História Imagine Mark( Got7) - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~Kaminforever

Postado
Categorias Garota conhece o Mundo (Girl Meets World), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Riley Matthews, Youngjae, Yugyeom
Tags Bambam, Got7, Jackson, Jinyoung, Mark, Yougyeom, Youngjae
Visualizações 205
Palavras 1.061
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Esporte, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capítulo me deixou no chão.

Capítulo 10 - Momento de loucura


Fanfic / Fanfiction Imagine Mark( Got7) - Capítulo 10 - Momento de loucura

M: Desculpa atrapalhar vocês...eu volto depois.

JB se afasta de mim e fica sem jeito eu desço da bancada e olho para o Mark

JB: Mark não é oque....*eu interrompi*

S/n: JB você não precisa dar explicações para o Mark não somos nada um do outro e ele não tem motivos para ficar aqui.

M: Você tem razão, eu sinto muito.* ele vai em direção a porta*

S/n: Mark, espera.

M: Oque?* Ele volta a me olhar*

S/n: Não apareça mais na minha casa antes desse casamento estúpido, eu te odeio e eu não quero nunca mais olhar na sua cara.

M: Tudo bem...como você quiser

Me mantenho firme até ver Mark sair pela porta, meu mundo todo caiu depois daquilo, eu o amava muito e não conseguia acreditar que ele estava me usando para conseguir oque queria. Eu caio no chão e começo a chorar até sentir JB me abraçar por trás me consolando.

S/n: Porque isso tinha que acontecer? Porque alguém não pode simplesmente me amar pelo que eu sou?

JB: Calma S/n vai ficar tudo bem... vocês só precisam de um tempo e depois vão se entender de novo.

S/n: Como eu posso perdoar ele, ele só estava me usando.

JB: Não é bem assim...

S/n: Não tenta defender ele por favor.

JB: Desculpa,eu sou um idiota.

Ele coloca um de seus braços nas minhas pernas e o outro nas costas assim me levantando e me levando até o sofá onde ele fica sentado e eu me deito no seu coloco chorando enquanto ele pega no meu cabelo.

JB: Vem vamos comer, chorar faz mal.

S/n: Ok

Nós fomos para cozinha e comemos depois disso passamos um tempo na sala até JB ter que ir pra casa.

JB: Eu tenho que ir pra casa mas eu volto às 6 ok? Prometo.

S/n: Tudo bem, você pode me dar o número do Bambam? Eu preciso pedir uma coisa para ele.

JB: Claro tá aqui- ele me dá seu celular e anota o número- agora eu preciso ir.

S/n: Não vai nem me dar um abraço?

JB: Vem cá* ele me puxa e me abraça bem apertado*

Ele vai embora então vou dormir. Acordo com o despertador tocando, eram 17 horas. pego o celular e mando mensagem para o Bambam.

~Mensagem On~

S/n: Aqui é a S/n e eu preciso que me faça um favor.

BB: Fala.

S/n: Eu tenho uma amiga que é sua fã e ela gostaria muito de te conhecer, então queria saber se você pode vir pra cá as 18 horas.

BB: Claro vai ser um prazer ^^

S/n: Thank U!!!

~Mensagem off~

Depois de falar com o BamBam liguei para a Gabriela avisando para ela vir a minha casa hoje e logo em seguida para JB.

~ Ligação On~

S/n: Eu convidei o JB e minha amiga para vir para cá você se importa?

JB: Claro que me importo eu achei que hoje ia ser a noite de casal* faz vozinha triste*

S/n: Aham tá bom.

JB: Estou decepcionado

S/n: Vem logooooo!

~ Ligação Off~

Eu tomei banho troquei de roupa e coloquei uma blusa grande e um short então desci, logo escuto a campainha tocar e vejo Gabriela.

S/n: Tá animada?

