História Imagine Namjoon (Hospital love) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Médico, Paciente, Romance
Exibições 11
Palavras 1.166
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Incesto, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie! estou meio ausente né? eu sei, muita coisa pra fazer; Estudar, comer, dormir, estudar, ter que aguenta as pessoas chatas, sofre meu bully diario... essas coisas, MAS AI ESTA mais um capitulo, espero que gostem \(^3^)/

Só quero dizer que fiquei em 1°lugar de melhores notas da minha sala de aula e em 3° lugar da escola toda!

Capítulo 8 - Gosto de você...


 

Eu e Sook ainda estamos escrevendo e ela escreve muito mesmo, acho que já virou a pagina umas 5 ou 6 vezes. Já são 11:30 hora do almoço.

-Lee, vamos para? Está na hora do almoço, sim.

-...Ta bom... – levanto a mão para pega o caderno, mas ela esconde as mãos atrás das costas. – V você não vai lê, vai? – ela pergunta corada.

-Não vou. – respondo rápido. – não vou lê, prometo.

-Tudo, bem! – pego o caderno e a enfermeira logo entra com a comida da Sook.

-Por que estar sem camisa de força?

-A deixo assim quando estamos a sós! – falo colocando sua camisa novamente. – Tenho que ir, volto logo, Lee Sook. – Ela franze o cenho e eu saio deixando ela com aquela enfermeira.

Entro no elevado e aperto o andar onde esta minha sala, saio do elevado e sigo pra ala, não demora a encontra uma sala com “DR.KIM” Escrito, entro e vejo que já esta com moveis. Me sento na cadeira de trás da mesa e encaro o caderno de anotações da Sook.

-Devia lê...- falo pra mim mesmo. – Mas eu disse que não! – pego o caderno. – Ninguém vai saber e não deve ter nada muito importante aqui! – Quando eu iria começa a ler Minatozaki abre a porta da minha sala.

-Achei você! – ela diz sorrindo.

-Pensei que seria sua folga hoje, já que ontem foi seu plantão! – digo jogando o caderno em cima da mesa.

-Que? não gosto de fica em casa só, prefiro fica aqui.

-Legal... queria falar comigo?

-hum? – ela fecha a porta e se senta na minha frente.

-É você disse: ”Achei você” – falo fazendo aspas.

-Ata! Estava, eu consegui a afixa da Sook, o interessante é que... o Dr. Choi disse que não tinha um aqui, então ele foi até a casa dele pegar...

-Estranho, ele leva documentos de pacientes pra casa? –

-Deve ter ficado ruim de corrigi tudo aqui, então levou, o estranho é os outros médicos dela que nunca pediram outra fixa!

-Pode me amostra a fixa? – pergunto e ela me entrega. – Não têm muitas coisas aqui também. – Falo enquanto firo as paginas. – Eu queria sabe o motivo dela esta aqui entende? – encaro Minatozaki.

-Bom... foi por distúrbios não? – ela diz pensativa.

-É mas, como descobriram esse distúrbio? O que ela fez pra isso fica perceptível! Essas são as coisas, que queria saber... O Dr. Choi estar aqui hoje?

-Acho que não, hoje e amanhã é a folga dele, só semana que vem agora, hoje já é sexta!

-É... vou pergunta pra ele! Não tem um outro Dr. Que saiba do caso dela?

-Todos os médicos que ela teve eram de fora do corpo medico do hospital. Então não, só Dr.choi. – Ela encolhe os ombros. Suspiro pesado. – Então, fiquei sabendo que você vai ganha um novo paciente. – dou um sorriso de canto.

-Você sabe tudo que ocorre por aqui, né?

-Sim, eu sei de quase tudo, afinal eu trabalho em todos os andares seria difícil, não saber de nada! – sorri fofa.

-Tem razão...

-Não vai almoçar?

-Não, estou sem fome!

-Ata... bom eu vou indo! Tchau.

-Nos vemos por ai... – ela sai e eu olho mais a sua fixa até da a hora de voltar pro quarto de Sook.

Chego no seu quarto e entro sem bate ela esta deitada no chão, fitando o teto.

