História Imagine Oh my love baby ❤ (SUGA) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Monsta X
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia Romantica, Drama, Hentai
Exibições 140
Palavras 2.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Família possessiva


Fanfic / Fanfiction Imagine Oh my love baby ❤ (SUGA) - Capítulo 7 - Família possessiva




- Quem é essa Yoongi? A empregada? - a mulher perguntou fazendo cara de nojo pra mim.

- Empregada? - perguntei indignada olhando pra ela. Yoongi maia um vez se meteu na minha frente.

- s/n, você vai ter que confiar em mim agora! - ele disse, parecia estar suando muito.

- Como assim? Quem é ela? - perguntei ficando um pouco mais alterada.

- Ela não é ninguém... Vamos lá pra cima. - ele disse nervoso me empurrando na direção das escadas. Mas eu o parei antes.

- Porque você não quer que eu à conheça? Já que ela não é ninguém, não vai ter problema não é mesmo... - eu disse já desconfiando de alguma coisa.

- Cansei desse papinho de casalzinho pobre... - ela nos interrompeu falando. - Vamos Yoongi, vim buscar você. Entra no carro. - ela disse em tom autoritário.

- Não vou entrar em porra de carro nenhum, sai daqui! - ele disse com raiva.

- Ah meu deus... - eu disse sentindo meu sangue ferver. De repente tudo começou a girar. - Você mentiu pra mim...

- O q-que? N-NÃO s/n.. Eu não menti pra você! - ele disse segurando nas minhas mãos, que eu as tirei rapidamente dele.

- Então co-como você explica isso... - apontei pra mulher que via toda aquela cena com cara de nojo. - Ou você quer que eu acredite que vocês não tem nada?!

- Ela... E-Ela... - ele suspirou pesado e me encarou, como se não quisesse que eu soubesse. - Ela é minha irmã mais velha.

- Sua... irmã? - perguntei não entendo. Se era a irmã dele... Porque ele não Queria que eu à conhecesse?

- Eu prometo que explico tudo outra hora... Nós temos que sair daqui agora! - Yoongi disse preocupado, segurando na minha mão e me puxando para subir as escadas.

- Infelizmente, eu não posso deixar que você escape de novo.. Sabe quanto tempo Demorei pra achar você nesse fim de mundo? Eu tive que gastar muito dinheiro maninho ingrato. - a irmã de Yoongi disse cruzando os braços, quando vários homens de terno entraram na casa ao mesmo tempo e ficaram em posição de luta olhando pra Yoongi. A irmã dele tinha um sorriso vitorioso no rosto.

- Min Yong In... Você se deu a todo esse trabalho só por mim? Estou quase comovido. - Yoongi disse me colocando atrás dele, enquanto subia devagar cada degrau da escada.

- Sabe como é nossa família... São exagerados né?! Agora, porque você não colabora e vem comigo... Aí eu prometo pensar em não fazer mal a sua namoradinha! - um sorriso maligno apareceu no rosto dela agora.

- Acho mesmo que eu vou voltar pra quela vida? - Yoongi disse me empurrando fraco para que eu subisse mais um degrau e assim eu fiz. - Nem morto!
Yoongi se virou rápido pra mim e segurou mais forte no meu braço me puxando escada à cima. Ouvimos a irmã dele dizendo alguma coisa como "só vou precisar dele" e segundos depois, os seguranças vinheram correndo atrás da gente.
Yoongi entrou no quarto e fechou a porta a trancando. Pegou uma escrivaninha e a colocou na frente para tentar barrar a porta. Que começou a ser empurrada com força pelo lado de fora. Não ia demorar muito para que eles entrassem aqui.

- E agora? - perguntei nervosa. Yoongi me olhou preocupado e passou a mão pela cabeça.

- Desculpa s/n... - ele disse com a voz fraca. - Eu vou tirar a gente daqui! - Yoongi foi em direção a janela e abriu. Uma rajada e vento frio seguido por algumas gotas de chuva invadiram o quarto.

- Pe-Perai... Vamos sair por aí?? - perguntei com medo na voz.

- Não se preocupe, eu vou cuidar de você... Agora preciso que você confie em mim! - eu já estava sentindo as lágrimas desceram sem ser ordenadas. Ouvi o barulho da porta sendo quebrada ao meio e quando olhei. Um dos homens estava quase entrando dentro do quarto.
Yoongi segurou forte o meu braço e me puxou para perto da janela.
Estávamos no segundo andar, e não era tão longe assim do chão mas... Mesmo assim, era perigoso e assustador.

