História Imagine EXO e NCT. - Capítulo 85


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, NCT U
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Doyoung, Hansol, Jaehyun, Johnny, Kai, Kun, Lay, Mark, Sehun, Suho, Taeil, Taeyong, Ten, Winwin, Xiumin, Yuta
Tags Abambam, Exo, Imagine, Nct
Exibições 347
Palavras 3.064
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem e Boa leitura! >< ♡

Capítulo 85 - 3° Bônus! (Baekhyun)


Fanfic / Fanfiction Imagine EXO e NCT. - Capítulo 85 - 3° Bônus! (Baekhyun)

      ~______ POV ON~

      ~3 ANOS DEPOIS~

   Cá estou...no sofá ao lado do meu namorado, Baekhyun. Sim, eu conheci ele, mas ele não é meu irmão como na "visão". Felizmente, meu irmão é Taeyong! Soubemos disse faz 2 anos já e pareceu que ele ficou com isso, mas nunca demonstrou que gostava de mim pra ficar assim depois saber que somos irmãos. Não que ele não tenha gostado de me ter como irmã, gostou e eu também, mas ele ficou um pouco mal por dentro e deu pra perceber isso.
   Comecei a namorar o Baek faz 1 ano. Bom, completamos 1 ano hoje! Sim, só isso...1 ano. Precisamos de 2 anos para saber desse amor e atração um pelo outro, mas não só eu, como ele também.., queria ter certeza do que sentia, pois pareciam irmãos e até nos chamávamos de "mano", "mana" e etc.

   Como na minha "visão", sou bem amiga de todos e encontrei com o Yuta de novo! Só o Baek gostou de mim até onde eu sei, mas também tem o Tae que agiu estranho quando descobrimos que éramos irmãos de verdade.
   Se bem que, eu acho que ele não gosta de mim de verdade mesmo. Talvez fosse amor de melhor amigo, pois éramos quase irmãos também, igual a mim e o Baek, então descobrimos que realmente éramos irmãos! *risos* Foi até engraçado.
   Bom, mas nem tanto, o Mark e eu, ficamos um pouco mal por saber que não éramos irmãos de verdade, pois sempre fomos próximos. Desde quando cheguei aqui na Coreia e olha que eu era menor! Aish...que saudade dele! Infelizmente, pelo fato dele e os meninos terem que debutar não o vejo muito, mas o Tae sim...já que moramos juntos e ele é meu irmão.

   Enfim, hoje é nosso aniversário de 1 ano, mas não podemos sair. Aigoo...já tínhamos preparado para onde iríamos juntos! Não podemos sair pelo fato de: Ter fãs na frente da minha casa esperando o sair.
   Quando começamos a namorar ele não quis esconder isso de ninguém e quando perguntavam sobre mim para ele, o mesmo sempre respondia "Minha namorada" e aí vinha mais perguntas sobre mim, mas ele não repondia outras só: "Quem é ela?", "Quem era ela?", "Aquela garota na foto é sua namorada?" e essas coisas.
   O Baek, Channie e os outros, debutaram como o EXO e eles já tem milhares de fãs desde o começo da careira, que fez muito sucesso com um só único MV. Meu irmão (Tae) e os outros, no caso: Mark, Jaehyun, WinWin, Kun, Doyoung, Ten, Taeil e até o Yuta ainda estão sendo traines para debutaram juntos.
   Por isso tem fãs dele aqui da minha casa! Elas já sabem onde eu moro, infelizmente, também vem aqui quase todo dia pelo fato do Baek estar de férias e o mesmo vem me ver quase sempre também. Isso é muito fofo, mas as fãs gritando lá fora que amam ele estragam nossos momentos aqui dentro. *risos* Não se rio ou choro...

