História Imagine Got7 - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Exibições 252
Palavras 1.258
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Yugyeom


Fanfic / Fanfiction Imagine Got7 - Capítulo 4 - Yugyeom

Estava indo pra minha sala, estava atrasada de novo.

-S/N já que chegou atrasada vai ter que sentar lá no fundo.

Olhei pra onde ela apontou  e era uma mesa entre a parede e meu colega Yugywom.

Fui até lá sem nenhuma vontade já que não era muito fã  daquele moleque, ele era o galinha do colégio, literalmente ficou com todas as meninas na minha sala, não sei o que tinha de tão  bom nele.

Pedi licença para passar e ele colocou a cadeira  dele pra trás me fazendo passar colada dele. Me sentei e tirei meu casaco ficando só com o uniforme do colégio ( uma saia curta com meias três quartos e uma camiseta branca) olhei pro lado e  vi que ele estava encarando  minhas pernas.

-Perdeu alguma coisa  aqui?

-Ah? A desculpa.

-Tanto faz.

-Que corpo você tem meu deus.

Ele sussurrou mas eu ouvi.

-Vai se ferrar garoto, não sou pro teu bico.

Ele deu um sorriso de lado.

-Se eu fosse você não me provocava...

-Até parece que vai fazer alguma coisa se enxerga!

Senti sua mão na minha perna e  me arrepiei toda.

-O que tá fazendo, tira sua mão de mim...

-Não estou fazendo nada!

Eu estava começando a ficar nervosa e ele foi subindo a mão até chegar na minha calcinha.

-Tô falando sério Yugyeom, para!

-É  só você tirar minha mão se quiser.

Por que eu não conseguia me mexer? Ele chegou na minha intimidade e  eu me endireitei na cadeira.

-Por que está tão  nervosa?

Começou a massagear de leve por cima do tecido. Segurei na mesa com força me controlando pra não gemer, não ia dar esse prazer pra ele, ele então começou a fazer movimentos circulares e mais fortes e aproximou o rosto.

-Só não geme muito alto que estamos na sala.

-Nao se preocupa, não tem por que gemer queridinho.

-Ah vai S/N, quero ouvir você gemer baixinho pra mim, não vou parar se não fizer isso...

-Ta louco garoto? 

-Louco pra ouvir você gemer meu nome é implorar pra mim te foder.

Eita! De repente ele afastou minha calcinha e enfiou um dedo fazendo movimentos circulares e eu quase gemi mais ainda conseguia me controlar, até que ele enfiou outro dedo é começou a fazer movimentos mais rápidos e começou a beijar meu pescoço.

(Não dava pra ninguém nos ver pois era a última mesa bem no fundão mesmo)

Senti que não ia aguentar muito mais e me aproximei do seu ouvido.

-Ahhh... Yugyeom... Ah.. isso!

Sussurrei  no seu ouvido e dei  uma mordidinha.

-Caralho S/N, a você fizer isso não vou me controlar, se te pegar sozinha já era.

Ele tirou suas mãos de mim e tentou se concentrar na aula.

Eu tentei também mas não deu, só conseguia pensar em como queria mais que os dedos dele em mim.

Acho que ele também por que percebi que ele estava excitado.

-Awwwn Yugyeom assim não vai dar...

Ele me olhou com os olhos arregalados e eu passei a mão pela sua calça aonde ficava seu membro vendo ele segurar forte na cadeira.

-O que tá fazendo S/N? Quer me enlouquecer?

Bingo.

Antes que eu pudesse responder o professor mandou a turma formarem um círculo com as cadeiras e eu parei na frente do Yugyeom. A aula passou e cada minuto nos trocávamos olhares safados.

O professor liberou todos os alunos menos nos dois.

-Vocês dois vão escrever uma redação sobre não chegar mais atrasados e depois vão colocar as classes no lugar entenderam?

Fizemos que sim com a cabeça.

Ele ficou nos vigiando  e eu percebi que o Yugyeom não conseguia a concentrar  então dei uma ajudinha aproveitei que o o professor tinha saído da sala.

Abri bem minhas pernas deixando minha calcinha à mostras e comecei a passar minhas mãos pelas minhas coxas levantando minha saia, o Yugyeom tava quase babando e eu dava adorando.

