História Imagine BTS- Uma vida sem limites - Capítulo 83


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Park Ji-min (Jamie Park), Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Drama, Escolar, Festas, Hoseok, Hots, Imagines, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoom, Palavrões, Popularidade, Romance, Suga, Violencia
Visualizações 218
Palavras 1.684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HEY AMORAS❤ TENHO NOTÍCIA SABE A FIC VIDA SEM LIMITES? ENTAUM.. ELA ESTÁ SENDO POSTADA NO INSTAGRAM ENTÃO SIGAM A PÁGINA PFV ❤
O NOME E
_Kpop.ilusão

Obg por ler ❤

Capítulo 83 - O que aconteceu?


Fanfic / Fanfiction Imagine BTS- Uma vida sem limites - Capítulo 83 - O que aconteceu?

S/n: - QUE ÓTIMO! 

Sg: - Pensei que você já soubesse 

S/n: - Não- Indaguei presunçosa 

Jh: - Se num vê TV não anta? - Cruzei os braços e olhei o garoto que sorria sujo 

S/n: - Eu tenho mais o que fazer do que ficar vendo 24 por dia televisão, minhas responsabilidades e principalmente minha dignidade continuam intactas senhor Hoseok - Todos zoaram Hobi que ria descontroladamente e eu tornei a me sentar no imenso sofá 

Jm: - O que foi isso? - tocou em meu curativo e resmunguei com um simples "Aí" - O que fez? 

S/n: - Bom.. digamos que o Taehyung tenha que cuidar mais da ex cachorrinha dele 

Jk: - ESPERA VOCÊ BATEU NELA? - Dei de ombros e Yoongi me abraçou apertado 

Sg: - Essa sim é a S/n que eu gosto - Soltei um risinho e Tae me olhava de soslaio

S/n: - Como vai o namoro senhor JUNGKOOK? - A face do moreno se transformou em suja e seu sorriso transmitia os piores pensamentos em mim que agora estava perdida em suas orbes com tons a mais de desejo, o garoto umideceu os lábios e sorriu novamente 

Jk: - Melhor impossível- Sua voz saiu mais rouca que o normal e mais pesada como se estivesse lutando contra algo (o que realmente estava já que era uma mentira) coloquei uma mecha de cabelo atrás da orelha cemicerrei os olhos balançando a cabeça em um movimento microscópico 

S/n: - Que bom, cuide bem da minha MELHOR amiga - Dei ênfase na frase é fiz aspas imaginárias, o moreno riu baixo e assentiu na maior cara de cínico, se não fosse tão bonito quebraria sua cara Jungguk! 

Nj: - E então, vamos fazer o que? 

S/n: - Verdade Ou desafio, e dessa vez sem safadeza - Todos assentiram e Jin foi até a cozinha pegar uma garrafa, sentamos todos em um círculo e ali começou a brincadeira..

[...]

S/n: - Dasaf... - Fui interrompida com meu celular tocando, fiz um gesto abrangente e os meninos continuaram a brincadeira, subi as escadas e fiquei apoiada no corrimão que havia ali enquanto minha cabeça estava escorada na parede branca 

*Celular on* 

Chul: - VEM PRA CASA AGORA 

S/n: - por que? 

*Celular off* 

Sem tempo para responder a menina desligou na minha cara, bufei e coloquei o aparelho no bolso, ajeitei minha roupa e quando voltei a minha posição fui prensada entre o corrimão e um corpo que eu conhecia muito bem

Tae: - Por que provoca? - Sua voz grossa arrepiava-me por inteira, pude sentir sua respiração bater de encontro com minha bochecha, eu olhava para o nada tentando manter o corpo dele poucos centímetros afastado o que só resultava em ele nos prensar ainda mais fazendo minha respiração falhar

S/n: - Pare com isso, não provoquei ninguém- tentei empurrar seu corpo outra tentativa falha, seus braços ficaram um de cada lado da minha cabeça e encarei seu rosto devolvendo sua frieza, os cabelos castanhos e jogados em sua testa com o censo franzido e seus olhos com as orbes 3 tons mais escuros, sua veias do pescoço pulsando estava nítido seus pensamentos pensei que a qualquer hora ele iria latir..