G: Muito! Acho que meu coração vai saltar pela boca!*ela fica pulando*

Eu vejo o Bambam se aproximar e ele pergunta em sinais se era ela e eu digo que sim com a cabeça sem ela perceber então ele a abraça por trás.

BB: Calma, eu tô aqui não precisa ficar nervosa.

G: Ai meu Deus...esse é o...?

S/n: Sim!-ela grita- não precisa me deixar surda miga.

BB: Vem vamos conversar assim você vai ver que eu sou uma pessoa normal*ele ri e a puxa*

Eu fecho a porta e vou na cozinha preparar pipoca até eu escutar alguém abrir a porta.

S/n: Quem é?

JB: Muá é claro*rimos*

S/n: Desde quando você tem a chave da minha casa?

JB: Olha eu tô praticamente morando aqui então acho que eu tenho esse direito.

S/n: É por isso que você está com essa mochila?

JB: Sim.

S/n: Me ajuda a levar pipoca pra eles *falo apontando para sala*

JB: Eles são fofinhos.

S/n: Eu sei - faço careta- até de mais.

Voltamos a sala e conversamos,assistimos e jogamos pipocas uns nos outros. Nós ficamos lá por muito tempo até ficarmos entediados.

S/n: QUE TEDIOOOO

G: Que horas são* fala se levantando do chão.*

BB: 1 da manhã.

JB: Vamos pra balada?

S/n: Partiu!

Nos arrumamos então saímos no carro do Bambam. Chegando lá a balada estava muito lotada e então começamos a beber e dançar, uma menina se aproxima e começa a dar em cima de JB.

???: Oi lindo que tal você me pagar uma bebida?

S/n: Que tal você parar de ser oferecida?

???: E quem é você? Eu tô falando com ele e não com você.

JB: Minha namorada, desculpa mas eu não tô disponível.

Ela sai com raiva e começamos a rir dela.

S/n: Namorada é?* Coloco meus braços sobre seu pescoço*

JB: É uma ótima desculpa.

Eu o beijo e ele retribui, nós ficamos lá por um tempo até a maldita falta de ar aparecer.

S/n: Aí meu Deus.

JB: Porque você fez isso?*ele ri*

S/n: Eu não sei- começamos a rir- eu tô muito bebada.

Bambam e Grabriela voltam para perto de nós e ficamos conversando.

BB: Vocês querem dança lá na frente?

S/n: Claro! Vamo JB?

JB: Não precisa nem pedir.

Nós fomos lá pra frente e começamos a dançar e todos estavam nos olhando, talvez seja porque o JB e Bambam eram famosos mas mesmo assim não nos importamos e continuamos dançando. Depois de várias músicas eu fiquei cansada então eu voltei a beber sem parar e já estava ficando louca.

JB: Acho melhor você parar.

S/n: Você não é meu pai.

JB: Mas eu tô cuidando de você então você vai parar.

S/n: Você é um chato!*falo com voz alterada*

JB: Meu Deus você tá muito bêbada*ele ri*

S/n: Eu vou ao banheiro.

JB: Cuidado para não cair na privada.

S/n: Nossa que engraçado.

Me levanto do banco que eu estava e vou em direção ao banheiro me olho no espelho e minha visão está meio embaçada, saio do banheiro e então vou para fora da balada, vou a loja do outro lado da rua e compro uma garrafa de vodka e me sento fora da loja. Bebo toda a garrafa e com dificuldade me levanto. Atravesso a rua até ouvir uma buzina de carro e uma luz forte.

[...]

Acordo e pareço estar em um hospital, olho para os lados e vejo um homem ele estava sentado na poltrona de cabeça baixa e logo em seguida levanta.

???: Você acordou finalmente!

S/n: Quem é você?

???: V-você não tá me reconhecendo?*seus olhos ficam marejados*

S/n: E-eu...desculpa eu deveria saber quem é você?

L: Você precisa sair daqui.

???: M-mas...

L: Agora!


Notas Finais


E aí?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...