   Ah! Como anda minha relação com o Ten? Posso dizer que...ele já me beijou, mas foi porque eu (Desastrada) cai em cima dele e acabamos nos beijando. Isso foi quando nos conhecemos, no primeiro dia de escola juntos, então quando estava conhecendo ele e caminhando com o mesmo...PÁ!
   Eu caí e o mesmo até tentou me segurar, mas deu errado e caímos no chão fazendo um beijo acontecer ali mesmo, na frente de todos no intervalo.
   Enfim, depois disso ficamos uns dias ou semanas sem nos falarmos, vermos, sem mensagens, sem ligações e ele nem vinha na casa Mark direito. (Eu disse casa do Mark, pois ainda era irmã dele nessa época *risos*).
   Até onde eu sei...ele não gostou de mim, oque me deixou surpresa, pois ele brincava com coisas do tipo: "Você me acha bonito?", "Me namoraria ou me acha só um bom amigo? Talvez nem isso.", "Casaria comigo um dia?", "Você gosta de mim?". Sério...ele perguntava do nada quando estavamos sozinhos em algum lugar.
   Era muito estranho e dava a parecer que ele gostava de mim, mas...eu tinha conhecido o Baek e os meninos bem no primeiro dia de aula com o Ten, Tae e os outros, então meio que eu já comecei a gostar do Baek na hora que o vi. Também o conhecia antes pelo fato de ter aquela "visão" bem realista!
   Aonde eu quero chegar é: O Ten e eu não tivemos nada, além do beijo na escola e esses momentos de perguntas desconfiantes dele do nada quando estávamos sozinhos. Ok? Ok.

      -Amor?-Me chamou o Baek me tirando dos meus pensamentos.
      -Que foi?-Ele se levantou das minhas pernas, que era onde o mesmo estava deitado com a cabeça, ficando sentado no sofá.-Algum problema?
      -Não quer sair mesmo, mesmo? Parece que você não está se divertindo nem um pouco aqui comigo...-Disse fazendo bico e eu sorri.
      -Eu já estando com você hoje está ótimo Baek, além do mais, você poderia estar na SM e não aqui!-Falei mexendo em seus cabelos bagunçados e ele concordou se virando pra janela, que estava do nosso lado direito, com muitas fãs gritando por ele.
      -Aish...não vou mentir.-Me olhou.-Não estou me divertindo.-Falou se levantando e eu fiz o mesmo confusa.
      -Vai e-embora então?-Perguntei e ele riu me abraçando.
      -Claro que não, amor.-Me soltou e me deu um beijo na bochecha.-Vou falar com as fãs, pois não consigo ter um momento com você sem ter mais alguém falando meu nome.-Disse me soltando e indo pra porta, mas um pouco antes do mesmo chegar lá eu o puxei pelo braço.-Que foi?
      -Como assim "Que foi?"? Baek...não faz isso! Bebeu?-Ele riu negando.-Elas são suas fãs e por mais que seja chato tem que aceitar que elas te amam bastante e-Me interrompeu.
      -Eu sei, eu sei, mas...-Pausou.-Mesmo assim...não parece que temos privacidade mesmo só estando nós dois aqui dentro, entende?-Perguntou e eu concordei.-Viu? Agora eu vou falar com elas!-O puxei de novo só que pro quarto ou pelo menos tentei.

      -Vem Baek!-Disse o puxando com força para subir as escadas já fazia uns minutos, mas o mesmo nem sai do lugar, só ria.-Aigoo! Por favor...vai ficar mais quieto lá em cima! Baekhyunnie...-Disse manhosa e fazendo bico.
      -Não...eu quero falar com elas, por favor.-Desisti e soltei ele caindo de bunda na escada.-Oh! Tudo bem?-Perguntou chegando mais perto e fingi estar doendo correndo pro andar de cima, me trancando no quarto.-Amor, me desculpa! Se machucou? Abre a porta!-Falou e parecia mal de verdade.
      -Não!-Disse eu fingindo voz de choro. Meu plano deu certo! Agora só falta abrir a porta e puxar ele a tranquando depois. *risos*
      -______! Vamos, por favor.-Bateu na porta de novo.-Abre, amor...-Abri tão rápido que ele se assustou, claro, o puxei rápido também trancando a porta depois e rindo.-Você não fez isso...-Riu.
      -Você pediu pra mim abrir e eu abri.-Ri e o beijei.-Desculpa, mas só pensei nesse plano...-Dei leves tapas no seu braço e me deitei na cama, mas ele ficou parando me olhando pensativo.-Não adianta...eu peguei a chave.-Disse a balançando e depois a coloquei num crofe meu, o tranquando depois.
      -Aish!-Disse e se deitou comigo.-Ainda acho melhor eu ir lá.
      -Não, nem pensar! Nunca mais vou te ver se for lá.-Ele riu.-Não é todas que gostam de nós ver juntos, esqueceu?-Perguntei e concordando ele suspirou. Me abraçou e eu liguei a TV.
      -Oque vamos ver?-Dei de ombros e ele pegou o controle da minha mão botando na Netflix.-Vamos ver algo de terror, eu sei que você gosta e logo, logo vai ficar mais escuro mesmo.-Sorri e puxei umas cobertas para nos tapar.
       -Sorte que o Tae levou a chave ou depois iria ter que me levanta daqui!-Suspirei e o abracei também.
   Ficamos vendo filme, mas ele, cansado, acabou adormecendo e quando eu estava quase também...ouvi meu irmão chegar.
   Deixei a cama com cuidado e dei um beijo na bochecha do Baek para ir ver como o Tae estava. Afinal.., não é sempre que ele chegava com disposição pra comer depois de ensaiar tanto na empresa, então quando isso acontece eu faço algo pro mesmo comer e ele come. Quase dormindo, mas pelo menos come.
   Acabou que ele estava bem e voltei pra cama. Também acabou que nosso aniversário de um 1 ano foi nós dois dormindo até o outro dia, mas pelo menos dormimos coladinhos! *risos* Do jeito fofo que ele é, vai com certeza fazer algo comigo outro dia!

