História Imagine Jimin (Capitulo Único) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Imagine, Jimin, Terminada, Um Capitulo
Exibições 282
Palavras 2.556
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Meu primeira "historia" postada aqui, espero que gostem!

Criticas construtivas suuuuper bem vindas.

Te Amo Vocês!

Capítulo 1 - Capitulo Único


Fanfic / Fanfiction Imagine Jimin (Capitulo Único) - Capítulo 1 - Capitulo Único

S/N P.O.V 

Eu estava sozinha em casa a espera de Jimin. Meus pais foram viajar e só voltam depois de amanhã, Jimin achou melhor ficar aqui comigo, já que ele ficaria muito preocupado, e acha perigoso eu ficar sozinha duas noites seguidas.

 

Estava arrumando a casa quando ouço a campainha tocar, já sabia quem era e meu coração começou a bater forte, isso acontecia sempre que via Jimin ou sabia que ele estava perto.

 

Abri a porta e vi ele parado de cabeça baixa com as mãos no bolço. Assim que me percebeu ele levantou a cabeça e sorriu fazendo seus olhos ficarem bem pequenos.

 

Ele se aproximou a me abraçou fazendo que eu ficasse com meu rosto em seu pescoço sentindo o cheiro de seu perfume.

 

-Olá ChimChim! - sorri pra ele e o puxei pra dentro de casa.

 

-Olá Jagyia! - ele estava tirando os sapatos enquanto eu tirava a mochila de suas costas.

 

-Veio da empresa? - pergunto o seguindo até a sala.

 

-Sim! Essa mochila está com minhas coisas. - ele se jogou no sofá e fechou os olhos descansando.

 

-ChimChim, por que não toma um banho enquanto eu faço alguma coisa pra você comer, hum? - sentei ao seu lado colocando sua cabeça em meu colo fazendo carinho em seu  cabelo laranja.

 

-Essa é uma boa ideia. Depois assistimos um filme! - ele se levantou e pegou sua mochila que estava encostada no pé do sofá. - Mas antes eu quero um beijo! - sorrio negando com a cabeça e me levanto envergonhada. - Você fica linda envergonhada Jagyia! - ele me abraçou e depois passou sua mão direita pelas minhas costas e a pousando sobre a minha nuca, me olhando profundamente nos olhos e em seguida me dando um beijo carinhoso e lento. - Agora sim eu vou!

 

Dou um sorriso e abaixo minha cabeça envergonhada e vou em direção a cozinha para preparar alguma coisa pra Jimin comer.


 

...


 

-Ah S/N, eu não vou comer isso! Eu quero emagrecer e você quer me engordar.

 

-Vai sim Jimin, para com essa história de emagrecer, você está lindo assim. As fãs brasileiras te tem como símbolo da sensualidade, elas adoram esse seu rostinho gordinho, e odeiam quando você começa com essa neurose de emagrecer, eu também amo seu rostinho, principalmente quando você sorri e suas bochechas ficam bem pertinho do seu olho, que fica bem pequeno, e eu odeio quando você fica dizendo que não vai comer e que está "sem fome". Elas ficam bravas e tristes, você não quer suas fãs tristes não é? Nem eu? - disse aquilo para que ele parasse de querer emagrecer, ele está tão lindo com aquele corpo, e diz que está gordo, eu quero deixar ele mais "gordinho" se possível.

 

-Eu não quero elas tristes nem bravas, nem você Jagyia. - ele disse com a voz bem baixinha e com a cabeça abaixada se sentindo envergonhado. - Elas gostam mesmo? De mim com o rostinho gordo?

 

-Sim, elas amam! - cheguei perto dele é comecei a fazer cócegas em sua barriga - Por favor Jimin, deixa eu cuidar de você? Nós te amamos, Oppa! - encostei minha cabeça na sua que continuava abaixada.

 

Ficamos um tempo assim até ele levantar a cabeça e encostar sua testa na minha.

 

-Eu deixo você cuidar de mim Jagyia! - ele diz é me dá um selinho demorado em seguida. Com nossas bocas ainda juntas eu sorrio e coloco minha mão esquerda em sua nuca.