-S/N ja falei pra nao me provocar!

-Ok!

O professor voltou e mandou que nos limpassemos a sala ele iria pra casa .

Quando ele saiu vi o Yugyeom indo ate a porta e trancando. 

-Por que trancou a porta?

-Eu falei que se te pegasse sozinha  já era, lembra?

Eu tinha esquecido. Lerda, eu só queria provocar ele.

-Agora você não tem como fugir.

Foi se aproximando e eu me afastando até que me bati contra o quadro.

-O que foi? Achou que ia me provocar e eu não ia fazer nada?

Chegou em mim e colocou seus braço ao lado da minha cabeça impedindo minha sai da, me virei para o outro lado e ele colocou outro.

-Já falei que não vai sair daqui.

-Se enxerga garoto, sai da minha frente.

-Vai me dizer -  aproximou seus lábios dos meus - que não quer isso?

Foda-se, puxei o pescoço dele, quando ele tocou minha boca meu corpo ficou quente e acendeu meu desejo.

Ele me colocou completamente contra parede e puxou minha cintura  colando nossos corpos.

-Passei a aula toda pensando no que ia fazer com você quando estivéssemos sozinhos, você já era.

Empurrou tudo de cima e mesa do professor e me deitou lá e arrancou minha calcinha, senti sua respiração na minha intimidade e  arfei. 

-Dessa vez quero que  gema meu nome bem alto.

Quando ele começou a chupar meu clitóris eu quase gritei, ele usava sua língua e seus dedos me levando a loucura.

Eu gemia o nome dele e  algumas coisas sem nexo, me desfiz e ele me deu um beijo fazendo com que eu sentisse meu próprio gosto.

Depois se sentou e me puxou para seu colo. Baixei suas calças até o joelho sentando por cima de sua cueca.

-Rebola pra mim vai.

-Como quiser Daddy.

Rebolava  devagar e dava algumas quicadas enquanto ele beijava e mordia meu pescoço.

-Já chega não aguento mais.

Ele falou me tirando do seu colo e tirando sua próprio cueca e me olhou.

-O que acha de me dar uma ajudinha aqui?

Dei um sorrisinho de lado, e me aproximei, comecei a masturba-lo com uma das mãos e logo depois coloquei seu membro dentro da minha boca, fui fazendo movimentos lentos de via e vem.

-Que boca maravilhosa. Ahh.

Pegou meus cabelos e começou  a coordenar os movimentos e então pude ver que ele estava perto de gozar.

Tirei minha boca e vi que ele ficou bravo, empurrei ele ate a cadeira e levantei um pouco mais a saia que ainda tava  usando, tirei a camisa dele e  a minha, tirei meu sutiã e pude ver ele me olhando um pouco surpreso.

Queria me divertir um pouco mais então coloquei uma música e fui até ele e me  sentei em seu colo e costas para ele  comecei a dançar e a rebolar em seu colo sentindo seu membro cada vez mais ereto, ele começou a apertar meu seios o que me deixou ainda mais excitada não aguentava mais.

-Não aguento mais, quero você dentro e mim.

E me jogou em cima de nossas roupas no chão , abriu minhas pernas com brutalidade e  rocou nossas intimidades me fazendo estremecer.

-Espera só mais um pouquinho linda.

Ele deu atenção aos meus seios chupando  um e depois o outro foi descendo com beijos até chegar na região acima da minha intimidade.

Sem avisar enfiou todo seu membro em mim.

Foi estocado devagar e profundamente.

-Anda logo .. ah.. vai .. vai mais rápido . 

Ele fez isso, aumentou a velocidade e a força.

Senti meu corpo estremecer e cheguei no meu limite dando um gemido arrastado, ele deu mais algumas estocadas  e também chegou ao seu ápice.

Nos levantamos e nos vestimos.

-Agora vai parar de me encomodar? Já pegou todas as meninas da sala.

Olhei pra ele, não ligava muito na realidade . 

Ele se aproximou de mim e me deu um beijo.

-Nem pensar, nenhuma dessas garotas me deixou como você !  Não vou largar do seu pé . 

-Eu sei que sou incrível ! 

Rimos e terminamos de arrumar a sala.

Acho que vou chegar atrasada todo dia a partir de hoje. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...