História Imagine EXO - Nova staff - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Exo, Imagine Exo
Visualizações 239
Palavras 1.766
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello pessoal, voltei com mais capitulo e para ser sincera está me doendo dizer que a fic vai terminar entre o cápitulo 29/30, mas eu quero agradecer a todo o carinho que vocês tem com essa fic, obrigada por todos os favoritos e comentários. Estamos chegando aos 300 favs, e eu nem acredito! Desculpe-me pelos erros ortográficos e espero que gostem do primeiro capitulo de ponto de vista de Chanyeol.

Agora sem mais delongas, boa leitura.

PS: NO FINAL DA FIC IREI POSTAR OS DOIS LONGS...

Capítulo 27 - Brigas e verdades


Fanfic / Fanfiction Imagine EXO - Nova staff - Capítulo 27 - Brigas e verdades

P.O.V.S (s/n) off – Chanyeol on

Estava em meu quarto tocando violão e tentando compor algo, mas nada tirava (s/n) de meus pensamentos. Passei o dia todo sem vê-la e estava preocupado, porque ela não atendia minhas ligações e muito menos respondia minhas inúmeras mensagens. Ponderei em ir a sua casa, mas Sehun me desencorajou dizendo que estava sendo muito grudento e que garotas como ela não gostam disso. Entretanto, não aguentava mais ficar com essa incerteza se ela está bem ou não. Então vesti meu moletom, coloquei meu boné e calcei meu tênis preto pronto para sair de casa, mas acabei me dispersando ao ouvir meu celular apitar e avisar que uma nova mensagem havia chegado. Vi que se tratava de (s/n). Naquele momento meu coração acelerou, sorri igual a um bobo e abri a mensagem.

A cada linha que avançava eu ficava mais confuso! Ela deveria estar fazendo algum tipo de pegadinha...só pode, porque aquelas palavras que acabei de ler não fazem o mínimo sentido para mim. Decidi que ligaria para ela, mas de caixa postal o número passou a dar fora de área e naquele momento meu coração gelou! Será que aconteceu algo com ela? Não pensei duas vezes e peguei meu carro indo para sua casa.

Mas, ao chegar lá grande foi minha surpresa! Ela não estava em casa ou melhor não havia ninguém na casa. Decidi entrar assim mesmo, já que sábia a senha da porta e, naquele momento não me importei com a possibilidade de ser preso por estar invadindo a casa de alguém. Eu só queria explicações dela.

Entrei na casa, acendi a luz e saí chamando seu nome pelo o extenso corredor, mas não obtive resposta. Então decidi entrar em seu quarto, mas quando entrei meus olhos se arregalaram, pois estava tudo vazio! Olhei em seu closet e não havia mais roupas ou sapatos, suas gavetas estavam vazias e a cama sem lençol.

As ideias tintinavam em minha mente. Voltei para meu carro e bati minha cabeça no volante, ela não havia ido embora, certo? Tudo isso deveria apenas ser um sonho muito realista e, bastava um beliscão ou um corte para que eu acordasse. Olhei em volta e tive uma brilhante ideia! Ela deveria estar na faculdade, então dirigi para lá.

*(...)*

Já se passavam da meia noite e nem sinal de vida dela. Estava em um café que havia enfrente a sua faculdade e terminava de tomar meu quarto copo de café. Estava cansado, sem esperanças, então paguei tudo e dirigi até o dormitório novamente.

Assim que entrei vi os membros na sala jogando vídeo game e quando me viram disseram:

—Onde você estava Chanyeol? — Baekhyun perguntou preocupado.

— Te procuramos em todo lugar cara, estamos fazendo um campeonato de vídeo game! Quer participar? Ainda da tempo de perder para mim. —falou Chen.

— Obrigado meninos, mas estou cansado e preciso dormir. —forcei um sorriso.

—Você está bem Chanyeol? Parece meio triste. — indagou Suho.

—Só estou cansado.

