História Imagine Kim Taehyung (V) - Aposta no amor - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Escola, Exo, Festa, Got7, Hentai, Kim Taehyung, K-pop, Romance
Exibições 221
Palavras 1.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


AYYYYYA!! Voltei!! Novo Cap cheio de coisas engraçadas. Na minha opinião. Hoje não vai ter Hot! Por que minha fanfic não depende só disso. Espero que gostem!
Boa leitura! ❤❤

DASI RUN RUN RUN 🏃🏃🏃

Capítulo 26 - Centro


9:30 de Sábado 

Por incrível que pareça, eu não dormi direito. Por o Taehyung sumiu, nem deixou vestígios, será que ele saiu mesmo com outras? Me levantei, como uma linda e bem e criatura do cabelo de Ninho de Quacho. Isso é maldição só pode.

Fui em direção a cozinha de pijama de ursinho e não ouvi nenhum barulho do Tae e nem da Sun. Logo abri a geladeira, como se fosse a minha casa a procura de rango. Encontrei alguns ovos e bacon, suco e preparei uma massa de panqueca (Bem filme americano mesmo). Coloquei uma música ao fundo e fui com a mão na massa. (Que irônico, não vou detalhes como ela cozinhou, até porque não é uma fanfic Gourmet)

Quando tudo estava pronto, virei para trás e encontro uma criatura sorrindo sentado na cadeira, e como sou medrosa eu me assustei.

- Meu deus! Eu tive um mini infarto no joelho! (Referência) - Me equilibrei para que o alimento não caísse. 

- Nossa, que cheiro bom. - Falou o ser chamado Taehyung.

- Haha, engraçado. O que você quer? - Disse colocando as coisas na mesa.

- Nada, apenas o café da manhã, ou você. - Disse.

- Nem vem, tudo isso é meu. E eu não sou alimento. - Falei sentando na cadeira.

- Nossa... - Ele ameaçou de pegar meu prato, mas dei um tapa na sua mão.

- Para! Minha comida não.

- Por que não? - Parecia uma criança.

- Porque sim.

- Mas "porque sim" não é resposta. - Ele me contra diz. - Aliás, estou dando onde morar...

- Toma. - Peguei um pedaço da panqueca e enfiei na guela dele para não "morar na rua".

- Hmmm... Cozinha bem... - Essa cena parecia Master Chef - Mas então, qual é o real motivo de você estar brava? - Perguntou.

- Você me deixou naquele estado! E com vontade, além de sair com suas putinhas! - Disse sem pensar, ele caiu na gargalhada.

- Ciúmes?! Ai meu Deus.

- É crueldade Taehyung! Não ciúmes! - Fiquei nervosa. - Aliás sair com outas depois disso, acha normal? Uma coisa é certa, é que eu vou me vingar.

- Primeiro, eu acho muito normal. Segundo, não saio com putas. Terceiro, não saí com ninguém, eu fui com os meus amigos. - Explicou.

- Sei.

- E finalmente, esse seu pijaminha de ursinho é tão sexy. Tô com tesão. - Ele brincou e eu apenas ri.

- É pra te seduzir. - Entrei na onda.

- Está dando muito certo. Meu amigo estava dormindo, mas você o acordou. - Ele sorriu de lado.

- Para de fogo. - Falei levando o prato para pia.

- Não tem como. - Ele me abraçou por trás.

- Para de ser gay. - Desfiz do abraço.

Ele deu risada, mas depois ficou sério.

- Então... É verdade que você... Transou com o Jungkook? - Ele perguntou, nessa hora eu fiquei assustada.

- Como você sabe?

- Jungkook contou que esse era o motivo de você voltar ao Brasil. - Ele desfiou o olhar. - Então é mesmo verdade...

- Sim. Idai? Meninos...

- Nada não. - Ele foi em direção a seu quarto de cueca, uma coisa que eu vi, foi a bundinha sexy e durinha do Tae.

- Affe. - Suspirei para mim mesma.

Eu estava planejando sair, eu não queria passar o Sábado na casa do Tae. Eu mandei mensagem para a Josi.