-Oi... – falo a olhando de cima, pois estava em pé.

-Ola... – Fala olhando dentro de meus olhos.

-O que esta fazendo?

-Nada... olhando o quarto por ângulos diferentes. – ela ri forçado.

-Não costuma saí do quarto?

-Desde que cheguei aqui, só saio quarto pra ir em consultas aqui mesmo.

-hum... onde você gostava de ir?

-No parque, lanchonete, escola, biblioteca... mas acho que ir a qualquer lugar seria melhor que fica encarando essas paredes, ou por ao menos olha a rua por uma janela. – a voz dela fica tremula, querendo chorar, me sento ao seu lado.

-Vem cá. – Falo trazendo ela para próximo de mim, a colocando entre minhas pernas. Retiro meu celular do bolso. – Gosta de algum cantor ou banda?

-E eu gostava de ouvir Yiruma. – Ela me parece meio desconfortável.

-Gosta de música clássica? – ela afirma com a cabeça. – Posso te mostra outro gênero musical? – Ela afirma novamente. – Olha é muito bom. – Coloco em (Rap Good do Eminem). Ficamos em silêncio ouvindo a musica, ela tenta acompanha a musica em algumas partes.

-Isso é muito rápido... deve ser difícil de cantar.- ela diz se encostando mais no meu peitoral.

-Não é tão difícil assim. – ela me olha rápido, e depois encara a tela do celular novamente.Chega no refrão eu não me seguro e canto junto.

- Uh, summa-lumma, dooma-lumma, you assuming I'm a human

What I gotta do to get it through to you? I'm superhuman

Innovative and I'm made of rubber

So that anything you say is ricocheting off of me...

-Nossa você canta, muito bem! – ela fala surpresa de um jeito meigo e fofo. – E rapidão.

-Você parece uma criança falando! – sorrio e ela fica serio. – Desculpa pensei alto. – nós encaramos por uns segundos, então rimos juntos.

-Você têm covinhas, que fofo. – ela diz com um lido sorriso, mostrando os dentes e fechando os olhos.

Ficamos assim o reto do dia até da a hora de eu ir embora, saio, mais com ela na cabeça. Chego em casa tomo um banho, como algo, ponho uma roupa confortável e deito, logo durmo.

                                    ***

 Passou duas semanas e fico feliz em dizer que estou fazendo progresso com Sook. O Dr. Choi não colabora com informações sobre a Sook, acho estranho mas deixei de mão, faltam três semanas pro meu novo paciente chegar, estou ansioso e tal, mas estou muito focado na Sook, espero não deixar ele de lado. O que estou pensando? Claro que não vou deixar ele de lado!

Chego no hospital e vou pra minha sala, hoje eu tenho plantão então trouxe uma comida extra que o Jin preparou, ponho no frigobar e vou pro quarto de Sook.

-Bom dia! – Ela diz ou me ver entrando no quarto.

-Bom dia. – respondo sorrindo. – Trouxe algo para você hoje!

-O que é? – ela diz.

-Pintura...- ela me encara confusa. – Trouxe uma tela e tintas pra você pintar, gostou da surpresa? – pergunto retirando de novo a camisa de foca dela e lhe entregando a tela com as tintas.

-Eu, adorei, obrigada Dr. Kim! – Ela me abraça forte e senta-se pra começar a pintar.

-De nada! – ela fica desenhando no chão então eu me sento a sua frente, e fico a observando, ela estar realmente feliz, e bem distraída enquanto pintava algo. Seu cabelo ficava caído seu rosto, cobrindo seus olhos deixando-a mais linda, ela tava com um risinho no rosto, enquanto pintava, as vezes olha rápido pra me.

-...Você foi o melhor medico que tive, Acho que gosto de você! – ela diz sem me encarar e eu com certeza eu devo esta corado com o seu comentário.

- Também gosto de você...- Digo baixo, mas auto o suficiente pra ela ouvir. 


Notas Finais


Se de comentem o que estão achando da fic!!

BJS... DE Chocolate sabor menta!! \(^_^)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...