História Imagine Kim Taehyung(V)-I hate you, but I love you. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Rap Monster, Soonyoung "Hoshi", Suga, V
Tags Bangtan Sonyeondan, Bts, Hoseok, Imagine Kim Taehyung, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Seventeen, Taehyung, Yoongi
Visualizações 1.832
Palavras 1.672
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooooie, tudo bom my love?

BOA LEITURA!

Capítulo 11 - The true kiss


Fanfic / Fanfiction Imagine Kim Taehyung(V)-I hate you, but I love you. - Capítulo 11 - The true kiss

Taehyung me olhava de um modo intenso, estávamos entre uma distância perigosa, ele estava muito perto, eu podia sentir sua respiração, conseguem entender o grau de proximidade agora?

Procuro seus olhos e enrugo a testa quando vejo suas pupilas dilatadas e perdidas em minha boca, uma expressão indecifrável toma conta do rosto de Taehyung, meu olhar só desceu para sua boca quando ele mordeu o lábio inferior, chamando minha atenção. Agora eu estou entendendo...


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Subo meu olhar novamente para os seus olhos, logo voltando lentamente até seus lábios, ele passa a língua em volta de sua boca a colocando novamente para dentro. 

Minha sanidade já correu para longe, eu também não sou de ferro, eu nem sei mais onde estou, só sei que estou enlouquecendo. Onde estou? Não sei nem que língua eu falo mais.

E pela primeira vez desde que me prensou aqui, Taehyung me olha nos olhos. Eram um monte de sensações misturadas, o que realmente iria acontecer? Taehyung estava me deixando muito confusa, mas o que era incrível, era meu corpo, que pareceu que tomou vida própria e chutou de vez para longe minha sanidade e mandou de brinde minha consciência. 

- Posso? - Taehyung pergunta e volta a fitar minha boca. 

Olho em seus olhos que estão focados em meus lábios, parecia um caçador olhando sua presa, extremamente focado, ele observava cada movimento que a minha boca fazia e seguia  com os olhos, era insano.

Olhando suas expressões, eu já estava desejosa, mordo meu lábio com certa força tentando amenizar minha ansiedade. Taehyung, que ainda estava focado em meus lábios, após ver meu ato, fecha os olhos respirando profundamente, logo os abrindo adquirindo um outro olhar, seus olhos queimavam em chamas de puro desejo.

Sem esperar um segundo sequer, ele une nossos lábios desesperadamente em um beijo fervente, movimentando seus lábios contra os meus com destreza, e eu obviamente não fiz diferente. Ele introduz a língua alguns segundos depois aumentando a velocidade dos movimentos. 


Ai que calor!


Em uma sincronia rápida nossas línguas entraram, eu não saberia descrever, era tão... quente, ele fazia questão de passar com sua língua em cada centímetro da minha cavidade bocal. E eu então, que sequer perdoei o céu da sua boca.

Ele solta minhas mãos e elas caem para os lados do meu corpo, com uma mão ele segura meu rosto, e a outra ele coloca em minha nuca tomando total controle dos movimentos do meu pescoço e automaticamente, da minha cabeça. 

Ele me aperta mais pra si, fazendo o beijo ficar mais intenso. Logo o ar nos falta, nos separamos ofegantes e eu estava completamente tonta com todo esse fogo.

Ele recupera o ar e começa a fitar seus pés, eu estava estática, ambos estávamos ofegantes e com nossas respirações pesadas. Eu não sabia que língua falava mas agora sei a que quero falar, e ela está a centímetros de mim.

- Isso é errado... - Ele sussurra me deixando confusa. 

Taehyung volta sua atenção para mim, sua boca estava vermelha e um pouco inchada, e isso estava tão sexy e atrativo, eu estava quase babando. Taehyung fita meus olhos sem expressão alguma, mas com uma agilidade incrível, ele coloca sua perna direita entre as minhas me apertando em seu peito e volta a sussurrar. 

- Mas que se f*da.

Taehyung molha seus lábios com sua língua rapidamente e volta a juntar nossas bocas. Estávamos tão perto que mal podia respirar, eu procurava ar onde não tinha.

Com sua língua tão perto e tão molhada, eu chegava ao paraíso. Meu Deus, o que é isso? Que menino é esse?

Ele distância sua boca pouquíssimos milímetro logo após longos segundos e volta a encarar-me nos olhos intensamente, eu não conseguia fazer diferente dele. Ele levanta uma de suas mãos até meu rosto, a repousa em minha bochecha, arrastando até meu lábio inferior, onde ele começa a passar seu dedo lentamente o apertando contra meu lábio. 

- Tão doce. - Ele sussurra pressionando novamente seu dedo em meu lábio. 

O vejo se aproximar e fechar os olhos, automaticamente fecho os meus também, ele logo volta com seus lábios aos meus em um outro beijo.

Taehyung era tão selvagem e tão meigo ao mesmo tempo, isso me divertia, seu beijo era tão delicado, mas era tão voraz ao mesmo tempo, isso realmente fazia meu estômago se revirar, um calor inexplicável subiu pelo meu corpo. Sua língua... ah, sua língua era algo divino. 

Eu não sentia isso há muito tempo, desde o ocorrido com o meu ex-namorado, nunca mais beijei ninguém, nunca mais me interessei por ninguém, tinha esquecido o quanto era bom esse sentimento, adrenalina, hormônios, parece que eu tinha me esquecido disso.

Logo o bendito ar nos falta novamente e somos obrigados a parar o beijo, e com muita delicadeza e cuidado, Taehyung finaliza com uma breve mordida em meu lábio. Ele volta a fitar meus olhos, seus olhos brilhavam e um sorriso largo se forma em seu rosto, ele estava feliz, e instantaneamente eu me vi feliz, gosto de ver as pessoas que eu gosto assim. 

