História Imagine Taehyung - a nossa loucura combina - Capítulo 54


Escrita por: ~ e ~Mikiko

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Tags Bts, Tae, Taehyung, Taetae
Visualizações 151
Palavras 1.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 54 - Traída


Fanfic / Fanfiction Imagine Taehyung - a nossa loucura combina - Capítulo 54 - Traída

S/N ON

Durante o caminho para a casa dos meninos, fico me perguntando o porquê do Taehyung não querer mais ir em minha casa. Será que fiz algo que ele não gostasse? Quando eu estava saindo Dani implorou de pé junto para que eu ficasse, ela tem algo a me dizer, porém disse a ela que me contasse quando eu voltasse. Devo estar errada em deixar minha amiga sozinha, porém eu quero ficar o máximo de tempo possível perto do meu namorado, após aquela notícia que nos abalou em um nível drástico, estou me sentindo mais carente do que antes. Não carente de seus toques malicisos e quentes, estou carente do seu carinho e seus toques inocentes que me deixam cada vez mais apaixonada. Desculpa Dani, por te deixar sozinha, juro que será por pouco tempo.

Chego na casa dos meninos e vou direto para o quarto do Tae, graças a Deus eu sei a senha para entrar na casa, senão teria de ficar esperando na rua. Deixei minhas coisas encostada na parede e me sentei na cama. O dia está com uma temperatura muito agradável, então estou usando uma camiseta listrada com um vestido preto por cima. Ouço o barulho da porta se abrir e logo as vozes tomam conta, realmente eles fazem muito barulho.

Taehyung: Jagi você já chegou? - ouço o grito de Tae. - jagi?!

S/N: Sim eu já cheguei, estou aqui em cima amor. - ouço os passos acelerados dele na escada. - por que você está tão alterado assim? 

Taehyung: Nós precisamos ter uma conversa séria é extremamente irritante, porém vamos tê-la após comermos o lanche do Jin, ok? - assenti e então ele sorriu para mim. - que bom que você está aqui.

S/N: Estou aflita com isso... - fico cabisbaixa. - é algo muito sério? - Taehyung segura meu rosto com as duas mãos e me dá um selar demorado.

Taehyung: Não se preocupe, venha vamos descer, os meninos querem te ver e Jin está preparando algo especialmente para você. - ele estica sua mão para mim.

Seguro a mesma e então saímos juntos em direção a escada, me sinto eufórica ao ver um sorriso estampado no rosto do meu nenê. Sei que estamos passando por um momento não muito bom e, creio que o Taehyung já deve ter dito a todos durante o ensaio. Chegamos na cozinha e todos estão reunidos, começo a receber abraços e beijos na bochecha, mesmo eles tendo me visto no dia em que chegamos, dois dias atrás, eles ainda não tinham matado a saudade totalmente.

Jin: Eu fiz um ramen para você, e de sobremesa eu comprei uma torta de chocolate preto com morango. - Jin me disse isso enquanto me abraça.

S/N: Eu não estou doente, mas estou adorando os mimos. - Jin me soltou então eu me sentei na mesa junto a todos. - eu estava ficando tão magra, Taehyung não sabe nem fazer um ovo frito para mim. - digo manhosa.

Jungkook: Como você pode tratar nossa bebê assim hyung? - Tae me olha cerrando os olhos. - e ainda a olha maldoso assim.

Taehyung: Você nem me pediu um ovo frito senão eu faria. - ele diz resmungando de boca cheia. - de agora em diante irei cozinhar para você, espera só.

S/N: Todos estão de prova sobre essa promessa dele. - todos concordam comigo, volto minha atenção a Tae e lhe dou um sorriso. - você está comprometido com isso de agora em diante.

Taehyung: Estou comprometido com tanta coisa, uma delas é você. - um sorriso irônico domina seus lábios. - tenho sempre que estar atento a esse bebê, senão um desastre ocorre.

S/N: Eu tô de greve. - Taehyung larga os hashis bruscamente e me encara boquiaberto, o restante começa a rir do pobre coitado. - foi isso mesmo que você ouviu, "o bebê" - faço aspas. - está de greve.

Taehyung: Ok, igual não estamos fazendo nada a muito tempo. - todos começam a se interessar por nossa discussão. - já estou ciente disto.

S/N: Não estamos mesmo, você nega todo tempo parece que tem medo de algo, sinto que você está muito broxa ultimamente. - os meninos não aguentam e caem na gargalhada.

Taehyung: Já chega! - ele diz em um tom de derrotado. - você parece estar muito bem já, acho que já posso resolver meus pendentes à noite.

Suga: Antes você tem que contar algo a ela. - o clima volta a ficar sério. - falando nisso, parece que o pequeno Jimin já foi para a casa da S/N. - isso soou como se ele estivesse irritado.

Taehyung: Sim, jagi já que estamos prontos, vamos subir? Tome um banho e então iremos conversar.

  [...]

Subimos para o quarto em silêncio, eu tomei um banho calmo e relaxante, sentir a água escorrendo foi uma sensação de satisfação pura. Quando eu sai do banho, Taehyung entrou para o seu porém foi mais rápido do que eu. Estou sentada no meio da cama com um cobertor em minhas costas, tenho em mãos um travesseiro que abraço, Tae terminou de se vestir, ele me olhou com um semblante sério. Me senti arrepiada ao ele me encarar assim, o mesmo veio em minha direção e se sentou em minha frente, antes de começar a falar ele passou seus dedos pela minha bochecha tirando uma mecha que ali estava.

Taehyung: A Dani te disse algo ao você falar que viria para cá passar uns dias? - assenti de forma positiva e vi um sorriso irônico se formar. - descarada ela. Muito descarada.

S/N: Por que você está falando dessa forma, amor? Você sabe que ela é minha amiga e não me fez mal algum. - não gostei do tom nem das palavras usadas por ele. - não se refira assim a ela.

Taehyung: Me escute atentamente antes de tirar qualquer conclusão do que eu falei. - ainda com o semblante sério ele me disse essas palavras, somente concordei e permaneci em silêncio. - você sabe... na noite passada ficamos pensando que eles sabiam sobre o ocorrido, que não vem ao caso citar tais palavras. Então quando cheguei na empresa hoje tratei de logo tirar satisfação sobre isso. - como esperado. - então todos me olharam apavorados, negaram que sabiam disso, o único a ficar calado e encolhido foi o Jimin, namorado da sua amada amiga que não quer lhe causar mal algum. - senti meus olhos ficarem úmidos. - não chore! Não, não! Jagi não chore. Eles disseram que fizeram isso para o nosso bem. - grande piada.

Enquanto Taehyung estava ali secando minhas lágrimas com o seu polegar e, a espera de que saísse qualquer palavra da minha boca, me lembrei de mais cedo quando ela me implorou para ficar em casa. Quando me senti culpada por ter a deixado, sendo que a mesma me esfaqueou pelas costas, me senti totalmente traída, como ela pôde pensar em se meter na minha vida desse modo? Quem ela pensou ser para fazer algo deste tipo? Me sinto uma completa idiota por me sentir culpada quando ela estava novamente tentando mentir para mim. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...