Tae: - Está se insinuando para o Jungkook? - Agora sua voz estava mais rouca ainda e pude ouvir seu rosnado, ele é um cachorro por acaso? Sua mão bateu de encontro com a parede e seu rosto se aproximou do meu de forma que nossos narizes se tocassem rapidamente 

S/n: - Olha o que você fala, não sou qualquer uma não seu cretino - Afastei seu corpo e mantive certa distância 

Tae: - Sabe que eu quero bater nele né? 

S/n: - Por que? Não sou sua, não mais! Deixa que da minha vida cuido eu tá? - Desci um degrau mas fui puxada pelo mais alto fazendo nossos corpos se chocarem e sua voz agora aveludada veio de sussurro ao meu ouvido 

Tae: - Não acabou aqui - Dei impulso em meu braço e sai de sua possessão, fui até a sala e todos me olharam 

S/n: - Preciso ir, A Chul está me esperando 

Sg: - Quer que eu vá com você? - sua cara fofa e seu biquinho não me enganam, Yoongi é um puro pervertido e tenho certeza que ele não vai querer só me acompanhar 

S/n: - Não obrigada, tchau garotos - andei até a porta e Taehyung passou ao meu lado suspirei e ele fez o mesmo o que tem de beleza tem de hipócrita cretino e idiota.. andei até a Chevrolet branca e adentrei o veículo pisando fundo no acelerador 

[...]

Cheguei as pressas e abri a porta já ofegante 

S/n: - Q-que foi? - Apoiei minha mão no peito e respirei fundo, Chul estava totalmente pálida e apontou para Bambam no sofá- Bambam? - Olhei ao seu lado e uma figura reconhecida sorriu falsamente para mim....Sook.. senti minha respiração falhar e minha visão ficou totalmente preta.. que merda aconteceu aqui? 

*Quebra de Tempo* 

Os cheiros de Ampicilina e Atropina "medicamentos" se misturaram causando um cheiro intenso, ar condicionado.. pessoas tossindo..já estive nesse lugar.. pisquei algumas vezes para me acostumar com a claridade da Imensa luz em cima da minha cabeça olhei pela janela e era noite sentei na cama e meu estômago embrulhou mas não vomitei, passei a mão na nuca e suspirei sentindo uma pontada na cintura, ajeitei a roupa e vi que havia um pequeno cano saindo meu sangue, sou fraca com essas coisas então cobri rápido antes que vomitasse

-S/n? - Uma voz reconhecida se espalhou pelo quarto e Chul apareceu  sorridente a minha frente- Só não vou te abraçar por que está mal.. aí meu Deus você está BEM! 

S/n: - Claro que estou, quanto tempo estou aqui? 2 horas? 

Chul: - 5 dias.. - Sua voz saiu como um sibilo e um espasmo correu todo meu corpo, falhei a respiração e baguncei algumas mexas do cabelo com a ponta dos dedos

S/n: - O que? Como..

Chul: - Você ficou em coma.. sabe  o líquido  nos pulmões? Eles só não voltaram por que fizeram uma cirurgia rápida em você- Sua mão macia passou sobre a minha e acariciou as meus dedos - Eu pensei que não fosse acordar mais.. o que houve? - Uma pequena lágrima caiu e eu balancei a cabeça tentando entender algo

S/n: - como? Por que? Cadê o Bambam? 

Chul: - Vou te contar tudo ok? Só. Fica quieta e não me interrompe - Assenti e ela sentou ao meu lado afagando meus cabelos que deveriam estar horríveis 

-- P.o.v Chul ---

Meu dia estava cheio e descobri que poderia sair mais cedo da escola, fui direto para casa para mostrar o vestido que havia comprado para S/n faz um tempo que não saímos para jantar e acho que seria boa idéia..

