História Imagine Kim Taehyung - Amor Inesperado - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bias, Bts, Jhope, Jimin, Kpop, Rap Monster, Suga
Visualizações 24
Palavras 1.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem ❤

Capítulo 8 - Você é incrível


Fanfic / Fanfiction Imagine Kim Taehyung - Amor Inesperado - Capítulo 8 - Você é incrível

Acordei cedo, eram aproximadamente oito horas, para mim era uma espécie de sacrifício acordar à esse horário já que sempre acordei em torno de nove e meia da manhã.

A noite passada havia sido difícil, apesar de receber a ajuda de Tae ainda estava um pouco abalada, estava com medo de que mesmo conseguindo pagar o tratamento minha mãe não melhorasse. Porém como Tae havia dito, iria dar tudo certo e eu confiava nele o suficiente para saber que ele tinha razão, minha mãe iria ficar bem.

Levantei da cama e caminhei até o banheiro, após fazer minha higiene e tomar um banho de dez minutos vesti uma camiseta branca, um short jeans azul e um tênis da marca adidas branco com alguns detalhes pretos. Aproveitei o tempo livre para retocar a tinta em meus cabelos e hidratá-los,o tempo passou e quando olhei para o relógio pendurado na parede do corredor me dei conta de que já passavam das nove e meia. Havia marcado de me encontrar com Tae no prédio da BigHit às dez, o local ficava longe e com certeza eu demoraria à chegar. Sem esperar mais saí de casa às pressas e corri pelas ruas em direção à BigHit tentando chegar à tempo.


* Melody off *


* V on *


Estava no dormitório com os outros membros, sábado era nosso dia de folga então costumávamos dormir até mais tarde, porém me levantei cedo, algo tirava meu sono, talvez fosse preocupação. 

Desde que Melody havia me dado a notícia do câncer de sua mãe não conseguia tirá-la da cabeça, Melody era uma garota incrível, ela com certeza não merecia aquilo e eu faria de tudo para poder ajudá-la.

Na noite anterior, após falar com a mesma por telefone me dirigi até a sala de nosso diretor, o mesmo era responsável por contratar e administrar os funcionários que trabalhavam conosco. Melody havia dito que pensava em procurar um emprego para assim conseguir bancar o tratamento da mãe.

Após uma longa conversa consegui convencer nosso diretor à fazer uma entrevista de emprego e,  se tudo desse certo, Melody poderia trabalhar conosco como staff.

Sei que provavelmente a mesma não tinha experiência com isso, porém com uma orientação certa e esforço ela poderia se sair bem.


-Já está acordado Tae?


Perguntou J-Hope, que dormia na cama ao lado da minha, me virei para ele.


-Estou sem sono...

-Tem à ver com o que Melody lhe disse ontem?

-Tem sim... Quero ajudá-la de alguma forma... Vou me encontrar com ela hoje mesmo às dez no prédio da BigHit e conversar com ela...

-Às dez? Tem certeza?

-Claro Hyung... Por que?

-Porque achei que deveria estar se arrumando à uma hora dessas... Afinal são nove e quarenta e cinco... Você tem quinze minutos para chegar lá à tempo...


Falou ele e olhei para o relógio ao lado da cama com os olhos arregalados.


-Meu Deus! Ela já deve estar à caminho da BigHit e eu ainda estou aqui! Obrigado por avisar Hoseok...


Falei correndo até meu guarda roupas escolhendo um conjunto qualquer e em seguida correndo até o banheiro para me vestir.


* V off *


* Melody on *


Após correr o que pareceu serem longos vinte minutos cheguei em frente ao local marcado ofegante e tentando recuperar o fôlego. Olhei em volta, faltavam alguns minutos para às dez mas não via sinal de Taehyung.

Caminhei até o meio fio e me sentei ali mesmo enquanto esperava por Tae, que com certeza chegaria à qualquer momento.

O local estava silencioso,  a rua estava vazia e não se via ninguém por ali,  já estava me acostumando com a calmaria do lugar quando ouvi uma voz vir de trás de mim.


-Está perdida?


Me virei para trás me deparando com um homem aparentando ter em torno de quarenta anos, usava um terno preto e um óculos com a armação também preta.


-Oh, não senhor, não estou perdida, estou esperando uma pessoa, apenas isso... 


Falei e o mesmo me olhou com uma cara nada surpresa.


-Deixe-me adivinhar... É alguma fã do BTS que assim como muitas outras passa por aqui todos os dias na esperança de vê-los mas nunca consegue, certo?


Disse ele com um sorriso debochado no rosto. Por algum motivo aquele comentário me deixou irritada, o encarei séria e respondi. 


-Como eu disse estou apenas esperando alguém, não é da sua conta mas quero que saiba que não sou como todas as fãs que fazem loucuras por seus ídolos, então não, não estou aqui atrás do BTS, agora... Se não for muito incomodo poderia me deixar em paz? 


