História Imagine Suga (Yoongi) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais, Suga
Exibições 62
Palavras 883
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Quase Tragédia


        Lhe dei meu melhor sorriso, falso, assim como o dela.
        - O Yoongi está? - crispei os lábios de leve.
        - Não, ele foi fazer compras mas já volta, pode entrar se quiser - lhe dei passagem, juro que quase vômito ao sentir o cheiro daquele perfume enjoado. Jesus, como alguém usa algo assim?
        - Obrigada - sentou no sofá. Fui até a cozinha pra pegar um copo de água - Imagino que você seja a Snr. Min - confirmei lhe entregando o copo - ouvi falar bastante de você por, Suga - Suga? - é bonita, mas não me parece muito cuidada.
        - As vezes trabalhar em um hospital não favorece tanto, principalmente prós cirurgiões chefes - sentei na poltrona.
        - Entendo - colocou o copo na mesinha de vidro - sabe, estamos sentindo muito a falta do Suga na galeria - eu imagino Como Ela devia estar sentindo falta dele - será que...
Você não poderia o deixar livre para nós por umas duas semanas?
        - Sinto muito, mas minha gravidez é complicada, eu mal consigo andar direito sozinha como deve ter notado - mordeu o lábio meio irritada, dei um sorriso sarcástico autêntico - então não vou poder liberar ele pra você, e talvez nunca - ela me encarou surpresa - achou que eu não sabia? Esse seu perfume ficou guardado na minha mente, e sinceramente, use outro, esse me da náuseas.
        - Então não preciso fingir? - neguei ainda sorrindo - um alívio de certo modo, mas, estou curiosa, eu pensei que você fosse querer se divórciar depois de descobrir.
        - É eu ia, depois de dar a luz, mas agora que vi você, repensei - me fitava duvidosa - não vou deixar ele livre pra nenhuma puta,  so pela sua cara sei dizer que dorme com vários, e isso me faz tirar a conclusão, você vai fazer com ele o mesmo que ele fez comigo - ofegou - e eu amo aquele idiota demais pra deixar isso acontecer.
        - Ha. .. - se levantou - você é somente uma tola apaixonada -  suspirei murmurando um "eu sei..." - é uma boba achando que ele não vai me procurar novamente, e se não à mim, procura uma outra - sorriu presunçosa - veja bem, você é bonita mas está acabada, e ainda está grávida, acha mesmo que ele não vai procurar uma outra pra se aliviar já que a querida esposa não o faz? - por mais que eu não fosse admitir, o que ela dizia tinha lógica - o que acha que ele está fazendo nesse momento? Fazendo compras? Tem certeza? - eu não queria pensar naquilo, ela podia muito bem estar certa, quem me garantia que ele foi só fazer compras?
        - Isso não importa - respondi com frieza - pelo menos não vai ser com você - sorri de lado - sinceramente, me pergunto onde foi para o bom gosto do meu marido quando escolheu justo uma mulher como você pra me trair - mordeu o lábio irritada. Ela estaca obviamente muito irritada, se tinha achado que ia me desestabilizar só com isso, é realmente uma tonta iludida - agora, me faça esse favor, saia da minha casa antes que esse seu perfume fique impregnado - levantei devagar.
        - Sua baleia tonta - deixei um suspiro escapar. Que mulher idiota, nem chingar sabe - o Yoongi era pra ser meu, ele me prometeu que ficaria comigo!
        - Tá, tá, tá, me poupa dessa de puta iludida e apaixonada -andei até a porta - eu conheço bem meu marido, ele não é de fazer esse tipo de promessa, olhe pra mim, ele me traiu. E cá entre nós, você mente muito mal - abri a porta -agora, se me der licença, eu tenho mais o que fazer. Comer por exemplo.
        Não sei o que tinha dado em mim, mas ver aquela mulher espumando de raiva valia o preço de me arriscar estressar. Ela passou por mim, mas não saiu, parou na minha frente me olhando furiosa.
        - Não consigo entende, como pode ficar tão calma? - sorri.
        - Eu não posso me alterar com coisas inúteis, sinceramente, você não vale o meu ódio.
        Foi em questão de segundos, eu nem sequer consegui ver seu movimento. Ela me pegou pelos cabelos e começou a me puxar em direção à escada. Essa vadia não ia fazer isso, ia? Temi, não por mim, mas pela minha criança dentro de mim.
        - Me solta vadia! - tentava a todo custo me soltar, mas no momento eu não tinha forças. Olhei lá para baixo quando ela se aproximou da escada. Estava assustada, como nunca estive antes, eu poderia perder meu bebê simplesmente caindo sentado no chão, agora imagine o que aconteceria se eu saísse bolando por aquela escada.
        - (S/n)!? - era a voz de Yoongi. Consegui olhar pra cima e vi a vadia sorrir, então olhei pra Yoongi, ele estava assustado com aquela situação e parecia até desesperado - solte (s/n) agora! - gritou.
        - Como quiser - me empurrou.
        Não sei o que aconteceu depois daquilo, só me lembro de envolver minha barriga com minhas mãos, bater a cabeça e apagar. Quando acordei, estava novamente numa cama de hospital, e minha barriga redondinha de grávida já não estava mais lá.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...