 

-Então come esse frango e come o bolo de chocolate na geladeira!


 

...


 

Depois de Jimin comer fomos pro meu quarto assistir um filme.

 

-Eu já volto Jimin, ajeite a cama enquanto isso por favor. - Sai e fui ao banheiro escovar meus dentes e voltei pro quarto.

 

Chegando lá vi a cena mais fofa que tive do Jimin. Ele ficava levantando o lençol com o meu gato debaixo brincando.

 

-Peguei, os dois! Você Sr. Wonka, e você senhor Park Jimin. - Jimin sempre brincava com meu gato, e até o chamava de filho, assim como eu, ele dizia que estava treinando pra cuidar de nossos filhos.

 

Jimin deu aquele risada gostosa que ele sempre dava e tirou nosso "filho" de cima da cama e voltou a arruma-la enquanto eu levava o Sr. Wonka até o corredor e fechava a porta.

 

-Pronto Jagyia!

 

Nos deitamos e ligamos a televisão pra ver se passava algum filme.

 

-Ah, não passa nada de interessante. - disse frustada desligando a TV e me cobrindo até o topo da cabeça.

 

Ouvi Jimin dar um riso e depois ele descobriu minha cabeça e me abraçou fazendo carinho nas minhas costas.

 

-S/n? -Jimin me chamou.

 

-O que foi Jimin? - digo o trazendo pra mais perto de mim enquanto o abraçava.

 

-Eu não quero mais te esconder! - ele disse levantando minha cabeça que estava encostada em seu peito fazendo eu o encarar.

 

-Como assim Jimin? E suas fãs? - falei preocupada.

 

-Elas terão que saber um dia. Eu conversei com o Manager e com os meninos, eles disseram que já estava na hora. O Manager disse que posso usar as redes sociais. - ele disse pegando o celular. - Você não acha que já está na hora também? Eu sei que você tem vontade de sair comigo em público, tanto quanto eu, e quando um cara chegar dando em cima de você, você poder dizer que tem namorado e que ele se chama Park Jimin. E sair de mãos dadas por aí, ir no mercado, e até passar o dia na empresa comigo de vez em quando.

 

- É o que eu mais quero Jimin! Mas eu tenho medo. Suas fãs podem não gostar e tudo virar uma bagunça, pode acabar prejudicando vocês. - falei já com vontade de chorar.

 

-Lembra que quando eu te pedi em namoro, eu disse que cuidaria de tudo, e que não importava o que as pessoas dissessem nós iríamos passar por cima e continuar? Deixa eu cuidar de você agora, Jagyia? - Jimin subiu com sua mão direita até minha nuca fazendo carinho me arrepiando.

 

-Eu deixo você cuidar de mim ChimChim! - termino de falar dando um selinho nele.

 

Jimin me puxou para mais perto dele e pediu passagem com a língua, eu rapidamente cedi apertando sua blusa.

Era um beijo calmo que logo começou a acelerar. Paramos com nossa testas coladas umas nas outras e Jimin desceu sua mão até minha perna que estava em cima dele e se sentou na cama. Ele logo apertou minha coxa, e eu entendi que ele queria que eu sentasse em seu colo. Eu rapidamente o fiz e sentei olhando para Jimin que estava com os cabelos meio bagunçados por ele ter deitado.

 

Jimin me puxou mais pra cima dele é eu logo pude sentir sua excitação. Nós nunca fizemos amor, eu era virgem e Jimin não mais, e isso me deixava nervosa por ser inexperiente.

 

-Ta vendo o que você faz comigo Jagyia? - Jimin disse no pé do meu ouvido me apertando mais a ele com a mão na minha bunda. - Não é nada fácil disfarçar quando eu te vejo com essa blusa grande que quase nunca dá pra ver seu shorts debaixo. - ele sussurrou dessa vez em meu pescoço em seguida depositando um beijo ali me arrepiando por inteira.

 

-Jimin... - digo baixo e apertando a blusa por cima dos seus ombros, e arqueando um pouco meu corpo fazendo com que nossas intimidades se tocassem mais.