      ~4 ANOS DEPOIS~

      -BAEK! ANDA LOGO!-O gritei, mas o mesmo não saia nunca do banheiro.
      -SE ME CHAMAR DE "OPPA" EU SAIO!-Gritou de volta e pude ouvir sua risada. Ele estava pronto mesmo?
      -AÉ?-Fingi que fechei a porta e o mesmo saiu preocupado.
      -AISH!-Gritou e suspirou depois.-Ok, é melhor irmos mesmo, mas não me assusta assim mais...por favor!-Me beijou e pegou seu celular.
      -Desculpa, Oppa.-Falei normal agora pegando o meu celular e ele riu alto.
      -Danadinha...porque não falou isso quando eu ainda estava no banheiro?-Perguntou ele ainda rindo.-Aish...não queria ser assustado bem hoje!
      -Foi mal.-Sorri e o puxei.-Vamos perder o vôo assim!-Ele riu e fomos andando até a porta do Hotel. Casamos ontem e vamos viajar hoje.
   Desdo começo do nosso namoro eu nunca, mesmo, o chamei de "Oppa" e com isso...ele cismou. *risos* Como nos casamos, acho que posso o chamar assim agora depois de tanto tempo sem o chamar desse jeito, nem pelo menos uma vez.

      -Oppa?-O chamei quando já estávamos no avião sentados perdi da janela, por sorte, ninguém sentou do nosso lado. Ele me olhou.
      -Sim, meu amor?-Disse ele rindo.
      -Porque está rindo?-Perguntei rindo também, pois a risada dele mesmo baixa é contagiante e sempre sorrio ou rio junto com ele. *risos*
      -Ainda não me acostumei com você me chamando assim.-Falou e suspirou pegando minha mão.-Eu sei que pedi, mas ainda é estranho.-O olhei confusa.-Não que eu não goste! Eu gosto e muito!-Rimos.-Só que você nunca me chamou assim...porque?
      -Não sei...talvez estivesse esperando nos casarmos pra isso.-Falei rindo e olhei pra janela, mas ele puxou meu rosto de novo e me beijou.-Oque foi isso?-Perguntei confusa.
      -Um beijo.-Riu.
      -Idiota.-Ri também.-Porque do nada?
      -Nada...só...somos casados.-Deu de ombros e virou pra frente sorrindo. Sorri também e olhei pra janela.
   Já tínhamos decolado e agora estávamos indo pra Viena passar nossa Lua De Mel num hotel por uma semana inteira. Não vamos chegar num dia dessa semana que vamos ficar lá e sim, vamos chegar 1 dia antes, então vamos ficar uma semana certinho em Viena! *palmas e risos*

      ~1 SEMANA DEPOIS~

      -YA!-Me gritou o Baek do outra lado da porta do banheiro. Eu tinha chegado em casa e já estava passando mal.
      -Não quero que me escuto...vai pra sala, Baek!-Gritei, mas nem tão alto pelo fato de estar vomitando.
      -Na saúde e na doença, lembra?-Perguntou e sorri mentalmente.-Vamos...abre ou vou arrombar. Você sabe como sou preocupado, não sabe?
      -Aish...-Sussurrei e fui limpar minha boca. Depois abri a porta e ele me abraçou.-Calma...estou bem só senti um pouco de enjoo.
      -Só? Um pouco?-Perguntou e suspirou. Ficou mais um pouco me abraçando e depois me soltou, mas me puxou pro andar de baixo.-Está bem o suficiente pra sair?
      -Eu acabei de vomitar e você me chama pra sair, Byun?-O chamei assim, pois ele sabia que quando não gostava de algo que ele fazia o chamava assim. Porque? Não sei também, só chamo.
      -Não me chame assim, só quero que compramos...uma coisa.-Falou e me sentou no sofá pra colocar um tênis em mim, mas o parei e ele me olhou confuso.-Que foi?
      -Primeiro: Que coisa? Segundo: Eu posso colocar sozinha, não precisa ficar preocupado assim...só vomitei e vou ficar bem.-Fiz carinho em seu rosto e coloquei o tênis ouvindo ele suspirar.-Porque suspirou? É sério! Somos casados e eu entendo sua preocupação amor, mas não precisa disse tudo.-Falei o abraçando e ele retribuiu.-Não vai ficar bravo, não é?
      -Com você? Claro que não.-Riu e me deu um selinho.-Mas eu preciso que compramos essa coisa, ok? Faz isso por mim?-Fez bico.
      -Eu ia de qualquer jeito e você sabe disso.-Sorriu e fiz o mesmo.

