História Imagine hot Kim Taehyung ( V ) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Dorama, Hot, Imagine Hot, Imagine Hot Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Visualizações 196
Palavras 2.846
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como estava eu aqui me iludindo clm essa criança de novo e muitos pediram mais, resolvi fazer esse bonus, espero que gostem

Capítulo 2 - There's nothing holding me back - Bonus


Fanfic / Fanfiction Imagine hot Kim Taehyung ( V ) - Capítulo 2 - There's nothing holding me back - Bonus

    Ao contrario do primeiro show, eu fiquei nos backstages assistindo o show. Dessa vez era diferente, eu ainda admirava todos, como dançarinos e cantores, mas agora olhava eles principalmente como amigos. E por mais que eu tentasse, era maior que eu ficar observando V ate mesmo quando ele não cantava. E com isso me pegava dando uma sorriso extremamente bobos, lembrando de tudo que passei com ele a menos de 2 horas atras. 
      E por esse mesmo motivo o sorriso se desfazia, em pensar que amanha mesmo ele ja estaria viajando para outro estado para mais shows, e ficar mais um, dois, ou até mais anos sem vem ele era doloroso.
      O show acabou e os meninos estavam totalmente eletrizados e também suados. Parabenizei todos, porque senhor né, esses putos merecem, que show.
  - assim meu coração não aguenta, vou acabar virando fãs de vocês- disse simulando uma cena de eu mesma passando mal, o que claramente foi bem mal feita.
  - pode dizer que eu sou seu bias ja sei disso- disse J-Hope jogando para trás o "cabelão" inexistente dele.
  -  mais que palhaçada é essa ai- disse Tae secando o cabelo molhado de suor. - o unico bias dessa senhorita que eu saiba sou eu - continuou ele, dessa vez fazendo o mesmo gesto que Hope.
       - Irene pode sair rapidinho nos precisamos trocar de roupa- disse V ficando na minha frente e colocando meu cabelo que estava no meu rosto atras da minha orelha orelha. Acabei sorrindo com isso e fiz que sim com a cabeça, retirando-me  da sala.
         Estava mexendo no meu celular, para ser mais precisa estava sendo trouxa, e relendo minhas conversas com o V, era meu passatempo favorito para ser sincera, ou melhor para ser uma trouxa apaixonada.
   - Pode entrar- gritou Rapmoon de dentro da sala e eu entrei, os mesmo estavam arrumados, apesar que nem precisa para eles ficarem lindos, VAMOS CONCORDAR.
    - Ja ja temos que ir- disse kook. - Vamos tirar uma foto para depois o V não ficar reclamando que não tem lembranças da Irene junto com a gente - disse Jungkook com cara de entediado e todos os meninos responderam um sim concordando com o comentário, menos V que ficou imitando a fala de kook como criança.
     - tem que ser uma foto conceitual por favor né- disse rindo da situação.
        Os meninos tiveram a ideia de formarem um coração com os braços enquanto eu e V ficávamos no meio, no inicio eu fiquei com vergonha, mas acabei entrando na zoeira com eles assim como V. Tiramos diversas fotos, que com certeza vararia noites olhando ela morrendo de saudades desses meninos, e especificamente do meu menino, que com o tumulto dos demais, nem consegui falar muito com ele.
      - temos que ir- todos estavam indo para fora, e eu os segui, me despedi de todos os meninos, que estavam tão chateados mas ao mesmo tempo felizes que eu, sentimento confuso mais okay, despedi de todos menos V.
      Eles estavam quase entrando na vã e eu nem ai menos tinha dado um abraço de despedida no Tae. De repente vi os meninos irem tirar foto com um monte de fãs que estavam na saída, que como eu ainda estava dentro do prédio nem tinha notado.Enquanto isso vi Tae vindo na minha direção. 
   - Você é boa em correr ?? - pergunto V, colocando o capuz do moletom que estava usando, e pegando a minha mão. Fiquei igual eu fico com os comebacks relacionado ao wings, entendendo infernos nenhum.
     - Mas como assim ?? - disse não entendendo.
     - Vamos tentar isso okay ?- disse o mesmo apertando minha mão e me dando um selinho. Antes que eu falasse algo, V saiu correndo me puxando junto. Corremos em direção ao contrario a que os meninos estavam com as fãs. 
      E foi o famoso, corremos como se não ouve-se o amanha. Corremos umas 3 quadras do local que aconteceu o show, e aparentemente ninguém nós viu. Assim como V coloquei as mãos no joelho cansada, tentando retomar o fôlego, mas a pergunta era que caralhos foi aquilo.
     - agora me explica porque raios corremos mais do que ja corri minha vida inteira- disse assim morrendo.
      - O que você quer fazer? Temos o dia todo para fazer o que você quiser. - disse V segurando a minha cintura assim que eu fiquei de pé. 
      Agora tudo fez sentido ele estava fugindo de tudo para aproveitar algumas horas comigo, estava tão feliz a ponto de chorar.
   
