História Imagine JungKook (BTS) - Karaoke?! - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Rap Monster, Suga
Exibições 144
Palavras 1.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eita olha a hora que eu invento de postar aisjajhsjash
Gente amo vocês, quase 70(68 pra falar a verdade ehehe) favoritos socorro eu vou infartar, muito obrigada aaaaah ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
Ei serião agora, eu escrevi nesse lindo momento (1:00 da madruga) porq minha criatividade voltou, não me julguem por favor, ou julguem, não me importo


Boa leitura

Capítulo 10 - Cinco meses...


*** quebra de tempo ***

Eu voltei para o trabalho e recuperei o que avia perdido com alguns colegas, isso ja faz meses, se não me engano, cinco meses mais ou menos. Jungkook continuou a cuidar de mim mas, por algum motivo se "afastou" de mim, parou de sair comigo nos finais de semana com a desculpa das provas, ele não saia mais com suga também e toda vez que me via conversando com outro garoto, aparecia, fala como se fosse meu namorado e espantava o outro garoto. Realmente não entendo ele, cuidou de mim, me beijou, ficou do meu lado quando eu estava em coma e do nada, se afasta.

  Finalmente terminei o meu TCC, realmente, passei quatro desse cinco meses trabalhando nesse TCC, se eu não ganhar uma nota boa me mato, brincadeira, não teria coragem de fazer isso. Levantei da cadeira e fui em direção ao banheiro, assim lavando o rosto na pia, para "acordar" melhor. Eu esqueci de fazer compras ontem, então não tem nada pra comer em casa, vou ter que comer fora e depois ir ao mercado.

[ ... ]

Depois que fiz as compras e larguei em casa, tomei um banho quente e demorado para relaxar e me deitei na cama ja pronta pra ir a faculdade. Suspirei pesadamente, eu estava cansada demais e eu não sabia o por que disso. Dizem que quando você é afastado da pessoa que ama, você inconscientemente fica mais preguiçoso e cansado, por não estar vivendo em um mundo cor-de-rosa com a pessoa amada. Acabei dormindo sem nem perceber... Mas eu liguei o despertador?

* Jungkook povs on *

    Nesses cinco meses que passaram, eu tentei me afastar de S/N. Eu não queria me apaixonar novamente, não queria criar ilusões de que ela também gostava de mim. Mas isso está sendo tão doloroso, vou desistir dessa idéia de me afastar e vou voltar a me aproximar dela, talvez pedir desculpa por me afastar e tentar descobrir se ela corresponde meus sentimentos. Sim eu sentia um ciúme gigantesco quando a via falando com outros cara e, sim, eu espantava eles. Querendo ou não, eu tinha certo respeito dos outros alunos, mesmo dos hyungs. Não faço a menor ideia do por que, mas deve ser pelo fato de eu ser "marrento" e não aceitar muito bem as ordens que me impõem.
 
   Tomei um banho rápido pois não queria me atrasar pra aula, comi alguma coisa e sai as pressas para a faculdade. Chegando lá, lembrei-me que hoje às aulas aviam sido canceladas para minha turma. Sentei-me no banco em frente à sala de S/N a sua espera, mas nada de ela aparecer, olhei dentro da sala e ela não estava lá. Então resolvi ir até sua casa para ver se estava tudo bem, já estava de noite e ela não tem carro, diz que prefere andar, isso é muito perigoso.

[ ... ]

Quando estava passando de carro por algumas ruas escuras cujo S/N costuma passar, vi alguns vultos com o canto do olho e ouvi um pedido de socorro. Em um pulo sai do carro e fui em disparada até o beco da onde julgo ter vindo o grito, acabei por ver a silhueta de um homem, visivelmente bêbado - e mais velho que eu -, agarrando uma garota, possivelmente mais nova que nós, não consegui ver o rosto da mesma mas resolvi ajuda-la. Puxei o homem pelo braço e sem ter tempo de ver o rosto da garota, desferi um um soco no lado esquerdo do maxilar do mais velho, derrubando-o no chão, chutei sua barriga e ouvi um grunhido vindo dele. O vi levantar e sair correndo de lá, no momento em que ele sumiu na rua, virei-me para a garota cujo ainda não podia ver o rosto, pois estava de cabeça baixa e os cabelos cobriam grande parte de seu rosto. Sua blusa, que antes parecia ser bonita, estava rasgada em algum canto e os botões de sua calça estavam estourados, ela tentava se cobrir, mas as tentativas eram falhas. Assim que ela olhou para mim, a reconheci.

- J-JungKook... - falou quase em um sussurro e eu a abracei

- S/N... - murmurei ainda envolvendo a menor em meus braços - você está bem? Ele conseguiu fazer alguma coisa com você? - falei preocupado e ela me abraçou de volta escondendo o rosto em meu peito

- n-não, e-ele não c-conseguiu... M-mas se não f-fosse você... E-ele teria... E-ele - ela tentou terminar a frase mas desabou chorando, aquilo partia meu coração em mil pedaços, afaguei seus cabelos

- ele não fez nada, eu não deixei que fizesse, e nunca vou deixar, eu vou te proteger, eu te prometo - falei e ela assentiu ainda chorando em meu peito

- c-como me a-achou? O-oque fazia a-aqui? - perguntou ainda muito nervosa e afastou o rosto encostando o queixo em meu peito e me olhando feito criança

- eu estava indo até sua casa pelas ruas que você costuma usar pra ir a faculdade - limpei suas lágrimas com o polegar - por quê não me ligou para eu ir te buscar? - perguntei por fim

- v-você se afastou de mim... E como eu não sabia o motivo, me afastei também... Mian oppa - falou e voltou a esconder o rosto em mim

- eu que deveria pedir desculpa, nunca deveria ter me afastado de você, eu sou um completo idiota por achar que isso resolveria as coisas... - falei e beijei o topo de sua cabeça - vamos, eu vou te levar em casa, você não pode ir a faculdade nesse estado emocional - falei e ela assentiu mas pareceu lembrar-se de algo

- eu tenho que entregar meu TCC e apresentar... Oppa eu não posso tirar notas baixas - falou e eu pensei um pouco

- a sua professora, ela é sua amiga, não é? - ela assentiu

- a minha melhor amiga na verdade, por incrível que pareça - falou ainda meio abalada

- pode pedir para apresentar em outra aula, se ela recusar, explique o que aconteceu - falei e ela assentiu concordando, nos separamos e eu dei meu casaco para ela vestir, entramos em meu carro e eu a levei para casa

[ ... ]

Eu observava S/N dormir tranquilamente, mesmo sabendo que o trauma dessa noite demoraria a passar, parecia que se eu estivesse por perto ela estaria bem. Me pergunto como ela foi parar lá, normalmente ela costuma sair cedo para não ficar na rua no escuro, por que ela estava aquela hora na rua?


Notas Finais


Ei, acho que vou deixar pra mostrar a sinopse da outra fanfic (a do taetae) mais pro final dessa, eu sei que não vou conseguir me organizar hehehehe

Gostaram do cap? Altas emoções né? Comentários e críticas são bem vindos, não seja um leitor fantasma, os comentários ajudam os autores a saberem se vcs estão gostando, deixem opiniões e sugestões para nós, tenho certeza que todos os autores amam ler os comentários, mesmo que seja só um "amei" ou coisa do tipo, isso deixa a gente bem feliz e empolgado ehehehehhe ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...