 

Jimin da um gemido baixo e aperta minha bunda e logo me beija ferozmente. Ponho minhas mãos em seu pescoço puxando um pouco de seu cabelo.

 

-Jagyia! - Jimin passava a mão por todo meu corpo fazendo com que eu ficasse mais excitada. Jimin tirou sua camisa e a jogou do lado da cama, em seguida arrancou minha blusa deixando meu sutiã de renda a mostra, deu um sorriso e me deitou ficando por cima de mim. - Sabe quantas noites eu passei pensando nisso? Hum? Você não faz ideia do que é olhar pra você e não poder te tocar dessa maneira. - Jimin disse com sua boca quase encostando na minha.

 

-Jimin, me toque, por favor! - ele se levantou e desamarrou sua calça de moletom.

 

-Tive uma ideia! Venha até aqui Jagyia e tire.

 

Fiquei ajoelhada na cama de frente a Jimin e comecei a abaixar suas calças deixando sua cueca preta a mostra e sua excitação também. Jimin puxa minha mão a segura e passa a sua outra mão por dentro do meu short de malha e acaricia minha intimidade.

 

-Jimin... - dou um gemido que escapa de minha boca e tombo minha cabeça pra trás.

 

Jimin me puxa e me coloca de pé abaixando meu short e me pegando no colo. Coloquei minhas pernas envolta do corpo de Jimin e senti ele se sentando na cama novamente.

 

-Agora rebole Jagyia. - coloquei meus braços em seus ombros e comecei a rebolar em cima de Jimin que mordia o lábio e ficava de olhos fechados as vezes murmurando algo que eu não conseguia entender.

 

Eu estava ficando cada vez mais excitada vendo Jimin daquele jeito. Senti ele subir sua mão até o feixe do meu sutiã e o abri-lo e o tirando do meu corpo e jogando num quanto qualquer do quarto. Ele começou a passar a língua em meu seios e eu gemi involuntariamente.

 

-Eu não aguento mais... eu... eu preciso te sentir Jimin! - digo já ficando louca com a excitação de Jimin em baixo de mim que eu sentia ficar cada vez maior.

 

-Era o que eu estava esperando você dizer Jagyia! - Jimin se levantou comigo e se ajeitou na cama e logo depois me deitou delicadamente. - Se doer por favor me avise tudo bem? - ele diz me olhando nos olhos com a mão na barra da minha calcinha. Disse que sim com a cabeça e Jimin se ajoelha na cama e começou a tirar a única peça que ainda me mantinha "vestida". Ele logo tirou sua cueca também é se aproxima de mim.

 

-Qualquer coisa me avise por favor Baby Girl! Se doer você pode me arranhar! - Jimin fica entre minhas pernas e se apoiando com os cotovelos na cama. Confirmo com a cabeça e respiro fundo.

 

Assim que Jimin me penetrou sinto uma dor e cravo minhas unhas em seus ombros. Ele parou por um um tempo até eu me acostumar e começou se movimentar novamente. A dor se transformou em prazer e então eu mordi meu lábio pra segurar o gemido e passei minhas pernas em volta de Jimin trazendo-o mais pra perto de mim.

 

-Pode gemer Jagyia... ah... eu quero ouvir você gemer meu nome!  - Jimin diz entre gemidos.

 

-Ji-min... aw... - gemi como Jimin pediu.

 

Naquele quarto só se ouvia nossos gemidos e respirações. Eu estava amando cada momento por ser com ele.

 

-Jimin, eu... ah - as únicas coisas que consegui dizer antes de sentir uma corrente elétrica passar por meu corpo e uma ótima sensação tomar conta de mim.

 

Jimin deu mais duas estocadas e me encheu com seu esperma derramando seu corpo em cima do meu, e nós começamos a respirar fundo e tomar fôlego.

 

Assim que Jimin tomou fôlego ele retirou seu membro de dentro de mim fazendo nós dois gemer, e se deitou ao meu lado e apoiou a cabeça em sua mão. Eu continuei a olhar pro teto e cobri meu corpo nu.

 

-Jagyia? - Jimin me chama e eu o olho morrendo de vergonha. - Por que está vermelha? Está com vergonha? Por isso te amo! - Jimin riu, me abraçou e começou a fazer carinho em meu cabelo.