            FLASHBACK ON 
      
           TAEHYUN/ V ON
     
       - Irene pode sair rapidinho nos precisamos trocar de roupa- disse ficando de frente com ela e colocando seu cabelo que estava no seu rosto atras de sua orelha. A mesma sorriu e fez que sim com a cabeça, se retirando da sala.
      - É o seguinte bando de bundoes- disse chamando a atenção de todos para mim, ate porque eu sem apelidos carinhosos, não sou eu.
     - ja chamando na ofensa- disse Jin com cara de mãe quando ja sabe que a criança vai fazer arte.
      - eu preciso da ajuda de vocês- disse assim que todos estavam na minha frente.
   - e por qual motivo ajudaríamos ?  - perguntou Suga ainda mexendo na mochila.
    - Porque são ótimos amigos - disse fazendo ele prestar atenção em mim. - Vocês sabem que amanha vamos ir para outro estado, e que novamente vou ficar sem ver a Irene, tudo que eu peço é que vocês me ajudem a passar o resto do dia com ela- disse gesticulando as mãos como se explicasse um plano infalível.
   - pelo shippe do meu coração eu ajudo- disse Jin e os meninos riram e concordaram.
    - então primeiro eu preciso dar um jeito de sair daqui sem que as fãs me vejam, e depois que você criem uma desculpa para os staffs do Hotel- disse quase implorando para eles
       
               FLASHBACK OFF 
        
      - eu te amo seu idiota- disse puxando o mesmo pelo ombro para um abraço.
     - é eu to ligado baixinha- disse ele bagunçando de leve meu cabelo - então me diga qual sua lista de coisas para fazer com um idol no Brasil- disse nos separando e abaixando um pouco para me olhar nos olhos. 
      - Ja foi em um game center  ?- disse erguendo a sobrancelhas, lembrando da areas reservada apenas para jogo no shopping a poucos quarteirões daqui.
      - Você sabe com quem esta falando querida ?- disse V arregaçando as mangas me fazendo rir.
     - Sabia, tem um no shopping perto daqui- disse olhando para o mesmo. - mas la deve estar lotado de armys que sairam do show- disse lembrando que aquilo realmente não seria uma boa ideia.
      V tirou a minha mochila da minhas costas e revirou a mesma, pegou um óculos de sol preto é uma bandana, que usava normalmente no braço. Ele  colocou a bandana na cabeça servindo para tirar o cabeço do rosto, e colocou o óculos de sol.
    - irreconhecível meu amor, agora bora- disse ele pegando minha mão, entrelaçando nosso dedos e colocando minha mochila em suas costas, acabei rindo do entusiasmo do menino.  
         Não demorou muito ate chegarmos lá, e eu me acabava de ir com o V tentando repetir as palavras em português que ouvia no caminho. Logo que chegamos em meio aquela multidão de jogos, nos olhamos e corremos ate um de zumbis, com armas, que você tinha que mirar na tela.  E o que era para ser so um jogo virou uma competição.
   - NÃO VALE JA FALEI A MINHA ARMA NÃO ESTA CARREGANDO!!!!! - disse ja nervosa vendo eu sem balas quase morrendo atacada por zumbis, enquanto o bonitão ja estava indo la para a frente me deixando sozinha com aquela porrada de morto vivo.
     - Aham sei ata, coitadinha - disse Tae se virando para mim fazendo biquinho e MESMOA ASSIM continuando o jogo.
      - TAEHYUNG CARAMBA!!!!- disse colocando a arma no suporte assim que morri- se vira ainda também- disse saindo de perto dele.
      - ei ei assim não vale - disse o mesmo se virando e olhando para mim com cara de cachorrinho de mudança, quando o mesmo virou para o jogo ja estava morto.
      - Chupa - disse dando os ombros
      - você é má muito má- disse andando na minha frente, aparentemente ele realmente estava bravo. 
       Brincamos em diversos outros jogos mas ainda sim, aquela criança birrenta estava brava por causa do jogo.
     - Ei, oppa...- disse o abraçando por trás e sussurrando em seu ouvido, o fazendo arrepiar.
     - assim também não vale- disse ele se virando e apertando minha cintura enquanto passava seu nariz em meu pescoço cheirando-o. 
      -olha quem fala -disse inclinando a cabeça um pouco para trás, ate que notei que estávamos em um local publico. 
      - calor não- disse me separando dele um pouco sem graça. 
       - tem piscina privada no hotel - disse Tae se referindo ao hotel que estava.    
            
