História Imagine Jay Park- pervertido - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jay Park
Personagens Jay Park, Personagens Originais
Tags Imagine Jay Park, Jay Park
Exibições 771
Palavras 1.327
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Jay vai cuidar de mim enquanto os meus pais vão passar duas semanas em Busan, aff odeio este garoto....

Capítulo 1 - Eu te amo... Só quero te provocar


Fanfic / Fanfiction Imagine Jay Park- pervertido - Capítulo 1 - Eu te amo... Só quero te provocar

Imagine 
                                               
-bom dia família- acordo e desço para tomar café com meu appa e minha omma 


- bom dia filha, nos precisamos conversar- já sei ate Oque vai vir depois do “nos precisamos conversar”, como sempre eles vão viajar a “ trabalho” e mas uma vez eu vou ficar três, quatro dias sem ver meus pais


- já sei, vão viajar para onde agora?- já estava acostumada eles fazem isto quase todo mês, conto nos dedos os meses que eles não foram


- como você sabe?- como se já não fosse obvio 
- como se já não fosse obvio não e omma?- ela me olho com uma cara de poucos amigos 


- enfim, nos vamos para Busan passar 2 semanas- como? Tudo bem 4, 5 dias mas 2 semanas?- e seu primo vai vir cuidar de você, quer dizer ele já esta chegando- além de ficar 2 semanas longe do meus pais, vão ter que contratar uma baba? Me poupe né cara 


- como? Cuidar de mim? Como uma baba? Eu não sou um baby- grito e meu appa me olha com uma cara de raiva sem tamanho 


- sim, cuidar como uma baby, o jay já vai chegar então tome um banho e se vista decentemente- OQUE? Eles só podem estar brincando né? Senhor G-Drangon já pode me levar, não acredito que vou ter que ficar 2 semanas olhando para cara daquele demônio em corpo de um anjo


- OQUE? O jay park vai ficar na minha casa por 2 semanas e eu vou ter que ficar ouvindo os gemidos vindo do quarto dele, ele vai trazer um monte de PUTA para dentro da sua casa e você não esta nem ligando serio omma e você appa- disse sem o mínimo de dó, eu vou te dizer uma coisa sempre tive inveja e ciúmes daquelas PUTAS que dormiam com ele, as vezes eu tinha vontade de estar no lugar delas, pensando bem nao vai ser tão ruim ficar na mesma casa que jay park


-  Julia seu primo mudou, ele nao e o mesmo Jay park de alguns anos atras- ele só pode estar brincando né?, só se ele mudou para pior 


- okay, okay, e vou subir para me arrumar para o “ jay parkisinho” aff!!- subi as escadas e fui em direção ao meu quarto, adentrei no mesmo e tranquei a porta porque sei lá né, vai que essa visita tão “ agradável” resolve chegar mas cedo, fui em direção ao meu banheiro tomei meu banho e botei um blusão preto que batia na minha cocha e um short minúsculo, sim botei nao e só porque o jay park vai vir que eu tenho que me vestir igual uma freira e arrumei meu cabelo deixando o mesmo solto ( por que e difícil de domar esta juba ta), abri a porta e desci as escadas dando de cara com uma cena desagradável 


- oi minha priminha linda, como você cresceu- mau chegou já quer levar um soco?- esta mas gata - toma no cu, eu nao sou nem um felino ta migoh 


- primeiro OLÁ, e segundo eu nao sou nem um FELINO para você me chamar de gata ta miginho - que raiva daquela desgraça 


- NOS JÁ VAMOS INDO, DE UM BEIJO EM SUA OMMA, cuide bem dela okay jay?- meu pai falou em um tom autoritário 


- eu vou cuidar muito bem de sua princesinha- ele me lançou um olhar malicioso, vou confessar que fiquei com um pouco de medo mais logo a raiva tomou lugar de novo, caminhei ate minha omma e meu appa e me despedi, eles saíram e eu subi para o meu quarto e o desagradável ser humano subiu atras de mim


- Oque você quer?- perguntei quando percebi que o mas velho estava acompanhado meus passos


- só queria saber aonde e meu quarto- levei o mesmo ate lá com a maior cara de desgosto do mundo 


