História Imagine Kim Taehyung (V) - Aposta no amor - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Escola, Exo, Festa, Got7, Hentai, Kim Taehyung, K-pop, Romance
Exibições 501
Palavras 1.546
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esse final de semana eu fui bem produtiva. Aleluia, não vou da spolier... Espero que vocês gostem. Boa leitura!

DASI RUN RUN RUN 🏃🏃🏃

Capítulo 14 - Conversa com os tios


Acordei com o barulho enquietante da porta, alguém baita na porta e eu perguntei:

- Quem é? - Disse com a voz rouca de sono.

- Eu flor. - Só pelo flor era a Josiane.

- Ah, pode entrar. - Disse.

- Meu Deus! Que monstro é esse? Cadê a _____ bicho? (Aqui parece que ela é o Faustão, não era minha intenção 😂😂😂)  - Ela se referia a mim.

- Tá me zuando é? - Ela dava risada.

- É você, que susto, você está tão feia descabelada e com esses olhos meios abertos. - Jesus.

- Engraçado. Mas não. - Disse séria.

- Ah! Se anima. O churrasco já acabou, mas eu fiquei para saber o que você queria me dizer. - Já disse deitando na cama, como se fosse dela.

- Buaaaaaaa! SOCORRO! - Fingi estar chorando.

- Awwwwwn coitadinho do bebê... Tá, agora pode dizer. - Eu mostrei os hematomas. - QUE CARALHOS É ISSO?!

- XXIIIII! Não grita, Jungkook vai vim e se ele ver to fudida. - Fiz com um sinal.

- Tá, como conseguiu esses hematomas? - Bufei, porque teria que contar tudo.

- Minjeong, ela fez isso. Primeiro vou contar o que aconteceu ontem de ontem, lembra quando Taehyung subiu lá em cima comigo, quando estava de ressaca. - Ela concordou com a cabeça - Ele... Ah, eu estava com uma banana na mão e meio que "provoquei" ele, foi no meu quarto e abriu minhas... Pernas e... Começou a beijar meu pescoço... Ele estava bêbado. - Foi interrompida, estava com vergonha.

- O que, você fez sexo com ele? - Disse não com a cabeça. - Nossa... Por não fez?

- Deixa eu terminar, ele me ameaçou de tirar a cueca, mas mesmo assim tirou... - Ela ficou impressionada.

- Era grande? - Amiga sem vergonha.

- Tem que responder isso também?

- Claro! - Ela concordou.

- Ah! Era na média ou acima, não era pequeno não, hahaha. - Ela sorriu.

- Que sorte em.

- Continuando, ele disse que era pra eu sair com ele no dia seguinte, eu saí, e perdi minha virgindade.

- Finalmente!! - Ela gritou.

- No dia seguinte quando fui pra escola, tinha um cartaz enorme. Ou seja hoje, que dizia o quanto eu era vadia, cachorra e essas coisas... - Ela me olhou brava

- O quê? Quem foi o mal amado?

- Deixa eu falar, eu descobri que o Taehyung está apostando com alguém para ver se me pegava, e sabe, que ridículo... - Lágrimas  começou a aparecer - Minjeong  na aula de educação física me ameaçou e eu bati nela. Fui na diretoria.

- Tá certo, putinha do caralho. - Josiane conhecia a Minjeong, na verdade quase a cidade inteira. Ela era filha dos bilionários/trilhonários mais importantes de Seul.

- Fui suspensa, pois o diretor não confiou em mim, porque eu tenho certeza que foi ela que escreveu aquele... - Mais lágrimas aparecerem - Cartaz, depois na saída ela e suas amigas me espancaram, pegou meu ursinho... E o destruiu... - Estava chorando.

- Desgraçada! Se eu estudase com você ainda... Eu mataria ela. - Josiane tinha se formado, ela tinha a mesma idade de Baekhyun.

- Você sabe o quando aquilo era especial? - Ela concordou com a cabeça.

Ela me abraçou, precisava muito de um abraço amigo.

- Então, quero dizer uma coisa... - Ela falou.

- Pode falar.

- Eu e o Jimin estamos ficando!

- KYAAAAAAAAH! É sério?! - Disse emocionada.

- Sim! - Ahhhhh eu fico tão feliz por ela.

- Que bom amiga. - Eu a abraçei. - Tenho outra pra conta também...

- O que é? - Ela disse.

- Baekhyun deu um selinho em mim... - Ela se assustou.

- Como?

- Sabe a hora que o Baek me ajudou a subir os degraus. Eu fui dormir, ele disse pra eu "dormir com os anjos" e simplesmente me beijou, nele achou que estava dormindo.

- Oh Santo GD! - Eu sorri.

- Provavelmente meus tios vão chegar hoje para conversar comigo.

- Que merda em...

Ouço barulhos vindo lá embaixo, logo alguns minutos a porta é batida.

- Entre. - Era a Taeyong.

- Oi _____. Seus tios chegaram, por causa da notícia, eles desejam que você vá até o escritório. - Logo ela sai.

- Vou ter que ir. Você vai ficar aqui? - Perguntei.

- Não, já estava de saída. - Ela desceu junto comigo.