                   [..……………] 
     
          E quando percebi ja estávamos no hotel, tivemos que entrar pelos fundo pelo fato de estar lotado de armys, o nós fez dar de cara com a piscina.
      - e não realmente havia uma piscina, achei que era so papo para levar uma pobre menina para o seu quarto- disse rindo me agachando e colocando a mão na beira da piscina que estava sem ninguém, nem na água nem em volta.
     - e eu la sou desse tipo de homem - disse  V fazendo cara de ofendido.
   - você imagi.....- antes que pudesse terminar a bendita fala me senti jogada, e quando me dei conta ja estava no fundo da piscina, voltei a superfície o mais rápido que pude-  EU NÃO ACREDITO- disse olhando para V, aaaaaaah mais aquilo não ia ficar assim.
      - Tae eu não sei nadar - disse me debatendo e afundando. Observei V colocar minha mochila no chão e tentar me puxar pra a bondar claramente preocupado. Assim que consegui segurando sua mão o puxei para a água junto comigo.
       Senti algo puxar o meu pé, fiquei submersa e olhei o quanto ele fica lindo debaixo da aula, com aqueles cabelos flutuando, e seus olhos menores do que o normal pelo fato do cloro da água.
       - Ta você é realmente alguém ao meu nível para brincadeiras - disse Tae assim que voltamos a superfície. 
       - Que bom que sabe - disse rindo, e entrelaçado meus braço em volta do seu pescoço, e encostando nossas testas. - Precisamos trocar de roupa ja esta ficando frio- disse indo ate a borda da piscina e saindo, seguida pelo V.
        - Vamos para o meu quarto- disse ele pegando a mochila e seguimos em direção a recepção do Hotel.
        - EI NÃO PODEM ENTRAR MOLHADOS AQUI- ouvi um dos moços que provavelmente trabalhava la gritando.
        - Mas o que eles esta dizen....- começou a perguntar V mas antes que ele terminasse, o  puxei correndo para dentro do elevador, escorregando ma verdade para dentro do mesmo ja que deixamos o chão escorregadio, e logo ele apertou o botão do seu andar.
      - Quando alguém vier bravo falando algo, nem pergunta o que é so corre- disse me apoiando na parede do elevador e rindo junto com ele.
     Descemos no seu andar e segui ele ate o quarto que ele abriu com um cartão que havia colocado dentro da minha mochila, o quarto era gigante, olhei para V que agora estava com todo seu cabelo molhado caído no rosto, o que o deixava extremamente fofo e sexy ao mesmo tempo, o mesmo tirou sua camisa molhada e a jogou ja pia do banheiro. 
      Pelo fato da presa que tínhamos não tinha observado muito seu corpo. Que apesar de não ser nada extremamente definido, era perfeito, perfeito para mim, o mesmo foi chegando mais perto o que foi me fazendo recuar sem perceber, logo estava encostada na parede.
    - Esse dia foi perfeito, obrigada por existir Pandinha- disse ele encostando nossos narizes.
     - eu que tenho que agradecer por você me notar, e deixar eu entrar na sua vida- disse olhando para ele passeando com as as mãos pelo seu abdômen e pousando-as nos seus ombros, o trazendo mas para mim e juntando nossos lábios, abrindo espaço para nossas línguas, entrelacei meus braços atras de sia cabeça o trazendo cada vez mais para mim, sua boca era tão macia e gentil quanto seu jeito de criança, fui descendo os beijos pela sua clavícula  deixando alguns beijinhos molhados por la, enquanto suas mãos firmes dançavam pelas minhas costa e pela região próxima aos meus seios, voltei passando a lingua ate sua orelha.
    - oppa eu te amo- disse fazendo carinho em seu cabelo.  
