História Imagine hot do Zayn Malik - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Zayn Malik
Tags Hot, Imagine Hot, One Direction, Zayn Malik
Exibições 402
Palavras 2.096
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esse imagine não é meu. É de um site chamado Lado Proibido.

Boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Imagine hot do Zayn Malik - Capítulo 1 - Capítulo Único

P.O.V Cher

Acabei de chegar em Londres, eu moro no Brasil com meu pai e vim passar as férias em Londres, tenho que ligar pra minha mãe pra pegar o endereço de casa, já que ela está trabalhando, ah minha mãe é cabeleira, uma das mais tops aqui de Londres, ela disse pra mim que sua cliente preferida é uma tal de P.. Pierri..P..a sei lá é P alguma coisa lá, que é de um girlband, enfim to nem ai.

-Mãe? - disse assim que ela atendeu o celular.

-Oi minha filha! já chegou? - perguntou toda animada.

-Sim, to no aeroporto, quero saber pra onde vou - 

-Ah sim, vai pra casa, a chave esta no vaso de flor que tem do lado, tem um dinheiro n seu quarto que deixei pra caso estiver cm fome, não vai da pra mim ir pra casa agora estou muito ocupada, e hoje minha cliente favorita vai vim aqui - disse num fôlego só, nossa pra que baba tanto o ovo dessa cliente?

-Ok mãe! a noite a gente se vê então, um beijo, tchau! - disse e desliguei, pode ter sido um ato de grosseria da minha parte, mais odeio quando ele fica assim, babando o ovo dessas estrelinhas que se acham.

Peguei um táxi e passei o endereço da casa, passou uns minutinhos e ele parou em frente a um prédio de luxo, desci toda diva do carro -rsrs-, paguei o táxi e fui em direção a entrada do prédio, o porteiro me ajudou com a malas e logo estava no apartamento.

Ele era enoooorme, todo luxuoso, com a decoração em bege com detalhes em roxo ameixa, eu amei, minha mãe arrasou na decoração, fui pro meu quarto que era todo preto com roxo , também muito divo já que minha cor favorita é roxa.

Já com a mala desfeita peguei uma roupa e fui tomar banho, passei alguns longos minutos e sai, vesti um vestido preto, um pouco colado no meu corpo, e fiquei descalça e foda-se a lógica, estava morrendo de fome, fui na cozinha e nada pra comer, lembrei do dinheiro que mamãe havia falado, peguei ele correndo, calcei uma sapatilha de oncinha e sai a procura de comida.

Achei um mercado, rodei,rodei, e só tinha congelado, bleeh, fui na padaria e tinha uns salgadinhos, comprei alguns, paguei e fui pra casa.

Porra não tem nada pra fazer aqui, já comi, já vi desenho, já fiz tudo e o tempo não passa, ainda são 17:00 horas, minha mãe só vai chegar as 22:00 e pouquinho, quer saber? vou é pra lá, subi correndo, troquei de roupa ficando agora com um short rasgadinho e curto - não tá frio mesmo- uma blusa preta escrito '' I S2 BADBOY '' , como sapato calcei um vans preto também, deixei meu cabelo solto, peguei celular e o dinheiro, e fui atrás de um táxi.

Chegando lá, vi que o salão estava mais ou menos cheio, entrei e veio um bixa louca pra cima de mim - nada contra, amo gays - .

-Posso lhe ajudar boneca - disse com um sorriso enorme de orelha a orelha.

-Pode sim, sabe cadê minha mãe? - eu perguntei.

-Quem é sua mãe? - perguntou, eu estava parecendo aquelas criancinhas a procura da mãe, quer dizer eu estou a procura da minha mãe só que tenho 18 anos.

-É Clarie, dona do salão- disse e vi os dele/dela sei lá arregalarem.

-MEU DEUS! -gritou- Você é Cher? aquela criança minúscula que corria pelo salão? - perguntou, na boa, ele ta parecendo um retardado.

-Sou a Cher sim - disse meio envergonhada.

-Meu Deus, como você ta grande, nossa você se transformou em um mulherão hein - disse e fez eu da aquela viradinha.

-Ângelo deixe minha princesa - escutei a voz da minha mãe, me soltei dele e corri pro braços dela, qual é tava com saudade poxa.

-Mamãe que saudade - disse apertando mais.

-Oh minha filha, também estou cheia de saudades - disse e separou.

-Como você está linda Cher - disse me analisando.

-Parabéns Clarie, fez um belo trabalho - escutei a voz de Ângelo, apenas sorri, ele é legal, só é alegre demais.

