História Imagine BTS Park Jimin - Colega de Classe - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags Bts, Imagines, Jimin
Exibições 295
Palavras 1.367
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Volteiiiiii meus amores
agora vem a parte final ~chora
Eu amei escrever esse imagine, por mais que tenha sido curto
Foi uma história que eu sempre quis escrever, sei que é bem clichê, mas era o que eu queria.
E quero pedir desculpas por não responder os comentários, não tive muito tempo
Boa Leitura
As partes em itálico são pensamentos.

Capítulo 3 - Colega de Classe Part.3


Fanfic / Fanfiction Imagine BTS Park Jimin - Colega de Classe - Capítulo 3 - Colega de Classe Part.3

- Jimin.... – Sinto minhas forças indo embora. – Eu não posso.

- Pode sim. – Ele diz com a voz rouca e me puxa, colando nossos corpos, sinto sua ereção firme nas minhas costas, afinal ele é mais alto que eu. – Não foge de mim, por favor.

E ele me vira, tomando minha boca, e sem pensar eu me entrego ao beijo, ele passa as mãos pelas minhas costas, descendo e aperta minha bunda com força, me levantando e colocando no balcão da cozinha, passa a mão para dentro da blusa, apertando meus seios e não pude segurar um gemido abafado.

- Jimin... – Coloco a mão em seu peito e o afasto.

- Me desculpe. – Ele olha para baixo e depois para mim, está confuso. – Vamos dormir? – Ele diz com um sorriso de canto, olho desconfiada para ele. – Só dormir. – Ele sorri. – Prometo que só vamos dormir. – Balanço a cabeça em afirmação.

Ele me pega no colo e vai em direção ao quarto, fecha a porta com o pé e me deita lentamente na cama. Pega os edredons e cobre meu corpo, se deita ao meu lado e repete o processo. Estamos de frente para o outro, estudando cada ponto dos rostos e sem saber o que dizer. Mas algo estava perturbando minha mente e eu não poderia ficar com essa dúvida.

- Porque? – Pergunto sem cerimonias e pelo jeito ele entendeu o que eu disse.

- Você sempre me chamou atenção. – Aquilo sim era novidade.

- Posso saber o que lhe chamou atenção?

- Você faz o estilo de nerd super gostosa. – Ele diz e vejo suas bochechas corarem. – Desculpe a palavra, mas é a verdade. E de todas, você foi umas das únicas que nunca me deu atenção, o que me deixou mais doido ainda.

- Doido em que sentido? – Sim, eu vou encher ele de perguntas.

- Doido no sentido de excitado. – Ele me lança um olhar curioso e cheio de malícia. – Muito excitado. – Ele dá uma olhadinha básica para baixo, pude entender que seu amigo estava se manifestando.

Fiquei em silencio depois daquilo, Jimin não parava de me olhar e aos poucos fui pegando no sono, desperto assustada quando sinto algo em cima de mim.

- O que é isso Pak Jimin? – Digo assustada.

- Adoro quando diz o meu nome completo. – Sua voz está rouca novamente. – Me desculpe, eu sei que prometi só dormir, mas é impossível me controlar perto de você.

Dito isso, ele ataca minha boca, não penso e simplesmente me entrego, no início o beijo era lento, depois foi se tornando algo mais intenso, minhas mãos passeavam por baixo da sua blusa, ele se levanta e arranca a blusa, jogando num canto do quarto, me levanto e beijo seu abdome.

- Isso está errado. – Digo entre um beijo e outro.

- E por isso vai ser tão gostoso. – Ele me empurra para trás e prende minhas mãos acima da cabeça com a mão esquerda, enquanto a direita percorre o meu corpo.

Ele passa o dedo pelo cós da minha calça e delicadamente a faz deslizar pelas minhas pernas, me sento e tiro minha blusa, ficando somente de calcinha e sutiã, me levanto e sento em seu colo. Ele começou com um beijo lento e delicado, mas ao mesmo tempo necessitado, desci as mãos pelo abdome definido e cheguei ao cós de sua calça. Fiz Jimin deitar na cama e subi em cima dele, comecei a distribuir beijos pelo pescoço, peito e barriga até chegar a calça, saí de cima dele e puxei a calça, deixando-o apenas de boxer.

Ele sorriu malicioso e levantou, ficando de frente para mim, nos olhamos por um instante e ele me puxou fazendo com que nossos corpos se chocassem, me beijou e me deitou novamente na cama. Ele me olhava e parecia admirado, levantei a perna e acariciei seu peito com o pé, ele segurou minha perna e distribuiu beijos, mordeu minha panturrilha e em seguida deixou um chupão em minha coxa, toda a minha sanidade escorreu pelo ralo, eu estava totalmente entregue.

