História Imagine Suga - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine, Romance
Exibições 188
Palavras 1.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Hentai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEI GENTE ♥

TAVA DOIDA PRA POSTAR CAP NOVO

BOA LEITURA

~BJ BJ

Capítulo 12 - Outro acidente?


~ 1 mês depois ~

Estava na aula de Biologia, até que a diretora da escola entra na sala.

- Bom dia alunos.

- Bom dia - Todos responderam.

- Vamos ter um passeio escolar dia 20 de março. - Fez uma pausa. - As turmas que irão são: 9 ano, 1 ano, 2 ano, e 3 ano. - Sorriu. - Iremos fazer esse passeio para vocês relaxarem antes de começar a semana de avaliações. Iremos num Resort que fica no Canadá.

Um resort? Uau, eu nunca fui em um desses.

- Será uma viagem de três dias. Iremos as 7 da manhã, e voltamos as 9 da noi... - Foi interrompida por alguém abrindo a porta. Era Yoongi.

- Desculpe diretora. - Se dirigiu até sua carteira, que ficava na minha frente, e se sentou.

Ele não olhou pra minha cara nenhuma hora. Que bom que ele entendeu que não temos mais nada.

**

- Você fez mais bolinhos de arroz? - Taehyung mordeu mais um pedaço de seu sanduíche.

- Não.

- O que você vai comer hoje, S/N? - Olhou pras minhas mãos vazias.

- Eu esqueci meu lanche em casa. - Fiz uma expressão triste. - Me dá um pouco do seu sanduíche?

- Tá bom. - Ele chegou seu sanduíche perto da minha boca, e eu mordi um pedaço.

- Isso está bom. Quem fez? - Perguntei.

- Jungkook.

- Ah. - Senti um aperto.

Isso seria ciúmes?

- Se quiser, eu peço pra ele fazer um pra você também. - Sorriu.

- Certo. - Sorri.

Yoongi sentou à mesa na nossa frente. Ele estava dando comida na boca de uma garota.

Bastardo.
Idiota.

Yoongi lançou um olhar de deboche pra mim, e puxei rapidamente a gola da blusa de Taehyung, e o beijei. Seus lábios eram macios, e senti que ele estava sorrindo (de boca fechada, é claro). O beijo era inocente, e um tanto necessitado.

Ele correspondeu o beijo, e colocou suas mãos em minha nuca.

Quando ficamos sem fôlego, soltei Taehyung lentamente, e sorri falso para Yoongi. Ele estava boquiaberto, e tinha deixado o sanduíche cair na menina ao lado. A garota deu um tapa nele, e saiu correndo. Sua blusa estava toda suja de catchup.

Olhei para Taehyung, e vi que ele estava sorrindo, com as bochechas vermelhas, e passando o polegar no lábio inferior.

- M-me desculpa... - Desviei o olhar.

- Eu sei que você me usou pra fazer ciúmes. - Riu. - Pode me usar novamente. Não ligo se for você. - Deu um sorriso.

- Você pode fingir que é meu namorado?

- Se isso te fizer feliz, sim.

- Uhu! - Dei um abraço nele.

**

- Bom, Tae, você tem que andar de mãos dadas comigo, e quando passarmos na frente do Yoongi, a gente começa a rir. Ok?

- Ok.

Entrelacei nossas mãos, e fomos andando até no meio do pátio.

- Tae, novo plano.

- Aish, o que é dessa vez? Você já parou cinco vezes! - Revirou os olhos.

- Aja naturalmente. Como se você fosse mesmo meu namorado.

- Certo.

Yoongi estava olhando pra gente. Tae me levou ainda de mãos dadas, até um arbusto, onde estava perto do banco em que Yoongi estava, e arrancou uma flor.

- Uma flor, para outra flor. - Colocou a flor atrás da minha orelha.

- Awn.

- Que namorico nojento. - Yoongi revirou os olhos e fez barulhos de vômito. - Parecem dois doentes.

- Os incomodados que se mudem. - Puxei Tae, e selei nossos lábios rapidamente. Dei um sorriso falso para Yoongi.