      -Sério, amor? Teste de gravidez?-Perguntei surpresa ao ver oque ele queria comprar. Oque era a "coisa".
      -Sim, não usei camisinha e queríamos ter filhos...quando vê deu certo.-Sorriu pra mim, que ainda o olhava surpresa.
   Bufei e peguei a caixinha. Pagamos e entramos no carro. Não falei nada e ele me olhava as vezes. Quando chegamos ele parou o carro, mas antes de saímos ele me segurou pelo pulso.
      -V-Você...vai querer...fazer a-aborto?-Perguntei e eu arregalhei os olhos. Ele estava triste e aquilo doeu em mim.
      -Baek, para com isso!-Ri nervosa.
      -Porque está nervosa? Porque não me falou antes? Aish...-Olhou pra frente um pouco decepcionado e eu toquei sua mão. Com isso ele suspirou.
      -Não suspira...não  fica bravo comigo. Por favor, não fica...-Queria chorar ao ver daquele jeito.-C-claro que não v-vou...-Me olhou desconfiado e aquele olhar me deixava mal. Não o queria o ver assim, sendo que nem sabemos o resultado ainda, mas se eu falar isso ele vai pensar que não quero um filho e eu quero! Eu acho...aish!-Vou entrar, ok? Sorri minimamente e sai.