Chul: - CHEGUEI! - Falei num tom alto mas a casa estava fazia - Talvez ela tenha saído- Falei a mim mesma e sentei no sofá deixando a sacola de lado, a campainha tocou e eu abri a porta mas logo meu sorriso se desfez ao ver Bambam e Sook..

Chul: - Mas o que? - Eles entraram e sentaram no sofá fechei a porta e fui até os dois 

B: - Essa é a mãe do meu filho.. 

Chul: - O QUE?! 

B: - Ela tinha ido para o Brasil depois que foi expulsa da escola por causa da briga aí a gente se conheceu e rolou.

Chul: - Mas ele não é seu filho 

S: - Mas é como se fosse 

Chul: - Vocês estão juntos? - Eles assentiram - eu não acredito o quanto você é ridículo 

B: - A s/n está? - Fiz um sinal com a mão e pedi para que esperassem liguei para s/n e falei para ela vir para casa rapidamente

Chul: - Ela já está vindo.. - Suspirei e um silêncio desconfortável reinou sobre o lugar 

[...]

Quando a garota caiu no chão desmaiada fui até a mesma correndo e levantei sua cabeça onde saiu um líquido pela sua boca 

Chul: - VAMOS PARA O HOSPITAL AGORA! - Bambam pegou a garota no colo e colocou no carro sook deu partida e fomos em alta velocidade até lá enquanto eu segurava até mão da S/n torcendo para nada de grave acontecer 

Quando chegamos várias enfermeiras levaram ela e comecei a bater em Bambam enquanto chorava 

Chul: - O QUE VOCÊ FEZ SEU IDIOTA? - Resmunguei e chorei mais ainda enquanto me sentava na cadeira apoiando minha cabeça nas mãos e fitando meus pés 

[...]

2 horas...2 HORAS depois o médico veio até MIM me levantei rápido e olhei seriamente para o mesmo 

Dr: - Ela está bem - Suspirei - Se não tivesse vindo ela estaria morta, a água voltou nos pulmões mas controlamos tudo, ela está desacordada e não tenho previsão se irá acordar tão cedo..

Chul: - Obrigada - Minha respiração falhou e fiquei sem chão automaticamente... ela não pode morrer, abracei minhas pernas e olhei para o nada apenas sentindo mais lágrimas 

2 dias depois 

(S/n: - EU FIQUEI SEM COMER POR 5 DIAS?! 

Chul: - PARA DE ME INTERROMPER DROGA! ) 

Estava tudo desmoronando e não havia contado a ninguém o que aconteceu com minha amiga, mas aquilo estava me matando, ver ela naquela cama me deixava horrivelmente desconfortável..

Eu tentei comer mas não conseguia.. e se ela não acordar mais? 

Sai de casa E dei de cara com Taehyung que me olhava sério e apoiou suas mãos em meus ombros

Tae: - O que aconteceu?

Chul: -Nada..

Tae: - Não vou perguntar de novo..- Suspirei e contei a história toda para o castanho que se espantou e me puxou até seu carro indo em direção ao hospital

[...]

Chul: - Taehyung calma!

Tae: - ELA ESTÁ DESACORDADA A 2 DIAS!

Chul: - Eu sei.. - Abaixei a cabeça e entramos na sala onde S/n estava com um cano de ar no nariz, Taehyung se apoiou em seu corpo e começou a chorar e dizer coisas, me aproximei e ouvi com o coração doendo quase chorei junto a ele com aquelas palavras..

Nem parecia o Tae que fez minha S/n sofrer...


Notas Finais


O QUE ACHAM QUE É EM? DESCULPA A SUSPENSE SIGAM _KPOP.ILUSÃO
NO INSTAGRAM BEIJUS E DESCULPEM A DEMORA PARA POSTAR


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...