Falei em um tom seco, o homem pareceu surpreso, achei que fosse ficar bravo mas ao invés disso o mesmo sorriu.


-Você deve ser a primeira pessoa à ter coragem de me enfrentar assim..  Parabéns garota... Estou surpreso...

-A primeira pessoa à ter coragem de enfrentar você? E quem é você para se achar tão superior aos outros?!

-Pode me chamar de Park Lee, sou um dos diretores da BigHit... E quem é você?


Arregalei meus olhos, havia acabado de discutir com um dos diretores da BigHit. O que eu tinha na cabeça? 


-M-me chamo Melody Green...


Respondi sem graça, o mesmo arregalou os olhos sorrindo.


-Então você é Melody Green? Estou surpreso... Não esperava que você fosse, como posso dizer... Estrangeira...

-Espere um pouco, como sabe sobre mim?

-Seu namorado Taehyung me falou de você, disse que precisa de um emprego e me pediu ajuda para fazer uma entrevista e te contratar como staff, se você aceitar, claro. Ele é um bom garoto, se preocupa com você...

-Taehyung não é meu namorado...


Falei um pouco surpresa e tentando processar o que havia acabado se ouvir. Tae havia falado com o diretor da BigHit para conseguir um emprego para mim. Nunca imaginei que ele fosse capaz de algo assim, deixei um sorriso escapar de meus lábios. Tae era incrível, não sabia como agradecê-lo.


-Oh... Você já está aí...


Ouvi uma voz familiar e me virei para trás vendo Taehyung com as mãos apoiadas nos joelhos e com a respiração ofegante, provavelmente havia corrido até a BigHit assim como eu.


-Tae!!!


Sem conseguir me conter sorri e corri até ele lhe abraçando, o mesmo pareceu surpreso mas retribuiu o abraço.


-Obrigada Tae... Obrigada...

-Do que está falando?

-Não precisava ter falado com o senhor Lee, mas você fez isso por mim, para me ajudar... Obrigada...

-Não precisa agradecer, eu prometi que iria te ajudar, não prometi?

-Você é incrível...


Falei lhe dando um beijo na bochecha. Tae pareceu envergonhado e vi suas bochechas corarem, dei uma pequena risada e o encarei sorrindo.


-Tem certeza de que não são namorados? 


Perguntou o senhor Lee, nos viramos para ele, havia me esquecido completamente de sua presença.


-Vejo que já puderam se conhecer antes que eu chegasse... E então senhor Lee... O que achou de Melody?


Falou Tae o encarando com um sorriso.


-Melody é uma boa garota... E bem corajosa por sinal... Parece ter um bom potencial.

-Então acho que ela irá se sair bem na entrevista, certo? 


Perguntou Tae.


-Eu não diria isso garoto...

-Mas...

-Tomei uma decisão, e acho que será mais fácil tanto para mim quanto para Melody...

-Do que está falando senhor Lee?


Perguntou Tae novamente.


-Melody parece ser uma garota responsável e madura o suficiente para começar à trabalhar mesmo sem experiência... Creio que com uma boa orientação ela irá se sair bem como staff.

-O que quer dizer com isso?

-Melody precisa deste emprego e a BigHit precisa de novos staffs, podemos nos ajudar... Melody... O emprego será seu, mas com uma condição... Deverá trabalhar durante todas as tardes exceto aos sábados, sei que isso pode sobrecarregá-la mas se você...

-Eu aceito. Estou precisando deste emprego, posso trabalhar o quanto quiser...


Falei por impulso.


-Bem... Se é assim me encontre amanhã neste mesmo horário e neste mesmo local para assinarmos seu contrato... 

-Muito obrigada senhor Lee...


Falei sorrindo e quase explodindo de alegria.

Ficamos conversando por alguns minutos até o celular de Lee começar à tocar e o mesmo dizer que precisava sair para um compromisso. Nos despedimos dele e nos sentamos nos degraus da entrada do prédio da BigHit.


-Espero que esse emprego ajude à pagar o tratamento de sua mãe...


Disse Tae sorrindo.


-Vai ajudar sim... E vou me esforçar para isso... Mas...

-Mas?

-Tae... E se... Apesar de tudo minha mãe não resistir? E se esse esforço não valer a pena? E-eu não quero perder minha mãe...

-Melody... Não fique pensando no pior... Já chegamos até aqui, tenho certeza de que tudo dará certo,  sua mãe vai ficar bem.

-Eu tenho medo Tae...

-Não precisa ter medo... Vou estar aqui com você, sempre...


Falou ele entrelaçando seus dedos nos meus, fiquei surpresa e senti minhas bochechas arderem.


-Sabe, dizem que quanto mais nos distraídos com coisas divertidas mais fácil é enfrentar as coisas ruins.

-O que quer dizer?

-Quer fazer uma coisa divertida?

-Do que está falando Tae?

-Venha comigo...


Falou ele me puxando pela mão.






Notas Finais


Obg por lerem 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...