Eu estava muito envergonhada, ao ponto de apertar minhas mãos e não conseguir parar de mexê-las, tinha acabado de beijar um dos meus supostos amigos, normalmente isso não termina muito bem. "Isso" entre amigos...

Enquanto Tae ainda me olhava, sinto meu rosto novamente fervendo, tinha a absoluta certeza que eu estava muito vermelha, o que me deixava mais nervosa por deixar isso visível. 

- Ei! Não fique com vergonha, somos amigos esqueceu? - Pergunta Tae, sorrindo simpático. 

- Sim, somos amigos, e isso não vai mudar, não é? - Pergunto um tanto apreensiva.

- Sim, não vai mudar, alguns beijos não mata ninguém. - Fala relaxado com a cabeça apoiada para trás. 

- Alguns? - Pergunto confusa. 

- Claro! Ou você acha que isso não vai acontecer mais vezes? - Pergunta sorrindo sapeca e apertando meu nariz.

- O que estamos fazendo? 

- Bom, não sei exatamente, só fizemos o que temos vontade e pronto, não há nada de errado nisso.

- Taehyung, não brinque comigo, garoto.

- Não estou brincando com você, não estou te pedindo em casamento, S/N! Só estou falando que sinto uma atração por você além de amizade, vamos com calma, vamos dizer que temos... hum... uma amizade colorida, tudo bem pra você? 


Eu que não seria a louca de negar! 


- Certo!

- Bom, já consegui o que queria, vou me sentar, isso fica só entre nós. - Fala ele me piscando um olho e voltando para o seu lugar tranquilamente.

Respiro fundo acalmando os ânimos e volto para o meu lugar. Tae estava entretido brincando com seus dedos, ele era tão fofo, parecia uma criança brincando. Me sento, pego meus fones e começo a ouvir música, toco meus lábios com as costas da minha mão relembrando a maravilhosa sensação que Taehyung me proporcionou.

Sinto olhos sobre mim, acho que Taehyung está me observando, não tenho certeza pois estou virada para frente, mas sinto que ele está me olhando.

Sinto dedos cutucando minhas costas e de cara penso que é Taehyung,  tiro meus fones e me viro para trás lhe dando atenção ao que ele falaria. 

- S/N! Quer? - Pergunta ele tirando da mochila um pacotinho de bala Fini. Eu estava fome, sei que bala não vai me encher, mas eu queria. Ainda é comida, coisa que não se nega.

- Quero sim, obrigada! - Falo e ele coloca uma quantidade de balas em minhas mãos. 

- De nada. - Fala ele com um sorriso simpático. - S/N? - Ele me chama novamente. 

- Oi? - Respondo com a boca cheia de balas.

- Fofa! Posso ouvir música com você? Não tem nada para fazer e está muito chato. - Fala fazendo uma careta.

- Sente aqui! - Falo apontando com a cabeça para a carteira de Yang ao meu lado. 

Ele se levanta e se senta na cadeira da carteira ao meu lado, lhe entrego um foninho e ele coloca em seu ouvido. 

- Oh, gosta de Beatles? Que incrível! - Fala Taehyung entretido na música e balançando a cabeça suavemente. 

- Gosto muito. - Falo balançando a cabeça juntamente a ele. - Arrisca no inglês? - Pergunto na intenção de cantar junto com Taehyung. 

- Oh, não falo inglês. - Solta uma risada divertida. - Você fala?

- Sim, sou fluente. - Falo um pouco envergonhada. 

- Sério? Que incrível! 

- Eu já estudava inglês no Brasil, comecei com sete anos, me mudei para cá e continuei aqui, terminei com meus 15 anos, tinha que sobreviver de alguma forma aqui, recorri ao inglês. 

- E como fala tão bem coreano? - Pergunta visivelmente surpreso e interessado. 

- Convivência e alguns cursos em que meus pais me colocaram quando viemos, com cinco anos aqui, pude aprender bastante e pegar a manha.

- Você é inteligente! 

- Oh, não, ou eu aprendia, ou não conseguiria me comunicar com ninguém, foi mais necessidade mesmo.

- Isso é inteligência, me senti até humilhado aqui.

- Não diga isso! - Falo rindo. 

Voltamos a prestar atenção na música, e distraída com o som, não percebo que Tae me encrava. Céus,  o que tanto ele olha? Só Deus na causa! 

Viro meu rosto apoiando meu cotovelo na mesa e minha cabeça em minha mão o encarando também. Ok, isso é constrangedor, mas o olhando tão calmamente, uma vontade cresceu dentro de mim de beijá-lo novamente. 

- Quero te beijar. - Falo olhando no fundo dos seus olhos e ele ri. Vergonha na cara? Nem sei o que é isso, é marca de carro?

- Que direta você! Que bom, achei que não queria. - Ligeiramente ele coloca sua mão em minha nuca me puxando até minha boca encontrar a sua, e assim, iniciando mais um beijo.


                         [...]


Estava ótimo com o Tae, porém fiquei com sede por causa das balas, então falei para ele que iria beber água e que logo voltava. Saí da sala e fui em direção ao bebedouro, passei no banheiro e me arrumei um pouco no espelho, fui andando em direção à sala novamente mas quando parei em frente à porta da sala arregalei os olhos.


Taehyung estava se agarrando com uma garota.





CONTINUA...




Notas Finais


Desculpem qualquer erro!
Até o próximo!
BJÃO♥♡♡♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...