-Vem, quero lhe apresenta a uma pessoa - disse me puxando pelo braço. Passamos por todo aquele salão, todos olhavam e sorriam pra mim, eu retribuía com o meu mais belo sorriso, até que chegamos em uma sala meio.. privada (?),com um grande sofá branco, tinha uma tv na parede, pude vê um pote com pirulito, eba isso me animou, ela me arrastou pra uma porta no fim dessa sala, quando abriu, vejo um mulher de costas, cheia daquele papel alumínio no cabelo, quando ele virou de frente quase ri, tava muito engraçado.

-Cher quero que conheça minha cliente preferida - a não..lá vem ela com esse papo - Perrie essa é Cher minha filha, Cher essa é a Perrie - a então essa é a tal da Perrie? oh a musiquinha do Phineas e Ferb veio em minha cabeça, comecei a canta-la mentalmente.

-Prazer Cher, sua mãe fala muito de mim - disse toda simpática, não fui com a cara dela, então aquilo pra mim não foi simpatia foi falsidade. Ela veio pra me dar um abraço e eu por educação estendi minha mão, qual é nem cumprimentar eu ia.

-Oi - disse seca, não foi um prazer conhecer ela. Olhei pra minha mãe que tinha um olhar mortal pra mim, ah foda- se , não sou obrigada a gostar da queridinha dela, ciúmes? pode até ser.

-Então vou deixar vocês a só, só vim mesmo porque não tinha nada pra fazer - Disse pra minha mãe.

-Ok, fica aqui na sala de espera, aqui ainda vai demora - disse e sai dali.

Sentei naquele enorme sofá, cantarolando a música do desenho que não saia da minha cabeça, liguei a tv e adivinha o que passava na disney? PHINEAS E FERB! conhecidencia não..rsrsrs Fiquei lá assistindo até que sinto a presença de alguém, olhei pra entrada da sala e pqp tinha um moreno que Jesus. Me sentei no sofá - sim estava deitada- , e arrumei minha blusa que tinha subido um pouco, aquela delícinha ainda estava parada lá me olhando, comecei a ficar com vergonha, até que ele se mexeu - uffa! ja estava pensando que era um robô- veio andando até o sofá e sentou ao meu lado, ok to com vergonha, pra onde olho? por um momento olhei pra ele, caralho! ele é muito lindo, sem mais, vou manifesta quero gatos assim no Brasil, ele tinha uma carinha de anjo, mais um olhar forte de badboy, suas roupas eram de badboy, na boa, ele é um badboy, seu olhar saiu da tv e veio pra mim, ele deu um sorrisinho de lado que fez minha pernas virarem gelatina, que homem é esse senhor?

-Sou Zayn - disse e estendeu a mão pra mim, olha ele fala! e que voz hein.

-Prazer, sou Cher - disse e apertei sua mão, quando é pra pessoa abraça ela num abraça.

-Prazer comigo só na cama gatinha - ual que clichê, mais não importa ele é um gato.

-Pena que não tem nenhuma cama aqui - disse bem safada, sei jogar também.

-Mais não precisa de cama pra sentir prazer - disse e umidificou os lábios, nossa senhora que isso, que me matar?

-Verdade não precisa - disse mordi meu lábio inferior. Vi ele baixar o olhar e viu minha camisa.

-Ama badboys? - perguntou, não tapado to usando só pra enfeite, retardado, a sorte dele é que ele é bonito e eu sou educada.

-Sim - disse sorrindo - badboys me excitam - disse com um sorriso malicioso.

-Então não vou ter muito trabalho - disse todo cheio de si. Até que ele está certo, só com aquela voz já me sinto molhada.

-Se você se garante badboy - disse mordendo meu lábio inferior novamente.

-Será que você pode me informar onde fica o banheiro - a qual é? cortou o clima, olhei pra ele com cara de tédio e levantei, abri de novo a porto daquela sala e vi minha mãe trabalhando.

-Mãe onde fica o banheiro? - perguntei 

-O daqui ta em reforma, vai lá no do estacionamento subterrâneo- disse e voltou a conversa com branquela de cabelo alumínio.

-Vem - disse seca e desci as escadas até o estacionamento que só tinha 1 carro, deve ser da ornitorrinca, vi de longe a porta do banheiro e fui andando mais rápido até lá.

-Aí- disse apontando pra porta- quer que eu fique aqui pro badboy não se perder - disse e ironizei o badboy, ele riu.