- Y-Yoongi... - eu disse segurando forte o braço dele. Eu não queria pular da janela e quebrar uma perna ou eu braço e muito menos queria que ele fizesse isso.
Yoongi segurou o meu rosto e me deu um selinho demorado.

- Confia em mim! - foi a única coisa que ele disse antes de me apertar mais forte contra seu corpo e nos jogar para fora da janela. Fechei os olhos para não ver o impacto e quando os abri, estava por cima de Yoongi no chão. Ele estava desacordado. Olhei pra cima e vi os seguranças nos olhando pela janela e saindo bruscamente de lá.

- Ah não... YOONGI! - eu gritava enquanto chorava tentando acordar ele. - YOONGI, POR FAVOR ACORDA! - tentei levantar ele, mas não tive êxito. Até que sinto ele se mexer. - Ahrr, Yoongi? Yoongi? - eu o chamava sem parar. E finalmente ele abriu os olhos.

- s/n... Você está bem? - ele peguntou arfando enquanto tentava se levantar.

- Se eu estou bem? - perguntei indignada tentando controlar as lágrimas. - VOCÊ ME ASSUSTOU! - eu disse dando um tapa fraco no braço dele e o mesmo riu.

- Ainda não estamos seguro... - ele se levantou com certa dificuldade se apoiando nas pernas. - Precisamos sair daqui.

- Você precisa ir pra um hospital.. - disse pegando o braço dele e o passando pelo meu ombro para lhe dar equilíbrio.

- Não, nada de hospital... - ele disse arfando ainda. Olhei para frente e vi que os seguranças estavam procurando por nós. - Agora temos que correr amor.

- Nada disso... - vi um carro luxuoso em frente da casa. Deve ser a irmã dele. Rapidamente coloquei Yoongi no banco de trás e entrei na frente. - Certo, Vamos lá...

- Você sabe dirigir? - Yoongi peguntou preocupado do banco de trás.

- Eu aprendo rápido. - disse ligando o carro e pisando fundo. Yoongi foi jogado para trás com tudo e ouvi ele grunhir. - Ah, desculpa...

- Ta tudo bem... - ele disse rindo enquanto passava pro banco da frente com certa dificuldade. - AHRG! - ele gemeu de dor quando finalmente conseguiu se sentar. O carro deu um pequeno impulso pra frente quando eu frei de uma vez no sinal vermelho.

- Tá doendo muito? - perguntei preocupada.

- Vou ficar bem. - ele disse olhando assustado pra estrada. - Você nunca dirigiu antes?

- Ah, não... É a minha primeira vez. Mas acho que tô indo bem! - disse saindo com o carro de novo. Ele estava fazendo um barulho de ronco como se estivesse direto estancando. Yoongi dividia o olhar assustado entre mim e a estrada.

- Ah... Amor... S/N, FREIA VOCÊ VAI ENTRAR NA CONTRA MÃO! - ele gritou e na mesma hora eu virei o carro com tudo fazendo os motoristas buzinar e me xingar.

- DESCULPA! - eu gritei colocando a cabeça para fora da janela. Coloquei o carro na mão certa e olhei pra Yoongi que estava pálido. - Você tá bem, Yoongi?

- Ahm? To, claro... - ele disse se ajeitando no banco. - Amor, sabe eu tô me sentindo muito melhor... Posso dirigir agora?

- Nem pensar, você caiu de mais de dois metrôs de altura e ainda amorteceu a minha queda! - eu disse sem tirar os olhos da estrada. - E além do mais... Eu tô pegando o jeito...

- Cla-Claro... - Yoongi disse com a voz trêmula colocando o cinto de segurança e se segurando mais no banco do carro. Eu meio que sorri com aquela cena.

- Agora, porque você não me conta sobre a sua... Irmã?! - sugeri e ele me olhou de lado.

- Eu não queria que você tivesse conhecido ela... Ela é perigosa! - ele disse se lamentando. - Tudo que você precisa saber é que tem que ficar longe da Min Yong In.

- Porque? E porque ela tá atrás de você? - peguntou querendo saber mais. Algo me dizia que ele não me contaria tudo.

- Minha família é um pouco... Importante! Eles tem dinheiro e tudo mais, mas, eu não queria mais viver do jeito que estava vivendo então, eu fugi. - ele disse na maior calma do mundo. - Minha mãe nunca aceitaria que eu vivesse minha vida do jeito que outras pessoas vivem, ela é meio controladora demais, assim como a Yong In!