 

-Jimin, eu te amo! Obrigada por ser sempre atencioso comigo e cuidar de mim. - digo já ficando com sono.

 

-Eu te amo mais que tudo minha princesa! Espere um pouco, não durma ok? - Jimin se levantou e colocou sua cueca e saiu do quarto. Sr. Wonka logo sobe em cima da cama e fica mordendo meu rosto e tocando meu nariz com sua patinha me mantendo acordada. Jimin me deu o Sr. Wonka no meu aniversário, que foi a uns dois meses atrás, ele tinha acabado de nascer, então ele ainda é um filhote.

 

Logo Jimin chegou e me ajudou a levantar da cama com o lençol ainda em volta de mim. Ele me guiou até o banheiro me abraçando por trás com seu rosto enterrado em meu pescoço.

 

Quando chegamos no banheiro vi que Jimin tinha posto a banheira para encher. Como ela ainda estava na metade Jimin me sentou no vaso e me deu um elástico pra mim prender meu cabelo.

 

Jimin se agacha em minha frente e fica me encarando. Eu me senti envergonhada, como sempre, eu sorri sentindo minhas bochechas esquentarem por conta da vergonha. Jimin da um riso e me da um selinho em seguida.

 

-Tão linda! - sussurrou Jimin. - Vamos, a banheira já encheu, Baby Girl. - me levantei e soltei o lençol que ainda envolvia meu corpo. Jimin pegou minha mão e me levou até a banheira. Ele se sentou e me colocou no meio das suas pernas de costas pra ele.

 

Ficamos assim por um tempo quietos só sentindo a presença um do outro.

 

Jimin ensaboa meu corpo e eu o dele. Saímos quando a água começou a ficar fria.

 

Coloquei um moletom de Jimin branco e uma meia um palmo acima do joelho preta. Já Jimin ficou apenas com sua calça de moletom. Escovamos nossos dentes fazendo brincadeiras e voltamos pro quarto.

 

Jimin sentou na cama e eu me sentei em seu colo de frente pra ele com os joelhos dobrados do lado de seu corpo. Ficamos assim conversando, rindo, trocando carícias e beijos.

 

-Você estava com sono até agora Jagyia! O que aconteceu? Você já está até brincando!

 

-O banho me acordou um pouco mais eu ainda estou cansada. Você me deixou cansada Oppa! - Jimin deu aquela gargalhada gostosa e me abraçou.

 

-Vamos dormir agora, hum? Está tarde! Que horas são agora? - Jimin pegou o celular no criado mudo e olhou as horas - Já passaram das duas, Jagyia! Vamos dormir! - Jimin disse assustado e em seguida deita e me abraça com suas mãos em volta do meu pescoço. Eu Puxei o edredom sobre nós e passei meu braço direito sobre sua cintura também o abraçando forte, e colocando minhas pernas em volta da perna esquerda de Jimin.

 

Jimin fazia carinho em meu cabelo com uma mão, e eu fazia carinho em suas costas nuas. Antes de fechar meus olhos completamente cansada disse a Jimin:

 

-Eu te amo Jimin!

 

-Eu te amo S/n! - Jimin respondeu e me deu um beijo na cabeça.

 

Dormimos agarrados sentido o calor de nossos corpos, um junto ao outro.

 

Eu amava Jimin com todas as minhas forças e sabia que ele também sentia o mesmo por mim, isso me fazia mais feliz. Saber que vou chegar em casa após o trabalho e ouvir sua voz pelo telefone antes de dormir contando como foi seu dia fazia TUDO valer mais a pena. Cada lágrima, cada briga e cada momento bom ou ruim que tivemos até hoje fazia eu ter mais certeza de que Jimin era o Homem da minha vida!

 


Notas Finais


Desculpe pelos erros, não deu tempo de revisar .___.

Talvez eu faça uma continuação desse imagine, ou até mesmo uma fanfic inspirada nele, tudo depende da minha cabeça babys.
Caso aconteça colocarei o link aqui.

Até ^-^

-MonstARMY


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...