História Imagine Jungkook - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias 100%
Tags Bangtan Boys
Exibições 52
Palavras 611
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Amor perdido


Fanfic / Fanfiction Imagine Jungkook - Capítulo 2 - Amor perdido

Quando você se apaixona pela primeira vez, você fica perdido, não sabe fazer outra coisa sem ser em pensar naquela pessoa; liga para ela quase cinco vezes ao dia; escreve seu nome em tudo que vê; compra presentes;sempre que pode vai até á casa e fica horas lá até os pais dela(e) se enjoar de você e mandar ir para casa. Sinto falta desse amor, um amor que eu não pude ter por muito tempo, um que durou apenas alguns meses, dois...no máximo. Quando ás folhas começam á cair, meu coração aperta e fica assim até o final da estação, meus pensamentos com a lembrança dela...daquela pessoa me faz chorar; me deito na cama e tento pegar no sono até que em fim consigo dormir junto com o travesseiro daquela pessoa. O seu cheiro, fio de cabelo e lembranças estão nítido comigo.**

Hoje é sexta-feira, não passa da 12:05 AM, essa cama está tão fria, o quarto está escuro e a única luz que há é a do relógio... ás cobertas empilhadas no canto da cama e meu corpo nú exposto. Minha respiração está em um tom tão devagar, meus olhos estão semi-abertos, minha boca tenta emitir algum som mas saí apenas ar. O barulho do relógio está ficando cada vez mais perturbador de se ouvir, não consigo dormir, meus pensamentos não estão deixando-me descansar, eu me levanto com o corpo gelado e caminho até a sacada. Á noite está calma, o canto das cigarras e o brilho da lua me conforta, você...você adorava sempre sentar no quintal ás seis da tarde para ouvir o começo do canto das cigarras, dizia que elas estavam nos avisando de que á escuridão estava se aproximando, em meio sorriso eu sentava ao seu lado e segurando sua mão, eu ouvia com você; aquilo era tão confortável.
Depois de dois longos anos eu ainda sinto sua falta e me apaixono pela mesma fotografia, a geada em meu coração está cada vez mais me afundando. 
Sinto falta daquela pele macia e quente que me esquentava á noite enquanto eu dormia, seu corpo me aquecia e os batimentos do seu coração me mantia respirando, além de você estar á pés abaixo de mim ainda posso sentir o seu cheiro de avelã, seu sorriso está em seu rosto ainda ou os vermes já o-comeram? como á chuva de aço caí, minhas lágrimas também, fazendo sangrar até eu me ajoelhar em seu túmulo pedindo para ás flores dalí ressuscitar seu corpo para mim. Me sinto tão sozinho que mesmo com todos os nossos amigos alí eu não consigo ver ninguém além de mim mesmo, sua caneca com marca de batom ainda está na mesa da cozinha onde você deixou dá última vez, perdoa-me por ter deixado você ir depois daquela discussão, você irá voltar? 
Não há mais choro em mim, suas roupas estão aqui lhe esperando, chegue rápido para mim ve-lá novamente e lhe abraçar, saia desse carro embaixo da grande quantidade de neve e me esquente, deixe-me me iludir novamente achando que você ainda respira e que ainda vai entrar pela aquela porta e dizer que me ama enquanto me abraça. 
Sua pele ainda está macia? sua boca ainda tem batom? seus olhos ainda permanecem intactos? como á branca de neve quero lhe buscar em um cavalo branco e beija-lá para traze-la novamente para mim, não, isso não é necrofilía, é apenas amor; como á bela adormecida, diga-me que você está apenas dormindo como ela....deixe-me acreditar nisso, por favor, razão, deixe-me enganar meu coração dizendo que ela ainda está, que está apenas dormindo. 
Você está apenas á alguns pés abaixo de mim, você pode ouvir minha voz ainda?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...