História IMAGINE SUGA BTS - A louca do elevador - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Dança, Drama, Hentai, Jikook, Kpop, Musica, Namjin, Revelaçoes, Romance, Suga, Vhope, Yaoi
Exibições 4.577
Palavras 728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ESPERO QUE NÃO SE DECEPCIONEM COM O CAPITULO!

Capítulo 40 - O único fácil sou eu.


Fanfic / Fanfiction IMAGINE SUGA BTS - A louca do elevador - Capítulo 40 - O único fácil sou eu.

BRUNA P.O.V

 

— Tá gostoso? - Falou se referindo ao prato principal.

— Tá ótimo. É bem diferente das comidas do Brasil. Pra ser sincera, eu gosto dos pratos daqui, porque gosto de comidas apimentadas.

— Já como você citou isso, no nosso próximo jantar quero que você faça alguma comida brasileira pra mim. - Disse rindo.

— Então você quer outro jantar comigo. - Sorri.

—  Claro que sim. Estar com você é sempre bom. Sabe, eu sei que você tem estado ocupada, e até eu tenho estado ocupado também. Só que... eu quero te encontrar outras vezes.

Logo em seguida, terminamos de jantar e ele fez questão de pagar a conta. Eu até tentei pagar, mas ele fez questão. Saímos do restaurante e fomos em direção à um parquinho perto dali. A última recordação que tenho desse parquinho foi quando eu vim chorar por causa do Yoongi beijando a Yumi. Confesso que eu não conseguia parar de pensar nisso ao voltar nesse lugar.

— O que você tem? Parece triste...

— É que... tem muitas coisas que eu quero esquecer.

— Coisas de trabalho ou coisas relacionadas ao coração?

— Coisas relacionadas ao coração. - digo triste.

— Então, você gosta de alguém. Estou certo?

— Sim. - respondo triste.

— Confesso que eu queria que seu coração estivesse disponível, mas já como ele não está... - fala desapontado.

— Por favor, não me entenda mal. Eu não quero mais gostar dessa pessoa.

Ele se colocou em pé na minha frente e me olhou intensamente.

— Então eu posso me aproximar de você? - disse dócilmente.

— Sim, você pode se aproximar. Só que, eu precisei ser sincera contigo. Gosto muito de você e não quero te magoar.

— Fecha os olhos.

— Quê? - Pergunto sem entender pra quê fechar meus olhos. Mesmo assim, fechei rápidamente.

— Espero que fique bem após isso. - logo em seguida me beijou.

Segundos durante o beijo, sinto o corpo dele se afastar do meu rapidamente e abro os olhos assustada. Ele estava no chão e Yoongi estava ali enfurecido.

— YOONGI! Solta ele! - Gritei vendo os dois se socando no chão - PAREM! PAREM!

— Qual o seu problema? Não devia se meter com ela, seu cretino! - disse socando mais uma vez o JB.

— O que foi? Tá com medo de perder ela também? - disse e logo em seguida deu um empurrão no Yoongi que caiu.

— Tenha cuidado com as palavras que saem da sua boca. Eu posso quebrar todos os dentes dela se continuar.

— Por favor, Yoongi, PARA! - digo o segurando antes que o mesmo avançasse sobre JB. - Desculpe JB, eu te ligo depois.

Então pego no pulso do Yoongi e vou arrastando ele dali.

Quando chegamos quase na rua da empresa, parei e o encarei. Ele me olhou com tédio.

— Dá pra me explicar porquê atrapalhou meu encontro?

— Dá pra me explicar porquê você tava beijando ele?

— Tem como parar com isso? Eu te perguntei primeiro. E, ah, pra sua informação, eu tenho o direito de beijar QUEM EU QUISER.

— Ah, então é assim? - diz me olhando com raiva - Então quer dizer que você é mesmo uma garota vulgar que se envolve com o Kook e sei lá mais quantos, e depois vai se deixar levar pelo JB? - Falou enfurecido.

— Muito melhor me envolver com outros caras do que com uma pessoa fria como você! Frio! De gelo! Sem sentimentos! É isso o que eu acho que você é! Sabia que me magoou muito me testando?

— Não foi... - disse por impulso - Não foi um teste caramba! Eu nunca testei você! Você que se envolveu com meu amigo logo depois que saiu daquela maldita despensa e agora faz a mesma coisa com o JB!!! Quem daqui tá sendo testado afinal? Será mesmo que é você? Não. Você joga toda a culpa em mim, mas é você a culpada! Você estragou minha vida!

— E isso te dá o direito de me seguir?

—  Não, isso me dá o direito de querer ficar com você aqui e agora. - disse e me puxou pra perto do seu corpo.

— Porquê insiste em me usar assim? Está colando seu corpo ao meu. Acha que eu sou tão fácil assim? - tentei me fazer de forte, mas não deu certo mais uma vez.

— Não, o único fácil sou eu que quero sua boca agora só pra mim. - logo em seguida, me beijou.


Notas Finais


Espero não ter decepcionado vcs com esse capitulo!
O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...