Ele beijou minha barriga e passou a mão na minha intimidade, por cima da calcinha, chegou aos meus seios e mordeu por cima do sutiã e deixou um belo chupão no meu pescoço. Tomou meus lábios num beijo calmo, carinhoso, sem pressa nenhuma, por que tínhamos a noite toda pela frente, Jimin tirou meu sutiã, e apertou meus seios, enquanto a outra mão acariciava minha intimidade por dentro da calcinha, passo minhas mãos pela sua barriga e desço até seu membro, apertando-o, sentindo-o, provocando mais e mais por cima da cueca. Jimin afastou minha calcinha e penetrou dois dedos, arranhei suas costas e meus gemidos foram abafados pelo seu beijo.

- Essa noite, vou te mostrar um lado meu que só você conhecerá. – Ele sussurra no meu ouvido.

Ele se levantou e tirou a cueca, tirando minha calcinha em seguida. Debruçando-se sobre meu corpo, e deliciosamente, bem devagar, entra em mim. Agarro seus braços e jogo o queixo para cima, me entregando totalmente a ele, que corre os lábios pelo meu pescoço, sai de mim e desliza de novo para dentro, tão lento, tão gentil, seu corpo pressionando o meu. Ele me beija com ternura, mordendo meu lábio e absorvendo meus gemidos, passo as mãos em seu cabelo e me entrego ao seu ritmo, em minutos chegamos ao ápice, ele ainda se movimentava para prolongar o orgasmo. Jimin caiu ao meu lado e não demoramos para adormecer.

Acordei com Jimin agarrado a minha cintura, ele estava tão fofo, empurrei-o para o lado com o maior cuidado, me enrolei no lençol e me levantei, indo em direção ao banheiro. Me olhei no espelho e fiquei assustada com o que vi, chupadas e arranhões por todo o corpo. Eu tinha que acordar, não poderia me iludir, Jimin iria embora, não iria se lembrar de mim e eu teria que conformar em ser um caso de uma noite.

- Bom dia, Princesa. – Ele aparece atrás de mim sorrindo, me abraça e beija meu ombro. – Dormiu bem?

- Muito bem. – Sorrio fraco.

- Vamos tomar um banho?

- Precisamos conversar. – Eu preciso esclarecer algumas coisas.

- Conversamos durante o banho. – Ele sorri e me solta, indo em direção a banheira.

Pouco tempo se passou, Jimin e eu estávamos nus na banheira, um de cada lado.

- O que quer conversar? – Ele diz brincando com a espuma que se formou.

- O que vai acontecer agora? – Pergunto olhando meio sem graça para ele.

- Olha, você pode achar estranho o que eu vou dizer agora. – Fico curiosa. – Mas, eu pretendo seguir com você.

- Conta outra, Park Jimin. – Sorrio fraco. – Seus casos são de uma noite e não passam disso, são coisas comuns.

- Você não é comum. – Ele sorri. – Eu realmente gosto de você. – Aquilo sim foi um choque para mim.

- E quando descobriu isso? – Cruzo os braços. – Quando me levou para a cama? – Ele solta um sorriso abafado.

- Não. – Ele olha para a água e depois para mim. – Foi quando você passou pela porta da minha sala, com aquele jeitinho brasileiro estranho e falando coreano horrivelmente. – Sorrio com o jeito que ele me descreveu.

- Por que só agora?

- Só agora apareceu a oportunidade. – Ele pega minha mão e me puxa, fazendo-o com que eu sente em seu colo. – Você nunca me deu uma chance. – Isso é verdade. ­­– Mas, agora eu tenho sua atenção e peço humildemente que seja minha, porque eu prometo que serei eternamente seu.

Aquilo tudo era novidade e me deixou muito assustada. Jimin não é do tipo romântico e eu fiquei por muito tempo confusa, mas acabei cedendo aos seus encantos. No início foi somente sexo, estávamos no conhecendo e com o passar do tempo Jimin se mostrou um namorado perfeito, éramos o assunto na faculdade, a nerd bolsista e o playboy riquinho, não ligamos para o que diziam, só estávamos curtindo um ao outro. Jimin cumpriu a promessa e se tornou meu e eu me tornei inteiramente sua, foi um caso estranho e repentino, sem muito desenrolar, mas acabamos dando certo, eu me envolvi com meu colega de classe, superamos todas as barreiras e estamos muito felizes.


Notas Finais


É isso gente
O hot que todos estavam esperando kkkkk
Espero muito que tenham gostado
Obg por me acompanharem
Compartilhem, favoritem ou não kkkkk (leitores fantasmas) mas vai me ajudar bastante se favoritar...
Até o próximo imagine...
Bjinhos de Suga


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...