Subi para meu quarto. Eu só queria chorar, pois até agora não acredito que ela realmente fez isso... peguei meu celular novamente e tentei ligar para (s/n), mas sem sucesso.

Fiquei um bom tempo observando o teto e relendo aquela maldita mensagem. Como ela queria me deixar livre dela? Como ela queria que seguisse em frente? Ela disse que não queria deixar um abismo no lugar do afeto, mas ela acabou me empurrando para o fundo dele.

Encarrei o espelho, apertei a nossa correntinha em meu pescoço e desabei em lágrimas sofridas que embaçarão minha visão até eu pegar no sono.

*(...)*

Me olhei no espelho e eu estava horrível! Com o rosto inchado, cabelo desgrenhado e olheiras profundas, mas não me importei e fui tomar café assim mesmo.

Assim que cheguei todos me olharam espantados, mas ignorei, pois, não estou psicologicamente pronto para contar a nenhum deles.

— Cara, o que aconteceu com você? — perguntou Lay.

—Só tive uma noite mal dormida. — falei tentando parecer o mais simplista possível.

— Tem certeza mesmo? —falou Xiumin.

— Sim. —coloquei um pouco de Kimchi na boca.

— Você sabe que pode se abrir conosco, certo?—falou Suho.

—Sei. — já estava começando a ficar irritado.

—Nós sempre vamos estar aqui para te ouvir. —Chen se intrometeu.

— Pode desabafar. —falou Baekhyun.

—Mas, eu não quero. Já disse. — peguei minha tigela de Kimchi me preparando para sair da mesa antes que me irritasse mais.

—Vamos Chanyeol, não torne tudo mais difícil. — falou D.O.

—Tornar mais difícil? Vocês ao menos sabem o que está acontecendo e querem me julgar. —gritei vermelho de raiva.—mas, já que vocês querem tanto saber eu irei dizer! (s/n)  terminou comigo!

— O que? —todos falaram confusos.

— Isso mesmo, ela desapareceu, ela me deixou, felizes? Eu já liguei, mandei mensagem, fui em sua casa, na faculdade e nem sinal dela. Ela apenas deixou uma droga de mensagem que me deixou muito confuso e me fez chorar a noite toda! Porque a garota que eu amo foi embora sem nem olhar para trás, satisfeitos?

—Cara essa (s/n) é uma babaca! Quem ela pensa que é? — Kai se pronunciou pela primeira vez e meu deu um abraço.

— Eu não aguento isso, ela pisou em mim e, foi embora levando tudo sem se importar. — lágrimas rolavam e eu não me importava em chorar enfrente meus amigos.

— Cara tudo vai se resolver... essa garota não te merece. —falou Kai novamente.

— Quando você vai parar de ser cínico? — falou Sehun batendo as mãos na mesa.

— O que você está insinuando? — falou Kai sério.

— Você sabe muito bem. —Sehun se aproximou dele.

— Do que você estão falando? — perguntei e todos olharam para a direção dos dois esperando uma explicação.

— Fala Kai, seja homem e diga. —Sehun rosna. — aproposito Chanyeol, eu tenho um palpite do motivo de (s/n) ter evaporado.

— Como?

—Não tem aquela merda de vídeo? Então começaram a suspeitar, especular quem poderia ser a garota e o nome dela estava lá. —mostrou-me seu celular, então eu li e fiquei em choque.

— Por que ela não me disse isso? — gritei e empurrei Kai de perto de mim.

— Mas, esse é só o começo...Então como um amigo como o Kai ninguém precisa de inimigo. — ditou Sehun.

—Sehun, você mudou de lado? Não se esqueça que você já fez muitas coisas também! Por que se você me afundar eu te afundo junto.

—Tenta a sorte Kai, mas acho que nada vai ser pior do que destruir o namoro de um amigo com aquele vídeo, porque você sabe o que fez ou melhor você sabe que é um babaca.

—Explica isso direito. — interviu Suho.