- Então sua mãe mandou sua irmã mais velha levar você de volta pra casa? - perguntei começando a entender mais ou menos, mas alguma coisa ainda não se encaixava direito.

- Aquilo não era uma cara, era uma prisão! - Yoongi disse friamente olhando para fora da janela. - Eu não quero voltar s/n, principalmente agora que conheci você... - ele disse e vi que ele olhava de relance.
Me permite olhar pra ele também.
Yoongi tinha um olhar triste, cheio de sentimentos misturados e eu só queria ajudar ele a acabar com toda essa tristeza.
Até que escuto uma buzina muito alta e me assusto virando o carro de novo. Logo depois uma pessoa gritando.

- SAI DO MEIO DA RUA MALUCA!! - um dos motoristas gritou furioso.

- VAI SE FERRAR! - eu rebati no mesmo tom de voz. Ouvi Yoongi rir alto do meu lado e quando olho de novo pra ele, ele esta se acabando de ri. - Para de ri de mim! - falo com um bico.

- Des-desculpe amor... - ele disse tentando parar de ri. - Você até que tá indo bem mesmo! - então ele se aconchegou mais no banco e eu sorri torto pra ele.

- Com esse carro não vai demorar uma eternidade pra gente chegar em casa! - eu disse feliz da vida. Yoongi se levantou de uma vez.

- Ah, não... O carro! - ele disse preocupado. - Ele tem localizador GPS, temos que sair dele agora. - parei o carro em qualquer canto e nos saímos de dentro dele.

- E agora? - perguntei. Estávamos no meio do nada. Não estava vindo muitos carros na nossa direção.
Ate que depois de alguns minutos um carro passou e Yoongi fez sinal para ele parar.

- Com licença senhor! - Yoongi falou quando o homem no carro parou. - O senhor... Aceita uma troca?

(...)

Já estávamos chegando em casa. Depois que Yoongi trocou o carro, o que não foi tão difícil, já que o carro era lindo e super caro. Ele insistiu que queria dirigir agora, já que tínhamos presa em sair Dalí. Eu concordei dessa vez porque ele estava certo... Se a irmã maluca dele aparecesse de novo eu acho que morreria de medo.

- Chegamos! - Yoongi disse estacionando em frente à minha casa. - Será que a raiva de Jungkook já passou?

- Espero que sim! - disse saindo do carro.
Entramos na casa e ela estava silenciosa.
- JUNGKOOK? - chamei por ele e o mesmo respondeu de algum canto.

- Ainda bem que chegaram! Onde vocês... - ele parou de tagarelar quando olhou pra mim. Seu olhar vagou pelo meu corpo e ele corou violentamente. Aí me lembrei que ainda estava usando somente o casacão que Yoongi havia me dado na casa dele.

- Ah... Isso é... - eu disse tentando abaixar ele para que ficasse mais longo.

- O que é isso, s/n? - Jungkook perguntou ainda meio chocado com minhas roupas.

- A chuva molhou a gente então... Eu tive que trocar de roupa. Nada demais!

- Nada demais? Nada demais?!! - ele perguntou ficando com raiva se aproximando da gente.

- Calma aí Jungkook, é verdade... Ela tava toda molhada e começou a espirrar, então eu dei uma roupa pra ela trocar. - Yoongi disse se colocando na minha frente.

- Ah, agora está explicado porque ela está quase nua... - Jungkook disse fazendo uma cena. - E VOCÊ AÍ, VAI JÁ SE TROCAR! - ele gritou pra mim e eu me assutei indo pra trás.

- Ai que grosso... NÃO GRITA COMIGO! - rebati no mesmo tom, indo em direção ao meu quarto. Deixando ele com um olhar mortal sobre mim.
Olhei pra Yoongi e ele piscou o olho pra mim me fazendo ri e subir as escadas mais rápido.
Tranquei a porta do quarto e fiquei lá dentro processando o que tinha acontecido. Com certeza eu nunca tive um dia tão agitado como aquele. Descobri coisas sobre Yoongi, coisas que eu nem poderia imaginar que existissem.
Ele deve ter tido uma vida difícil. Eu só queria poder ajudar, e talvez agora eu possa. "Não se preocupe Yoongi, agora eu que vou proteger você!"





Notas Finais


~uhuhuhu
~esse teve muita ação...
~espero que tenham gostado
~ate o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...