      -Amor?-Me chamou e abriu a porta do quarto, onde me encontrou deita na cama. Eu já tinha feito o teste e tinha dado que eu estava grávida, mas eu estou preparada pra isso? Nós nos casamos um pouco antes do que eu esperava, claro que o amo e iria aceitar a qualquer hora ou dia, mas...filhos (as) agora? Aigoo!-Podemos conversar?-Me sentei na cama assentindo.-Olha, se você quiser f-O interrompi mostrando o teste, que fez ele quase se engasgar com a sáliva.-V-Você fez?
      -Sim...-Sorri triste.
      -Aigoo...porque está assim? Se você não quiser o ter, eu entendo amor.-Disse se sentando do meu lado e me abraçando. O apertei e chorei um pouco.-Não faz isso comigo...não gosto de te ver assim nunca!-Me beijou a bochecha e limpou as lágrimas.-Você pode fazer aborto, é sério.-Ele estava triste também e eu acabei chorando mais ainda que antes com pena dele. Eu não estou preparada, eu acho, mas ele sempre quis ter um filho e não quero fazer isso com ele.-Droga...amor.-Me abraçou forte.-Para...vamos! Eu qurro ver seu sorriso, ele é lindo!-Sorriu, mas eu ainda chorava muito.-Ok, desculpa, mas para de chorar...foi minha culpa! Eu quis fazer esse teste, não que ir que fique mal com isso...-Ele iria chorar também, então parei antes que fosse tarde.
      -Desculpa...aish.-Enfiei minha cabeça em seu pescoço e ele se deitou comigo na cama me abraçando.-Eu quero ter um filho com você, sabe disso mais que qualquer um! Só que...-Pausei e respirei fundo.
      -Vamos falar disso depois, hum?-Perguntou e me fez cafuné.-Não quero te ver chorar mais, amor.-Sorriu docemente e acabei sorrindo junto.
      -Desculpa...
      -Não peça desculpas.-Me apertou.
      -Só sinto que não estou preparada.-Falei e olhei o teto.-Vou ter o bebê mesmo assim!-Ele se sentou na cama fazendo eu me levantar junto.
      -Amor, me escuta.-Eu ia falar, mas me interrompeu.-Para com isso, eu sei que está cedo demais e deveríamos ter feito isso um pouco mais adiante, mas aconteceu...mesmo assim não precisa ficar com ele. Eu vou te entender sempre e não vou ficar mal, eu prometo. Não quero que faça isso por mim...não quero que faça isso não estando pronta.- Acariciou meu rosto e derramou uma lágrima. Aquilo me irritou por algum motivo.
      -AISH! Porque faz isso? Não chora! Eu vou ficar com ele, Baek! Não quero que se preocupe com isso, vou ter ele e pronto. Fim do assunto!-Me levantei e fui ate o banheiro. Ele não me seguiu. Quando sai o mesmo ainda estava ali.-Desculpa, eu fui rude.-Falei e me sentei ao seu lado na cama.
      -Você sabe que está tudo bem...
      -Eu te amo, sabia? Muito!-O abracei.
      -Também te amo, meu amor!-Me apertou e beijou o topo da minha cabeça.-Fim do assunto mesmo?
      -Sim, pode sorrir.-O soltei sorrindo e ele sorriu também.-Eu sei que está feliz e não precisa guardar isso por causa minha. Eu também estou muito feliz, só achava que não estava pronta por causa dos nossos trabalhos...só isso, ok? Vou conseguir cuidar dele...ou dela.-Ele riu contagiante.
      -Não vou te deixar sozinha, depois que ele ou ela nascer, você sabe que vão me deixar em hiatus.-Falou.-Se não deixarem eu peço...um tempo. Não vou te deixar sozinha com ele...ou ela.-Rimos e ele me beijou depois.
      -Está mesmo convencido que eu vou amar nosso filho ou filha, pra sempre?-Ele riu.
      -Sim, estou...-Sorriu.
      -Que eu vou te amar igualmente?-Assentiu rindo.-Que vou cuidar dele ou dela com todo cuidado? Que não vou fazer aborto? Que sempre quis ter filhos e só estava confusa, mas já passou? Convencido ou ainda não?-Perguntei e ele riu.
      -Totalmente convencido, minha princesa!-Ele me puxou pra nos deitarmos de volta na cama. Sim, ele me chama aqui na "vida re" de princesa também. *risos*
      -Que bom, Oppa!-Rimos e ele me deu um selinho demorado.
      -Boa noite, amor...-Falou fechando os olhos.-Antes que fale algo, sei que está cedo, mas sei também que não sou o único que está cansado da viajem, não é?-Perguntou sorrindo.
      -Com certeza não.-Sorri.-Boa noite, amor.-Me aconcheguei em seus braços e acabei dormindo em seguida.

      ~1 ANO E MEIO DEPOIS~

      -Vamos, meu amor?-Perguntei.
      -Vamos.-Disse o Baek e eu ri.
      -Eu estava falando com o bebê, Baek.-Falei e ele me olhou sério.-Ok, te chamo de "amor" e ele de "amorzinho".-Ele assentiu mais feliz e rimos.
      -Finalmente ele vai conhecer os tios...-Falou e eu sorri.
      -Sim...são muitos rios, mas ele vai gostar de todos.-Concordou ele.
      -Vamos?-Assenti e fomos pro carro.

      -Wooah...ele é bem grande pra quem cresceu não faz muito!-Disse o Suho quando chegamos no dormitório.-Posso segurar?-Assenti e ele o pegou.-Ele deveria de se chamar Baekhyun Junior, vocês são parecidos Baek.-Rimos todos.
      -Sim, mas o nome dele é ______(Autora: Você escolhe).-Disse o Baek rindo.
      -Também quero segurar.-Disse o Channie.-É tão pesado!
      -Se deixar ele cair vai perder as orelhas.-Falei fuzilando ele com os olhos e ele sentou no sofá.

   Todos o pegaram, abraçaram, brincaram e etc. O Tae e os meninos viram depois, pois estavam ensaiando e só o levei mais tarde pros outros tios conhecerem o pequeno. *risos*
   O Suho está certo, o pequeno puxou o pai, ou seja, vai ser muito lindo quando crescer! Se pequeno já é...imagina grandinho! *risos* Só os olhos que são iguais aos meus, mas o resto puxou o Baek mesmo! Tão fofo, tão lindo!

   "Sem dúvidas...nunca vou amar tanto alguém quanto o Baek, meu filho e claro...meu irmão!" Pensei antes de dormir quentinho nos braços do Baek.

      ~______ POV OFF~

               °•FIM DO 3° BÔNUS•°


Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpem os erros 😢💙
Bjs e até o próximo & último bônus dessa fanfic! ♡😘😭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...