-Ficou bravinha pro que eu não fiz nada foi? - disse chegando perto- eu quero que você fique que é  pra mim te fuder - disse e com brutalidade me empurrou pra dentro daquele banheiro.

-Não fiquei ''bravinha'' - disse fazendo aspas com os dedos.

-A não? tem certeza? eu só queria um lugar, agora que já tenho você vai ter o que quer - disse e veio pra cima de mim e me beijou.

Sua língua invadiu minha boca sem permição e começou chupa-la, ele era agressivo e começou a tirar minha roupa, me prensou na parede e foi beijando meu pescoço até meu colo, aquilo me arrepiava, meu pescoço era meu ponto franco, suas mãos passeavam livres pelo meu corpo, senti quando ele abriu meu short e o tirou me deixando apenas de calcinha e sutiã. Virei de lado deixando ele na parede e comecei a beija -lo, fui tirando sua jaqueta, sua blusa, desci os beijos para o pescoço e minhas mãos arranhavam seu abdômen bem definido e cheio de tatuagens, sentia seus pelos arrepiarem com cada toque meu, sua cabeça estava virado pro lado deixando seu pescoço mais vulnerável a mim, fiquei de joelhos e desafivelei seu cinto em seguida o tirei dali, desabotoei sua calça e a abaixei , seu volume estava bem a minha frente, senti minha boca salivar e desejar por tê-lo em minha boca, baixei sua box e seu membro pulou pra fora, Zayn era grande, bem grande, peguei seu membro e comecei a lambe-lo, escutava gemidos roucos e baixos vindo dele, cheguei na cabecinha e dei um beijo leve em seguida dei uma mordiscada e pude ouvi-lo gemer mais alto, sem mais demora peguei e coloquei na boca, comecei a chupa-lo como se fosse um picolé, sentir suas mãos em prenderem meu cabelo em um rabo de cavalo e me ajudar nos movimentos, ficamos assim até que sentir que ele ia vim, fui parado por ele, me levantei e fui novamente atacada com aqueles lábios macios, entrelacei minhas pernas em sua cintura e senti o frio do mármore da pia, ele tirou meu sutiã e massageou meus seios, com a outra mão puxou minha calcinha pro lado e me penetrou com o indicador,gemi, senti seu polegar acariciar meu clitóris, aquilo estava maravilhoso, Zayn ia cada vez mais rápido quando me penetrou com mais três dedos, um forte gemido sai da minha boca.

-Porra..anw..Zayn - disse gemendo. Ele continuou e quando sentiu meu orgasmo próximo parou.

-Você se protege? - perguntou ofegante.

-Claro - lhe respondi.

-Ótimo- disse e tirou minha calcinha de vez, pegou seu membro e me penetrou, devido ele ser grande fechei minhas pernas num ato incontrolável mais senti ela abri-las novamente, começou a movimentar-se dentro de mim, ele ia e vinha rápido, gemíamos juntos, logo senti o prazer do orgasmo se fazer presente, senti também o jato de Zayn me invadi com tudo, ele foi parando os movimentos até o orgasmo acaba.

Sai dali e vesti minhas roupas, Zayn fazia o mesmo, antes de sairmos ele me puxou e me beijou.

-Tu é bem apertadinha hein - disse e lambeu meus lábios.

-Você é ótimo - disse e ele apenas piscou pra mim.

Saímos do banheiro e subimos as escadas, assim que entramos naquela sala branca a porta em que minha mãe estava se abriu e de lá saiu ela e a branquela com o cabelo...rosa..ta confesso ficou legal.

-Oi meu amor, já chegou? - disse e deu um selinho no Zayn, pera ai! ele é namorado dela? tadinha que corna, acabou de ser traída de baixo do nariz.

-Já sim - disse forçando um sorrisinho. Minha mãe ficou ao meu lado, meu sorriso não sai do rosto, tava pra rasga-lo.

-Bom brigada Clarie, eu amei, tchau Cher - disse a branquela vindo se despedir.

-Oi Clarie, tchau Clarie - disse Zayn divertido.

-Tchau Cher, foi um prazer conhecê-la  - disse e deu um beijo em minha bochecha.

-O prazer foi meu Zayn - disse e dei um sorriso malicioso, ele apenas piscou pra mim e virou indo em direção a branquela, ela me fuzilava com os olhos, tadinha se ficou assim só com um beijo na bochecha imagina se soubesse o que fizemos...


Notas Finais


De novo. Esse imagine não é meu. É de um site chamado Lado Proibido.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...