— O Kai gravou o vídeo, o Kai postou o vídeo, ele perseguiu a (s/n), ele a ameaçou ela, ele a infernizou! — Sehun gritou aquelas palavras de um modo que me fizeram ficar sem ação.

—Você está maluco Sehun? —Kai estava indo para cima dele, mas foi segurado por Xiumin e Lay.

— Eu estou muito bem, mas você não vai ficar. — então Sehun jogou o copo que estava em sua mão e o mesmo passou de raspão pelo rosto de Kai e se quebrou em seguida.

—Você não fez isso! — Kai olhou Sehun furioso.

—Eu fiz, e vou fazer de novo. —Sehun tentou pegar outro copo.

—Não, você não vai! — intervi entre os dois.

— Vai defender ele agora? —berrou Sehun.

Chanyeol não me respondeu e, se aproximou ficando frente a frente com Kai.

—Isso é verdade Kai? Tudo o que o Sehun disse é verdade?

— Sim é sim, mas Sehun também não é santo nessa história. —me olhou e sorriu.

— Vai Kai, diga, fala tudo!

—Você também me ajudou a prende-la quando estávamos no Japão, você quase a estuprou e você foi um babaca junto comigo.

— Isso é verdade Sehun? —todos olharam para mim.

—Sim é verdade, mas pelo menos eu reconheci o meus erros, parei de persegui-la e nessa época ela e Chanyeol nem namoravam, mas claro que isso não justifica meus atos.

—Isso é verdade Sehun? —olhei Sehun.

— Infelizmente sim hyung.

— Kai, isso tudo que o Sehun falou é verdade? Você gravou e postou o vídeo? Você perseguiu minha namorada? Você tentou estuprar ela? Você destruiu nossa felicidade?

—Sim, e ai o que você vai fazer?

—Nada, eu já não posso fazer mais nada e sabe porquê? Ela já foi, mas agora uma dúvida que está pairando sobre minha mente é: por que você fez isso tudo?

— Por que eu gosto dela! — olhei Kai surpreso. — Sim, isso mesmo e, ela me ignorou totalmente para ficar com você. Então eu não vi outra saída, porque se ela não fosse minha não seria de mais ninguém, e se pudesse faria tudo de novo porque eu não me arrependo Chanyeol. — Kai se aproximou de mim.

— Você o que?

—Eu não me arrependo! — ditou alto.

Eu não aguentei e dei um soco em seu rosto o fazendo se desequilibrar e cair. Então fui para cima dele dando muitos socos em seu rosto e o sangue já escorria assustando a todos. Os outros meninos vieram para cima de nós dois e nos separam.

— Vocês são animais para ficarem brigando? —berrou Suho.

— Me soltem agora! — gritei para Chen, Baekhyun, Sehun e D.O que tentavam me controlar.

—Soltem ele garotos. — falou Kai e me olhou com deboche. —Me bater é a única coisa que ele pode fazer, porque a querida (s/n) já foi em bora.

—Kai sobre agora. — Suho falou.

Logo Kai subiu e foi acompanhado de D.O que iria fazer os curativos e limpar o sangue em seu rosto, e eu fiquei na sala olhando para minhas mãos. Momentos depois todos os membros vieram me abraçar e consolar-me, mas eu os empurrei. Não quero que ninguém sinta pena de mim!

— Chanyeol, acho melhor você subir, tomar um banho e se acalmar. Irei dizer ao pessoal da empresa que você está doente e ira ficar em casa para compor.

Eu apenas assenti e nada respondi. Subi as escadas lentamente já me preparando para me afogar em lágrimas novamente, mas fui interrompido por Sehun que disse:

— Precisamos conversar Chanyeol!

—Não temos nada para conversar.

—Temos sim, desde a discussão lá embaixo até a situação de (s/n), pois sei que mesmo com todas revelações você deve estar confuso.

— Eu não quero saber mais nada sobre (s/n). — falei.

 

Continua... 


Notas Finais


Qualquer critica ou sugestão deixem nos comentários, bjs!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...