História Imagine Kim Taehyung (V) - Aposta no amor - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Escola, Exo, Festa, Got7, Hentai, Kim Taehyung, K-pop, Romance
Exibições 503
Palavras 1.591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais outro! Nesse vai ter um pouco de hot. Esperem que gostem! UUHUULL
Boa leitura!

DASI RUN RUN RUN 🏃🏃🏃 (Eu coloco isso para vocês correrem pra ler)

Capítulo 16 - "O que eu fiz? "


Estava saindo daquele prédio, peguei ódio, as pessoas me achavam estranha. Qual é o problema? Minha tia ficou mais tempo no trabalho então Tomo foi me buscar.

~~~ Quebra de Tempo ~~~

Cheguei na porta, ouvi conversas, provavelmente os meninos. Eu abri a porta, era justamente a desgraçada.

- Olá, você deve ser a... Qual é o nome mesmo? - Um homem com cara de rico, roupa de rico, tudo de rico.

- Jeon _____,  senhor Park. - Um de seus empregados, nunca me senti tão inferior naquela sala, até mesmo porque esqueceu meu nome e os empregados se vestiam melhor que eu.

- Ah! É a menina que bateu na minha filha então? - O podre de riqueza brincava com os anéis de ouro.

- Sim, papai. - Falsa.

- Venha aqui garotinha... - Fez sinal com a mão para mim. - Filhinha, o que ela fez?

- Me espancou papai, por causa de ciúmes... - Ele voltou a olhar para mim.

- Quem causou o ciúmes garota. - Minjeong olhou para trás, e quem estava lá? Taehyung conversando com Jungkook.

- Quem... Causou? - Eu não ia dizer que era o Taehyung. - Ninguém...

- Mentirosa! É por causa que eu beijei o Taehyung! - A vadia disse, os meninos voltaram a atenção para mim.

- Na verdade ela me ameaçou... - Me defendi.

- Ameaçou? Como? - Disse o homem sentado como se a casa fosse dele.

- Disse que iria fazer minha vida o inferno... - Estava cabisbaixa com medo. - Ela também fez um cartaz horrível sobre mim...

- Hmmmm. É verdade filha? - Ela logo reagiu.

- Não papai! Eu nem mesmo conheço ela. - Me olhava com desprezo, falsa do caralho.

- Então mentiu para mim garotinha? - É claro que ele iria acreditarna filhinha desagrada. Minha vontade era de matar todos que estavam lá, menos Jungkook.

- Sim. - Perdi minha dignidade, mas eu sabia que iria perde se eu dissese não.

- Que deshonra. - Ele disse. - Peça desculpas para mim e minha filha e depois fazem as pazes.

Aquilo era um pesadelo não era? Eu não podia recusar, ou meus tios podem... Sei lá o que pode acontecer.

- Me desculpa.

Minjeong levantou-se e pediu para eu levantar. Estava cabisbaixa, não acredito que meu orgulho foi embora.

- Me abraçe amiga. - Ela deu um sorriso sinico.

Eu abracei ela, fiquei por um tempo lá até que sussurei em português:

- Vou te mandar pro inferno, vadia. - Dei um sorriso, mas meu olhos estavam em chamas.

Eles saíram, até que fui para meu quarto, chorar. Perdi meu orgulho, minha honra e ainda mais a confiança dos outros, Taehyung mais uma vez estava no caminho, eu estava com o rosto cheio de lágrimas.

- O que houve? - Ele me olhava.

- Sai, se não fosse você na minha vida nada disso teria acontecido... - Empurrei-o.

Ele me pegou e me abraçou. Eu chorava, eu tentava me soltar dele, mas ele é mais forte que eu.

- Me sol... - Ele selou nossos lábios.

Eu não sei se ele tava tentando me reconfortar, algo do tipo ou aproveitar de mim.

- Você aproveitou um momento que estou frágil para me beijar? - Ele me fitava. - Você é um monstro...

Empurrei ele e corri para o quarto, tranquei a porta.

- Não é isso! - Falava através da porta.

Eu não queria vê-lo, foi ele que começou tudo.

- Abre a porta, por favor... - Ele dizia com a voz meio falhada.

- Eu não quero te ver! Você não entende? - Gritei.

Ficou tudo mudo, ele deve ter saído, deitei na cama e fiquei chorando por um longo tempo. Por que sempre eu? O que eu fiz? Esse país me odeia? Não pedi para morar aqui... Não perdi tempo e liguei para uma pessoa importante.

- Filha? Por que está me ligando? - Era a voz que eu queria mais ouvir.

- Mãe... Não quero mais morar aqui... Quero voltar para casa.

- O que? Por que? - Sua voz estava abafada.

- Manheeeeeê... - Chorei.

- Fala o que houve! Por que está chorando?

- O mundo está contra mim! Todos não acreditam em mim!

- Como assim? Explica. - Estava preocupada.

Eu expliquei tudo para a minha mãe, enquanto eu chorava, ela tentava me reconfortar.

- O que eu posso fazer? - Ela disse.

- Deixa eu voltar para casa...

- Ok, mas você tem que ir para o aeroporto só no sábado... - Por favor aguente firme.

- Sim mãe. - Concordei.

- Até mais meu amor, beijos.

- Até, beijos. - Ela desligou.

Eu precisava de mais reconforto, tinha uma pessoa que eu precisava falar.

- Hey! Por que me ligou? - Diz Baekhyun

- Preciso conversar com você...

- Sobre o quê? - Falou

- Minha vida. Posso ir na sua casa?

- Ah... Pode sim. Eu ainda moro na mesma casa.

- Ok.

Eu troquei de roupa, eu coloquei uma calça e uma blusa de manga longa, eu chorei então a maquiagem estava horrível, então tirei.

Sai de casa e pedi para o Tomo me levar na casa de Baekhyun.