- Nojentos... Vão se engolir na casa de vocês. - Revirou os olhos e saiu dali.

- Acho que deu certo. - Dei pulinhos.

- Qual é o seu objetivo? Voltar com ele, ou só fazer ciúmes?

- E-eu... Não sei...

- Hum... - Olhou pro chão.

- Tae...?

- Sim? - Olhou pra mim.

- V-você gosta de mim?

Ele permaneceu uns minutos em silêncio, que pra mim pareciam horas.

- Eu não gosto de você, S/N. - Fez uma pausa. - Eu te amo. Te amo tanto, que quando chego perto de você, parece que vou explodir. E quando você me beijou pela primeira vez, eu percebi mais ainda o quanto eu gosto de você. Eu queria muito que esse namoro falso fosse verdadeiro.

S/N o que você fez...?

Você estragou sua amizade, e despedaçou o coração dele.

Você vai terminar esse namoro falso por aqui, antes que você acabe fazendo seu melhor amigo sofrer mais.

- T-tae... Me desculpa. Eu não sabia que você sentia isso, e te usei. Fiz você sofrer.

- S/N, eu não me importo se o meu coração for machucado por você. - Deu um sorriso pequeno.

- Tae, eu não vou mais fingir que você é o meu namorado. Eu não vou me perdoar se você sofrer por mim.

- Ok... - Deu um sorriso triste.

- A gente se vê amanhã... - Dei um tchauzinho com a mão.

- Tchau.

**

Cheguei em casa, e caí no sofá.

- S/N, sua idiota.

Meu telefone começou a tocar, e vi que era de um número desconhecido.

Ligação ON

- Alô?

"S/N!"

- Jimin?! Como conseguiu meu número?

"Eu tenho os meus contatos."

- O que você quer?

"Bom, o Yoongi sofreu um acidente. Vem logo, ele tá quase morrendo."

- O QUÊ?

"Nós estamos aqui no Hospital."

- NÓS? QUEM ESTÁ AI COM VOCÊ?

"Não dá tempo pra discutir, vem logo."

**

Cheguei no hospital, e entrei direto na sala em que Yoongi estava.

Ele estava com o corpo cheio de feridas, e estava tomando soro.

- Yoongi! - Ajoelhei perto da cama de Hospital.

Comecei a chorar.

- Eu devia ter te perdoado... - Peguei a mão dele. - Nunca irei me perdoar se você morrer... - Chorei mais.

- Acorda! - Chacoalhei a mão dele.

- ACORDA! - Gritei.

- Eu tenho tanta coisa pra falar com você... - Encostei sua mão em meu rosto.

- E-eu... Eu ainda te... Amo.

- Você ainda o quê? - Arregalou os olhos.

- Espera aí, quer dizer que você não sofreu acidente nenhum?

- É. - Riu.

- IDIOTA, EU ACHEI QUE VOCÊ ESTAVA MORRENDO!

- Não está feliz por eu estar vivo? Você disse que ainda me ama. - Sorriu.

- NÃO AMO MAIS! - Bati nele.

- Ai! Ai! S/N, você é forte!

- EU SEI, IDIOTA!

Ele me puxou, fazendo com que eu suba na cama de Hospital, e fique em cima dele.

- Naquele dia, você não deixou eu me explicar. - Me abraçou.

- Tá... Desembucha.

- A Sun Hee, é filha da amiga da minha mãe. A gente se conhece desde que éramos crianças, e essa louca é apaixonada por mim. Eu não suporto aquela garota. No dia da cirurgia, minha mãe avisou que ela estava entrando, e eu não deixei. Só que ela deu um grito comigo, É disse que era pra eu ser educado. Aí aconteceu aquilo. - Acariciou minha cabeça.

- Quer dizer que você não queria que ela te visitasse?

- É.

- Hum. - Retribui o abraço.

- Você me perdoa? - Fez bico.

- Perdoo. - Ri.
































   


Notas Finais




Gente, eu tô pensando em escrever uma outra fanfic, chamada "Jin, the Princess " Oq acham?

Bom, divulga a fanfic pros amiguinho se vcs gostarem

~bj bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...