História Imagine Mark Tuan - ômega - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Drama, Novela, Romance, Sobrenatural
Exibições 72
Palavras 871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 5 - Capítulo - 5°


Fanfic / Fanfiction Imagine Mark Tuan - ômega - Capítulo 5 - Capítulo - 5°

• no capítulo anterior...

Mark: então, você aceita namorada comigo, eu sei que é cedo mas eu sinto que devo te proteger, cuidar de você e te fazer feliz, se você não aceitar eu vou entender.

Eu: eu....

• capítulo atual...

Eu: eu.....

Mark: você.

Eu: sim, eu aceito.- os olhos deles brilhavam com as tais palavras, estava tão feliz.

Ele me puxa e começar a dar beijinhos em meu rosto.

Mark: eu estou tão feliz, eu sou o cara mais sortudo desse mundo.

A roda gigante começou a descer, saímos e eu ainda não estava acreditando no que acabou de acontecer, estava em choque.

Mark: (s/n) você tá bem.

Eu: to sim, só não é todo dia que você é pedida em namoro por uma pessoa que você pensava que nunca iria namorar.

Mark: te entendo, se namorasse alguém como eu ficaria assim.

Eu: rsrsrs, to com fome appa.

Mark: vem vamos comer algo ali.

Fomos para uma lanchonete que estava perto de nós. Entramos e nos sentamos em uma mesa. Tinha alguns garotos olhando pra mim e Mark não estava gostando.

Eu: appa tá tudo bem.- ele solta um rosnado, o que me fez encolher um pouco.

Mark: não gosto deles te olhando.

Eu: mas eu sou sua e não deles.

Mark: a gente pode comer em casa.

Eu: tudo bem.

Ele levantou e rosnou para os garotos e pegou em minha mão, saímos de lá e fomos pra minha casa.

Mark: vai querer o que.

Eu: pizza, mista e de chocolate com morango.

Mark: tudo bem.

Ele ligou para a pizzaria e fez os pedidos, minutos depois chegou, Mark pagou e trouxe para a sala e eu peguei as bebidas.

Mark: vai querer do que.

Eu: chocolate.- lambi os lábios.

Ele me deu e eu comecei a comer, parecia uma criança, terminei e minha boca estava toda suja.

Mark: você tá toda suja.

Eu: to.- comecei a tentar me limpar.

Mark: tá sujo aqui.

Eu: onde.

Mark: aqui.- ele me puxa para seu colo e me beijou, estava sentido o gosto do chocolate em minha boca.

Ele vai intensificando o beijo para algo mais quente, vai descendo as mãos até minha cintura e apertando, solto um gemido baixo, mas mesmo assim deu para o alfa escutar e soltar um sorriso.

Mark: você é tão sensível assim.

Ele volta a me beijar, como se fosse uma necessidade, nesse momento não se passava nada em minha mente, eu só queria o Mark naquele momento. Comecei a rebolar em seu colo, o fazendo soltar gemidos baixo e roucos.

Mark: você que mesmo isso.

Eu: sim.- disse meio ofegante.

Ele me pegou no colo, fazendo entrelaçar minha pernas em sua cintura e subimos para meu quarto. 

Mark me deitou na cama e ficou em cima de mim, voltou a me beijar, retirou minha blusa e eu fiz o mesmo consigo, arranhava seu abs meio defino, o fazendo solta um rosnado rouco, ele volta a me beijar, e foi descendo e dando chupões e beijinhos molhados em meu pescoço, eu arfava em resposta, retira minha calça, me deixando apenas de roupas íntimas, troco de possíção e começou a dar chupões em seu pescoço, vou descendo e retiro sua calça o deixando só de box, dava pra notar seu volume em sua box preta, trocamos de possíção ele retira meu sutiã e depois minha calcinha, fiquei um pouco envergonhada, pois era a primeira vez que um homem me via núa.

Mark me penetra um dedo, me fazendo soltar sentir um leve incômodo, logo me penetra mais um, o que me fez solta um grito de dor, ele espera um pouco e depois começa a fazer movimentos de vai e vem, eu dava pequenos gemido, Mark para o que está fazendo e  eu resmungo por ter parado.

Mark: pronta.- apenas concordo com a cabeça.

Ele retira sua box mostrando seu membro rígido, pega uma camisinha e coloca, se posiciona em cima de mim.

Mark: vai doer só no começo prometo, pode descontar a dor em mim.- ele coloca minha mãos em suas costas.

Ele vai me penetrando lentamente soltando um rosnado rouco, e eu arranhava sua costa por causa da dor, Mark para em cima de mim, esperando eu me acostumar com o tamanho e eu rebolo minutos depois para que ele prossiga, ele começa a se movimentar lentamente, a dor não estava mais presente, agora era só o prazer.

Eu: a- appa mais rápido.

Mark: como, não escutei.

Eu: m- me fofa mais rápido.

Mark: seu desejo é uma ordem.

Ele vai aumentando a velocidade de sua estacas, ambos gemiamos de prazer.

Mark: t- tão apertada, awaaa.

Minhas pernas começaram a ficar bambas, meu ápice estava perto, Mark não estava tão diferente de mim, ele se aproximar do meu pescoço e inala meu perfume de flores. Depois de algumas estacas chego ao meu ápice, logo em seguida sinto o nó de Mark se fazer presente e ele chegar ao seu ápice.

Ambos estávamos suados e ofegantes, depois do nó se desfazer Mark sai de cima de mim e joga a camisinha fora.

Eu: pensei que iria me marcar.

Mark: só quando seu cio chegar. Vem vamos tomar um banho.- acenti e ele me pegou no colo.

Tomamos um banho e voltamos pro meu quarto, peguei uma roupa do meu oppa e dei para Mark. Nós deitamos na cama e Mark me puxa fazendo ficarmos de conchinha, colocou a cabeça na curva do meu pescoço e ficou fazendo carinho em mim, acabei dormindo e logo em seguida ele também.

• continua.....






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...