História Imagine Lisa - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Pink
Personagens Lisa, Personagens Originais
Tags Black Pink, Incesto, Lisa
Visualizações 49
Palavras 864
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pedido de um dos meus leitores de "Imagine Jisoo" eu venho com esse da querida - nem tanto por mim. Sorry - Lisa.
Boa leitura...

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Imagine Lisa - Capítulo 1 - Capítulo Único

- Appa eu posso dormir com o senhor hoje?

Ainda com os olhos fechados eu dei espaço para minha filha se deitar.

Senti o outro lado da cama se afundar e logo a minha menina estava coberta, quando fui abraça-la paralisei. Droga Lisa o que você está fazendo?

- Lisa v-você está... Você está...

- Estou o que Appa S/N?

Senti suas mãos fazerem um caminho em meu abdômen por de baixo da camiseta que eu vestia. Aigo.

Afasto-me da garota me sentando na cama, ligo as luzes e o que eu vi, confesso, fez com que meu amigo acordasse. Droga, tenho que admitir, minha filha tem um belo corpo.

- Vai para o seu quarto e se vista agora - ordeno.

- Mas appa eu preciso do senhor - abre suas pernas, dando-me a visão de sua buceta lisinha - bem aqui.

Engulo em seco a olhando. Céus, não posso fazer isso. Ela é minha filha e eu sou casado, o que as pessoas diriam?

Lisa se levanta caminhando em minha direção, quando estava a centímetros de meu corpo a ruiva pegou minha mão a depositando nos seus seios medianos. O suor escorria de meu rosto, tamanho nervosismo que sentia.

A garota olhando em meus olhos apertou seus seios ainda segurando minhas mãos, fazendo minhas mãos se encherem com sua carne.

É pecado estar gostando daquilo? Com certeza.

- Daddy por favor - pede manhosa.

- Eu não posso - suspiro - entenda eu sou seu appa e casado com sua omma.

- Aigo Daddy. Omma não está aqui e esqueça nosso parentesco, esquece nosso sangue.

A menina aproximou nossos rostos me deixando um pouco nervoso. Vi quando ela deixou um simples selar no canto de meus lábios, depois outro e mais um. Quando dei por mim estávamos nos beijando intensamente. Eu a segurava pela sua cintura fina, enquanto a menina arranhava minha nuca com suas unhas.

Por Deus, que toda a divindade me perdoe por esse meu pecado.

Peguei a garota no colo e caminhei até a cama a deitando. Separei-me de seu corpo, Lisa continha uma expressão de luxúria em sua face, a mesma mordiscava os lábios sensualmente.

Lisa chamou-me, não verbalmente, mas sim por sinais. Sorri para a garota indo até ela. Sentei entre suas pernas que estavam aberta, segurei as mesma a elevando ficando penduradas em minhas coxas, sua buceta molhada era uma visão do paraíso.

- Me chupe Daddy. Eu sei que me quer.

Deposita dois dedos em seu clitóris logo os introduzindo em seu interior, céus, como essa cueca me incomoda.

Retirei seus dedos dali, com os meus eu rodeei toda sua região, melando assim meus dedos com o seu líquido. Com um de meus dedos eu a introduzi. Sabia que minha filha já não era mais virgem. Introduzi outro e comecei a mexer-los no seu interior.

- Oh A-Appa.

Ouvi-la me chamar de appa e ainda mais naquela situação que nos encontramos estava me levando a loucura extrema.

Retirei minhas mãos de seu corpo a ouvindo resmungar descontente.

Levanto-me rapidamente retirando minha camiseta a jogando em qualquer canto daquele quarto. Os olhos da minha filha brilhavam enquanto olhava meu corpo seminu.

Com uma certa dificuldade retirei minha cueca e de imediato senti um alívio em meus países baixo.

Deitei-me sobre seu corpo, mas com cuidado de não depositar todo meu peso sobre seu corpo.

Com movimentos leves comecei a esfregar meu pau em sua intimidade, mas sem penetrar-la e pelo o que eu estava a ver isso estava a torturando, algo que eu pretendia realmente.

Corri minhas mãos no corpo da ruiva, cada centímetro, cada curva, os guardando em minha mente. Logo depositei minhas mãos em um dos seus seios o massageando, deixei em seu pescoço minha marca, dizendo que ela era minha e de mais ninguém. E aí de quem dizer o contrário.

- Appa por favor - pede manhosa.

- Quietinha meu bebê. Você está precisando de um castigo sabia?

- Oh. E como o Daddy irá me castigar? - pergunta sapeca.

Aí minha filhinha. Você não sabe o quanto mexeu com a pessoa errada.

Mordo o seu lábio inferior, logo o puxando e o sugando.

- Te fodendo o mais forte! - falo e ela fica arrepiada.

- Então me castiga Appa S/N.

Afasto-me minimamente de seu corpo para poder virar-la de bruço. Mordisquei suas costas até ver a região um pouco avermelhada.

- Embina essa sua bunda para o Appa S/N - ordeno logo sendo atendido.

Coloco dois de meus dedos em sua boca a fazendo chupa-los, quando já bem lubrificados eu os retiro de sua boa e os introduzo no seu buraquinho por certo tempo, pois também os retiro daqui e introduzo meu membro logo em seguida fortemente.

Lisa gritava.

Estocava seu cuzinho sem dó alguma. Como eu havia dito antes ela merecia ser castigada. Segurei seus cabelos e os puxei pra trás e logo beijei desajeitado seus lábios.

Sai de dentro da menina me sentando na cama a fazendo se sentar em meu membro, logo ela começou a cavalga.

Seus seios saltava na minha frente, segurei um deles e logo comecei a chupa-los.

Céus.

Uma, duas, três e quatro chegamos ao nosso orgasmo juntos.

- Daddy quanto... A omma irá voltar de Busan?

- Daí uma semana Lisa - passo minhas mãos sobre seus cabelos suados.

- Oh. Então temos mais uma semana para o senhor me castigar.



Nunca pensei que minha filhinha era assim. Por que não notei antes?


Notas Finais


Ficou bosta eu sei. Me desculpe.
Beijinhos de biscoito...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...