso. – Digo e elas sorriem cínicas, olhando para o garoto atrás de mim, me viro e vejo-o conversando com seus amigos. Quem estou tentando enganar?


***


Ele é o típico playboy da faculdade, vinha de família rica e tinha a garota que queria aos seus pés, posso arriscar que tinha até mesmo professoras, e tipicamente, eu era apaixonada por ele. E tem algo mais típico do que a bolsista nerd ser apaixonada pelo playboy riquinho?

Eu tenho as melhores notas da sala e ele as piores, eu sou pobre e ele podre de rico, é difícil encontrar um cara no final de semana, já ele tem 1000 garotas por dia, pode ser exagero, mas é a verdade. Ele dava em cima de todas, inclusive de mim, mas eu sempre dava um jeito de escapar, não quero ser mais uma da sua lista e mesmo sendo apaixonada por ele, eu me fazia de difícil.

Eu sempre me pergunto o que foi que eu vi nele, ele é o problema em pessoa, mas admito que ele é muito lindo, tem a boca carnuda, cabelos pretos e o corpo definido, já vi ele sem blusa algumas vezes, afinal ele é uma das estrelas do basquete na faculdade, é a única coisa que ele faz bem nessa instituição e eu faço parte da equipe de jornalismo, sou a fotógrafa e tive que tirar algumas fotos da equipe dele certas vezes.

Nós éramos totalmente diferentes, mundos diferentes, tínhamos tudo para nunca dar certo, mas tudo mudou quando o professor exigiu um trabalho em dupla, juntando os melhores alunos com os piores, e eu tive que fazer dupla com Park Jimin. Eu não tinha para onde correr, tive que aceitar.


***


Eu estava sentada embaixo de uma árvore quando sinto alguém tocar o meu ombro, me viro e vejo Jimin, ele está com uma blusa preta, uma calça da mesma cor, tênis branco e um boné preto. Esse garoto gosta de preto hein.

- Boa tarde Liz. – Aquele sorriso.

- Oi Jimin. – Deixo meu livro de lado e começo a apreciar a beleza daquele menino.

- Então. – Ele se senta ao meu lado. – Eu sei que você iria querer fazer esse trabalho com qualquer outra pessoa, menos comigo. – Ele diz de cabeça baixa.

- Quem te disse isso? – Tento me manter o mais calma possível.

- Boatos. – Ele me olha sorrindo.

- A única coisa que eu sei é que temos que fazer o trabalho. – Respondo curta e grossa.

- Tudo bem. – Ele sorri e passa a língua nos lábios. Meu Deus. – Podemos fazer o trabalho na minha casa?

- Podemos. – Começo a arrumar minhas coisas.

- Vamos direto daqui?

- Eu preciso ir em casa pegar os materiais e tomar um banho.

- Eu tenho os materiais em casa. – Ele diz se levantando. – E o banho você pode tomar em casa também. – Ele fala com um olhar malicioso.

- Muito engraçado Park Jimin, mas eu realmente preciso ir em casa.

- Então eu vou para sua casa. – Ele sorri e me estende a mão para me ajudar a se levantar.

- Por que a pressa para fazer esse trabalho? – Pego sua mão e me levanto.

- Por que esse trabalho vai me livrar da reprovação. – Fico a sua altura. – E ninguém melhor do que você para me ajudar.

- Então você quer ganhar notas em cima de mim? – Coloco a mão na cintura e sorrio.

- Longe disso. – Ele diz de cara fechada. – Eu realmente pretendo ajudar.

- Tudo bem. – Coloco minha mochila. – Estarei te esperando em casa ás 19:30. – Pego um papel e anoto meu endereço.

- Não podemos ir direto daqui?

- Está com muita pressa Park Jimin e a pressa é a inimiga da perfeição. Eu sei que o trabalho não vai ser feito em 5 minutos, mas eu preciso de pelos menos 1 minuto sozinha.

- Eu posso fazer muita coisa em 5 minutos. – Ele diz com um sorriso malicioso, provocando borboletas involuntárias em meu estômago.

- Na minha casa, ás 19:30 Park Jimin. – Começo a andar indo em direção ao pátio. – Estarei te esperando.


***


As 2 ultimas aulas passaram voando, e Jimin me olhava a todo momento, eu estava começando a ficar desconfortável quando o sinal para ir embora bateu, peguei o ônibus e fui direto para casa. Moro num apartamento simples, com 2 quartos, sala e cozinha, feito sob medida para mim, eu estava muito exausta, faculdade de período integral cansa bastante, eu tinha 40 minutos até a hora do Jimin chegar, então corri para o banheiro e tomei aquele belo banho.

Coloquei um short jeans e uma blusa preta, fiz um coque no cabelo com alguns fios soltos e corri até a sala, peguei todos os materiais e coloquei em cima da mesinha de centro da sala e estava indo para a cozinha quando escuto batidas na porta. Ele chegou.

- Bem na hora. – Abro a porta sorrindo. Ele está com um short preto, uma blusa de manga longa cinza e uma camisa preta por cima, um gorro preto e tênis brancos.

- Eu sempre cumpro meus horários. – Ele sorri e eu o convido para entrar e em momento algum senti vergonha dele, ele era somente um colega de classe fazendo um trabalho na minha casa.

- Pode se sentar. – Digo e aponto para o sofá. – Eu estou faminta, vou preparar algo na cozinha, se não se importa.

- Eu também estou com muita fome. – Ele se encaminha até o sofá. – Podemos pedir uma pizza. – Ele sorri, não parece aquele galanteador que eu sempre vejo na faculdade.

- Acho uma boa ideia. – Sorrio e o acompanho no sofá.


***


Pedimos a pizza e resolvemos fazer o trabalho enquanto esperávamos. Tínhamos que explicar como funcionava a política na Coreia do Sul, nada muito difícil, mas era preciso se empenhar. A pizza chegou e fomos comer enquanto assistíamos a um filme, terminamos de comer e voltamos a fazer o trabalho. 

Focamos bastante, mas sempre conversávamos sobre coisas aleatórias, ele me contou sobre sua vida e eu contei da minha a ele, mas somente pequenos detalhes, nada muito pessoal, acho que posso dizer que este seria o começo de uma bela amizade, em que eu estava apaixonada por ele. Quando me dei conta já era 21:40 e o trabalho ainda estava na metade.

- Acho que está bom por hoje né? – Ele diz sorrindo.

- Também acho. – Passo a mão na nuca, eu realmente estava muito cansada.

- Eu já vou indo então. – Ele se levanta e eu o acompanho. Ele para na porta e se vira para mim. – Eu vou numa festa hoje, gostaria de ir comigo?

- Park Jimin me convidando para uma festa? – Cruzo os braços sorrindo. – Isso é novidade.

- Para de ser boba. – Ele sorri. – Gostaria de ir comigo?

- Me desculpe Park, mas eu não sou muito de sair e estou muito cansada.

- Eu entendo. – Ele diz meio sem graça. – Deixa para a próxima então.

- Talvez. – Sorrio e ele vai embora.


***

Depois que ele saiu, arrumei os materiais, coloquei um pijama bem confortável e fui direto para cama, estava muito cansada e não demorou muito para cair no sono. Acordei ás 02:30 com o celular tocando, era Jimin.


Notas Finais


Então gente kkk Só desencadeei a história desses dois
Bjinhos de Suga...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...