História Imagine Rap Monster - Namjoon - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Coréia Do Sul, Idols, Imagine, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kookie, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyng, Trainner, Yoongi
Exibições 313
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a super mega demora!
Desculpem-me mesmo!
Estava sem muitas ideias para essa fic e talvez um pouco desanimada!
Perdão amores!
Mas agora voltei com tudo!!!! Novas ideias e tudo mais!
Prometo não abandona-los!!!
Sem mais enrolação...
Boa leitura!!

*desculpem-me se houver erros... Acontece!

Capítulo 7 - Medo... Verdades reveladas... E sofrimento? Quem é você?!


Fanfic / Fanfiction Imagine Rap Monster - Namjoon - Capítulo 7 - Medo... Verdades reveladas... E sofrimento? Quem é você?!

Mais tarde, eu e Suga fomos chamados até a sala de administração.

- Como vocês sabem, hoje em dia o Bangtan Boys é muito influente em todo o mundo, e temos um girl group prestes a debutar. O que queremos lhes informar é que vocês farão um MV juntamente a elas. Hot Girls é o nome do grupo. – dizia o representante

- Somos nós que teremos que escrever a música? – diz Suga

- Sim, mas se preferirem, vocês podem se reunir com elas e escrever juntos!

- Prefiro trabalhar sozinho!

- Que isso Yoogi! Sejamos simpáticos com as meninas!

- Odeio que interfiram ou dê palpites no meu trabalho.

- A Gisele faz parte desse grupo... Da um desconto pra ela, vai... – digo sussurrando no ouvido de Suga

- Tá bom... Eu aceito a ajuda delas!

- Perfeito! Estão dispensados por hoje!

- Vamos... Eu preciso dormir... – diz Suga sério – Mais tarde voltarei pra resolver outras coisas sobre a produção da nova música...

~ Namjoon off ~

~ Gisele on ~

No dia seguinte ao que me encontrei com Namjoon, fui até a agência no período da tarde, pois havia sido convocada.

Fui chamada até a sala de administração, então me dirigi até lá.

- Olá Gisele, veio sozinha? – diz o representante

- Sim... As meninas não quiseram vir!

- Bom, então sente-se!

- Obrigada!

- O que queria lhe informar é que vocês do Hot Girls farão um MV com o grupo famoso da agência, o Bangtan Boys! Suga e Namjoon estiveram aqui a pouco e decidiram compor a música juntamente a vocês!

- As meninas não vão querer... Talvez a Irene queira me ajudar, mas não é nada confirmado!

- Ok! Então posso contar com você?!

- Claro!

- Então amanhã mesmo vocês começam. Esteja aqui as 07:30 da manhã!

Assim que sai, senti meu pulso sendo puxado para um canto escuro do final do corredor. Não deu nem tempo de dizer alguma coisa, pois senti uma mão sobre a minha boca tentando abafar qualquer tipo de tentativa de pedir socorro.

- É bom você não abrir a sua boca ou vai se arrepender!... Vem, vamos até o décimo terceiro andar. Eu vou te soltar, mas se tentar correr ou gritar vai ser pior!... Entraremos no elevador, não converse com ninguém, apenas me siga!... Você entendeu?

Era uma voz muito familiar, a voz do Iboo. Assenti com a cabeça que sim, e assim que ele me soltou, não pensei duas vezes e sai correndo o mais rápido que consegui em direção aos elevadores. Apertei os botões freneticamente, mas percebi que ambos os elevadores demorariam, então corri de pressa até as escadas.

Abri a porta pesada e emperrada que dava acesso à escada de emergência com dificuldade, e assim comecei a descer desesperadamente tropeçando nos degraus e em meus próprios pés.

Passei por cerca de 3 a 4 andares, não me lembro ao certo por conta do desespero. Eu queria muito escapar dele e não ter que passar por tudo aquilo de novo.

Cheguei a tal ponto de não ter mais forças para dar se quer mais um passo. Minhas pernas começaram a fraquejar, mas mesmo assim continuei, não sei como, mas continuei.

Em meio a essa correria toda, tropecei em um dos milhares de degraus e sai rolando até parar em frente à porta de um dos andares. Aquilo havia doido muito, a ponto de não conseguir me levantar.

Comecei a ouvir passos acelerados se aproximarem de onde eu estava, então imediatamente comecei a me arrastar até o corrimão com a intenção de me levantar e continuar a descer o restante da longa escada até chegar no saguão. Porém senti meus pés sendo puxados, me arrastando para trás.

- Achou mesmo que poderia fugir de mim?

Ele me virou para si, para que pudesse fitar o pavor presente em meu olhar. Era realmente o Iboo.

Seu rosto estava cheio de pequenos cortes vermelhos, arranhões e hematomas. Parecia até que havia levado uma surra.

Fiquei a fita-lo assustada com o que via. Ele parecia revoltado com um olhar sombrio.

- O – o que... O que você quer... De mim? – digo gaguejando apavorada com a resposta que poderia vir

- O que você acha?... Vingança! Simples assim! – diz ele com um sorriso psicopata no rosto

- Vingança??!

- Viu o que o seu namoradinho maldito fez com o meu rosto?! – diz ele apontando para o mesmo – Chegou à vez de você pagar, por ter aberto essa sua boquinha maldita, por ter me desobedecido... – diz ele agarrando meu rosto fortemente, me levantando do chão até sua altura.

- Me solta! – digo agarrando sua mão que se encontrava em meu rosto tentando me soltar, o que foi em vão

- Vou te deixar machucada tanto quanto eu fiquei!

Ele me empurrou com toda a força no chão, fazendo-me encostar bruscamente as costas na parede. Se abaixou a minha altura, pois queria saborear aquele momento meu de dor.

- Sabe o que eu deveria fazer?! Matar você e esse cretino do seu namorado... Mas não quero sujar minhas mãos com um sangue sujo como o do seu tipo! E nem acabar com aquele grupinho dele... Isso só me traria mais problemas...

Sem mais nem menos, ele me deu um chute tão forte em minha barriga, que foi o suficiente para me contorcer de dor no chão. Aquilo foi muito forte e eu não conseguia nem respirar direito, muito menos me levantar.

- Levanta! Anda sua vadia!

Sem resposta do meu corpo, ele agarra meus cabelos e me arrasta até a continuação da escada.

- Por favor, não me joga! – digo segurando suas mãos, começando a chorar

- Por que eu não deveria te atirar daqui?... Tá pedindo pra eu ter dó de você?

- Para com isso! Para... Por quê?... Por que você me odeia tanto?!

- Você nem desconfia, não é?!

- Não! Me diz... Por quê? – digo alto com a esperança que alguém me escute, apesar das poucas possibilidades

- Eu vou te dizer... Se é isso que quer... Irmãzinha...

~ CONTINUA


Notas Finais


Espero postar a continuação ainda hoje!!!
Aposto que estão curiosos né!
Até logo anjinhos!!

*Aceito críticas, dicas... Se houver comentários eu responderei assim que possível!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...