História Imagine JB(got7) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, JB, Mark, Personagens Originais
Tags Got7, Romance
Visualizações 180
Palavras 1.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤

Capítulo 8 - Bêbado


Fanfic / Fanfiction Imagine JB(got7) - Capítulo 8 - Bêbado

O JB era estranho, nunca entendi direito o que ele sentia, mesmo quando ele falava eu ficava na duvida, sempre achava que ele so estava brincando comigo para ver ate aonde minha inocência iria e o pior de tudo que eu sei que ela iria bem longe, mesmo não gostando nenhum pouco disso eu confiava ate de mais nas pessoas 

Ver ele falando que gostava de mim me fez pensar, com muita dificuldade mas tudo bem, ele estava bem próximo de mim então minha cabeca não conseguia focar muito bem em qualquer assunto 

(S/n): ahhhh, você quer beber? Tem algumas garrafas na geladeira 

JB: quer fugir de mim não é? 

(S/n): claro que não, juro que depois de uma dose nós vamos conversar certinho sobre isso, sabe de certa forma bebida me da coragem 

JB: você não acha que é muito nova pra isso?!

(S/n): vai bancar o meu pai ou vai beber comigo? 

JB: okay, pega lá 

Fui ate a geladeira aliviada mas ao mesmo tempo com uma certa raiva de mim mesma, eu podia ter beijado ele aquela hora mas no fundo eu não sabia se aquilo era a comim"  certa para se fazer, talvez um beijo fosse estragar ainda mais a minha mente, iria me fazer ficar pensando nele por dias, talvez meses 

Peguei as bebidas deixei com ele e fui ate o banheiro lavar o rosto para ver se eu conseguia encarar ele novamente, quando voltei ele mal olhava para mim, não sei se estava sem jeito ou até mesmo com raiva, mas eu tentei mudar o clima, comecei q conversar sobre assuntos aleatórios enquanto bebiamos e eu ate consegui fazer ele sorrir, foi algo muito significativo para mim 

~~~algumas garrafas depois~~~ 

Eu estava meio tonta mas não bêbada ja o JB estava contando tudo da sua vida e rindo igual um idiota, de certa forma foi engraçado, ele ficava todo diferente quando estava bêbado, parecia ate outra pessoa, sorria muito, gostava de ter contato físico, ficava  me abraçando toda hora, ate que foi uma experiência legal 

JB: ei, eu posso contar um segredo ?*disse colocando a mão no meu ombro*

(S/n): claro

JB: eu...eu gosto muito da (s/n) o cheiro dela é tao doce e a maneira com que ela prende o cabelo, quando ela sorri sinto ate um aperto no peito, o jeito como ela é cuidadosa, o dia que ela cuidou de mim eu me senti tão bem, nunca ninguém havia cuidado de mim, eu não sei o que aquela garota tem mas sei que ela conseguiu me ter nas mãos dela 

(S/n): ah é?*disse sorrindo sem jeito* 

JB: uhum, mas não pode contar para ela 

(S/n): por que?

JB: ela nunca iria ficar com alguem como eu, eu sou todo errado e ela toda certinha

(S/n): sabia que os opostos se atraem? 

JB: haha quer me dar esperança né, entendo 

Ele estava bêbado e tinha acabado de se confessar para mim "de novo", e dessa vez eu sabia que era verdade, não tinha nenhuma chance de um bêbado conseguir ser tão convincente assim, ver ele abrindo o coração de uma maneira tão sincera foi algo que me tocou

JB: ei 

(S/n): que foi? 

Ele não disse nada apenas veio se aproximando eu sabia o que ele ia fazer, e eu também queria, dessa vez eu não iria fugir, meu coração estava acelerado, mas meu pensamento não estava confuso, eu sabia que aquilo era o que eu queria, era o que eu tinha evitado por muito tempo 

Quanto mais perto ele chegava mais meu coração acelerava, eu estava tão nervosa, quando ele estava quase me beijando eu Fechei o olho mas nada aconteceu, quando abri o olho ele tinha desmaiado no meu colo, muita sorte né, quando eu finalmente estou pronta ele desmaia no meio do caminho mas tudo bem, ele tinha bebido de mais mesmo 

Deitei ele no sofá e subi para pegar uma coberta, joguei as garrafas fora e dei uma geral na cozinha antes de dormir, um pouco antes de subir para o meu quarto passei pra ver como ele estava, e ele ficava tao fofo dormindo, parecia um bebê, cheguei perto fiz um pouco de carinho no rosto dele e no cabelo mas depois decidi ir dormir também, subi, tomei um banho e fui dormir, no meio da noite desci para beber agua, quando cheguei na sala senti muito frio e a blusa dele estava jogada no sofá, eu a coloquei, mas quando olhei pro outro sofá ele não estava lá, ate pensei que ele tinha ido embora mas a porta ainda estava trancada, quando entrei na cozinha ele estava lá fazendo um chá 

JB: quer? 

(S/n): o que você esta fazendo?

JB: acordei com dor de cabeca e vim fazer um chá, se eu te acordei desculpe 

(S/n): não, tudo bem 

JB: mas vai querer? 

(S/n): claro 

Ele fez o chá e ate que estava bom, mas ele parecia meio distante 

(S/n): esta tudo bem? 

JB: sim por que? 

(S/n): você parecia meio distante, parece que aconteceu alguma coisa 

JB: seja sincera comigo okay? 

(S/n): okay

JB: eu não fiz nem falei nada de mais né? 

Assim que ele me perguntou a imagem dele vindo me beijar tomou minha mente, e eu ficava escutando a declaração dele diversas vezes dentro de mim 

JB: eii, responde 

(S/n): por que? 

JB: quando eu fico bêbado eu falo muitas bobagens, bem se eu falei algo desconsidere por que era tudo mentira 

(S/n): mentira? 

JB: claro

(S/n): ah okay*disse sorrindo*

JB:ja terminei meu Chá então vou dormir, boa noite 

(S/n): boa noite 

Mentira? Tudo era mentira? me senti tão iludida naquele momento, e o pior eu tinha me iludido sozinha por que ele não havia feito nada, eu me sentia péssima, queria apenas que ele fosse embora para que pudesse ficar em paz e chorar, senti uma lagrima descendo na minha bochecha mas do nada ele apareceu 

JB: ah eu esqueci de...você estava chorando?

(S/n): haha, claro que não 

JB: certeza? 

(S/n): sim, o que você esqueceu? 

JB: de te agradecer, obrigada por ser uma boa amiga e me desculpe por mais cedo, desconsidere tudo o que eu disse hoje, não gosto de você *disse beijando minha testa e saindo novamente*

Como aquelas palavras conseguiram me mechucar tanto, eu ja estava mal e ele ainda falou aquilo, mas mesmo assim ele não tem culpa, as vezes a gente simplesmente confunde as coisas, não era pra ser o que me resta é aceitar 

Subi para o meu quarto o mais rápido possível, deitei na cama e fiquei chorando ate dormir 


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Ate o próximo capítulo❤🇰🇷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...