     - me deixe cuidar de você- disse com uma voz rouca que ja tinha porem suave em minha orelha. O mesmo foi descendo com as mãos ate meus seios por cima da blusa os apertando de uma forma gostosa, o apertando e soltando e repetindo. Ele foi descendo junto com suas mãos, ate fica na altura do meu sexo, com as duas mãos ele abaixou minha calça toda molhada e a jogou em um canto do quarto, agora sentia sua respirando tendo contato direto a minha intimidade que se contraia com os arrepios que ele me causava, V abaixou mais um pouco e passou a mão acariciando a parte da minha entrada e do clitoris ainda com o pano a cobrindo, ele empurrou o tecido de lado, e mantendo o contado visual comido comigo, deu uma lambida lenta entre minha intimidade, me torturando, os mesmo movimento que ele fazia antes com a lingua na minha boca, agora aplicava naquela região, meu gemidos que eu tentava falhamente esconder, soavam cada vez mais arrastados e altos,levei minhas mãos em seu cabelo involuntariamente, horas acariciando e horas o trazendo mais para minha area de prazer. Ja não me aguentava mais em pé, Tae levou uma das suas mãos ate a minha cintura, ajudando a me sustentar, não demorou muito e eu me desfiz em sua boca, esse menino e seus dois lados, e realmente algo que eu nunca vou entender.
      - senta aqui - disse ele indo em direção cama, encostando da cabeceira, e batendo a mão do seu colo que estava ainda coberto pela calça, engatinhei ate ele sentando  no seu colo, e o mesmo me puxou para um beijo calmo porem, explorando cada parte da minha boca, assim como minhas mãos que exploravam seus cabelo, o despenteando, e as suas apertando minhas coxas que se encontravam uma de cada lado de seu corpo.
       Como o pano estava extremamente molhado ajudei o mesmo a tirar minha blusa.
     - não me conformo com a sua beleza menina- disse ele deslizando a mão entre os meus seios, e logo massageando eles. Quando me dei conta V ja estava inteiramente nu assim como eu, e depois da busca rápida por uma camisinha, ja estávamos conectados, e tudo que passamos naquele quarto vai durar memórias ate o dia em que ele voltar.
      Ofegantes V sugeriu que eu fosse tomar um banho, e o mesmo juntou suas coisas e foi tomar banho no quarto de um dos meninos, acredito que os dois precisavam raciocinar e sonhar um pouco com o que acabara de acontecer, tomei meu banho e me enrolei na toalha branca que tinha, como minhas roupas estavam molhadas, liguei para V na esperança de ver se podia usar algo dele ou do tipo, porem o celular tocou dentro da minha mochila, por curiosidade, abri esta e peguei o celular, assim que encerrei a ligação, vi seu wallpaper,  era uma foto minha no primeiro show que eu fui, na verdade era eu dormindo, sabe aquele tipo coisa besta que te faz chorar, foi aquilo que aconteceu na hora, saber que meu amor realmente estava sendo correspondido foi a maior felicidade que poderia sentir.
       V voltou para o quarto e separou uma blusa preta e uma cueca para mim, que mais me servira de shorts.
   - Você consegue ficar realmente linda vestindo camiseta de menino de dormir e cueca, qual é o seu poder- disse ele me abraçando por tras. 
     - eu ficava bonita era com aquele moletom- disse rindo e apontando para o moletom todo molhado que era do V em cima da pia do banheiro- mas agora que esta todo molhado não tem mais seu cheiro entao não é mais tão bonito- disse o que para mim era verdade, nao poder mais sentir o cheiro do Tae quando ele estiver fora vai ser minha tortura.
     - E que tal isso?- disse ele tirando do bolso um colar, com dois pingentes, um de um mapa e outro com a letra V e colocando na minha frente- o mapa e para você sempre se achar, ja que nem sempre vou estar por perto para te desenhar setas, e o V é para você não esquecer de mim- disse ele tirando meu cabelo de tras do meu pescoço, e colocando o colar em mim.
     E tudo que eu soube fazer no momento foi virar e chorar enquanto o abraçava 
     
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...