História Imagine Shownu - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Show Nu
Tags Monsta X, Shownu
Exibições 286
Palavras 1.189
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


😏

Capítulo 2 - Com força e sem dó.


Fanfic / Fanfiction Imagine Shownu - Capítulo 2 - Com força e sem dó.

    Seu beijo é quente, molhado e agressivo. Enquanto ele me apertava contra si e mordia meu lábio durante o beijo, minhas mãos ficaram passeando entre seu abdômen e peito totalmente modelados. Ele me pegou pela parte interna das coxas e me prensou contra a parede branca. Ele parou o beijo e me olhou profundamente nos olhos recuperando o ar e passando a língua entre os lábios, eu analisava tamanha beleza e ele voltou a me beijar com desejo, suas mãos abriram meu uniforme rasgando e fazendo os botões da camisa caírem no chão, sua mão esquerda apertava minha cintura com tanta força que doía, mas ainda sim era bom, a direita apertava minha bunda, depois ele juntou as duas para massagear meus seios cobertos ainda pelo sultian, minhas mãos estavam em sua nuca. Ele parou denovo o beijo mas sem abrir os olhos e simulou uma penetração me fazendo arfar contra sua boca semi aberta , me soltou e correu até a porta a trancando voltando correndo e tirando sua camisa me dando a perfeita visão de sua pele com pequenas gotículas de suor e seu tórax subindo e descendo, recuperando o ar. Ele parou na minha frente e me mandou virar de costas e apoiar as mãos na parede. A nossa sorte é que o campo ficava em outra área da escola e bem longe dos prédios das salas de aula, porque ele desceu minha saia e começou a me estapiar a bunda sem piedade puxando meus cabelos contra si. Eu soltava uns "ais" altos pela força aplicada no local, depois ele acariciou a área e eu ja escutava sua respiração falha. Me virou novamente para frente e rasgou meu sultian, fazendo meus seios saltarem pra fora, ele os juntou e começou a massagea-los  iniciando um beijo urgente. Desceu sua boca pelo meu pescoço dando selinhos estralados, clavícula e finalmente os seios. Os soltou me erguendo fazendo entrelaçar minhas pernas na sua cintura e começou a mamar como um bebê faminto enquanto apertava o esquerdo e massageava. Eu ofegava e mordia meus lábios revirando os olhos e puxava seus cabelos. Largou meus seios para me beijar mordendo forte meu lábio fazendo sangrar instantaneamente, sugando o sangue depois. Ele me soltou e eu desci minhas mãos pelo seu corpo, chegando a calça e a  desabotoando, acabando de tirar enquanto eu olhava o volume formado em sua boxer preta.

    - Me chupa. - ele ordenou ofegante e eu o olhei aflita porque não sabia exatamente o que fezer, ainda era virgem.

    - Você é virgem? - perguntou curioso e eu assenti sem jeito.

    Ele me ergueu e me beijou calmamente me apertando contra si em um abraço forte. Parou o beijo e disse.

    - Se estiver desconfortável não precisa fazer. - disse calmo e acariciando minha bochecha.

    Eu fechei os olhos e me abaixei. Abri e levei as mãos ate sua boxer massageando seu membro por cima da cueca e o ouvi gemer e puxar o ar entre os dentes. Olhei pra ele e seus olhos transbordavam tesão, desci sua box e seu membro saltou totalmente rígido. Peguei ele e lambi a cabeça rosada de seu pênis enquanto massageava o comprimento. Vi ele tombar a cabeça pra traz e dizer "meu deus", lambi mais uma vez enquanto o massageava e ele desceu a cabeça me olhando firmemente com a boca entreaberta respirando ofegante. Gostei da sensação que ele transmitia de desejo e abocanhei seu membro fazendo ele puxar o ar entre os dentes e passar a língua entre os lábios revirando os olhos. Ele agarrou meus cabelos e ditava a velocidade em que estocava dentro da minha boca, me engasguei várias vezes mas não me importei e continuei até ele gozar, e seu líquido descer pela minha garganta, ele soltou um "aaaah" arrastado e rouco e eu subi novamente e ele me impulsou pra cima me fazendo entrelaçar as pernas na sua cintura. Quanto interrompeu o beijo ele disse.

    - Vou tirar sua virgindade da forma mais insana e gostosa! Se eu começar não vou parar, é sua última chance. - falou me olhando nos olhos.

    - Por favor não fale assim ..... eu quero que me foda com força. - disse sussurrando.

    Ele riu e me beijou ferozmente. Senti ele esfregar seu membro na minha entrada e friccionar cabeça do seu pênis no meu clitóris inchado. Então ele me fez o  desabraçar com as pernas e me desceu subindo uma perna minha até a altura da sua cintura e me penetrar violentamente. Eu gritei de dor e algumas lágrimas caíram, ele as secou com selinhos e começou a estocar com força e rapidez, ele tirava e colocava tudo aquilo dentro de min sem dó. A dor não passava e eu pensava que ele não cansava, até que subiu minha outra perna e me penetrou fundo me olhando e gemendo entre os dentes.

    - Calma, a dor ja vai passar. - falou e me beijou gentimente acariciando minha bochecha a fim de me acalmar.

    E deu certo. A dor foi embora e eu sentia cada centímetro dele se escorregar indo e vindo insanamente dentro de min. Sua cabeça estava na curvatura do meu pescoço e ele aproveitava pra me morder e dar chupões entre seu gemidos roucos. Sua voz e seu corpo se chocando contra o meu, a força com que aplicava nas estocadas e me apertava, colando ainda mais contra ele, seu polegar massageando meu clitóris, suas expressões faciais de tesão, seus músculos se contraindo .... me deram uma descarga de prazer incontrolável e eu gemi mordendo o lóbulo de sua orelha gozando em seu membro que continuava a se mexer dentro de min. Minhas forças  ja tinham ido embora e ele abriu os olhos, me olhou mordendo meu lábio inferior, estocando ainda, levei minhas mãos até seu abdômen e o apertei seu bíceps o beijando, ele arfava e gemia de uma forma tão gostosa que seu rosto inocente escondia bem. Se retirou de dentro de min rapidamente e se masturbou gozando em minha barriga. Sua respiração estava totalmente desconpensada, igual à minha, e ele me abraçou beijando meu pescoço e depois boca. Se sentou no chão e o olhei com desejo. Ele entendeu e bateu nas suas coxas sorrindo maliciosamente, abri minhas pernas  uma de cada lado do seu corpo e sentei em seu membro, subia e descia enquanto ele se divertia com meu seios, massageando e mamando como um bebê.

    - Aaah ..... como você é apertada, gostosa. - falou rouco apertando meus seios com força e com um sorriso safado nos lábios.

    - Aain - gemi descontroladamente e ele jogou a cabeça pra traz arfando com os olhos fechados.

    E assim foi, eu cavalgada em cima dele lentamente até ele pegar na minha cintura e estocar com força e rapidez até nos gozarmos novamente.

    - Vou pedir demissão, pra me dedicar somente a você. - disse enquanto me ajudava a vestir o casaco de frio do colégio, ja que ele havia rasgado o sultian e a camisa.
Ele me beijou com força mais ainda sim com carinho e me olhou nos olhos sorrindo.

    Ele é irresistível.


Notas Finais


Acabou 😘.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...