~~~ Quebra de Tempo ~~~

Cheguei na sua casa, e toquei a campainha, depois de alguns segundo sou atendida.

- Entra. - Entrei e me sentei no sofá. - O que você quer me falar? 

Expliquei tudo, sobre mim e o Tae, a Minjeong e de eu ir para o Brasil. (Não vou colocar uma conversa gigantesca aqui, vocês já sabem o que ela falou.)

- E você Baekhyun, houve algo horrível na sua vida agora? - Ele respirou fundo.

- Terminei com a minha namorada, ela estava mesmo me traindo. Eu sou um corno... - Seus olhos estavam com lágrimas.

- Baekhyun, eu sinto muito... - Eu abracei ele.

- Não tem problema eu foi superar...

- Eu sei que vai... - Falei reconfortando-o.

Baekhyun olhou nos meus olhos, ficamos parados se olhando, estávamos se aproximando, e nós selamos um beijo.

- Ah, _____, foi automático, não queria... - Eu fiquei olhando ele.

Eu dei outro beijo, e Baekhyun estava abrindo minha boca para a passagem de língua.

O beijo era calmo e delicado, bem esperado do Baekhyun, era gostoso e viciante, o fôlego parou o nosso beijo.

- Uau. - Ele arfava.

Sentei no seu colo e tirei a blusa, ele seguiu meus passos, tirando a sua também. Eu vi seu lindo abdômen definido.

- Seu pai está aqui? - Perguntei.

- Não, estamos a sós...

Ele cheirava meu pescoço e beijava o mesmo, me fazendo arrepiar. Eu deitei ele no sofá e comecei a retribuir, dando beijos em peito e descendo até a barra da calça. Eu tirei seu cinto. Eu estava abrindo quando ouvimos o barulho da porta de abrir. Nós dois se levantamos para ver quer era... É o Taehyung.

- Que porra é essa?! - Gritou.

- Taehyung? O que faz aqui? - Perguntei assustada e sai do colo de Baek.

- Eu é que pergunto. Vocês estavam transando? Que bando de sem vergonha. - Ele se aproximou.

- Cala boca. Por que não cuida da sua vida? - Baekhyun disse bravo.

- O quê? - Taehyung deu um soco no Baek.

- Qual é o seu problema?! - Gritei ajudando Baek se recompor.

- O problema é que você está ficando com o Baekhyun, sendo que você é minha!! - Eu fiquei assustada, porque ele disse "você é Minha"?

- _____, ele está com ciúmes... - Baek falou.

- Ah! Essa conversa de novo não! Eu não estou com ciúmes! - Falou nervoso, por que ele não admite que está com ciúmes?

- Está sim. - Falou Baekhyun - Por causa que estou junto a ela, beijei ela é quase fiz amor.

- Cala boca seu corno! Eu te disse que ela é minha, não disse? - Ele disse aquelas palavras de novo.

- Não! Eu não sou sua! Porque se eu fosse, você não teria me ILUDIDO! - Gritei.

- O quê? - Ele falou.

- Você teria me correspondido! Teria tido "EU TE AMO", pedir para FICAR comigo, ou até mesmo pedir para NAMORAR comigo. - Tirei as palavras de sua boca, eu estava chorando - Se não fosse você Taehyung, minha vida não estaria uma merda, eu não estaria triste, nem carente, estaria normal. Foi só você aparecer na minha vida, que tudo foi pro fundo do poço. Eu queria não ter te conhecido... - Ele me fitava mudo, deixei ele em choque.

- _____, eu... Não sei o que dizer... Desculpa? - Ele não tem vergonha?

- Você não tem vergonha? Você é cruel!Um bosta, lixo. VOCÊ NÃO ENTENDEU QUE EU TE ODEIO KIM TAEHYUNG?! - Essas palavras saíram automaticamente.

Ele não disse mais nada, ele apenas foi pro seu quarto, eu ficava olhando Baekhyun.

- Eu acho que você disse até  demais... - Sentei, no sofá.

- Eu sei... Não era isso que eu queria dizer... - Minha casa caiu... O que eu fiz?

Taehyung P.O.V.

Fui para meu quarto, eu não sabia o que fazer, ouvir aquela palavras... Me fez desabar... Eu não sabia que ela me odiava tanto assim. Que dor é essa que eu sinto no meu coração? Minhas lágrimas escorreu pelo meu rosto. Por que estou chorando? O que está acontecendo comigo?

_____ P.O.V.

Eu fui direto para casa, agora o que eu faço, o que eu fiz? Alguém me ajuda... Eu não sei o que fazer...


Notas Finais


MEU DEUS O QUE EU FIZ!! EU SOU MUITO MÁ MUAHHAHAHAH. NÃO ME MATEM. Confesso que quando estava escrevendo eu chorei... É muito para meu coração. 😢😢😢

É ai gostaram? Até a próxima fui!

AWAKE (Leia ouvindo essa música para chorar) 💔💔💔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...