What's App On

_____: minina

Josigrane: Fala flor.

_____: vamos aproveitar que eu n fui para o BR e vamos sair?

Josigrane: Se for pra sair vou ter que levar o Jimin.

_____: mas eu queria que fosse só nois duas

Josigrane: Então nem rola, talvez outro dia.

_____: PORRA, tu me esqueceu né? to tisti

Josigrane: Para de drama.

_____: se fude

What's App Off

Estou nervosa, essa minha semana ta sendo um cú, nada da certo. Eu coloquei uma roupa simples e saí de lá. Uma coisa que eu precisava era procurar um bico. Assim ninguém vai encher meu saco da próxima vez que for morar em uma casa.

Fui na centro a pé mesmo, já que aquela área era perto do centro.

Fui passando em lojas para ver se conseguia um bico, mas estava difícil. Encontrei uma pessoa na rua, era JaeBum, o cara que me humilhou. Tentei passar reto mas ele me parou.

- Olha! Se não é a subrinha dos Jeon. - Ele sorriu.

- Ah, oi...

- O que você tá fazendo aqui? Vai dar em cima de mim de novo? - O Jae se sentou na mesa, na frente de um restaurante.

- Eu... Estou andando por ai. - Respondi indo embora - Então, tchau! - Acenei mas ele me puxou.

- Tão cedo? Vamos conversar...

- Por que está me tratando tão bem Jaebum?

- No serviço sou o patrão, mas aqui podemos ser mais que amigos. - Sorriu. - Me chama de JB

- Hmmm. - Sentei - Parece que estou falando do Justin Bieber. - Brinquei.

- Posso até ser mesmo o Justin Bieber coreano. - Ele riu e ri junto - Agora qual é o real motivo de estar perambulando pelo centro? - Até que ele era legal.

- Estou arrumando um emprego.

- Ótimo! Parece que o que temos aqui é mera coincidência. Eu preciso de uma secretária, você aceitaria? Pagarei 1000 wons por hora. (1000₩, equivalente - a 100 dólares por hora). Junto com folgas.

- O quê?! Tudo isso? - Arregalei meus olhos.

- Sim, é que se você trabalhar não vai ser para a BigHit e sim para YG. - Se ele é rico? Rico é pouco. - Eu sou sobrinho do chefe da YG.

- Nossa!

- Eu trabalho na BigHit para ajudar a sua Tia. - Ele era fofo explicando.

- Uma pergunta... Qual é a sua idade?

- Tenho 20.

- Tão novo e tão rico... - Murmurei.

- Oi? - Confuso.

- Nada não!

- Então, você aceita? - Ele me fitava.

- Claro! Por que não? - Ele sorriu.

- Ótimo! Vai ser divertido trabalhar com você. Na segunda te encontro lá, e roupa formal às 07:00.

- Não vai dar... Tenho escola.

- Quantos anos você tem? - Ele ficou assustado.

- 17. (Na Coreia temos uma ano a mais, ou seja, ela tem 16 e ele 19.)

- Hmmm... Eu posso abrir uma exceção. Te ligo mais tarde! - Ele deu um beijo no meu rosto. - Tchau.

- T-tchau... - Fiquei envergonhada.

Ele saiu. Um galã de novela na minha frente... Eu vou trabalhar para um rico. Ah mas vai compensar... Trabalhar para um gostoso assim... Então fiquei feliz para o caralho.

Aproveitei que estava no centro pra comprar algumas comidas, já que na casa do Taehyung não tem muito e voltei para "casa". 


Notas Finais


É ai gostaram? Eu até demorei um pouco pra escrever, para ter mais do que ler. Uhuull! Gostaram? Sim falei de novo porque quero críticas reconstrutivas. E se tiver um erro me desculpe. Gostaram? Até!

Pergunta: Qual é seu(s) bias/utt?

Me: Bias:todos Utt: Tae (Por isso escrevo uma imagine dele ❤. E gente, eu faço essas perguntas para interagir com vocês! Eu amo ler as respostas e interagir. Ti amo vocês!! ❤❤)

BAEP SAE ❤❤ (Uma das minhas músicas favoritas! )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...