História Imagine Suga - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagem Original, Rap Monster, Suga
Exibições 250
Palavras 1.218
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Capítulo treze


- Que filme vamos ver? - pergunta Tae.

- Tem algum de terror em cartaz? - indago.

- Terro? Você gosta de terror? - pergunta surpreso.

- Gosto, porquê? Você tem medo? - pergunto curiosa.

- Não, claro que não! - responde com um tom que não me convenceu muito.

Ele foi até a bilheteria ver se tinha algum de terror, quando voltou já tinha os ingressos.

Fomos comprar pipoca e refrigerante para comermos durante o filme, afinal, um filme sem pipoca não é um filme.

- Sua cara de medo foi impagável! - digo rindo.

- Eu não estava com medo, só estava fingindo. - retrucou.

- Seus gritos também foram tudo fingimento né?

- Claro, se for pra fingir que estou assustado, tenho que atuar direito! - responde e logo em seguida me acompanha rindo.

Tínhamos acabado de sair do cinema, o filme tinha sido muito bom. Estávamos na praça de alimentação esperando nossos lanches ficarem prontos.

- Tae, tira esse capuz, você tá sempre usando ele quando estamos em com gente ao redor, quase não consigo te ver direito! - digo. - Tá se escondendo do FBI por acaso? - brinco.

- Não to me escondendo Emy.

- Então tira logo isso, ta me incomodando.

- Não... Eu gosto de usar capuz, meu cabelo está feio hoje, preciso cortar. - responde nervoso.

- Okay, não precisa tirar se não quiser. - me rendo.

Meu celular ckmexa a vibrar, pego e vejo que é uma mensagem de Manu.

Manu: Oi amiga! Eai, como está sendo seu encontro? Desculpa se estou interrompendo, mas é que estou super curiosa.

Sorrio, Manu devia estar vibrando de alegria por eu finalmente estar saindo com algum garoto.

Eu: Primeiramente, você está atrapalhando sim, não desculpo! Segundamente, isso não é um encontro! Já disse que o Tae é meu amigo!

Manu: Nossa, Okay.

Manu: Espera, li certou ou BTS está tão em minha cabeça que esta me fazendo ler coisas agora? O nome do seu amigo é Tae!?

Eu: É sim, bem... Tae é apelido, o nome dele é Taehyung. Eu não comentei isso com você?

Manu: Claro que não, eu teria me lembrado! Não é possível que seja ele... Ou é? Tira uma foto com ele agora e me manda!

Eu: Pra que? Do que você tá falando sua louca?

Manu: Não importa pra que, tira agora!

Eu: Okay.

- Tae, tira uma foto comigo? Minha amiga quer uma foto de nós dois, acho que ela pensa que eu tô mentindo sobre estar me divertindo sem ela. - menti.

Ele vem pra perto de mim e sorri, antes de tirar a foto puxo o capuz dele para que o rosto dele apareça.

- Obrigada. - agradeço, colocando de volta o capuz dele.

Eu: *foto*

Eu: Pronto Manuela, satisfeita????

Manu: Morri. Morri mil vezes.

Eu: ???

Manu: EMILY VOCÊ É MUITO TAPADA!

Eu: Ei! Não venha usar caps lock comigo! Tá achando que eu sou o que!?

Manu: Desculpa, foi a emoção falando mais alto.

Eu: Emoção? Por que emoção?

Manu: Você não tá reconhecendo ele!?

Eu: Eu deveria? Ele é alguém reconhecível?

Manu: Caramba! As fotos que te mostrei não serviram se nada né? Seu amigo é o V !

Eu: Quem é V? Tô confusa '-'

Manu: BTS amiga. Ele é um dos meninos.

No momento em que leio isso, levando meu olhar e olho para Tae, que está concentrado em algo no seu celular.

Eu: Você deve estar se confundindo, qual o motivo dele esconder isso de mim?

Manu: Minha querida, eu sei mais de BTS do que sei da minha vida. Eu tenho cinco pastas só de foto desse menino! Acho que consigo reconhecer.

Manu: Tá com dúvida? Pesquisa o nome dele no Google e vê se eu tô errada. Vai ser perda de tempo, já que eu tô certa, como sempre.

- Tae. - digo chamando sua atenção. - Eu vou ao banheiro rapidinho, já volto, espera nosso lanche.

Ele acena e volta a olhar algo no celular.

Vou até o banheiro e quando entro começo a pesquisar.

Assim que coloco Taehyung BTS no Google e aperto em pesquisa aparece um monte de fotos e pesquisa.

É realmente ele. - penso em voz alta.

Isso explica muita coisa. O fato dele estar sempre de capuz, as vezes usando óculos escuros. O porque de algumas pessoas ficarem pasmas quando escutam sua voz.
E também o motivo d'eu ter achado seu nome familiar.

Por que será que ele não me disse nada?
Será que ele achou que eu iria me aproveitar dele ser famoso? Que iria ser interesseira? - começo a ficar chateada.

Tiro meus óculos, passo uma água no rosto e saiu do banheiro, voltando para a praça de alimentação.

- Nosso lanche chegou! Te esperei pra começar a comer - diz sorrindo, assim que me sento.

- Que gentil da sua parte. - respondo com um tom chateado e ao mesmo irônico.

- Aconteceu alguma coisa? - pergunta preocupado.

Sorrio amarelo e respondo que não, que só estava com fome.

Pego meu celular e mando mensagem para Manu.

Eu: Você tinha razão, realmente é ele.

Manu: Eu avisei. O que você vai fazer agora?

Eu: Não sei. Estou chateada, ele podia ter me contado, acho que não confia em mim.

Manu: Não acho que seja isso, o V não é assim.

Eu: Sei lá, talvez seja. Vou indo, vou lançar agora. Beijo.

Manu: Beijo, depois a gente se fala.

Eu: Okay. Tchau.

Manu: Tchau.

Bloqueio o celular e começo a comer.

Minha vontade é de gritar com ele, perguntar o motivo dele ter omitido ser quem é, só não faço isso porque estou com fome.

Já tínhamos terminado de comer, estávamos no carro dele, esperando o motorista voltar com o estacionamento pago, quando eu não aguento e pergunto.

- Por que não me contou?

- Não contei o que? - fala com uma expressão confusa.

Reviro os olhos, francamente.

- Não me contou quem você é! Porque fez isso Tae? Ou melhor, como é mesmo que você é conhecido... V!

Vejo seus olhos se arregalarem e ele pareceu parar de respirar por um momento.

- Por acaso achou que eu iria me aproveitar de você? - pergunto tentando resistir a vontade de chorar. - Eu sei que você não me conhece a tanto tempo, mas acho que nesse tempo que passamos juntos, deu pra perceber que não sou o tipo de pessoa que se aproveita dos outros! - continuo a falar.

- Me desculpe Emy. - sussurra. - Não era minha intenção. Não queria te magoar, se eu soubesse que você fosse ficar assim eu teria contado.

- Como você achava que eu iria ficar!? - pergunto exasperada. - Uma hora eu iria descobrir. Só descobri isso hoje porque minha amiga é fã de vocês e te reconheceu pela foto! Se não fosse por isso, você não iria falar nada! - falo começando a chorar. - Eu preferia que você tivesse me contado, teria doído menos. - sussurei pra mim mesma. - E não me chame de Emy, estou chateada com você. Só me leva pra casa, por favor. - peço.

Encosto meu rosto na janela e escuto ele suspirar.

Cinco minutos depois o motorista chega, liga o carro e segue o caminho de saída do estacionamento.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...