- pronto esta satisfeito?- eu iria sair do quarto mas eu me assustei com o ato do mas velho


- não, eu não estou satisfeito, estou com fome- por um acaso eu sou garçonete? A desculpa eu não sabia 


- tem uma cozinha lá embaixo, não e possível que você não tenha visto- falei e dei as costas 


- não e bem isto que eu quero comer, não seja bobinha Julia, você sabe do  Que eu estou falando- o mas velho me prensou contra a parede- eu quero você- não sabia se eu corria ou deixava rolar, ele atacou meu lábio de uma forma feroz e como eu sou burra, a demente aqui cedeu, caralho este muleke beija para caralho, entrelacei minhas pernas em sua cintura sentindo seu membro latejando contra minha barriga 
Demos passos cegos ate a cama e o mas velho me jogou na mesma sem nenhum dó, ele subiu encima de mim lambendo e mordendo toda a estençao do meu pescoço deslizei a mão ate em baixo da sua camisa e arranhei seu abdômen e o mesmo deixou um gemido escapar de seus lábios me fazendo ficar mas ecitada ainda 


- você quer?- não respondi- só vou continuar se você falar que quer- ele mordeu o lóbulo da minha orelha me fazendo arfar- me responda, você quer pequena?


- quero- disse sem nenhuma palavra a mas


- diga mas carinhosa- eu nunca fui carinhosa com ninguém mas vou ter que tentar né 


- eu quero meu amor eu quero- disse e o mesmo atacou meus lábios comum intenso beijo, ele  botou a mão na barra da minha blusa levantando a mesma sem nenhuma dificuldade sem parar de olhar para meu corpo logo ele voltou a dar atenção para os meus lábios, mordi o lábio do mas velho fazendo-o arfar de prazer, logo ele rasgou meu sutiã (merda era o meu favorito) 


- ei era o meu favorito- fiz biquinho 


- prefiro você sem- sem aviso prévio ele atacou meus seios me fazendo gemer baixo, naquele ponto eu estava meio foda-se se os vizinhos ouvissem ele deslizou sua mão ate meus shorts e desabotoou o mesmo me fazendo ficar somente com aquele pano fino cobrindo minha intimidade- já esta assim, mas eu nem comecei- ele tirou aquele pano fino me deixando livre e entrediziu um dedo, ele estava querendo me provocar ne, então ele entroduiz outro dedo me fazendo gemer alto e morder os lábios 


- pequena pode gemer, só esta eu e voce aqui- ele subiu e começou a beijar meus seios, eu gemia alto ( tadinho dos vizinhos, kkkk) ele tirou o dedo me fazendo bufar de reprovação...


- voce nao acha que esta meio enjusto nao? Eu estou assim nua e voce todo vestido?- subi em cima dele e comecei a tirar a blusa do mas velho e arranhar seu abdômen- já deixei minha marca- desbotoei sua calça fazendo seu membro saltar para fora- que feio esta sem cueca- comecei a masturba-lo fazendo o mesmo arfar e jogar a cabeça para trás quando vi que ele iria chegar ao seu epice parei fazendo o mesmo bufar de reprovação 


- tem certeza?- já chegou ate aqui vai para pra que caralho? 


- tenho- ele me deitou 


- se doer pode gritar e me arranhar- assenti e ele me penetrou fazendo uma lagrima cair e eu apertar o ombro do mas velho o arranhando, ele foi intensificando as estocadas logo aquela dor se transformou em tesao fazendo nos dois chegarmos ao epice juntos, ele deitou do meu lado me fazendo deitar em seu peito 


- eu te amo- ele disse e quase que eu chorei- uma garota fria assim chorando- ele Rui 


- Sem graça, mas eu também te amo vou confessar que sentia ciúmes daquela PUTAS que ficavam com você- fiz biquinho 


- mas agora voce terá 2 semanas só para ficar comigo, voce foi melhor que todas- ele virou para mim e me abraçou 


- vamos durmi- ele essentiu e dormimos o dia enteiro...
 


Notas Finais


Oieee, aqui esta um imagine do jay park, pelo menos quando eu penso e jay park eu penso em hot kkkk

Beijinhos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...