Eu me despedi dela, logo fui caminhando para um corredor longe de casa, era iluminado, tinha outro quarto, parecia mais uma casa. Entrei e encontro logo com meus tios.

- Olá, hoje vamos comentar sobre a suspensão. - Disse minha tia sentada em uma cadeira grande que girava, meu tio estava focado no notebook em cima da mesa.

- A mensagem escrita está dizendo que você começou a bater na Minjeong, você sabe que se ela quiser nos processar nós perdemos, né? -  Meu tio disse, eu concordei com a cabeça - Ela uma das pessoas Mais importante de Seul, por ser filha do dono da YG, e nós apenas ricos que ficamos por criar uma empresa de Idols, conhecida como Big Hit.

- Mas qual é a razão por ter batido nela? - Respiro fundo.

- Ela me humilhou escrevendo um cartaz, pois Taehyung terminou com ela para ficar comigo. Parece que ele voltou com ela, mas Taehyung só me usou... Ele o praticamente tirou minha virgindade e não me assumiu. - Eles ficaram surpresos.

- Namorado é uma coisa delicada, continue. - Disse minha tia.

- Depois, eu fiquei... Com... Ciúmes, porque ela beijou Taehyung, e me ameaçou. Foi ai que eu não pensei e bati. - Continuei.

- Por que ela tem tanta raiva de você? - Falou meu tio.

- Não sei tio Jeon.

- Fui na diretoria,  por não ter provas das ameaças e que ela escreveu o cartaz fui suspensa.

- Não podemos fazer nada, ela tem poder hierárquico maior que o nosso, também foi seu pai que nos ajudou a criar a Big Hit. Então devemos muito a ele. - Minha tia concluiu.

- Conversamos com o pai de Minjeong, e ele diz que vai deixar passar por desta vez. Como punição de suas ações você vai ficar sem seu cartão ilimitado que eu te dei... - Disse meu tio. A não!  Como vou poder compras as coisas e sair? - E se acontecer mais alguma coisa, me desculpa mais você não vai viver nesta casa. Nunca mais. - O quê? Como?

- Mas, a vadia da Minjeong é uma cobra! Ela me arrastou para o fundo da escola e me espancou junto com as suas amiguinhas! Eu não acredito! - Suas feições mudaram.

- Olha a boca!  Olha o jeito que você fala conosco! - Minha tia gritou comigo. - Bem feito! Ninguém disse para você bater nela. Então foi por isso que o seu pai fez vista grossa.

- Mas...

- Sem mas! - Disse meu tio - Peça  desculpas para nós. E também a Minjeong vai vir aqui amanhã, e você irá se desculpar com ela.

- Sim,  tio Jeon. Me perdoa tio Jeon e tia Jeon.

- Acabou, pode ir embora. - Ela disse.

Sai da sala, e subi pra entrar no meu quarto. Jungkook estava me esperando.

- Eu ouvi a gritaria daqui de cima. A conversa não foi muito boa né? - Ele falou.

- Será? - Fui irônica.

- Que pena, seria legal ver essa cena. - Ele riu.
Cheguei perto dele, o fazendo arrepiar, e sussurrei:

- Tem outra coisa que seria legal... 

- O que? - Ele riu de canto.

Fui chegando mais perto, ele parecia meio surpreso. E dei um tabefe na sua cabeça.

- Te bater. - Dei risada.

- A nossa... - Ele disse desanimado.

- Pensou que era outra coisa? - Brinquei.

- Pensei. - Ele disse, que me surpreendeu.

Ele foi chegando perto de mim, perto o suficiente para dar um beijo.

- Kookie? - Eu fiquei surpresa e envergonhada.

- Era isso que eu queria. - Ele foi se aproximando.

Ele quer me beijar?! O que eu faço? De repente ele começou a dar risada que nem louco, se destanciando de mim.

- Qual é seu problema? - Falei suando frio.

- Você é engraçada, você não sabe reconhecer quando eu estou brincando não? - Ele ainda dava risada. Parecia muito real para ser uma brincadeira.

- Não! Isso foi muito real, você daria como um bom ator. - Disse aliviada.

- Obrigado. Vou ter que ir tomar banho tchau. - Kookie falou.

- Ok.

Eu fui no meu quarto também tomar banho, e fiquei pensando sobre as coisas que rolaram hoje, o dia foi devagar. Mas muitas coisas aconteceram. Depois fui jantar em silencio junto aos meus tiose meu primo, mais tarde fui dormir como normalmente eu faço na minha rotina.

Jungkook P.O.V.

Já estava na cama, por que eu fui tão burro?
Como pude ser tão medroso ao ponto de não conseguir beija-lá? Droga! Agora ela vai achar que eu sou um muleque estranho, que fica fazendo brincadeiras bizarras. Eu estava quase lá, finalmente eu poderia ter a beijado.
Minhas pálpebras foram pesando e acabei pegando no sono.


Notas Finais


E ai gostaram?! Estou fazendo seus corações se pede e nos shops né? Era pra eu já ter postado a tarde. Mas eu fiquei jogando LOL (League Of Legends), se alguém joga me adiciona lá: MISMYSTERIUS.

Até mais capítulos, Beijos lindas. 😙😙

SORRY BAE! 😒😒


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...